quarta-feira - 28/12/2016 - 13:07h
"Exemplo"...

MP do RN tem o maior gasto do país com pessoal


Por Dinarte Assunção do Portal Noar

O Ministério Público do Rio Grande do Norte lidera o ranking de gastos com pessoal entre todas as unidades estaduais do Brasil, indicam dados da Secretaria de Tesouro Nacional, segundo quem o MPRN está muito acima dos limites permitidos para esse tipo de despesa.

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) define que, para o Ministério Público, as despesas com pessoal devem observar três limites. Há o de alerta, fixado em 1,8% da receita corrente líquida; o 1,9%, que é o limite da alerta, a partir do qual novos gastos com pessoal devem ser contratados e o limite máximo, de 2% da receita. O MPRN está em 2,23%.

Até esta quarta-feira (28), os números atualizados da Procuradoria Geral de Justiça indicavam movimentação financeira, ao longo de 2016, de R$ 264.472.198,85, sendo, pelo menos, R$ 177.436.244,20 para uma folha de 1.015 pessoas, sendo cerca de 420 funções gratificadas.

Comparativo

Outros números do Ministério Público em 2016 são: R$ 15,2 milhões em auxílio-alimentação; R$ 26 milhões em indenizações R$ 10 milhões em investimentos.

A maior unidade estadual do Ministério Público do Brasil, o de São Paulo, com 2020 promotores – o do Rio Grande do Norte tem 223 – tem o menor gasto proporcional com pessoal, comprometendo 1,32% da receita corrente líquida.

No Nordeste, estados de maior porte que o Rio Grande do Norte aparecem em posição confortável. O Ceará é o 13º no ranking geral (1,77%). Pernambuco e Bahia, com 1,56% cada, só perdem para São Paulo.

A reportagem tentou, sem sucesso, contatar a assessoria de imprensa do Ministério Público do Estado para repercutir os dados.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público

Comentários

  1. Carlos Andre diz:

    Chegou a hora de o MP, TJ, ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA ajudar no cortes de gastos, só o povo pagar a conta não dá!!!

  2. Rita diz:

    Dados como esses justificam a pobreza do estado do RN

  3. François Silvestre diz:

    Cobradores de ética, devedores de ética. Da lição popular “todo bom cobrador é mau pagador”. E o povo miserável paga à falsa ética uma dívida que não é sua. Tudo na maior cara-de-pau.

  4. andrea linhares diz:

    TJ/RN e MP/RN: Engraçado, há pouco tempo tivemos oportunidade de ver os representantes a frente dos dois órgãos defendendo privatização, federalização ou qquer outra forma do Estado se livrar da UERN. Interesses mascarados pelo falso discurso da racionalidade e da probidade administrativa para quê mesmo? Certamente tanto interesse deve(ria) estar relacionado à necessidade de assegurarem as condições necessária$ para manterem seus status de ineficientes e dispendiosos, conforme os dados do Conselho Nacional de Justiça e Secretaria do Tesouro Nacional vêm revelando. Educação não é preciso. Manter privilégios dos velhos estamentos é imperativo! é essa a marcha do atraso que tentam imprimir ao RN. Uma vergonha! e é bom arquivarmos esses dados para qdo vierem novamente propor cretinices políticas dessa natureza contra a UERN. Sabem muito bem que os tempos são outros, mas guardam confiança na eterna ignorância e subserviência da sociedade.

  5. João Claudio diz:

    Um estado cuja capital ostenta na porta de entrada um enorme e caríssimo elefante branco desejando boas vindas aos turistas, não pode ser considerado um estado pobre.

    o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-

    ”Corra que os Bandidos vem ai”.

    Em exibição em todas as cidades do RN.

    O governador quando não está voando, desfila em carro blindado. O rico que o imite. O povão que se cuide. O pobre que se lasque.

  6. fernando diz:

    Ele são os deuses do olimpo. Pra eles, todo dinheiro e poder é pouco.

  7. Marcos Pinto. diz:

    Uma só palavra define esse triste e desalentador cenário: VERGONHA!.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.