sexta-feira - 04/08/2017 - 07:42h
Caicó

MP cumpre 12 mandados de busca e apreensão e 6 prisões


Do MPRN e Blog Carlos Santos

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou na manhã desta sexta-feira (4) a “Operação Blackout”.  Investiga contrato de iluminação pública da Prefeitura de Caicó, no valor de R$ 1.138.970,00.

A operação conta com a participação de 16 promotores de Justiça, além do apoio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO) do MPRN e do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), e das Polícias Militares potiguar e pernambucana.

Policiais também cumpriram mandados na sede da prefeitura (Foto: Sidney Silva)

Os elementos levantados na investigação demonstram que a associação criminosa atua de forma serial na prática de crimes como peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraude a procedimento licitatório. Ao todo foram 12 mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e residências particulares e seis mandados de prisão, expedidos pelo juiz da vara Criminal de Caicó.

Desdobramento da Cidade Luz

Essa ação é um desdobramento da “Operação Cidade Luz” que desabrochou em Natal à semana passada, que resultou no afastamento do presidente da Câmara Municipal da capital, vereador Raniere Barbosa (PDT), centrada na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Natal (SEMSUR).

Pelo que foi apurado pelo MPRN, há indícios de superfaturamento e pagamento de propina a agentes públicos da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos do Município de Caicó, em contratos firmados para a prestação de serviços de iluminação pública.

Abdon Augusto Jr.: afastado (Foto: Sidney Silva)

O secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos de Caicó, Abdon Augusto Maynard Júnior, cooptado pela associação criminosa antes mesmo de assumir a pasta, foi afastado do cargo por decisão judicial. Também foi afastada do cargo de diretora do departamento de Iluminação Pública de Caicó, Ruth de Araújo Ferreira, nomeada a serviço da associação criminosa para repassar informações privilegiadas.

A operação Blackout é um desmembramento da operação Cidade Luz, deflagrada no dia 24 de julho de 2017, que descortinou esquema criminoso nos contratos de iluminação pública realizados pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos do Município de Natal (Semsur), revelando indícios de ilícitos similares também nos contratos de iluminação pública do município de Caicó.

Em Caicó, desde cedo, a operação cumpre mandados em endereços como Prefeitura Municipal e Secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos do município. Também chega à casa do ex-prefeito Roberto Germano (PMDB).

Depois traremos mais detalhes.

Leia também: Juiz afasta presidente de câmara e emite 15 mandados de prisão AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público / Política

Comentários

  1. Marcos Pinto. diz:

    Pergunta que não quer calar: O que os ilustres Representantes do Parquet estão esperando para, também, desencadear a mesma operação em Mossoró ???.

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Ainda bem que nada disto acontece em Mossoró.
    Se acontecesse Mossoró não seria a cidade mais bem iluminada do mundo.
    Feliz são os mossoroenses que de noite precisam usar óculos escuros.
    Estou mentindo, João Cláudio?
    ///
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS DEPOIS DO FIM DO MUNDO?

  3. João Claudio diz:

    Digo e repito:

    A roubalheira publica acontece diuturnamente em todas as cidades brasileiras.

    De São Paulo-SP, a maior cidade do país, à Serra da Saudade-MG, a menor.

    De presidente da republica a vereador, passando pelos funcionários públicos, ninguém sabe quem rouba mais.

    Há exceções? Poucas, mas há.

    Quem tem um pouquinho mais de idade e é informado, sabe que o DESTRAMBELHAMENTO TOTAL se deu a partir de 2003. Mais precisamente a partir de 2005, após o Mensalão PTralha.

    O fato de o grande e intocável chefe da quadrilha não ter sofrido nenhum tipo de punição, abriu caminho e deu exemplo até para as vovós politicas e/ou servidoras meterem a mão na coisa publica.

    É por isso, Senhoras e Senhores, que essa merda não vai pra frente. Estão metendo a mão em tudo.

    Depois de eu ter esgotado o meu cansaço, só me resta dizer:

    EU AXEPÔCO.

    Também tenho dito, e repito:

    Depois das Diretas Já, com exceção de Itamar Franco que já partiu, TO-DOS meteram a mão, TODOS receberam propinas, TODOS participaram de corrupção, TODOS compraram deputados e senadores, e se venderam aos empresários, TODOS fizeram merda, TODOS ”se arrumaram e arrumaram os seus familiares.”

    Essa esculhambação destrambelhada verde e amarela, é fato em todo o Planeta Terra.

    P.S – Sinto muito pelas crianças que nascem hoje e dos adolescentes que ainda não abriram os olhos para enxergar essa esculhambação.

    Ao despertarem para a realidade, ambos também sentirão vergonha de ter nascido nessa merda.

    E piriri e pororó.

    Sorry, PTralha$.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.