• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 14-11-17
terça-feira - 12/07/2016 - 10:56h
Mossoró

Disputa por vice leva clã Rosado à situação de estresse extremo

Grupo de Sandra e esquema de Fafá têm luta delicada e um dos lados poderá fazer o papel de trouxa

O grupo da ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) faz um esforço hercúleo para ter um nome a vice na chapa à Prefeitura de Mossoró, encabeçada pela ‘adversária’ Rosalba Ciarlini (PP).

Empina a postulação do vereador Lahyrinho Rosado (PSB) como ‘certa’.

Na concorrência frenética também está o esquema da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB), prima de Sandra – veja postagem abaixo ou AQUI.

Sandra e Rosalba podem fazer composição mesmo em meio a enorme fosso entre ambas (Foto: Raul Pereira)

Seus defensores juram de pés juntos, mãos postas para o céu e olhos rútilos no infinito, que a ex-prefeita é que deve ser ungida.

O que é certo, sem qualquer preferência por “a” ou “b”, é que um dos lados fará papel de trouxa.

Sobrará li-te-ral-men-te.

Mas há uma outra hipótese: os dois podem sobrar.

A aspiração de Fafá e de Sandra tem razão de ser. Em jogo, não há qualquer afinidade política com Rosalba ou espirito público, em nome da “reconstrução” de Mossoró, digamos.

Devastação de capital político

As eleições de 2014 provocaram devastação no capital de votos e de poder do grupo de Sandra Rosado e no esquema de Fafá Rosado. Afetaram o clã Rosado em si. A própria Rosalba também saiu no prejuízo (sem mandato), que pode começar a ser recuperado este ano, caso se eleja pela quarta vez à Prefeitura.

Sandra não foi reeleita, quando tentava o quarto mandato consecutivo à Câmara Federal.

Sua filha e ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSB) também não se reelegeu, além de ter capitalizado no mesmo ano a quarta derrota seguida à Prefeitura, no pleito suplementar que teve o vereador Francisco José Júnior (PSD) eleito.

Quanto à Fafá, o prejuízo também foi considerável. Uma eleição vista internamente em seu grupo como “certa” à Câmara Federal, acabou se transformando em votação pífia.

Senado

Seu marido, o deputado estadual Leonardo Nogueira (do DEM, hoje no PMDB), terminou derrotado na tentativa de se manter na Assembleia Legislativa para o terceiro mandato.

No passado, Rosalba, Fafá e Leonardo eram um só grupo; depois... (Foto: reprodução da Web)

Rosalba seria a tábua de salvação. Mas só há uma cadeira de vice.

Eis a questão.

Com projeto de ser candidata novamente ao Senado, como fora eleita em 2006, Rosalba Ciarlini tem que avaliar não apenas qual melhor opção para ser o seu vice-prefeito, mas quem lhe seria mais confiável ou menos prejudicial, a curto e médio prazos.

Com sua hipotética eleição, renúncia e candidatura ao Senado já em 2018, o vice precisa ser alguém em quem possa confiar.

Sandra e seu grupo são adversários históricos, com alguns momentos de acordos pontuais de bastidores, cada um do seu lado, mas também de muitas mágoas.

Quanto à Fafá e seu esquema, as lembranças também não são das melhores. Prefeita com apoio de Rosalba, ela paulatinamente foi isolando Rosalba, Carlos e seus aliados até se transformar em adversária deles.

Sincera hipocrisia

Enfim, em relação às opções postas ou que se oferecem, a convivência de Rosalba com elas é marcada por uma máxima que sempre repetimos:

- O que há de mais verdadeiro nessa relação é uma sincera hipocrisia.

Sob a ótica da política, a união não é impossível. É pouco provável. Ao optar por um desses ramos familiares, o rosalbismo excluirá o outro.

Unida a um deles ou a ambos, sabe-se lá como, dará discurso consistente para opositores.

Ainda precisa ser analisado o seguinte: Rosalba precisa de um desses apoios ou dos dois para ser eleita à Prefeitura de Mossoró?

Esmiuçando números de pesquisas e sob outras análises, é possível se observar que quem acrescenta maiores dividendos eleitorais é o grupo de Sandra Rosado, mesmo que Rosalba tenha de dar muitas explicações durante os 45 dias de campanha. Fafá nem grupo possui; voto, então…

Como já asseveramos antes em várias matérias ao longo de muitos anos, um dia os Rosado estarão juntos, mesmo com suas diferenças e idiossincrasias. Mas para isso, precisarão se defrontar com um adversário comum e muito forte, capaz de aniquilá-los politicamente.

Chegou esse tempo?

Talvez não.

* Aguarde mais postagem sobre esse assunto, com informações de bastidores.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Marcos Pinto. diz:

    Toda essa esquálida e insubsistente “engenharia política” vai dar com os burros n´água. Estive conversando com um nobre colega de Brasília, versado e reconhecido como um dos expoentes da interpretação da legislação eleitoral, e o mesmo afirmou em caráter peremptório, que o pedido de registro da Rosalba Rosadus não reúne os mínimos requisitos legais para ter o devido e imprescindível deferimento. Em assim acontecendo, restará tão somente a essa cultora da desfaçatez ROSALBA ROSADUS tirar o seu gadinho do sereno e entoar loas e cãnticos para tentar eleger seu ou sua pré-candidata a Vice, lançando-a para prefeita. Vade retro!!!.

  2. fernando diz:

    Ela, a Rosa, vai prometer um estadio igual ao Arena das Dunas para o povo de Mossoró. Como é de costume deve se chamar ARENA ROSADO>Já foi prometido antes na eleição passada um estadio para Mossoró.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.