domingo - 29/05/2016 - 22:28h
Mossoró

Insucessos pesam sobre personagens da campanha 2014


O ministro do Turismo, ex-deputado federal Henrique Alves (PMDB), retornou nesse sábado (28) a Mossoró para programação político-eleitoral do seu partido (veja AQUI). Repetiu um pouco do que fez em 2014, quando foi candidato a governador.

As lembranças mossoroenses mais recentes dele e de seus aliados locais não são das melhores, além dos próprios infortúnios políticos. Na volta à cidade, Henrique até repetiu parte do “script” da campanha de 2014, que lhe causou considerável vexame em Mossoró.

Promoveu evento do seu partido dirigido a pré-candidatos, através da Fundação Ulysses Guimarães – na Câmara Municipal. Mas participação teve comparecimento modestíssimo. Seu PMDB segue desarticulado em Mossoró.

Insucessos

Como em 2014, Henrique esteve em separado com seus principais apoios. Visitou a prefeita cassada Cláudia Regina (DEM), conversou com a ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) e dividiu mesa na Câmara com Fafá.

Em 2014, sua campanha em Mossoró teve três palanques. As três lideranças nas se “bicavam” e ele não conseguiu juntá-las. Compreensível duas derrotas expressivas para Robinson Faria (PSD), nos dois turnos eleitorais. Terminou sem mandato.

Cláudia teve cassação e inelegibilidade por oito anos confirmadas posteriormente, Sandra e a filha (então deputada estadual Larissa Rosado-PSB) não se reelegeram, Fafá não obteve êxito à Câmara Federal e seu marido não voltou à Assembleia Legislativa.

Toc, toc, toc. Três batidas na madeira, galhinho de arruda e banho de sal grosso vão fazer bem a todos, além de não repetir certos erros evidentes demais.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. "Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão." EÇA QUEIROZ diz:

    “Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.” EÇA QUEIROZ
    “Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.” EÇA QUEIROZ
    “Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.” EÇA QUEIROZ

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    O PMDB em Mossoró está morrendo porque insiste em manter políticos já condenados em primeira instância por improbidade administrativa e ainda sinaliza que cederá legenda a estes condenados.
    Nada irrita mais o povo do que saber que condenado por improbidade continua na vida pública.
    A isto acrescente que o próprio ministro Henrique Alves está sendo alvo de investigação na Lava jato, sem contar que aparece em várias delações premiadas e dificilmente será mantido ministro pelo Temer.
    O PMDB não mudou, mas o Brasil mudou. E isto eles não entenderam.
    São tão infantis que ainda se utilizam de métodos ultrapassados para tentarem desqualificar pessoas que não são do seu agrado. Continuam a dizer que se trata de loucos, perseguidores etc. Coisas do stalinismo.
    Ficaram perdidos no tempo.
    Pobre PMDB que prefere ceder legenda a condenado a ter no seu palanque pessoas de conduta ilibada e com propostas para transformar esta cidade. Todos os problemas de Mossoró têm solução. Basta não, cala-te boca.
    ////////////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS A QUALQUER INSTANTE. TUDO PODE ESTAR POR UM SEGUNDO.

  3. FRANCISCO BEZERRA diz:

    KKKKKKKKKKKK hilário esses comentários! Meu Deus quanto ódio destilado! E patrocinado! Quem tem tanto interesse nisso?

  4. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Tua patroa inventou de abrir BO e na hora não apareceu. Se você frescar quem abre BO agora sou eu. Fresque.
    ///
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS EM JUNHIO?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.