terça-feira - 31/01/2012 - 23:54h

Pensando bem…


“Não é tanto a ajuda dos nossos amigos que nos ajuda, mas a confiança que temos de que eles nos ajudarão”

Epicuro

Categoria(s): Pensando bem...
terça-feira - 31/01/2012 - 20:33h
Estudo revela

RN é um dos estados mais vulneráveis à corrupção


O instituto Ethos lançou na última semana o estudo “Sistema de integridade dos estados brasileiros” realizado em parceria com a Unicamp para medir o grau de vulnerabilidade de corrupção nos 26 estados e no Distrito Federal.  Entre os pontos estudados estão a transparência dos gastos públicos, a atuação da oposição no legislativo e também a liberdade e independência da mídia.

De acordo com a pesquisa, o Rio Grande do Norte é um dos estados mais vulneráveis à corrupção em todo o Brasil. A tabela que classifica a possibilidade de desvios na área de saúde e educação, por exemplo, coloca o estado como um dos que tem maior probabilidade de apresentar desvio de recursos públicos.

Na área de controle interno, mais uma avaliação negativa para o estado: o Rio Grande do Norte ficou com zero na avaliação. Este índice mede a transparência dos mecanismos de controle dos órgãos e mais o desempenho deles.

Outro fator dominante na pesquisa é com relação a independência e a neutralidade da mídia com relação à política. Na relação com a mídia, o Rio Grande do Norte ficou em último lugar, com grau mínimo de independência dos órgãos de mídia e neutralidade das coberturas.

Do site do deputado estadual Fernando Mineiro-PT.

Conheça o Instituto Ethos AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 31/01/2012 - 19:50h
Túlio Ratto

Henrique Alves, “O senhor dos cargos”


O chargista Túlio Ratto continua impagável e insuperável, no uso do humor como crítica política.

Veja esse petardo acima:

Henrique Alves, “O senhor dos cargos”.

Hilariante.

Categoria(s): Comunicação / Política
terça-feira - 31/01/2012 - 19:46h
Constatação

Valdetário Carneiro tinha razão


Por Cézar Alves (Nominuto.com)

Quando vivo, Valdetário costumava dar entrevista no Rádio. Era bom nisto. Às vezes ele falava que só roubava banco, porque era do governo e estava no seguro. Quase sempre ele dizia que os verdadeiros ladrões não viviam em fuga como ele. Usava terno e gravata. Ele tinha razão.

Há poucas semanas chegou ao conhecimento público uma suspeita levantada pelo CNJ de que roubaram mais de R$ 50 milhões do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, através de um esquema de Precatórios. Fraudavam os documentos e sacavam a grana.

Valdetário em toda sua carreira criminosa não roubou 10% deste valor e isto atribuindo a ele, assaltos a bancos feitos por outros, como era costumeiro a Polícia de vários estados fazer. Bastava acontecer um assalto a banco, que logo Valdetário era o suspeito.

Valdetário foi morto pela Policia no segundo semestre de 2003, no município de Lucrécia (Oeste do RN), aonde se escondia com a mulher e um menino pequeno.

Os autores do roubo dos precatórios do TJ estão vivendo em mansões, tomando do melhor vinho do Porto, no Porto, freqüentando os melhores restaurantes e aparecendo em coluna social, usando ternos caros e com aquele sorriso sarcástico.

O temido Valdetário, natural de Caraúbas, quando fazia estas observações, deixava a entender que os maiores ladrões são aqueles que brincam (roubam) com recursos públicos e pagam a imprensa para dizer que administram em prol da população. Um câncer.

É duro admitir, mas Valdetário tinha razão.

Categoria(s): Artigo / Justiça/Direito/Ministério Público / Segurança Pública/Polícia
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 31/01/2012 - 17:20h
Pobre Mossoró!

Imposição de candidatura revela desprezo pelos “párias”


A manobra acrobática dos Rosado para fazer a vice-prefeita Ruth Ciarlini (DEM) prefeita de Mossoró, revela, com crueldade, como essa elite trata seus liderados: não passam de vassalos, lenha para sua caldeira.

Mostra que só eles, Rosado e derivados, têm valor e méritos para cargos de comando, mandatos de expressão.

O restante cumpre tarefas menores. Alguns mais espertos, até ganham chance de enriquecimento rápido e melhoria no padrão material de vida. Desde que não inventem de aspirar postos eletivos e continuem fornecendo energia para a ‘locomotiva’ Rosado.

A grande maioria dos militantes é mesmo subproduto humano, a serviço da Casa Grande. Deixam-se escravizar, numa servidão voluntária derivada da fraqueza ou da mais pura ignorância. Conformam-se com migalhas, às vezes uns trocados ou nem isso.

Esse modelo centralizador, espoliador, excludente e reducionista de ver o mundo parece ter chegado ao paroxismo da arrogância e insulto à maioria dos mossoroenses.

Com enorme contorcionismo, para fugir às amarras da lei, impõe-se uma postulação baseada na vontade de um casal. Eles querem, os vassalos murcham as orelhas e cumprem suas ordens.

Nas últimas décadas não há qualquer cargo eletivo de expressão, conquistado pelas facções dos Rosado, que não tenha sido destinado a seus próprios integrantes. Nenhum. De vereador a governador do Estado. Todos, sem exceção.

E mesmo assim, boa parte de seus seguidores ainda se sente valorizada, sem perceber que faz parte de uma engrenagem que reproduz o sistema de casta indiano.

Os liderados, sem chance ao topo, são os párias. O lixo. Seus líderes encarnam o papel da divindade: seres superiores.

Quem se rebela contra a dominação é visto como ‘ingrato’, ‘recalcado’ ou ‘doido’.

Pobre Mossoró!

 

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog / Política
terça-feira - 31/01/2012 - 15:35h
Incidente em Aracaju-SE

Desculpe o auê, Ritinha!


Ainda se polemiza com o incidente da cantora Rita Lee em Aracaju-SE, que terminou na delegacia.

Ela como artista, não tem direito de insultar policial ou seja lá quem for, autoridade ou não. Só para lembrar: policial é autoridade sim, mesmo que você não queira ou ela pense que não.

Rita Lee – ou qualquer outra celebridade – precisa ser bom exemplo; não pode ficar à margem da lei ou regida por lei própria e superior, acima do bem e do mal.

Nós, seres comuns, que vivemos nos queixando das “carteiradas” e da arrogância do tipo “sabe com quem você está falando?”, não devemos apoiar um excesso como esse. É um tipo de licença que eu, mesmo a um ídolo, não concedo jamais.

Respeito é bom e eu gosto. Para poder cobrar respeito, respeito.

Rita Lee admitiu, depois, que movida pela emoção tinha exagerado no vocabulário.

Prefiro Rita Lee com “Mania de você”, “desculpe o auê”, “Amor e sexo” e “Ovelha Negra”, entre outros grandes sucessos.

Ritinha tem crédito, mas não deve abusar.

Categoria(s): Cultura / Opinião da Coluna do Herzog
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 31/01/2012 - 13:32h
Abuso

Posto bancário cria novo modelo de discriminação


A franquia “Mais”, sob a tutela da empresa “Medeiros e Dantas”, prestadora de serviços bancários, com loja no Centro de Mossoró, adotou um inusitado sistema de triagem às suas filas. Pode se embaraçar.

Um cartaz fixado em sua bateria de caixas indica exigência para que idosos, gestantes e portadores de necessidades especiais apresentem documentos que comprovem direito a tratamento diferenciado.

Simplificando: uma buchudinha precisará mostrar exame que ateste sua gravidez?

É uma flagrante falta de respeito ao cidadão que deve, sim, ter tratamento especial conforme a lei e o bom senso. Prioridade é prioridade.

A Medeiros e Dantas funciona ao lado da sede da 6ª Unidade Regional da Tributação do Estado, no largo da Catedral de Santa Luzia.

Nota do Blog – O Blog constatou ‘in loco’ a denúncia, além de receber queixa de usuários dos serviços desse posto bancário, que se sentiram discriminados.

Bom senso não fará mal algum. Mudem essa aberração, por favor!

 

Categoria(s): Gerais
terça-feira - 31/01/2012 - 10:30h
Resposta à denúncia

Coronel garante que PM não se apropria de consignação

Denunciante agradece intervenção do Blog e esclarece que a falha foi do próprio Banco Santander

Caro Carlos,

Minhas cordiais saudações.

Em resposta à materia comentada (Policial denuncia governo por apropriação indébita) informo-vos que desconhecemos inadimplência da Polícia Militar com instituições bancárias, tendo em vista que mensalmente são realizados repasses para as citadas instituições através de consignações bancarias.

Diante da gravidade da denúncia e em nome da Polícia Militar, solicito que a policial e  os demais policiais que se encontram na mesma situação procurem a instituição que realizou a sua transação financeira para sanar o impasse. E a respeito dos procedimentos administrativos financeiros no âmbito da Polícia Militar, estamos de portas abertas para todos os esclarecimentos que sejam necessários.

Durval de Araújo Lima – Cel PM – Diretor de  Finanças (Contatos: 84 – 3232-6377/3232-6378).

……………………..

Denunciante faz contato com o Blog e esclarece situação. Veja seu novo texto abaixo, ajudando-nos na busca da verdade dos fatos:

Carlos, bom dia!

Elucidado o mistério. O erro não está sendo do Estado, mas a culpa é do Banco Santander que está recebendo o dinheiro do Estado e não está dando baixa nas parcelas do empréstimo consignável. Vou entrar com um processo nos “couros” desse banco.

Paula – Policial e webleitora que fez a denúncia sobre o caso em epígrafe, conforme postagem datada dessa segunda-feira, 30, às 21h50).

Nota do Blog - Importante e salutar procedimento, coronel. A agilidade na resposta, a disponibilidade ao esclarecimento e a postura translúcida revelam respeito à tropa e compromisso com a sociedade como um todo.

Espero que o Blog, através dessa intermediação, fomentando a dialética sadia, possa ter ajudado na acomodação dos interesses de parte a parte.

Sinto-me empolgado com esse tipo de teor colaborativo proporcionado pelo Blog, interagindo com as partes interessadas.

Categoria(s): Administração Pública / E-mail do Webleitor / Segurança Pública/Polícia
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 31/01/2012 - 09:57h
Previdência

Servidores ficam furiosos com desconto da Previ-Mossoró


Servidores municipais de Mossoró estão furiosos. Irascíveis. Testemunham, perplexos, o desconto de 11% sobre sua remuneração de janeiro-2012, da Previ-Mossoró (previdência própria municipal).

Criada às pressas no ano passado, com a conivência da maioria dos vereadores, a Previ é apresentada como grande vantagem num comparativo com a Previdência Social em vigor até então. Contudo, já começa aborrecendo.

Segundo ponderação de um grupo de servidores que fez contato com seu sindicato, sobre o tema, o desconto é ilegal.

O novo sistema não teria cumprido o período de “noventena”, ou seja, 90 dias para sua implantação – conforme diz a própria lei; não dispõe de conta própria à movimentação financeira ou mesmo criação do respectível instituto jurídico.

Nos intramuros do poder, a informação indica que a “ordem” para o desconto “partiu do Gabinete”.

Mandou, cumpre-se.

 

 

Categoria(s): Administração Pública
terça-feira - 31/01/2012 - 09:37h
Operação Judas

Servidora confessa fraude no Setor de Precatórios do TJRN


Por Dinarte Assunção (Nominuto.com)

A secretária da ex-chefe do Setor de Precatórios do Tribunal de Jusatiça do RN-TJRN (Carla Ubarana), Cláudia Sueli Silva, confessou em depoimento ao delegado do Patrimônio Público, Marcos Dayan, que fraudou o sistema de precatórios do Tribunal de Justiça do RN.

Em seu depoimento, ela confessou que realizava saques e depositava o dinheiro em sua conta pessoal. O valor, contudo, não foi revelado e deverá se quantificado após auditoria.

Cláudia foi presa hoje em Natal durante a Operação Judas. Além dela, na capital, foram detidos Carlos Eduardo Cabral e Pedro Luís Silva Neto.

Em Recife, foram detidos Carla Ubarana, chefe do Setor de Precatórios, e o seu marido, George Leal.

Conforme revelou o Nominuto, foram seis as pessoas identificadas como suspeitas de participação nas fraudes. O sexto membro, Carlos Alberto Fasanaro, não foi encontrado. Até o momento, apenas Cláudia teve depoimento colhido.

Num total, foram sete mandados de busca e apreensão.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público
terça-feira - 31/01/2012 - 09:24h
Tribunal de Justiça/RN

“Operação Judas” prende acusados em caso de precatórios


Ministério Público Estadual (MPE) e Polícia Civil deflagram a “Operação Judas” e cumprem mandados de prisão e busca e apreensão sobre o caso dos precatórios no Tribunal de Justiça do RN (TJRN). Milhões teriam sido desviados.

A Operação Judas já alcançou êxito nas primeiras horas deste dia. Os mandados foram cumpridos em Natal, Canguaretama e Recife esta manhã.

Cinco pessoas foram presas até o momento.

Entre os presos está um casal. Carla Ubarana, ex-chefe do setor de precatórios do TJRN e o seu marido, George Leal, estão entre os presos.

Ubarana assumiu a chefia  do setor de precatórios em  2007, na gestão do desembargador Osvaldo Cruz. Mas permaneceu no mesmo setor nas gestões de Rafael Godeiro e da atual presidente, Judith Nunes. Leal é conhecido como “investidor internacional”.

O Judiciário decretou “segredo de Justiça” na ação que versa sobre o pedido de prisão e quebra de sigilo telefônico, fiscal e bancário dos investigados.

Com informações da Assessoria de Imprensa do MPE e outras fontes.

Nota do Blog – O redemoinho está só começando. E, pelo que ouço, o ‘buraco’ é mais no alto.

 

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público
terça-feira - 31/01/2012 - 08:23h
Sensível diferença

O tempo da “patota” e dos políticos que são do ‘ramo’


Fafá e Sandra representam a mesma moeda, em faces opostas

Quando lancei o bordão “a patota não é do ramo”, há vários anos, fui insultado e até processado por cunhar esse conceito. A assertiva referia-se e refere-se à ala da prefeita de direito de Mossoró, Fátima Rosado (DEM), a “Fafá”.

O tempo deu-me razão. Tem-me dado razão. Sempre ele, o tempo, para dissipar dúvidas e exumar a verdade.

Eles ganharam uma prefeitura de presente do casal Carlos Augusto Rosado (DEM)-Rosalba Ciarlini (DEM), sem nenhuma competência para a ingente missão e ainda tiveram a suplementação de um segundo mandato.

Agora, aos poucos, vão se despedindo pela porta dos ‘fundos’ (cabe o duplo sentido, aqui).

Não exagerei nem menti. Mas mesmo assim tenho vários processos por tratá-los por “patota”.

Em recente audiência na Justiça, respondendo a mais uma ação criminal, fui interpelado – de novo – pelo fato de usar esse vocábulo em meus textos.

Fui obrigado a partir pro campo da ironia. Lembrei, para um esclarecimento semântico, que patota é sinônimo de “grupo”. Grifei, também, que é uma palavra polissêmica. Enfim, uma audiência judicial transformada numa versão canhestra de aula do professor de Português, Pasquale Cipro Netto.

Patético.

Assinalei ainda, que o poeta Vinícius de Moraes escreveu uma música sob o título de “Patota de Ipanema”. Aí brinquei: “No Rio de Janeiro pode ter patota; em Mossoró, não? Vira processo judicial?”

Nos tempos áureos do rosadismo como esquema monolítico, o deputado Vingt Rosado (tio da prefeita) tinha um elenco de amigos muito próximos, conhecidos como “a corriola do Vingt”. Ou seja, o grande Vingt podia ter corriola (sinônimo de patota), mas esses janotas sem um pingo de capacidade ou liderança, seus sobrinhos, não podem ser vistos como patota.

Repito sem medo de mais processo ou parecer exagerado: “A patota não é do ramo”.

Não são políticos nem nunca serão. Estão na política e dela usufruem sem um pingo de vocação ou espírito público. Quando se despedirem, certamente não vão deixar saudades. Porém sentirão muita falta do que essa atividade lhes proporcionou.

Em entrevista que concedi ontem à noite ao programa “Cenário Político” da TV Cabo Mossoró (TCM), resumi a enorme diferença entre essa corriola (ou patota, facção, como queira) e os líderes e primos Carlos Augusto Rosado e Sandra Rosado (PSB), ‘adversários’ políticos. Esses dois, sim, politicos:

- Carlos Augusto não abriria mão de um dia de mandato; Sandra Rosado, 30 segundos.

Fafá está prestes a entregar 10 meses de sua segunda gestão. “De graça”. Por “sacrifício” partidário, de grupo, como ilustrou recentemente na mesma TCM, o secretário de Serviços Urbanos e seu sobrinho-afim, Alex Moacir Pinheiro.

(…) “Tempo, tempo, mano velho…”

O tempo, senhor da razão.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog / Política
terça-feira - 31/01/2012 - 07:44h
Desgaste

Henrique pode não indicar novo diretor do Dnocs


Da Folha de São Paulo

Não para

Foco de tensão na base de Dilma Rousseff e objeto de denúncias de fraudes em licitações, o Dnocs passará por nova mudança em sua direção. Depois da demissão do diretor-geral, Elias Fernandes (PMDB), também o diretor de produção, Rennys Frota, perderá o cargo. Da cota do PSB cearense, Frota deve ser substituído por Cláudio Nelson, avalizado pelo governador Cid Gomes.

A crise no comando da autarquia está longe de um desfecho: embora o líder do PMDB, Henrique Alves (RN), reivindique indicar o diretor-geral, Ramon Rodrigues, interinamente no posto, conta com a simpatia do ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional).

Categoria(s): Política
terça-feira - 31/01/2012 - 06:34h
Mitologia mossoroense

Triste Sina de Mossoró das Prefeitas de Faz-de-conta


O romance de Lima Barreto, “Triste Fim de Policarpo Quaresma”, bem que poderia ganhar a versão “Triste Sina de Mossoró das Prefeitas de Faz-de-conta”. Seria uma comédia de costumes, digna de Moliére (autor francês).

Apesar de ser uma sátira político-social, que espelha uma época, não deve levar ninguém ao riso. Sobram motivos para ranger de dentes e choro.

O município poderá ter a sua terceira gestora de fachada, costume político bem aceito pela sociedade e quase nunca questionado sequer por supostos opocionistas ou a maioria da imprensa.

Acompanhe o Blog também pelo Twitter AQUI.

Rosalba Ciarlini (DEM) foi prefeita 3 vezes; o marido Carlos Augusto Rosado (DEM) é quem mandava.

Fátima Rosado (DEM), a “Fafá”, está  prestes a deixar seu segundo mandato consecutivo, mas o irmão caçula Gustavo Rosado (PV) é quem manda.

Se a vice-prefeita Ruth Ciarlini (DEM) assumir, quem mandará?

Como se vê, é pura mitologia o enredo de ascensão das mulheres ao poder – em Mossoró. Estamos diante de mais uma modalidade de machismo disfarçado. Só isso.

Pobre Mossoró!

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog / Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 31/01/2012 - 03:59h
Antes da renúncia

Um pedido de Fafá; uma concessão de Carlos Augusto Rosado


Fátima Rosado (DEM), a “Fafá”, prefeita de direito de Mossoró, fez um pedido ao líder Carlos Augusto Rosado (DEM) e será atendida: só renuncia após entregar a nova Unidade de Pronto-Atendimento (UPA).

Quer marcar sua gestão com pelo menos essa obra de visibilidade.

Existe garantia de recursos finais do Governo Federal, à conclusão do empreendimento, graças à articulação do ministro Garibaldi Filho (PMDB).

Categoria(s): Política
segunda-feira - 30/01/2012 - 23:54h

Pensando bem…


“Mas há a vida que é para ser vivida, há o amor. Há o amor. Que é para ser vivido até a última gota. Sem medo. Não mata.”

Clarice Lispector

Categoria(s): Pensando bem...
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
segunda-feira - 30/01/2012 - 21:59h
Mais deslize

Policial denuncia Governo do RN por apropriação indébita


Carlos, boa tarde!

Sou policial e estou indignada com o Governo do Estado, pois ele não está repassando aos bancos as parcelas de empréstimo consignável que são descontadas do contracheque do servidor.

Para você ter uma ideia, há quatro meses que o Estado não repassa para um determinado banco as parcelas de um empréstimo consignável que religiosamente todos os meses ele retira do meu salário.

Resultado: meu nome está no SERASA e no SPC. Por culpa da irresponsabilidade do setor financeiro estadual.

Vários servidores públicos estaduais estão com o mesmo problema.

Uma vergonha.

Paula – Webleitora

Nota do Blog – Sua denúncia é gravíssima, Paula. A grosso modo não se trata apenas de uma irresponsabilidade, mas apropriação indébita, o poder público metendo a mão naquilo que não lhe pertence.

Aguardo mais informações e comentários neste espaço de outros servidores prejudicados.

De antemão, a orientação é para que você acione seu sindicato, para que sejam tomadas medidas legais contra o abuso que você denuncia.

Categoria(s): Administração Pública / E-mail do Webleitor
segunda-feira - 30/01/2012 - 21:48h
Tio Colorau demais!

Depois dos “Smurfs”, vem aí a era “Tonho da Lua”


Do Blog do Tio Colorau

A novela Mulheres de Areia, que está sendo reprisada à tarde pela TV Globo, gira em torno das gêmeas Ruth (a boazinha) e Raquel (a má). Um dos personagens principais da trama escrita por Ivani Ribeiro é o escultor Tonho da Lua, um deficiente mental que ama Ruth incondicionalmente.

O personagem, interpretado por Marcos Frota, vive a dizer que “ama a Rutinha”, numa fixação doentia. Tudo que Da Lua faz objetiva defender a personagem interpretada por Glória Pires.

Em se concretizando a renúncia da prefeita Fafá Rosado, e a consequente assunção ao poder da vice Ruth Ciarlini, os beija-mãos da imprensa local terão que abandonar a fantasia de Smurfs e se transformarem em Tonhos da Lua.

Estamos no exato momento de transição (e transação), da Era dos Smurfs para a Era dos Tonho da Lua.

Nota do Blog – Meu caro “Tio Colorau”, a imprensa “azul-turquesa” tem sofrido nos últimos meses, tendo que mentir e se desmentir, sem direito de questionar sua fonte, que é o próprio poder, a patota inquilina do Palácio da Resistência.

Por ordens de seus patrões de hoje, por diversas vezes ridicularizaram a vice-prefeita Ruth Ciarlini (DEM), asseguraram que não havia a menor possibilidade dela assumir o poder e, agora, começam a “ajeitar” a mulher, na tentativa de garantir seu “michê” por mais alguns meses.

Vida de jagunço da imprensa azul-turquesa é flórida.

Categoria(s): Artigo / Política
  • Repet
segunda-feira - 30/01/2012 - 21:12h
OAB na luta

Movimento apoia prerrogativas do CNJ


“Se o STF mantiver a liminar contra o CNJ, o Judiciário cairá em descrédito total com a população, que já o considera arrogante, antidemocrático e sem transparência.”

Frase do Presidente da OAB-RJ, Wadih Damous, sobre o ato público que entidade fará amanhã, com apoio da CNBB e de artistas, defendendo a prerrogativa de o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) investigar a conduta de magistrados.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público
segunda-feira - 30/01/2012 - 17:18h
Realidade

A vida que o crack cobra por apenas 3 Reais


“Ontem anestesiei um homem jovem, esfaqueado por causa de uma divida de 3 Reais, por droga. A vida tá perdendo seu valor (…).Assistimos dormentes. O paciente chegou no centro cirúrgico com facadas no tórax e abdome. Usuário de crack. Devia R$ 3 e não tinha como pagar. Foi esfaqueado.”

Depoimento do médico anestesiologista José Mádson Vidal, em seu endereço no Twitter, relatando situação vivida nesse domingo à noite, no Hospital Santa Catarina (Natal).

Categoria(s): Gerais / Saúde / Segurança Pública/Polícia
  • Repet
segunda-feira - 30/01/2012 - 16:16h

Só Pra Contrariar


Números, números…

Olho no Jornal Oficial do Município (JOM) e no Portal da Transparência da Prefeitura Municipal de Mossoró.

Eles, nas entrelinhas, vão explicando aos poucos certas decisões políticas deste 2012.

Decifra-me ou te devoro.

 

Categoria(s): Só Pra Contrariar
segunda-feira - 30/01/2012 - 12:38h
Câmara de Natal

Relatório da “Cei dos Contratos” terá pré-relatório hoje


A presidente da Comissão Especial de Inquérito (CEI) dos Contratos, vereadora Júlia Arruda (PSB), e os demais membros, receberão de Júlio Protásio na tarde desta segunda-feira (30), às 14h, um pré-relatório, que será apreciado internamente antes de ser encaminhado para votação em plenário da Câmara – o que só deve ocorrer no retorno dos trabalhos legislativos marcado para o dia 15 de fevereiro.

Na ocasião, os membros definirão ainda sobre o futuro da CEI, uma vez que Júlio Protásio deixou a relatoria e até mesmo a condição de membro da comissão no início da tarde da quinta-feira passada (26).

Júlia observa que os trabalhos da CEI continuam e cumprindo os prazos estabelecidos no cronograma. “Diante dos novos acontecimentos, lamento a saída do vereador Júlio Protásio da relatoria da CEI, uma vez que desempenhou um trabalho sério. Temos convicção de que produziu um relatório após análise minuciosa de visitas, documentos e depoimentos apurados nesses últimos meses”, declarou.

A presidente destaca ainda que como em todas as decisões da comissão, não tomará uma decisão individualizada e, sim, deliberada entre os membros, buscando a melhor solução para que possam concluir os trabalhos desta CEI, “que foi uma conquista do povo natalense e que aguarda resultados”.

Com informações da Assessoria de Imprensa de Júlia Arruda.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.