sexta-feira - 31/10/2008 - 11:48h

Amigo mecenas


Meu agradecimento público ao engenheiro Paulo Maia. Soterrou-me com oito excelentes livros.

Atende à campanha “torne um jornalista menos analfa”. Livros estão com preços proibitivos.

Já consumi alguns, como o clássico “Guerreiros do Sol”, de Frederico Pernambucano; “Ser feliz”, de Sêneca e estou no meio do caminho com a “História do Pensamento Ocidental”, título definitivo de Bertrand Russel.

Meu mecenas, muito obrigado.

Categoria(s): Blog
sexta-feira - 31/10/2008 - 11:47h

Reforma pro tudo ou nada


Há um tititi infindável em Mossoró, quanto à futura reforma administrativa no governo Fafá Rosado (DEM). Fala-se quanto ao organograma e nomes.

O certo é que o projeto estará na Câmara de Vereadores antes do final da atual legislatura. A princípio, não há definição formal de quem sai e quem será convocado.

É certo também, que a “borracha” vai tirar alguns nomes de cena, com o interesse da facção da prefeita Fafá Rosado em formar uma equipe com outra cara, algo menos “rosalbista”.

Serão quatro anos à frente, para o tudo ou nada. Esse é o pensamento corrente entre os líderes desse braço político-familiar dos Rosado.

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
sexta-feira - 31/10/2008 - 11:44h

Vereadora Arlene Souza não deve ser denunciada


De acordo com informações da Caixa Econômica Federal (CEF) e documentos analisados, só um vereador não está sob suspeição quanto a empréstimo consignado. Trata-se de Arlene Souza (DEM).

Ela não se reelegeu nas eleições de 5 de outubro, mas pelo menos quanto à investigação do Ministério Público na “Operação Sal Grosso”, deverá passar imune numa das denúncias contra a atual legislatura.

Arlene não chegou a contrair empréstimo, que legalmente deveria ser descontado do contracheque do tomador (quem o solicitou).

Categoria(s): Sem categoria
sexta-feira - 31/10/2008 - 11:42h

Empréstimos vão gerar denúncia contra vereadores


Os vereadores da Câmara Municipal de Mossoró que se preparem. Quase a totalidade deles vai ser denunciada por supostos empréstimos irregulares.

A Promotoria do Patrimônio Público ingressará com denúncia à justiça nos próximos dias, apontando que teriam ocorrido empréstimos consignados em situações indevidas. As contas remontam ao período de 2005 a 2007.

O dinheiro em diversos contratos – até em nome de pessoas que não têm vínculo empregatício com a câmara – foi obtido junto à Caixa Econômica Federal (CEF).

O MP teria constatado que a própria câmara chegou a cobrir as dívidas em lugar dos vereadores e de outros tomadores. Outras distorções serão focalizadas.

Servidores em posições de destaque na Casa também devem sofrer com o cerco legalista.

* Aguarde postagem complementar sobre esse assunto.

Categoria(s): Sem categoria
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
sexta-feira - 31/10/2008 - 11:33h

Blog oferece sessão de “descarrego” em seu “divã”


Pela enésima vez apelo, candidamente, para a obediência às Regras do Blog (em ícone aí ao lado, basta clicar). Elas são simples.

Trata-se de um ordenamento mínimo, para que mantenhamos o equilíbrio, que possibilite uma permanente discussão sadia. Como sempre digo, esse é um foro privilegiado e feito por mim, ao lado de centenas de webleitores.

Continua vetado o insulto a terceiros, o uso de expressões chulas e a beligerância primitiva.

Vez por outra pipocam comentários atacando figuras da política ou da mídia. Do agitador cultural Gustavo Rosado (DEM) ao ex-deputado federal Laíre Rosado (PSB), só para exemplificar. Lembro que cada um deles tem endereço próprio, na Net e residencial (e de trabalho).

Se você quer censurar qualquer um, o faça diretamente. O Blog não servirá à intermediação da baixaria, à provocação tola nem priorizará a vida íntima de ninguém do governo municipal “xis” ou àquele da oposição “ípsilon”.

Faz-lhe bem desabafar, agredindo, sempre protegido por nome e endereço falso, então alveje o próprio titular do Blog. Disponho-me a essa tarefa terapêutica, visto saber que é muito caro um tratamento psiquiátrico ou psicanalítico.

Desabafe à vontade. Ofereço o "descarrego" gratuitamente. É meu lado altruísta falando mais alto. Nem precisa se identificar (mesmo que eu não possa liberar o comentário).

Reconheço que não é um tratamento especializado, mas é uma iniciativa benemérita de minha parte.

Disponha do divã do Blog do Carlos Santos.

Categoria(s): Comunicado do Blog
quinta-feira - 30/10/2008 - 16:40h

“Na Semana” focalizará sucessão em Câmara de Mossoró


Semanário dirigido pelo jornalista Diógenes Dantas, o "Na Semana" sairá em sua próxima edição com bastidores da Câmara de Mossoró. A disputa a presidente está em foco.

A matéria é assinada por mim, como trabalho de parceria deste Blog com o periódico e o portal "Nominuto.com". Abordarei as chances de cada um dos 13 futuros vereadores. 

O jornal começa a circular no sábado (1o).

Categoria(s): Sem categoria
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quinta-feira - 30/10/2008 - 16:34h

Senador para a ocasião


Afeito a gracejos, o ex-deputado Carlos Augusto Rosado (DEM) vez por outra assume o mandato de senador “ad-hoc” (para a ocasião), em Brasília. Vou explicar.

Como é comum a senadora Rosalba Ciarlini (DEM) ser abordada por sua assessoria, no gabinete, relatando síntese da agenda congressual do dia, Carlos reage de chofre à apresentação:

“E qual é a pauta para o senador?” Ele, no caso.

Em seguida desata um sorriso sarcástico, que dependendo da forma pode ter vários significados.

Decifrem-no ou ele te devora.

Categoria(s): Sem categoria
quinta-feira - 30/10/2008 - 16:34h

MP deve apurar “trabalho voluntário”


A Promotoria do Patrimônio Público de Mossoró, sempre atenta, tem interesse em saber detalhes quanto ao “emprego voluntário” da bacharela Farah Rosado (veja matérias abaixo). Correto.

Trabalhar no serviço público sem nenhuma contrapartida, como assevera a bacharela, é incomum, ainda mais em se tratando de uma prefeitura que até o final da atual gestão deverá movimentar mais de R$ 1,2 bilhão de reais.

Categoria(s): Sem categoria
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quinta-feira - 30/10/2008 - 09:59h

Formandos em direito devem pedir isonomia à PMM


Todo e qualquer formando de direito, de Mossoró ao Rio Grande do Sul, pode ganhar emprego na Procuradoria do Município de Mossoró. Assim entendo.

O princípio da isonomia precisa ser atendido.

Se a filha da prefeita Fafá Rosado (DEM), bacharela em direito Farah Rosado, ganhou um emprego para atuar como “voluntária” (veja matérias abaixo), qualquer outro formando tem a mesma prerrogativa. Do contrário, vai se caracterizar um privilégio o que fora obtido por ela.

Nem me refiro aqui ao nepotismo, flagrantemente assinalado.

Basta requerer acesso à Procuradoria. Sobretudo quem for participar de concurso à magistratura, em que se exige pelo menos três anos de comprovada atividade jurídica.

Contem comigo nessa luta.

Categoria(s): Sem categoria
quinta-feira - 30/10/2008 - 09:58h

OAB será cientificada sobre “trabalho voluntário”


A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), também tende a ser cientificada sobre o fenômeno do “emprego voluntário” (veja matéria mais abaixo) no serviço público.

A entidade que participa de todas as etapas dos concursos para ingresso na magistratura, tem interesse – natural – em garantir a plena lisura dos certames.

Ao mesmo tempo, claro que deve empunhar luta pela garantia de isonomia no acesso de bacharéis de direito a qualquer instância do serviço público, sem apadrinhamentos ou outros critérios subalternos.

O caso vivido e admitido pela bacharela em direito Farah Rosado – como procuradora do município de Mossoró, sendo “voluntária”, sem receber nenhum pagamento por isso, é insólito.

Mais agravante se utilizar o tempo que esteve com seu nome na Procuradoria, para atender a critério de concurso à magistratura.

* Volto ao tema.

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
quinta-feira - 30/10/2008 - 09:56h

Filha de Fafá Rosado ganhou emprego da mãe em 2005


Formada em 2003 pela Universidade Potiguar em Natal, em agosto de 2005 – no primeiro ano de gestão de Fafá Rosado (DEM) – a bacharela em direito Farah Rosado ganhou a primazia de compor a Procuradoria do Município.

De lá pousou em outro cobiçado emprego no Tribunal de Justiça do Estado (TJE), em junho de 2006. A bambina merece. E mãinha é muito zelosa. Ô, se é!

Já seu irmão caçula, Jerônimo Emanuel, desde fevereiro deste ano abrigou-se num cargo – também sem concurso – no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Outro irmão, Jerônimo Leonardo, investe em negócios na iniciativa privada. Nos próximos meses, ele vai ser um dos seis novos representantes lotéricos da Caixa Econômica Federal (CEF) em Mossoró.

Ele ganhou concorrência no dia 2 de junho deste ano, com oferta de R$ 102.284,00. Será na Avenida Presidente Dutra, Alto de São Manoel.

Categoria(s): Sem categoria
quinta-feira - 30/10/2008 - 09:52h

Associação de Magistrados discutirá “trabalho voluntário”


A Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte deverá discutir, muito em breve, uma situação incomum no serviço público brasileiro. Coisas de Mossoró.

A entidade deve se posicionar sobre emprego da bacharela em Direito Farah Rosado, filha da prefeita Fafá Rosado (DEM), em regime empregatício bizarro.

Ela confessa numa ação por danos morais, onde se sente ofendida e pleiteia reparo financeiro, que “trabalhou” como procuradora do município, gestão de sua mãe, Fafá, de forma “voluntária”, (…) “apenas e tão-somente para cumprimento da exigência prescrita na Emenda Constitucional número 45 (…)”.

Essa simples confissão já causa espécie.

Agrava a assertiva, o fato de Farah admitir que o propósito do emprego especial e muito concorrido – sem concurso público – era lhe favorecer adiante no atendimento à Emenda Constitucional 45, de 2004. Segundo esse dispositivo em seu inciso I, do artigo 93 da Constituição Federal, quem desejar ingressar na magistratura, na condição compulsória de ser bacharel em direito, terá de comprovar, “no mínimo, três anos de atividade jurídica”.

Conversei demoradamente sobre esse assunto com dois juízes de direito, componentes da entidade, que é presidida pelo doutor Mádson Ottoni.

* Volto já ao assunto, com outros enfoques delicados de bastidores.

Categoria(s): Sem categoria
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quinta-feira - 30/10/2008 - 09:43h

MP “sugere” concurso público à Câmara de Vereadores


O promotor Eduardo Medeiros (veja postagem abaixo) “sugeriu” que a Câmara de Mossoró promova concurso público na próxima legislatura. A idéia foi captada pelos vereadores eleitos.

O encontro de ontem à tarde foi amistoso, mas com o representante do Ministério Público apontando caminhos que devem ser adotados por esse poder.

Para bom entendedor…

Categoria(s): Sem categoria
quinta-feira - 30/10/2008 - 09:34h

Vereadores eleitos se afinam com Ministério Público


Usando um termo que ficou famoso na “era Collor”, pode ser dito que foi soft (leve) a reunião de hoje entre o Ministério Público e os vereadores eleitos de Mossoró. Entre mortos e feridos, escaparam todos.

Somente a professora Nina Rebouças (DEM), dos 13 parlamentares, faltou. Justificou adiantando que estava com problema de saúde.

Em essência, os promotores do Patrimônio Público assinalaram que o interesse do MP com a iniciativa seria de colaborar e não promover uma intervenção branca no legislativo.

A reunião foi conduzida pelos promotores Fábio Thé e Eduardo Medeiros.

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
quarta-feira - 29/10/2008 - 14:43h

RN pode abrigar mais uma eleição suplementar


Mais um município do RN tem suas eleições sob questionamento. Não deve causar estranheza se São Francisco do Oeste tiver eleições suplementares.

O prefeito reeleito Aníbal Lopes (PSB) e mais dois vereadores, que conquistaram mandato na disputa de 5 de outubro, podem ser cassados por captação ilícita de votos. Os vereadores são Valcy Severiano (PSB) e Raimundo Wellitto (PSB).

Aníbal obteve 51,53% dos votos válidos, contra 48,47% da adversária Gildene Barreto (PTB).

Categoria(s): Sem categoria
quarta-feira - 29/10/2008 - 14:41h

Lembranças do velho pescador de Hemingway


Em “O velho e o mar” de Hemingway, há uma coabitação lírica entre o pescador Santiago e o menino Manolin. Respeitam-se, admiram-se.

A releitura fez-me recordar o ex-deputado Luís Sobrinho, falecido na terça (28). Teve existência difícil, sem perder o sorriso poético de um caiçara. Quando preciso, matou tubarões.

Era circunstante regular no “senadinho” da casa do professor Anchieta Alves. Deixa saudades.

Um abraço, companheiro.

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
quarta-feira - 29/10/2008 - 14:39h

Micarla anuncia equipe para transição


A equipe de transição da prefeita eleita do Natal, Micarla de Souza (PV), terá nove componentes.

O vice-prefeito eleito Paulinho Freire (PMN) será o comandante desse grupo.

Saiba mais AQUI.

Categoria(s): Sem categoria
quarta-feira - 29/10/2008 - 14:35h

Garibaldi Filho concorre a prêmio de melhor congressista


O senador Garibaldi Filho foi um dos escolhidos pelos jornalistas que cobrem o Legislativo, para concorrer ao Prêmio Congresso em Foco 2008.

Até o dia 20 de novembro, o internauta poderá escolher através do site AQUI, no banner Prêmio Congresso em Foco 2008, entre os 26 deputados e 16 senadores pré-selecionados por jornalistas.

Todos os pré-selecionados receberão o troféu em cerimônia a ser realizada no dia 1º de dezembro em Brasília.

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
quarta-feira - 29/10/2008 - 14:27h

Deputados ficam distantes de ex-integrante da AL


A Assembléia Legislativa do RN não enviou um único representante a Mossoró, no dia passado, para o sepultamento do ex-deputado Luís Sobrinho, 69.

Casado, três filhos, ex-vereador e ex-integrante da AL, Luís teve a despedida sem pompa, mas de caloroso afeto dos seus amigos atemporais.

A política nativa é sempre muita pragmática: Luís já não era útil ao meio.

Categoria(s): Sem categoria
quarta-feira - 29/10/2008 - 14:26h

Remuneração de vereador é pouca, justa ou exagerada?


Natal está com debate efervescente em sua Câmara Municipal. Em questão, aumento da remuneração de vereador e, por conseguinte, à futura prefeita Micarla de Souza (PV).

É preciso que todos estejam cientes de um detalhe: a atividade política não é uma profissão. O debate tem que começar por essa premissa. O Ministério do Trabalho não tem a "política" no seu índex de atividades laborais.

Há uma cisma popular e execração ao aumento salarial, em face do desgaste da classe aos olhos do cidadão. Como em qualquer outra atividade humana, há quem faça por onde merecer a pecúnia e outros que de graça estariam muito caro.

Categoria(s): Sem categoria
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 29/10/2008 - 14:23h

Mossoró preserva modelo de “dois soberanos” por governo


Observando alguns aspectos da insólita política mossoroense, acabo recorrendo à sua história recente. Nela encontro o advento informal de várias “diarquias”.

A diarquia é um governo exercido por dois soberanos.

Mossoró empina esse costume, mesmo que não seja alcançado pelo olhar da grande maioria da sociedade, treinada para não enxergar quase nada. Vejamos esses dados:

Eleita pela primeira vez à prefeitura em 1988, a pediatra Rosalba Ciarlini (então no PDT) aparecia como prefeita, mas quem mandava era seu marido e deputado estadual Carlos Augusto Rosado (então no PFL). Assim repetiu-se a dualidade no poder em mais dois governos (1997-2000 e 2001-2004).

Na sua última gestão como prefeito (1993-1996), Dix-huit Rosado dividiu o comando da prefeitura com seu filho, o industrial Mário Rosado. Um era prefeito de direito e o outro tinha o comando de verdade.

Com a atual prefeita reeleita Fafá Rosado (DEM), o modelo é repetido. Ela aparece na foto, mas quem governa é seu mano caçula, o agitador cultural Gustavo Rosado, que vem a ser formalmente chefe de Gabinete.

Se reeditássemos a invasão à cidade do bando de Virgulino Ferreira, o “Lampião”, é provável que um dos prefeitos ficasse em defesa da cidade e o outro “governante” fugisse.

Mossoró precisaria ser inventada, se não existisse.

Categoria(s): Sem categoria
quarta-feira - 29/10/2008 - 14:21h

Júnior Escóssia complica-se mais a cada dia


Esse episódio da suposta aprovação de contas da câmara e da prefeitura de Mossoró, quanto ao exercício 2006 (veja abaixo), não é algo qualquer. Pode ser implicações político-administrativas e penais.

Ordenador de despesas e responsável pelo anúncio do parecer que teria sido emitido pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), Júnior Escóssia (DEM) está em novo embaraço. De novo.

Ele parece considerar ínfimo os problemas que o soterram em decorrência da investigação do Ministério Público, denominada de “Operação Sal Grosso”.

A propósito, quando começarem a pipocar as denúncias formais do MP, ele deverá ser o principal objeto dessas ações legais.

Categoria(s): Sem categoria
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.