terça-feira - 10/01/2017 - 18:26h
Fragilidade

Governador retornarà a Mossoró sem base política sólida


Com seu grupo esfacelado em Mossoró por derrotas eleitorais e rachas, o governador Robinson Faria (PSD) cumprirá agenda de três dias (veja AQUI) na cidade sem maior representatividade local.

Robinson faz retorno delicado (Foto: arquivo)

Se o grupo da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) desejar lhe fazer companhia em parte da programação, haja vista compor governo estadual com algumas indicações, ainda encorpará sua comitiva. Do contrário, enfrentará grande esvaziamento.

Se não for assim, Robinson circulará com escassos vereadores, ex-vereadores, algumas lideranças comunitárias e comissionados do Estado lotados em Mossoró e região.

Sua presença em Mossoró após tanto tempo distante e com enorme vácuo de realizações, é um desafio considerável.

Leia também: “Robinson diz que apoiou Rosalba nas eleições 2016“(veja AQUI).

Nota do Blog – A maior força política local ligada a Robinson foi o ex-prefeito Francisco José Júnior (PSD), de quem se afastou oficialmente após as eleições do ano passado (veja AQUI), com bastidores tensos e exposição pública desgastante.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Carlos André diz:

    Xará não seja inocente, não faltará companhia ao Governador do Estado do RN, já para a pessoa de Robinson Faria aí eu já não sei! !!!

  2. João Claudio diz:

    A foto e o ”quaaaase” fato.

    Por pouco a imagem do ”papagaio” não foi refletida no bico do motor da aeronave (área arredondada cromada).

  3. garibaldi silva diz:

    Esse Governador vai ser escanteado pela ROSA TRUMP aguardem.

  4. Marcos Pinto. diz:

    Em termos de incompetência administrativa interagem perfeitamente, ou seja, ligam nada a coisa alguma. Pense em duas nulidades absolutas. No entanto, a plebe ignara e os midiotas mossoroenses evidenciaram que gostam mesmo de vida de gado, presos num curral de propagandas enganosas e um corolário de promessas. Uma lástima, pois.

  5. M. D. R. diz:

    Esse tem que fica em terceiro plano. O funcionalismo está na pior, sem perspectivas nenhumas, o primeiro ato ao assumir o Governo disse: reajuste para o funcionalismo é zero. Deveria fazer com JUDICIÁRIO, MPRN, ASSEMBLEIA e ñ criar dois pesos e duas medidas. O exemplo está no pagamento do FUNCIONALISMO, enquanto os outros poderes estão em dias.

Deixe uma resposta para garibaldi silva Cancelar resposta

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.