quarta-feira - 30/05/2012 - 14:02h
Cartel dos Combustíveis

‘Operação Vulcano’ gera 8 prisões e 20 mandados de busca

Empresários e dois vereadores são investigados por uma suposta formação de quadrilha em Mossoró

A partir de decisão interlocutória do juiz titular da 3ª Vara Criminal de Mossoró, Cláudio Mendes, Ministério Público e Polícia Federal desencadearam hoje a “Operação Vulcano” em Mossoró. Começou por volta das 5h.

Ministério Público e Polícia Federal combatem indícios de formação de quadrilha e crime contra a ordem econômica, no segmento de venda de combustíveis automotivos. Passaram a cumprir 9 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão. Os implicados estariam envolvidos na prática de cartel e outros delitos.

Em entrevista coletiva ao final da manhã de hoje na sede da Polícia Federal, em Mossoró, representantes dessa autarquia e promotores evitaram detalhar a operação ou mesmo revelar os nomes dos presos – em prisão temporária de cinco dias. Eles são “investigados” e serão submetidos a interrogatório.

Desde a denominada “Operação Satiaghara” que a PF passou a adotar restrições à informação à imprensa e opinião pública.

O delegado da Polícia Federal, Eduardo Bonfim; o superintendente interino da mesma autarquia no estado, Marinaldo Rocha, além dos promotores de Justiça José Augusto Peres e Flávio Corte, participaram de entrevista coletiva. Ficou claro, que as investigações passam a ter outra dimensão com o que foi realizado hoje.

Eduardo Bonfim, Marinaldo Moura, Augusto Peres e Flávio Corte: promotores em entrevista (Foto: cedida)

Outros políticos e empresários podem ser alcançados mais adiante.

O trabalho da Polícia Federal e Ministério Público contra o suposto cartel não é novo. Mas ganhou musculatura maior a partir de abaixo-assinado com 104 endossantes, apresentado o ano passado por um grupo de cidadãos. A PF, com laudos da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e outras informações técnicas, passou a apurar o caso.

Ocorreram escutas telefônicas autorizadas pela Justiça, fotografias e filmagens foram feitas no acompanhamento de reuniões fechadas entre empresários e políticos da Câmara Municipal e Prefeitura Muncipal.

Sete empresários e um vereador estão presos na carceragem da Polícia Federal. Cerca de 90 policiais trabalharam nessa operação. Cumpriram mandados na Câmara Municipal de Mossoró, alguns postos de combustíveis e residências de empresários e políticos, na coleta de documentos e prisões.

Presos na Operação Vulcano:

Otávio Augusto Ferreira da Silva (empresário);
Claudionor Antônio dos Santos (vereador);
Pedro Edilson Leite Júnior (empresário e ex-vereador);
Robson Paulo Cavalcante (empresário);
Pedro de Oliveira Monteiro Filho (empresário);
Sérgio Leite de Souza (empresário);
Carlos Otávio Bessa e Melo (empresário);
José Mendes da Silva (empresário).

Foram emitidos mandados de prisão e busca e apreensão contra o vereador-presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD). Seu gabinete na sede desse poder e residência tiveram documentos apreendidos, mas informação extra-oficial é de que ele e sua mulher estão em viagem ao México.

Acompanhe o Blog também pelo Twitter AQUI e veja notas e comentários exclusivos  sobre este assunto.

A PF levantou documentos e outras informações no tocante à reunião envolvendo empresários do setor de combustíveis, na sede do Palácio da Resistência – dia 24 de abril deste ano. Alguns nomes apareceram em escutas telefônicas e nesse meio investigado, mas a princípio não teriam participação em formação de quadrilha ou cartel. Pelo menos o juiz Cláudio Mendes não viu elementos ao seu convencimento.

O afunilamento dessa tarefa ocorreu sobretudo devido celeuma na Câmara Municipal, em torno de projeto da prefeitura, que criava maiores restrições para instalação de postos de combustíveis na cidade. O vereador Genivan Vale (PR) apresentou substitutivo que desagradou o empresariado. A articulação da bancada governista derrubou proposição do parlamentar.

O Blog possui cópia da decisão judicial da Operação Vulcano, na íntegra. Depois voltaremos com mais informações.

Veja AQUI reportagem especial deste Blog sobre suposto cartel dos combustíveis.

Nota do Blog – Assistentes técnicos da Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça foram autorizados pela Justiça ao acompanhamento de todas as diligências da Polícia Federal e Ministério Público.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política / Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. Renato diz:

    Era ora de acabar com estes abusos que se arrastam da anos, os envolvidos quantos ganhos ilicitos tiveram?

  2. CALIBRE 50 diz:

    Isso é só a ponta do ICEBERG!Se liga Mossoró!Pagamos a Gasolina mais cara do país com tanto Petróleo?A algo de podre nos postos de Gasolina de Mosoró!É só!

  3. Jairo LEE diz:

    Caro Blogueiro,

    Nesse caso, cabe a palavra, BOMBOU?

    aguardo resposta.

  4. Hermiro Vieira Gurgel Filho diz:

    Carlos Santos,
    Já ta com quase três anos que deixei de fumar. É uma praga quase insubstituível, to tentando, não é fácil. Deixa pra lá!. Antigamente quando eu era novinho ouvia falar muito em juiz de direito, grande homem, muitos íntegros, mas, outros, invariavelmente coagidos por coronéis, etc. Hoje, estamos assistindo e lendo esses magistrados com outros comportamentos que é: Procurar o máximo possível julgar dentro da lei mandados feito por delegados de policias competentes e tentando em conjunto colocar na cadeia dezenas de malfeitores.

  5. Igor diz:

    Essa Bancada da prefeita hein? vou te contar….

  6. @DecioNeves diz:

    Caro Jornalista Carlos Santos,
    A título de esclarecimento faço apenas uma ressalva ao seu claro e conciso texto: É a Polícia Federal Órgão da Administração Direta.
    No mais, parabéns pelo primoroso e indispensável trabalho informativo!

Trackbacks

  1. [...] Foram expedidos 9 mandados de prisão, sendo cumpridos 8. Foram oito empresários e um vereador (veja AQUI). [...]

  2. [...] à semana passada, que gerou um elenco de oito prisões e 20 mandados de busca e apreensão (veja AQUI). Silveira não chegou a ser preso, por suposto envolvimento com “cartel dos [...]

  3. [...] o que foi a Operação Vulcano clicando AQUI. Categoria(s): Economia / Segurança [...]

  4. [...] O  trabalho da Polícia Federal e Ministério Público gerou 8 prisões e farta coleta de documentos no dia 30 de maio do ano passado (veja AQUI). [...]

  5. [...] detalhes clicando AQUI (“Operação Vulcano” gera oito prisões e 20 mandados de busca e apreensão“), [...]

  6. [...] AQUI a matéria sob título “Operação Vulcano” gera 8 prisões e 20 mandados de busca e [...]

  7. [...] do RN (MPRN), a partir de investigações incrustadas na “Operação Vulcano” (veja AQUI), entrou com uma ação penal e uma ação civil pública, no foro de Mossoró, relativas a suposto [...]

  8. [...] investigação que resultou na prisão de várias pessoas em 2012 (veja AQUI) foi denominada de “Operação [...]

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.