quarta-feira - 30/12/2009 - 12:01h

Ex-deputado é vítima de assalto e sequestro


Pelo menos num aspecto a sociedade não pode se queixar da violência urbana: os criminosos têm socializado as ações.

Não poupam a ninguém.

O caso mais recente que atesta essa banalização do crime é o assalto na Praia de Caraúbas (Maxaranguape) à noite passada. Entre as vítimas está o ex-deputado estadual e advogado Paulo de Tarso Fernandes.

O ex-parlamentar ficou sob a mira de armas e foi feito refém, para que outra casa fosse assaltada.

Quatro homens participaram diretamente do assalto, por volta de 19h30.

Saiba mais AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. Everton Carlos da Costa Cardoso diz:

    Se fosse tão comum uma autoridade ser assaltada como acontece com os humildes cidadãos, com certeza essa violência seria bem menor. Porque, certamente, os criminosos não teriam os privilégios que tem hoje. É um absurdo o que acontece no Brasil: prende-se um criminoso para passar só alguns dias na cadeia. Logo, ele é colocado em liberdade para voltar a cometer mais crimes. Está aí o motivo de tanta violência.

  2. ze roberto diz:

    A coisa está ficando escancarada,um escracho,incontrolável,o que será feito de nossa Tibau,nesses tempos.Aguardemos,pois.Enquanto isso,escuto GREEN RIVER,Creedence,e lembro o tempo em que lá,a única preocupação era com Pirá,Seu Pia,Genaro e outros cus de cana,que Deus os tenha.Homi,vá cagar!

  3. Everton Carlos da Costa Cardoso diz:

    Para confirmar o que eu sempre digo sobre o porque de tanta violência: Neto Queiroz, escreveu na sua coluna do jornal Correio da Tarde desta quarta-feira, 30/12, com o título, O crime compensa: “Já está solto nas ruas de Mossoró o sr. Rogério Viana Cirilo, réu confesso no crime que tirou a vida do funcionário da Rede de Supermercados Queiroz, Almir Jacinto. Durante o assalto a Almir, ele e um comparsa mandaram Almir parar a moto. Almir seguiu em frente e levou um tiro nas costas. Em seguida, o frio assassino se aproximou de Almir que estava no chão e deu dois tiros na cabeça. A polícia desvendou o crime e prendeu um dos envolvidos. Duas semanas depois, ele já está nas ruas de novo, solto por decisão judicial”.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.