terça-feira - 06/05/2014 - 09:39h
Política

Henrique diz que eleição de Mossoró não afeta a estadual


Por Ciro Marques (Portalnoar)

A eleição suplementar de Mossoró foi um fato isolado, que nada terá a ver com o pleito estadual marcado para outubro. A análise, diferente do que pensa PT e PSD, é do presidente estadual do PMDB, Henrique Eduardo Alves, pré-candidato ao Governo do Estado. Segundo ele, não é possível comparar as duas disputas, sobretudo porque a mossorense teve um processo “absolutamente judicializado” e um palanque consideravelmente diferente.

Isso porque, apesar das alianças oficiais representarem prévias do que ocorrerá em outubro, colocando PSD e PT de um lado e PMDB, PSB e PR do outro, no pleito mossoroense membros importantes peemedebistas, como a ex-prefeita Fafá Rosado, apoiou a chapa pessedista, ou seja, o candidato Francisco José Júnior. Além disso, o PV, PSDB, PDT e PSC, que estarão ao lado do PMDB em outubro, também ficaram juntos do nome lançado pelo PSD.

Judicialização

“Processo absolutamente judicializado encerra, afinal, a eleição suplementar em Mossoró. Sua própria configuração político partidária, com partidos se dividindo em apoios também divididos aos candidatos revela o caráter único e pontualíssimo desse pleito”, afirmou o presidente da Câmara Federal Henrique Eduardo Alves, por meio de sua conta no Twitter.

“Querer enxergar além disso, projetando estadualização da disputa, (é) factóide que não resiste a um simples exemplo: Partidos que no palanque mossoroense vencedor de hoje já definiram seu palanque oposto para outubro”, afirmou Henrique, exemplificando o que diz com PV, PSDB, PDT, PSC e até dissidentes, como os do nosso PMDB (Fafá Rosado).

“O importante agora é que essa etapa – até vitimando candidaturas que foram proibidas – se encerra. E Mossoró respeitando a todos, vencedores e vencidos, possa se refazer;  desemprego, insegurança, serviços públicos sem qualidade. Mudança é o rumo. O RN espera também”, acrescentou Henrique, finalizando a análise.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  2. AVELINO diz:

    Querias, meu garoto inocente, querias!!! Mossoró, por experiências vividas e adquiridas anteriormente, sempre dá um norte para o pleito estadual!!! E nesse de 2014, então… Além dessa mais recente derrota de Larissa, sua indicada, adicionada às outras anteriores, Henrique agora explicita outro motivo que o faz estar em “total queda livre” na capital, em Mossoró e em grande parte do estado ao aceitar se conluiar com duas figuras de caráter duvidoso e rejeitado: João Maia e a ilibada da Wilma Maia!!! Henrique perdeu com Larissa e vai continuar perdendo pra governador… Sabe de nada, inocente!!! É o povo que está dizendo…

  3. Daniel Machado dos Reis diz:

    Rs Vá nessa rs

  4. Daniel Machado dos Reis diz:

    Se não faz diferença o que o deputado estava fazendo aqui?
    Solidariedade a Larissa? rs

  5. Afonso Magnus diz:

    Henrique governador. Qual foi a mudança e o rumo?

  6. toinho diz:

    Ele tá preocupadíssimo,ou então,é louco.

  7. luis carlos diz:

    Qual mudança acontece com Robsosn Farias e a deputada Fatima que apoiaram e estiveraam ao lado de todos que eles chamam de mesmice e acordão.

  8. gilmar h diz:

    Imagens de si no discurso: Henrique não mudou e, assim sendo, é comum refletir no outro (os eleitores) suas características fossilizadas de interesses filauciosos.

    Vivemos numa “sociedade” anômica”, consectária de uma política vampira que se alimenta do sofrimento dos próprios fanáticos e ignorantes que a promove.

    Pra que mudar? Mudar pra quê? A coisa ainda está muito boa p’resse povo.
    Henrique não ouviu o lamento do povo nas ruas e torce pela continuação do mesmo afã dos fãs.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.