quarta-feira - 10/08/2016 - 16:30h
Verdade dos fatos

Fafá Rosado e seu esquema vivem como “almas penadas”


A ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB) e seu esquema ainda estão zanzando por aí, como almas penadas, verdadeiros zumbis da política mossoroense na sucessão municipal 2016.

Como este Blog cantou há incontáveis milênios, ela não saiu em faixa própria à Prefeitura de Mossoró.

Como este Blog antecipou há incontáveis séculos, ela não seria a vice de Rosalba Ciarlini (PP).

Por quê?

No passado, Rosalba, Fafá e Leonardo pareciam um só grupo (Foto: reprodução da Web)

Simples: falta de capital eleitoral e capacidade mínima de articulação.

Nem mesmo as lideranças do seu partido, o PMDB, fizeram maior pressão para uma coisa ou outra. Jogaram a toalha (veja AQUI).

A ex-prefeita não pode se queixar de ninguém, utilizando o velho complexo de transferência de culpa, para posar de vítima. Fafá é vítima de suas próprias limitações, isso sim.

Nunca soube ser prefeita e entregou a direção da Prefeitura (em duas gestões) ao irmão menor, o caçula da prole de Dix-neuf Rosado e Odete, agitador cultural Gustavo Rosado.

Mossoró sabe, qualquer pessoal razoavelmente bem-informada sabe, que Fafá foi marionete nas mãos de Gustavo. Ela apenas assinava papeis, normalmente sem ler ou ser melhor informada quanto ao conteúdo.

Desde então, como prefeita, Fafá Rosado perdeu o que tinha de melhor como política: a capacidade de se inter-relacionar com a massa-gente.

Depois que saiu da Prefeitura, tudo ficou ainda pior: assumiu o PMDB, sem nunca ter o dirigido de verdade; foi candidata a deputado federal, sem sucesso; tentou ser vice de Rosalba, sem nunca sequer ter sido lembrada pelo rosalbismo para esse fim.

Em relação à própria Rosalba, Fafá e seu esquema não podem choramingar falta de apoio, prestígio etc. Alto lá!

Fafá e seu esquema devem a bonança a partir de duas eleições municipais, que viabilizaram dois mandatos de deputado estadual pro seu marido (Leonardo Nogueira-PMDB), à Rosalba e seu grupo.

De Fafá, Leonardo e Gustavo, Rosalba ganhou demonstrações de desprezo e ingratidão.

Só para lembrar: Leonardo votou contra o desejo dela de ser candidata à reeleição ao Governo do Estado em 2014, na votação interna do DEM, partido dos dois à época.

Meses antes, já tinha se apresentado como “liderado” do então prefeito interino Francisco José Júnior (PSD), candidato posteriormente a prefeito na eleição suplementar de Mossoró (2014), isolando Rosalba.

Agora, em 2016, coincidência ou não Rosalba deixou Fafá Rosado e seu esquema ‘arrastando asas’ até a 25ª hora, para ignorá-los. Preferiu apostar no apoio do grupo da prima e também adversária, ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB).

Quanto ao futuro de Fafá e seu esquema, é provável que apenas fiquem vivos. Serão penduricalhos, anexo ou força auxiliar de outro grupo forte.

Como grupo, nunca existiu. E Fafá, nem prefeita foi. O agitador cultural Gustavo Rosado que o diga.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Raimundo Guilherme de S. Filho diz:

    Amigo. Parabéns pelo comentário, demostra que o mesmo sabe das coisas, o que disse é pura verdade é totalmente conhecedor dos fatos.

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    “Fafá é vítima de suas próprias limitações”
    ” perdeu o que tinha de melhor como política: a capacidade de se inter-relacionar com a massa-gente.”
    “assumiu o PMDB, sem nunca ter o dirigido de verdade”
    “De Fafá, Leonardo e Gustavo, Rosalba ganhou demonstrações de desprezo e ingratidão.”
    “Como grupo, nunca existiu. E Fafá, nem prefeita foi.”
    Dispensável qualquer comentário.
    ////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS ANTES DAS ELEIÇÕES?

  3. Rita diz:

    Análise perfeita. Nota 10!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.