• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 14-11-17
sexta-feira - 04/11/2016 - 16:11h
Portalegre

Prefeito e vice garantem mandato ganho em eleições 2016


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aceitou recurso da defesa de Manoel de Freitas Neto (PP), o “Neto da Emater”, que venceu as eleições municipais deste ano em Portalegre no Oeste do RN. Ele e o seu vice Ecimar Pereira Carlos (PMDB), o “Ecimar de Euclides”, serão diplomados e empossados.

Neto: nova vitória (Foto: Web)

A decisão do pleno do TRE aconteceu na sessão de hoje, com placar de 4 x 3. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Neto da Emater era candidato à reeleição. Nas eleições do último dia 2 de outubro, ele somou 2.971 votos – 58,25% dos votos válidos. Já em 2012, teve 2.951 votos – 53,96% dos votos válidos.

O questionamento feito que deixava a decisão das urnas sub júdice (em aberto) estava relacionado à situação de Ecimar de Euclides, que chegou a figurar em lista do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Adversários

Eles fizeram parte da Coligação Portalegre no Caminho Certo, formada por PP, PMDB e SD.

A chapa superou a majoritária da Coligação Vontade do Povo, encabeçada por Antônio Nunes Rêgo (DEM), o “Careca”, que alcançou 2.087 votos – 40,92% dos votos válidos. Essa aliança tinha ainda o PSDB em sua composição.

O terceiro concorrente e colocado foi José Rodrigues (PCdoB) da Coligação Unidos para Renovar, integrada pelo PCdoB, PT e PEN. Empalmou apenas 42 votos – 0,82% dos votos válidos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política

Comentários

  1. François Silvestre diz:

    Decidir o contrário seria negar a decisão cristalina dos eleitores. Com todo respeito aos perdedores, que conheço e respeito, seria agredir a democracia municipal. O tribunal de Contas não é corte jurídica. É contábil. Só. E não pode substituir a vontade soberana das urnas. Se havia delito de algum candidato, a ser impugnado, que essa impugnação fosse anterior à decisão do eleitor. A regra antiga era a mais sábia: Deixou votar, apurou, lascou-se. E ninguém se meta mais…A não ser em delito posterior.

  2. João Claudio diz:

    Como é que a justiça permite um cidadão ou cidadã já condenado, se candidatar a um cargo politico, ser votado, ser eleito e assumir o cargo??? Isso é uma imoralidade a Céu aberto.

    Ate esculhambação tem limites.

    No país que nasceu já torto, ate parece que, quanto mais esculhambado, melhor.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.