quinta-feira - 30/12/2010 - 19:58h

Consumidor reclama de exploração em taxas de veículos



Prezado Carlos Santos,

O grande problema desse tipo de imposto (inspeção veicular ambiental) é o efeito "cascata" em relação a outros equipamentos do carro que passam a ser vistoriados e não tem nada a ver diretamento com o motor.

Deixei de usar carro a gás natural justamente pela revisão anual e obrigatória que fazia uma vistoria total do veículo incluindo peças que nada tinha a ver com o uso do gás, criando uma espécie de "máfia" de oficinas que eram indicadas sorrateiramente para solucionar os "problemas", caso contrário o carro não receberia o selo do gás.

Lamentavelmente, a coisa agora vai se ampliar para todos os carros no RN.

Recorrer mais a quem? Ao Ministério Público que nunca resolveu o lobby dos postos de gás natural em Mossoró que mantém o maior valor padronizado?

Pagamos o maior valor pelo metro do gás em Mossoró (que produz gás) enquanto em Recife e João Pessoa os valores são bem menores e não produzem gás algum.

Vou transferir a placa do meu carro para o Ceará. Chega de roubo aos bolsos do assalariado.

Valdeci Júnior – Webleitor e  contribuinte explorado.

Nota do Blog - Valdeci, conforme postagem mais abaixo, a inspeção em São Paulo é R$ 56,44 e no Rio Grande do Norte chegará a R$ 68,90. 

Categoria(s): Blog

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.