terça-feira - 08/11/2016 - 18:12h
Reforma Política

Agripino crê em mudança em coligação e cláusula de barreira


O presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), acredita que os temas “cláusula de barreira” e “fim das coligações nas eleições proporcionais” passarão com tranquilidade no Senado. A Casa deve votar nesta quarta-feira (9) a proposta de emenda à Constituição (PEC) da Reforma Política, que trata desses dois pontos.

Senador José Agripino é contra coligação proporcional (Foto: O Globo)

Para o senador do Rio Grande do Norte, debate maior deverá ocorrer na Câmara dos Deputados, principalmente no que diz respeito ao fim de coligações proporcionais.

“No Senado, na minha opinião, a cláusula de barreira e a proibição de coligação na eleição proporcional passam com certa tranquilidade. Na Câmara, sim, haverá uma longa discussão. Talvez menos com relação à cláusula de barreira e muito mais com relação ao fim das coligações nas eleições proporcionais”, destacou.

Coligações

De acordo com Agripino, a aprovação desses dois temas é fundamental para tornar o processo eleitoral mais consistente. “A cláusula de barreira é fundamental para diminuir a quantidade de partidos políticos no Brasil e oferecer ao eleitor visibilidade na formulação programática das legendas”, ressaltou.

“Já a proibição de coligação na eleição proporcional acaba com esse negócio de um partido eleger um vereador com mil votos e outro partido, que teve 15 mil votos para vereador, não o eleger”, esclareceu Agripino.

De autoria dos senadores tucanos Ricardo Ferraço (ES) e Aécio Neves (MG), a PEC 36/2016 estabelece um percentual mínimo de votos para um partido ter acesso aos recursos do fundo partidário e a tempo no rádio e na TV. A proposta também acaba com as coligações nas eleições proporcionais (vereadores e deputados) e cria uma cláusula de barreira para a atuação dos partidos políticos.

Com informações da Assessoria de José Agripino.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Alguma notícia sobre a extinção da IMORALÍSSIMA aposentadoria de ex-governador?
    Sei, sei que é legal. Daí estar dizendo IMORALÍSSIMA.
    Na França de Luís XVI nada acontecia que não fosse dentro da mais total legalidade.
    Só que a IMORALIDADE era tamanha que terminou dando no que deu.
    ////////
    EM QUE LUGAR DO MUNDO O PODER PÚBLICO NÃO FORNECE UNIFORME ESCOLAR E EXIGE QUE OS ESTUDANTES SE APRESENTEM DE UNIFORME ESCOLAR COMPLETO?
    EM QUE LUGAR DO MUNDO O PREFEITO SE CONFESSA LISO A PONTO DE ATRASAR FATURA DE CARTÃO DE CRÉDITO?
    EM QUE LUGAR DO MUNDO BULLYING É ESTIMULADO CONTRA FILHA DE PAI QUE CRITICA O QUE DE PODRE ACONTECE NA EDUCAÇÃO?
    EM QUE LUGAR DO MUNDO UMA CONDENADA POR PRÁTICA DE IMPROBIDADE PODE SE TORNAR PRESIDENTE DE CÂMARA MUNICIPAL?
    MOSSORÓ SE NÃO EXISTISSE PRECISARIA SER INVENTADA.

  2. Marcos Pinto. diz:

    2018 está ali, bem pertinho, para extirparmos o câncer Maia, Alves e Rosadus do cenário politico estadual. VADE RETRO !.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.