quarta-feira - 30/04/2008 - 09:24h

Gerais… Gerais… Gerais… Gerais


Ás na área comercial de mídia, Nilton Silva, o "Nilton Baresi," passa a atuar na FM União instalada em São Gonçalo, que integra a Rede União (TV’s e rádios). Sucesso.

Um time de jovens advogados e outros profissionais liberais tem dado uma oxigenada no Potiguar. Ouvindo os mais experientes, eles podem fazer muito mais pelo alvirrubro.

A FM Costa Branca, de Areia Branca, está guardando em segredo alguns investimentos. Deve aumentar potência e investir no mercado mossoroense.

O artista plástico mossoroense Rogério Dias está preparando exposição. Seus quadros estarão à mostra na Capitania das Artes em Natal, de 1o a 17 de junho próximos. Ele atende a convite do professor Rinaldo Barros, além do artista Vatenor.

Categoria(s): Nelson Queiroz
quarta-feira - 30/04/2008 - 09:09h

Pensando bem…


"A arrogância vem antes da queda".

Provérbio alemão

Categoria(s): Pensando bem...
  • Repet
quarta-feira - 30/04/2008 - 00:06h

Vida boa é a dos outros


Acompanho noticiário, em que o atacante de futebol Ronaldo, o "Fenômeno", aparece envolvido em polêmica com três travestis. Cabe citar a sabedoria popular: "Vida boa é a dos outros."

O enredo tem ameaça de espancamento, suposto uso de drogas, tentativa de extorsão etc.

Não é fácil ser Ronaldo. Mesmo com a montanha de dinheiro e fama, tratado como um mito em todas as partes do mundo, há fantasmas e dores que só ele consegue sentir. Humano, como qualquer um de nós.

* Saiba mais AQUI.

Categoria(s): Blog
terça-feira - 29/04/2008 - 23:22h

TRE promoverá orientações para campanha 2008


Convenções partidárias, pré-requisitos para ser candidato, limite de gastos, exame e julgamento de contas, como realizar uma convenção partidária, informações de doadores e fornecedores.

Estes são alguns assuntos que serão abordados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) durante o I Ciclo de Palestras da Justiça Eleitoral – Eleições 2008. O evento vai acontecer nos dias 16 de maio (Caicó), 19 de maio (Santa Cruz), 26 de maio (Mossoró) e 9 de junho (Natal).

A iniciativa é destinada a candidatos, representantes partidários, assessores jurídicos e contabilistas.

Saiba mais AQUI.

Categoria(s): Sem categoria
terça-feira - 29/04/2008 - 23:12h

Vereadores do Apodi provam perseguição e garantem mandato


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) julgou improcedente nesta terça (29), a representação 2706/2007, interposta pelo Diretório Municipal do PMDB de Apodi contra os vereadores Tibúrcio Marinho da Costa e Antônio de Souza Maia Júnior.

O julgamento foi iniciado na quinta (24), quando o relator, juiz Jarbas Bezerra (em sua última sessão na Corte) e a juíza Soledade Fernandes, votaram pela improcedência do pedido. Entenderam que os políticos foram alvo de grave discriminação por parte da família Pinto, que dirige aquela agremiação partidária em Apodi.

Em seu voto-vista, lido nesta terça, o juiz Fernando Pimenta lembrou que a negação da legenda para a disputa nas eleições deste ano foi um forte fator no sentido do entendimento pela improcedência do pedido de decretação da perda do mandato eletivo de Tibúrcio e Antônio.

O voto divergente foi do juiz Fábio Hollanda, que compreende que o fato de uma família dominar os destinos de um partido é prática corriqueira no país e citou vários exemplos. “Não há prova concreta desta discriminação e o ônus da prova é dos representados”, destacou Hollanda.

O desembargador Expedito Ferreira de Souza, corregedor regional eleitoral, lembrou que vários membros da família Pinto compõem a direção do PMDB em Apodi. A partir desse aspecto, ele votou pela improcedência da representação.

Ao final, foram 5 votos a 1 contra a perda dos mandatos eletivos dos dois parlamentares apodienses.

As comemorações pela manutenção do mandato começaram ainda hoje em Natal, sendo esticadas para Apodi.

* Com informações do TRE

Categoria(s): Sem categoria
terça-feira - 29/04/2008 - 22:54h

“Fogo-amigo” de Souza pega Bruno Filho em Areia Branca


Ex-prefeito areia-branquense em duas gestões seguidas (1996 e 2000), mas cassado em 2004 por compra de votos, o médico José Bruno Filho (PMDB) é alvo de artilharia pesada contra sua honra. Os ataques têm características de "fogo-amigo".

Nada é por acaso.

A linguagem utilizada contra Bruno, agente público com passagem marcante pela prefeitura, usa tom pejorativo e palavras como "cobrança" e "preço" para defini-lo. O submundo é transformado em habitat natural do médico.

Nos últimos dias a pressão tem aumentado consideravelmente. Ele foi transformado numa espécie de inimigo número "um" do prefeito Manoel Cunha Neto, o "Souza" (PP). A proximidade do período de convenções partidárias e outros fatores talvez expliquem a radicalização.

Não é qualquer adversário oposicionista que empreende essa campanha contra a imagem do ex-prefeito. "Bruno tem um preço alto" – dispara em manchete o blog "Os Bastidores da Costa Branca", editado por Marcelo Mendonça, concunhado do prefeito Souza. Ele reside em Brasília.

Com o cuidado de não assinar as matérias, Marcelo edita há meses essa página na Internet. É importante sublinhar que sustentou quase que solitariamente a imagem do prefeito, quando Souza esteve afastado da prefeitura por sete meses. Foi incômodo para adversários e aliados quinta-colunas em textos analítico-opinativos.

"Bruno não faz nada de graça", insiste na mesma matéria o familiar-afim de Souza, Marcelo Mendonça. "(…) Não se pode prever exatamente o que pedirá em troca dessa vez, mas, certamente, ele saberá bem o que vai querer. A questão derradeira para Souza, não é antever se vale ou não a pena pagar o preço estipulado por Bruno, mas descobrir a melhor maneira de pagá-lo (…)", ratifica.

Vontades

O atual prefeito foi vice de Bruno nas duas gestões do médico. Sempre tiveram uma convivência difícil, disfarçada com sorrisos de lado a lado. Na prefeitura, após seu retorno do período de afastamento em sete meses, Souza procurou reconciliação. Acatou as exigências de Bruno. Nomeou familiares do ex-prefeito para postos estratégicos, por exemplo. Ficaram no bem-bom. Aparentemente.

Com a chegada de novo ciclo eleitoral, o médico parece voltar a ser um problema aos olhos do prefeito. Na Internet, a verborragia do blog de Marcelo Mendonça é como se fosse o próprio Souza socando Bruno. É um "sossega-leão" cavalar.

"(…) O médico e ex-prefeito Bruno Filho (PMDB) tem o histórico de sempre cobrar muito caro pelo seu apoio. Sabiamente, ele submete e vincula à cobrança desse alto preço a obtenção dos recursos necessários para manter a si, sua família e seus afins num padrão e numa qualidade de vida invejáveis e, simultaneamente, conseguir sobreviver bem no meio político areia-branquense", dispara Souza através do "alter ego" Marcelo.

"(…) É bom que (Bruno) tome logo uma atitude. E um começo apropriado seria estipular já um menor preço pelo seu apoio", fustiga na mesma página.

Presidente municipal do PMDB e aliado de Souza, o empresário Cleodon Bezerra também leva uma saraivada verbal desconsertante. Mas noutro tom. Não obstante igualmente dura, para quem é companheiro de sistema político. Ele é sempre tratado com desdém ou em tom de ridicularização: "(…) Político de grande rejeição popular, com certa arrogância no trato aos subalternos (…)", assim é descrito.

O problema desse tipo de estratégia adotada por Souza, é que ao mesmo tempo em que rotula o ex-prefeito de mercenário e menospreza Cleodon, aparece como comprador do outro lado do "balcão". Termina se embaraçando.

A corrupção só se materializa com três elementos: corrupto passivo (quem recebe), corruptor (quem paga) e o fato delituoso em si. 

A tática engendrada até aqui é desastrosa. Está fazendo duas vítimas: Bruno e o ex-vereador Cleodon. Com um aliado assim, quem precisa de inimigos?

* Conheça AQUI o bem-escrito "Os Bastidores da Costa Branca."

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
terça-feira - 29/04/2008 - 22:50h

Oposição tem quatro pré-candidatos em Felipe Guerra


A oposição em Felipe Guerra, a pouco mais de um mês do fim do prazo para convenções municipais, não se entende. Não  há consenso para enfrentar o governismo.

Pelo menos quatro pré-candidaturas a prefeito pairam no ar.

O ex-vereador e candidato derrotado em 2004, Francisco Canindé de Menezes (PPS), é uma das opções.

O vereador pelo terceiro mandato, Ubiracy Pascoal (PR), também desponta com a possibilidade de concorrer à prefeitura, enfrentando o prefeito Braz Costa (PMDB).

O médico Francisco Canindé de Freitas (PSB), mais conhecido como "Doutor Canindé", é originário de Caraúbas, mas completamente integrado à comunidade.

Já o ex-presidente da Casa do Estudante de Mossoró, empresário Haroldo Ferreira de Morais (PSB), parece o ser o de maior vitalidade. É irmão do industrial Ademos Ferreira (PSB) e recentemente recebeu incentivo direto da governadora Wilma de Faria (PSB).

Não está descartada uma ampla composição, que possa unir os oposicionistas. Porém as próximas semanas devem revelar eventuais alianças, postulações e possíveis desistências.

Categoria(s): Sem categoria
terça-feira - 29/04/2008 - 22:38h

Procuradoria-geral tem mudança


O advogado André Luiz de Oliveira passa a ocupar a Procuradoria-geral da Prefeitura de Areia Branca. Substitui Hélton Evangelista.

A mudança ocorre em face da sobrecarga de atividades que impedia o titular até então, Hélton, de manter dedicação exclusiva. Ele continua na equipe. Os dois fazem parte do "Quorum", um crescente escritório de advocacia de Mossoró.

Conheço a ambos. A ordem dos fatores não vai alterar o bom trabalho nesse departamento na municipalidade areia-branquense.

Sucesso.

Categoria(s): Administração Pública
  • Repet
terça-feira - 29/04/2008 - 22:26h

Salineiros formam nova diretoria de modo consensual


As eleições para formação da nova diretoria do Sindicato da Indústria de Moagem e Refino de Sal do RM (SIMORSAL) não apresentaram surpresas. O pleito ocorreu hoje de forma consensual em Mossoró.

O empresário Evandro Gomes Praxedes, foi eleito presidente, com mandato de quatro anos. Irá suceder o vereador Renato Fernandes (PR), cujo mandato termina no próximo dia 30. Foram duas gestões (oito anos) à frente da entidade.

O vice-presidente eleito foi José Joaquim dos Santos; tesoureiro, Lucivan Praxedes Gomes; secretário, Marcos Antônio de Almeida Rosado (Tarzan). Eduardo Medeiros ficou como diretor-adjunto.

Categoria(s): Blog
terça-feira - 29/04/2008 - 19:59h

“Vamo” que “vamo”


O Ambulatório "Materno Infantil Doutor Raimundo Fernandes", especializado na área de saúde de gestantes, criança e adolescentes, inaugurado no dia 13 de março deste ano, ainda não funcionou na prática. Está só na propaganda oficial.

Segundo foi noticiado, ele atenderia a 170 mil pessoas, vinculado ao "Programa Saúde da Família (PSF"), principalmente em relação à mulher, em fase da gestação, com exame pré-natal. Até agora, nada.

"Só gostaria de saber por que depois de 53 dias de seu lançamento, nenhum atendimento foi feito, ou melhor nem abriu as portas", queixa-se um webleitor mais atento.

Nota do Blog – Meu caro internauta, você quer que funcione? Tenha paciência. A primeira parte, já muito difícil, é uma obra ser entregue. Funcionar "são outros quinhentos".

Categoria(s): Administração Pública
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 29/04/2008 - 19:25h

Rosado do A e Rosado do B arengam pela TV (3a parte)


O ex-deputado federal Laíre Rosado (PSB) relata hoje, em artigo que assina no jornal "O mossoroense", que foi intimidado. Escreve "Quem tem medo do Observador" na página dois do periódico. Texto enxuto.

Seu primo e "prefeito de fato" da cidade, o agitador cultural Gustavo Rosado (DEM), chefe de Gabinete da prefeita-irmã Fafá Rosado (DEM), o teria advertido sobre possível ação judicial contra a "TV Mossoró". Depois Laíre relata que a ameaça se concreticou.

Engraçado. A leitura puxou à minha memória um filme recente. Tudo passou bem rápido. Entretanto foi muito constrangedor e truculento.

No início do ano passado passei por mal-estar ainda pior.

Representando o ex-deputado, um advogado, através de e-mails, me recomendou tirar determinada matéria do Blog, porque ele não gostara. Se eu relutasse e resistisse, sofreria processo judicial. Disse-lhe que estava consciente do meu trabalho e não agira com má-fé, além de sempre deixar espaço para o contraditório.

Assim mesmo fui processado por danos morais. Uma pantomima que visava tão-somente limitar meu exercício profissional e impedir que eu escrevesse sobre denúncias envolvendo Laíre Rosado.

Interessante. O ex-deputado nunca processou o Estado de São Paulo, Veja, IstoÉ, O Globo, O Dia, Tribuna do Norte, Tribuna da Imprensa, Diário de Natal, Folha de São Paulo, Jornal do Brasil, Correio Braziliense, UOL, Terra, Rede Record, Rede Bandeirantes, Rede Globo e tantos outros veículos que citaram seu nome. E não faltaram escândalos até aqui.

Vivendo e aprendendo. Nada como um dia atrás do outro.

Mesmo assim, não sou prisioneiro de mágoas, ódios ou qualquer outro sentimento menor. Tudo passa. Por isso, também, sou um homem livre.

Minha torcida é para que a TV Mossoró supere essa pendenga, garantindo a empregabilidade de inúmeras pessoas, novos e veteranos da mídia. A emissora tem seu valor e importância. O público que trate de fazer sua filtragem.

Quanto ao Gustavo Rosado, não mudo minha opinião: é o protótipo do fracasso. Pobre diabo.

Com quase 50 anos de idade, janota, Rosado em Mossoró, tudo à mão, rico, até hoje não tem sequer profissão definida. É uma espécie de Midas pelo avesso: tudo que se meteu a fazer saiu errado, incompleto ou resultou em esterco.

Mossoró paga um preço alto por servir agora aos seus chiliques autoritários e arrogância reprimida durante décadas.

Não fosse a irmã prefeita, senhora inatacável, mas incapaz de pilotar um fogão Jacaré de duas bocas, modelo camping, ele só seria lembrado pela foto que enfeita o saco plástico do "Sal Gustavo". O produto também não é top de linha.

Pobre homem. Pobre Mossoró.

Categoria(s): Paulo de Tarso Fernandes
terça-feira - 29/04/2008 - 19:22h

Rosado do A e Rosado do B arengam pela TV (2a parte)


Seria interessante que o Ministério Público visse um fenômeno de comunicação e político, muito mais delicado do que ameaça ao sagrado direito à crítica (e ao contraditório). Mossoró sacramenta a "ditadura do elogio."

Criticar não pode e elogiar pode até que limite?

A prefeita Fafá, o governo municipal e sua camarilha familiar são objeto de uma maciça campanha de louvação na mídia. Há algo de estranho nessa onda. Ou será tudo espontâneo e não-remunerado direta e indiretamente?

O MP cumpre seu papel, provocado que foi. Nesse caso, digo sem medo de exagerar: a TV Mossoró não chega a ser incendiária contra o governo da prima Fafá Rosado. Talvez por precaução e zelo à retaguarda de seus próprios controladores, a emissora seja até suave.

Sandra e Laíre estão às voltas com problemas no campo judicial, CPI’s, investigações do Ministério Público Federal, Controladoria Geral da União (CGU) e Polícia Federal. Sabem que não podem avançar muito.

A prefeita não costuma ser ouvida porque se esquiva da imprensa e só dá entrevista com perguntas e respostas previamente acertadas. É incapaz de participar de uma sabatina séria, aberta e com temas livres. Fafá Rosado não pode reclamar de espaço na mídia.

* Volto ao tema. Aguarde.

Categoria(s): Paulo de Tarso Fernandes
  • Repet
terça-feira - 29/04/2008 - 18:16h

Rosado do A e Rosado do B arengam pela TV (1a parte)


Rosado do A e Rosado do B estão às turras. Os primos e atuais "adversários" se metem numa pinimba básica, própria da atmosfera política deste ano na caça ao voto. Nada mais sério, porém. Não se impressione.

No centro da arenga, a TV Mossoró.

O DEM, partido que abriga a prefeita Fafá Rosado, ex-deputado estadual Carlos Augusto e senadora Rosalba Ciarlini provocou o Ministério Público. Quer o contraditório (o outro lado da notícia) nos programas políticos e jornalísticos da emissora, além de questionar seu uso comercial.

A concessão pública é para utilização educativa, assinala.

Detentores da concessão, os líderes da outra banda dos Rosados, deputada federal Sandra Rosado (PSB) e ex-deputado federal Laíre Rosado (PSB), sentem-se vítimas. Outra vez falam em perseguição e colocam a televisão, sua "FM 93" e o jornal "O Mossoroense", numa defesa emocional. Mobilizam sua rede de comunicação.

Tudo é movimentado em nome da "liberdade de expressão." É o que fazem questão de assinalar.

Na verdade, o duelo é politiqueiro. É bom não esquecer que estamos diante de um arranca-rabo familiar. Depois, rapidinho, tudo volta ao normal. Bom não superdimensionar o episódio.

Criam uma arena especial para emulação entre os dois lados. Como sempre fizeram desde que transformaram a política mossoroense num jogo-treino entre titulares e reservas do mesmo time, Rosado do A e do B roubam a cena.

Dessa forma, eclipsam qualquer novidade ou alternativa ao debate sério. Tudo parece simulado.

Não se trata de uma cruzada pelo exercício do livre pensar. O buraco é mais embaixo. Rapidinho eles vão se entender, à base da intervenção da turma do "deixa disso" ou na ameaça mútua. Há poucos meses foi assim. Calaram-se os dois lados.

* Volto já com mais detalhes sobre esse imbróglio.

Categoria(s): Paulo de Tarso Fernandes
terça-feira - 29/04/2008 - 16:40h

Pânico no sexto andar


Um crime que abalou o país e tem feito a alegria de uma parte da mídia, continua provocando efeitos nefastos. A morte de Isabella Nardoni gera mal-estar.

Ouço reprodução de diálogo entre duas crianças (dez e 11 anos), repassada pelo pai de uma delas, que chega a me causar perplexidade. Mostra o poder da imprensa no caso.

Um garoto explica para a amiguinha que passa o final de semana no apartamento do pai, com a madrasta, mas apavorado. Por segurança, arma-se com uma faca de mesa quando sai da casa da mãe.

 
O temor da criança é que a madrastra seja outra Anna Jatobá. Uma coincidência o faz ficar com pânico ainda maior: o apartamento fica no sexto andar, mesmo piso de onde Isabella Nardoni teria sido jogada à morte.
Categoria(s): Blog
terça-feira - 29/04/2008 - 16:19h

Futebol em tempos de amadorismo


Dirigentes e torcedores do América às vezes não entendem por que o time desce a ribanceira nos últimos anos. O retrocesso ao amadorismo é intenso.

Veja essa mais recente: o clube contratou o meia Madson ao Vasco da Gama há poucas semanas. Ficaria até o final do ano.

Mas ele só jogou em duas partidas da semifinal conseguida no "tapetão", contra o  Potyguar de Currais Novos, além de duas na final do segundo turno, enfrentando o Potiguar.

Agora o Vasco o pega de volta. Brincadeira.

Bom lembrar que o "Mecão" já contratou uma penca de mais de 40 jogadores até agora, abril de 2008.

Categoria(s): We Are The Champions
terça-feira - 29/04/2008 - 15:27h

PSB tem reunião outra vez adiada


Reunião marcada para a quarta (30), às 19h, em Natal, entre membros do Diretório Municipal do PSB, é outra vez adiada. Agora só na segunda (5).

A governadora Wilma de Faria (PSB) não teve como ordenar sua agenda para esse compromisso visto como fundamental à sucessão na capital.

Saiba mais AQUI.

Categoria(s): Sem categoria
terça-feira - 29/04/2008 - 09:21h

Avançando no caos


Do caos vai nascer uma nova ordem. É o que penso sobre a política em Mossoró. O cenário atual, onde quase ninguém se entende no que é oficialmente tratado como "oposição", não me parece um atraso.

É possível se identificar, com olhos mais atentos, um elenco de sinais do esgotamento desse modelo político decenal, caduco e pernicioso. A dificuldade do grupo da deputada federal Sandra Rosado (PSB) em montar chapas majoritária e proporcional, que possam concorrer às eleições deste ano, é uma ótima novidade.

Em outras jornadas, o cenário tinha o arrebanhamento puro e simples de pequenas siglas, além de imposição de candidaturas sem questionamento. O advento do "Avança Mossoró", em 2004, movimento oposicionista fora da dicotomia Rosado-Rosado, já se revelara como esboço ou espectro dessa vontade. Fez-se semente.

Adianto, que não acredito numa ruptura agora. Entretanto vejo com otimismo toda essa celeuma. Discutir é uma premissa basilar do crescimento.

Nossa "pólis" (cidade) não vai melhorar com o banimento do rosadismo e, sim, com sua própria oxigenação e alternância no poder. A onipotência Rosado tem inibido a formação de novos quadros e de seu "útero" estão germinando muitas nulidades. As "peças de reposição" são cada dia piores.

Quem substituirá, por exemplo, os líderes Carlos Augusto Rosado (DEM) e Sandra Rosado (PSB)? Seus bambinos?

Categoria(s): Blog
terça-feira - 29/04/2008 - 09:11h

Lembrança de Onacy Vaz


Faz um ano hoje do falecimento do ex-secretário de Finanças da Prefeitura de Mossoró Onacy Carneiro Vaz. Família e amigos lembram a data.

Uma missa será celebrada às 17h na Catedral de Santa Luzia, em Mossoró.

Onacy teve uma carreira longeva e rara no trato da máquina arrecadadora municipal, passando por vários prefeitos.

Categoria(s): Nelson Queiroz
segunda-feira - 28/04/2008 - 22:31h

PMDB tenta cassar dois vereadores de Macau no TSE


O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) entrou com recurso, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Quer cassar os vereadores Haroldo Martins (PV) e Odete Lopes (PPS).

Ambos foram eleitos em Macau (RN) em 2004. A arguição é que ambos cometeram infidelidade partidária. No Recurso Especial (Respe 28604), o Diretório Regional do PMDB no Rio Grande do Norte e o Diretório Municipal em Macau pedem ao TSE a reforma de acórdão do Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-RN).

Pedem, ainda, o prosseguimento da Representação 2.713/2007, ajuizada pelo partido para obter de volta os mandatos dos vereadores considerados “infiéis”.

No TRE, o entendimento para rejeição do pedido de cassação foi baseado na tese de que ocorrera "intempestividade". A ação teria sido proposta fora do prazo.

O TRE extinguira o processo de cassação, sem julgamento do mérito.

Saiba mais AQUI.

Categoria(s): Sem categoria
segunda-feira - 28/04/2008 - 22:09h

PSB tenta encontrar rumo na sucessão natalense


Será na quarta (30), às 19h, a reunião do Diretório Municipal do PSB do Natal, adiada à semana passada. Um encontro decisivo.

A governadora Wilma de Faria (PSB) é a presença mais proeminente do evento. Dele é possível que saia posição definitiva do partido quanto à sucessão municipal.

A indisposição do prefeito Carlos Eduardo Alves (PSB) em apoiar o pré-candidato à sua sucessão pela legenda, deputado federal Rogério Marinho (PSB), não intimida o parlamentar. Ele deve ratificar a postulação.

A grande interrogação é quanto à postura adotada pela governadora. Seu aval é decisivo ao projeto de Rogério. Wilma já esteve mais entusiasmada.

Nota do Blog – Wilma sabe que a campanha natalense será travada em dois turnos. A princípio, não tem qualquer postulação verdadeiramente "oposicionista." Mas isso não é confortável. Ela corre o risco de ser apenas mais um apoio a quem vencer, caso não tome as rédeas da sucessão, como tem feito desde 1988 – com sucessivas vitórias.

Categoria(s): Sem categoria
segunda-feira - 28/04/2008 - 22:05h

Pesquisa aponta outro mandato para Lula; Garibaldi é contra



O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), foi enfático ao comentar a possibilidade de terceiro mandato para o presidente Lula. Ao ser instado a comentar a pesquisa CNT/Sensus divulgada hoje, disse "não" à idéia.

Conforme a pesquisa apresentada nesta segunda (28), 50,4% das cerca de duas mil pessoas consultadas apóiam um terceiro mandato para Lula, alterando-se dessa forma a Constituição de 1988. Para Garibaldi, a Carta Magna não pode ser alterada às pressas, sem uma discussão prévia aprofundada.

“Sou contra o terceiro mandato.” A Constituição está aí não para ser mudada de uma hora para outra, e sim para ser aperfeiçoada, para regulamentar determinados artigos”, ensejou o senador.

Saiba mais AQUI.

Categoria(s): Sem categoria
segunda-feira - 28/04/2008 - 16:11h

Dinheiro do contribuinte se desmancha em outra via pública


Há um trecho asfáltico entre a BR-403 (Estrada do Contorno) e o "Mossoró West Shopping", que está velozmente se desmanchando. Chuva e tráfego, situações comuns a qualquer estrada, acabam a obra.

O cenário lembra muito o que ocorreu em relação à Avenida Lauro Monte, ainda na gestão Rosalba Ciarlini (DEM), prefeita de Mossoró. Pouco mais de 1 Km de escândalo. Enterraram valores até hoje insondáveis num faz, remenda, faz-de-novo.

Se uma construtora fizesse obra na mansão de algum bacana da política e o serviço fosse imprestável, o tratamento seria igual? 

Tudo com o dinheiro do contribuinte é assim mesmo. O acesso bancado pela Prefeitura de Mossoró foi inaugurado há menos de um ano. Boa parte não serve para nada.

Categoria(s): Administração Pública
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.