sexta-feira - 23/12/2016 - 17:18h
Outro a sair

Comandante geral da PM pede exoneração do cargo


Mais um auxiliar do Governo Robinson Faria (PSD) está fora do seu “time”. Dessa feita, o coronel Dancleiton Pereira Leite pediu exoneração.

Ele deixa para trás o comando geral da Polícia Militar do RN. É o segundo a descer do cargo na gestão Robinson, em menos de dois anos. Com ele, também sai o coronel Sairo da Rocha e Silva, subcomandante e chefe do Estado Maior da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

Dancleiton assumiu em janeiro: previsível (Foto: arquivo)

Segundo ofício encaminhado pelo coronel Dancleiton ao governador, os motivos à decisão “são de ordem pessoal”.

O primeiro oficial a desembarcar no cargo na atual gestão foi o coronel Ângelo Dantas, em anúncio feito pelo governador no dia 21 de janeiro deste ano.

O coronel Dancleion, que era o subcomandante, foi exonerado na mesma ocasião, mas posteriormente içado ao posto máximo da Polícia Militar no estado.

Agora, ele próprio anuncia saída.

Constrangimento

Nos bastidores, sua “queda” já era cantada em prosa e verso. O desgaste crescente e incontrolável do sistema de Segurança Pública, torna o cargo sempre instável. Atmosfera carregada e final embaraçosa já tinha acontecido com Ângelo Dantas.

No dia 12 de dezembro do ano passado, o subcomandante e Chefe do Estado Maior da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Durval de Araújo Lima, já havia sido exonerado. No dia 16 do mesmo mês, quem assumiu foi o coronel Dancleiton Pereira.

Quando exonerou o coronel Ângelo Dantas, Robinson deu entrevista antecipando que a vida de quem o substituísse seria dura e sujeita a constrangimento público:

“Daqui para a frente, serei bem rigoroso no cumprimento de metas. E quem não cumprir as metas será afastado de seu cargo. Se não tiver eficiência, eu terei que mudar e mudarei até acertar”, apontou o líder do Executivo, assinalado que a Segurança Pública é uma prioridade para a sua gestão.

Nota do Blog – Como cumprir metas, se o próprio Robinson prometeu em campanha ser o “governador da Segurança” e não tem conseguido meios para honrar sua própria palavra?

Como cumprir metas com um déficit de mais de quatro mil homens na corporação?

Depois trarei bastidores do caso. Aguarde.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. Carlos diz:

    Se nem ele cumpre as próprias metas, como quer que os subordinados cumpram também ????? Desgovernador, pelo menos dê o exemplo !!!!!

  2. João Claudio diz:

    “Daqui para a frente, serei bem rigoroso no cumprimento de metas. E quem não cumprir as metas será afastado de seu cargo. Se não tiver eficiência, eu terei que mudar e mudarei até acertar”.

    Perdeu uma grande oportunidade de ficar calado.

    Ora, quem menos tem cumprido as metas, mostrado ineficiência e ainda não ”acertou’ nadica de nada, é o próprio rob.

    Tudo leva crer que nenhum eleitor ”acertou”, haja vista o rob ainda não dizer a que veio.

    Fique atento. Caso o povo acorde e também se torne vigoroso daqui pra frente hummmmmmm… saiba que o mesmo povo que bota, tira. Que o diga a ex presidente da republica.

Deixe uma resposta para Carlos Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.