• Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18 - Topo
sexta-feira - 29/09/2017 - 22:37h
Lero-lero

Governo volta a choramingar após chantagem por empréstimo


Como estava escrito nas estrelas, logo após conseguir aprovar autorização para contrair empréstimo de R$ 698 milhões (veja AQUI), sob o argumento de que assim teria meios para atualização salarial dos servidores, o Governo Robinson Faria (PSD) admite o inverso: vai ficar muito mais difícil pagar a folha.

Palavra do secretário de Estado do Planejamento, Gustavo Nogueira (veja AQUI), à manhã de hoje.

Estava escrito.

Se os deputados estaduais não tivessem aprovado a matéria à semana passada, encurralados por esse argumento-chantagem, o próprio governo os culparia por não atualizar salários.

Com o cheque em mãos, volta à choradeira de antes.

Aguardemos qual será o próximo lero-lero.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Só Pra Contrariar

Comentários

  1. naide maria rosado de souza diz:

    A insegurança atinge, também, a palavra dada.

  2. François silvestre diz:

    Nunca tive dúvida sobre essa safadeza. Disse aqui que esse empréstimo seria uma feitura de caixa de campanha, com a cumplicidade da Assembleia. O governo aposta na burrice de um povo despolitizado. Essa “governança inovadora” encheu a pança de uma equipe bem esperta e manipuladora de retórica.

  3. Amorim diz:

    Cuma? Não entendi, o emprestimo era para por em dia o salário dos servidores, mas agora que recebeu ficou mais dificil! É isso mesmo?
    Tô falaaaaaaaaando!

    • Amorim diz:

      Sou mesmo “curto das idéias e, pior, imbecil. EU acrediteiiiiiiiiiiiiiiii!
      Tenho agora mais consciencia da minha “vassalidade”.
      Nós merecemos!
      Viva Gov Robson!

  4. joão de deus maia de oliveira diz:

    save quando vão colocar em dia o pagamento, pertinho das eleições.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.