sexta-feira - 17/02/2017 - 15:27h
Márcia Maia

Deputada quer dados sobre déficit de policiais civis e PM´s


Márcia: faltam informações (Foto: João Gilberto)

A deputada estadual Márcia Maia (PSDB) quer saber e encaminhou requerimento ao Governo do Estado, com o seguinte pedido de informações: o número de policiais civis e militares atualmente em serviço, o número de policiais cedidos a outros poderes, o déficit de policiais, o planejamento, as tarefas e as metas a serem desempenhadas em prol da Segurança Pública, a política de valorização dos operadores da Segurança Pública e as ações para a melhoria da infraestrutura das polícias militar e civil.

Integrante da Comissão Especial de Segurança Pública, Márcia lembra que em 2016 o RN contabilizou 1.988 de homicídios. Nas primeiras semanas de 2017, números já são maiores do que igual período em do ano passado.

“Um dos pontos de partida para o combate a violência, todos sabem é reduzir o déficit da Polícia Militar do Estado, hoje próximo de cinco mil policiais, segundo a Associação de Cabos e Soldados”, comentou a parlamentar.

Ela defende a convocação de concursados da Polícia Militar.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. João Claudio diz:

    Pelas barbas do profeta.

    Acordou, foi?

    Sostô. Só abriu os olhos depois que os bandidos pintaram, bordaram, chulearam, casearam, mataram, roubaram e explodiram quase todo o RN. Pôu!

    Terá sido o barulho das bananas de dinamite explodindo que afetou as suas ”oiças”??????

    Perceberam?

    Os políticos costumam mostrar serviço à população, depois que a ”bomba” chega ao conhecimento da mídia e do povo e…. Pôu! Explode. Bummmmmm!

    Antes do massacre “Tudo sob Controle” na penitenciaria de Alcaçuz, não se viu nenhum deles preocupado com a situação, ou falando sobre a insegurança no estado, ou alertando o governo para olhar com mais atenção a precariedade dos presídios no estado.

    Somente após a ”bomba” explodir….agora todos se mostraram ”preocupados”, apontando onde estão as saídas, como é que se faz para consertar, ”vamos aumentar o reforço policial”, etc. Enfim, agora, com o estrago feito, todos querem ser o ”pai” do conserto. Votos à vista, não! Aquelas rumas.

    Isso acontece desde 1500.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.