• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 14-11-17
quinta-feira - 21/09/2017 - 23:54h
Natal

“Grito do Emprego”mobiliza expressivo número de pessoas


Manifestação foi pacífica apesar de escaramuças com sindicatos (Foto: TN)

Mais de cinco mil  pessoas compareceram à manifestação denominada de “Grito do Emprego”, ao final da tarde de hoje (quinta-feira, 21) em Natal, diante da sede do Ministério Público do Trabalho (MPT/RN).

O protesto contra suposta perseguição desse órgão fiscalizador a Guararapes Confecções, empresa do Grupo Riachuelo, foi defendida e convocada pelo CEO desse conglomerado empresarial, Flávio Rocha.

Maciçamente, trabalhadores da própria Guararapes compareceram à movimentação. Antes, reunidos na fábrica, deram-se as mãos e fizeram oração religiosa, seguindo em marcha ao local da movimentação.

Além de criticarem o MPT/RN, os manifestantes também satanizaram sindicatos de trabalhadores “pelegos”. Segundo relatos de setores da imprensa, houve tentativa de obstrução da marcha deles até o local do protesto (Rua Dr. Poty Nóbrega, 1941 – Lagoa Nova).

Sindicalistas justificavam o enfrentamento, dizendo que queriam “esclarecer” os trabalhadores têxteis de que o MPT/RN estava em defesa deles, censurando a classe patronal.

Apesar disso, o expressivo número de manifestantes cumpriu seu trajeto e revelou seu desabafo, de forma pacífica.

Acompanhe o caso

Leia também: Um silêncio muito estranho no Senado AQUI;

Leia também: Garibaldi apela para conciliação entre empresa e o MPT/RN AQUI;

Leia também: MPT/RN promete recrudescer a relação com Guararapes AQUI;

Leia também: Facção Têxtil de Antônio Martins é vista como caso de sucesso AQUI;

Leia também: Ato pró-emprego acontecerá em frente à sede do MPT/RN AQUI;

Leia também: “Grito do emprego” mobiliza vários setores no final de semana AQUI;

Leia também: Ministério Público do Trabalho é nocivo ao RN e a seu povo AQUI;

Leia também: Ministério Público do Trabalho diz defender direitos trabalhistas AQUI.

Não faltou também infiltração de correntes políticas oportunistas na mobilização, como defensores do pré-candidato presidencial Jair Bolsonaro e o Movimento Brasil Livre (MBL). Porém não tiveram maior acolhida.

A próxima manifestação está marcada para o sábado, 23, em Parelhas, na região Seridó. No sábado passado, dia 16, o primeiro Grito do Emprego ocorreu em São José do Seridó.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Economia / Gerais

Comentários

  1. Augusto Heleno diz:

    Mais “empregos” no interior e menos na capital!
    É isso que estão pregando?
    Essa manifestação é patrocinada pela Guararapes que tem interesse em manter essa situação…
    Porque não fazer manifestação por melhores condições de trabalho e mais emprego. No interior e na capital.
    Os políticos que estão na manifestação são uns oportunistas, Estão fazendo uma “fezinha” esperando “algo” de Flávio Rocha…

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.