segunda-feira - 15/08/2016 - 12:47h
Francisco José Júnior

Prefeito fica milionário em pouco mais de 2 anos de mandato

Ao registrar candidatura, político mossoroense revela oficialmente que engordou patrimônio em 557%

Por Magnos Alves (Jornal de Fato/Blog do Magno Alves)

O prefeito de Mossoró, Silveira Júnior (PSD), conseguiu se sobressair em meio à crise econômica que assolou o mundo nos últimos anos. O chefe do executivo mossoroense mais que quintuplicou o seu patrimônio nos últimos dois anos, de acordo com a declaração de bens que ele mesmo fez ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) nas eleições suplementares de 2014 e para o pleito deste ano de 2016.

Na declaração de bens para as eleições suplementares vencidas por ele em 4 de maio de 2014, Silveira Júnior declarou patrimônio de R$ 194.043,00, distribuídos entre cinco terrenos e dois apartamentos; enquanto que, para as eleições municipais deste ano, o prefeito de Mossoró declarou, junto com o pedido de registro de candidatura feito na última quinta-feira (11), patrimônio superior a R$ 1 milhão.

Declaração de bens para candidatura este ano mostra "engorda", 'declarada', que passa de R$ 1 milhão (Foto: reprodução)

Precisamente, o valor declarado é de R$ 1.080.816,43, incluindo terrenos, apartamentos, casa de praia, poupança, crédito bancário e fundo de investimento. Comparando as duas declarações, o resultado é crescimento de patrimônio de 557% entre 2014 e 2016.

Dos bens declarados em 2014, apenas um apartamento localizado no Residencial Noêmia Chaves não faz parte do patrimônio apontado por Silveira Júnior agora em 2016. Por outro lado, a lista de bens dele cresceu, com destaque para dois terrenos no Alphaville, um flat e uma casa de praia no município de Tibau.

Um investimento de quase meio milhão de reais (R$ 471.539,37) somente nesses três empreendimentos. O equivalente a mais de 22 meses do salário bruto do prefeito (R$ 21.195,00) ou quase 30 meses do salário líquido de Silveira Júnior (R$ 15.873,98), de acordo com dados do Portal da Transparência da Prefeitura de Mossoró. Agora em agosto, Silveira Júnior está completando 28 meses como prefeito eleito de Mossoró.

Além do espantoso crescimento do patrimônio, a declaração de bens apresentada por Silveira Júnior à Justiça Eleitoral também apresenta distorções no valor dos bens declarados.

A casa no Residencial Praia Bela, em Tibau, por exemplo, custa R$ 400 mil, segundo uma empresa responsável pela venda das unidades, mas o valor declarado pelo prefeito foi de “apenas” R$ 230.782,76, quase R$ 170 mil a menos.

Silveira Júnior também declarou ter dois lotes no Alphaville, comprados depois das eleições suplementares de 2014, mas não se tratam apenas de lotes. Uma casa no local já está em estado avançado de construção, o que eleva em muito o valor do bem.

Em nota, Silveira Júnior negou que o seu patrimônio tenha quintuplicado e disse que a evolução dos seus bens ao longo dos últimos dois anos ‘é totalmente compatível com os rendimentos auferidos em cada exercício a partir de salários recebidos, rendimento de locação dos bens, aplicações financeiras, atualização dos valores de mercado, melhorias realizadas em bens imóveis e comercialização e /ou transações entre os bens’.

Prefeito explica números

Ao se defender de números oficias, apresentados por ele mesmo em 2012 e 2014 e para negar que o seu patrimônio cresceu 557% entre uma eleição e outra, o prefeito de Mossoró, Silveira Júnior (PSD), deu um tiro no pé e assumiu que, no mínimo, omitiu bens à Justiça Eleitoral.

Para se defender dos dados oficiais, o prefeito revelou informações da sua declaração de Imposto de Renda nos últimos três anos. E não há duvidas que, caso os dados apresentados por ele sejam verdadeiros, Silveira Júnior cometeu o crime de omissão de bens ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) pelo menos nas Eleições suplementares de 2014.

Declaração de bens em 2014, para eleição suplementar, tinha patrimônio mais modesto (Foto: reprodução)

Segundo o próprio prefeito, seus bens e direitos em 31 de dezembro de 2013 totalizaram R$ 595.459,91. No entanto, nas eleições suplementares realizadas em maio de 2014, Silveira Júnior declarou patrimônio de “apenas” R$ 194.043,00 à Justiça Eleitoral.

Pelos dados da declaração de Imposto de Renda apresentados pelo próprio prefeito, há indícios que Silveira Júnior omitiu bens ao TRE/RN já nas eleições de 2012, quando disputou uma vaga na Câmara Municipal. Para se chegar a essa conclusão basta comparar a declaração de bens dele à Justiça Eleitoral com o que ele diz ter declarado à Receita Federal.

No registro de candidatura para disputar uma vaga na Câmara Municipal em 2012, o atual prefeito de Mossoró declarou patrimônio de “apenas” R$ 123 mil, enquanto que, ele mesmo, afirma que em dezembro de 2013 declarou à Receita Federal bens que totalizavam R$ 595.459,91, quase meio milhão de reais (R$ 472.459,91) a mais nesse curto período de tempo e um crescimento de patrimônio superior a 380%.

Silveira Júnior deixa ainda mais claro que omitiu bens ao TRE ao declarar que ‘a declaração de Imposto de Renda é a informação oficial’. “Os números apresentados pela reportagem são incompatíveis com a realidade, uma vez que a declaração de Imposto de Renda é a informação oficial que consta no banco de dados da Receita Federal, da forma mais clara e transparente possível”, argumenta Silveira Júnior.

De acordo com a lei eleitoral, no momento em que registram suas candidaturas, os políticos são obrigados a apresentar uma declaração com os bens que possuem. A omissão de dados em declarações apresentadas à Justiça Eleitoral, no entanto, não configura crime eleitoral. O objetivo desse documento é ter um registro dos bens do candidato antes de ele assumir cargo eletivo, um parâmetro para, em caso de necessidade, poder comparar se ele se beneficiou indevidamente do mandato.

Francisco José Júnior - Declaração de bens para campanha a vereador em 2012 (Foto: reprodução)

O crescimento do patrimônio de Silveira Júnior em 557% nas declarações feitas ao TRE pode indicar que ele se beneficiou indevidamente do mandato. E não adianta o prefeito dizer que se trata de ‘tentativa desesperada de setores da imprensa em manchar a sua imagem, com o intuito claro de ludibriar a população nas vésperas do início do pleito eleitoral, com informações inconsistentes e dados distorcidos’.

São dados oficiais do TRE. E o mais importante: declarados pelo próprio prefeito, por vontade própria, sem que uma arma estivesse apontada para ele.

Uma coisa é certa: Silveira Júnior vai ter que se explicar com o TRE.

Nota do Blog Carlos Santos – O locutor esportivo Waldir Amaral, falecido em 1997, diria: “Indivíduo competente!”

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    “Uma coisa é certa: Silveira Júnior vai ter que se explicar com o TRE.”
    Vai? Vai mesmo?
    E o que vai acontecer se ele não conseguir se explicar?
    Gente, se quem está CONDENADO POR PRÁTICA DE IMPROBIDADE vai disputar estas eleições, imagine quem vai AINDA ter que se explicar. Se tiver que se explicar.
    Enquanto a lei permitir que CONDENADO seja candidato pelo simples fato de ter recorrido da decisão a coisa continuará do jeito que eles gostam.
    A TURMA DO SAL GROSSO ESTÁ AÍ DANDO RISADA DE TODOS NÓS.
    Ou faz como nos EUA onde condenado em qualquer instância é logo recolhido aos costumes e fica vendo o sol nascer quadrado enquanto aguarda o julgamento do recurso ou isto nunca muda.
    ////
    QUANDO A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DE MOSSORÓ IRÁ CUMPRIR A PROMESSA DE ENTREGAR UMA OUTRA BLUSA DO UNIFORME ESCOLAR AOS ALUNOS DAS ESCOLAS MUNICIPAIS?
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS ATÉ SEXTA-FEIRA?

  2. matheus diz:

    No registro de candidatura de Silveira em 2014 na postagem mostra que a ocupação dele é prefeito, logo em 2014 ele foi candidato a reeleição. Nesse caso ele poderia está concorrendo novamente a reeleição ?

  3. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Será que estão pensando que os alunos da escolas municipais de Mossoró são todos filhos de pais com patrimônio igual ou superior ao do prefeito?
    Não entregam o UNIFORME ESCOLAR, mas uso do UNIFORME ESCOLAR COMPLETO exigem.
    Não contentes com a não entrega do MATERIAL ESCOLAR exigem dos alunos a construção de maquetes de castelos e outras presepadas mais que oneram em muito os já combalidos orçamentos das famílias destes alunos. E agoara vão mais além:
    ESTÃO EXIGINDO DOS ALUNOS QUE LEVEM FOTOS DOS PRÉDIOS HISTÓRICOS DE MOSSORÓ.
    Será que pensam que todos os alunos têm máquinas fotográficas? Será que imaginam que os alunos podem percorrer toda Mossoró a fim de fazerem estas fotos?
    ONDE ESTÁ A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DE MOSSORÓ?
    Secretária que prometeu entregar uma outra blusa no início do segundo semestre e até agora nem satisfação deu. E atentem quem em 2015 NADA foi entregue a título de UNIFORME ESCOLAR e em 2016 apenas uma única blusa foi entregue. A única coisa que fazem é EXIGIR UNIFORME ESCOLAR COMPLETO. Isto sem ter entregue UNIFORME ESCOLAR, mas apenas uma única blusa.
    Será que alunos vão ficar reprovados por não possuírem máquinas fotográficas? Será que alunos irão ficar reprovados por não saberem o que é a dança KUDURO? Será que alunos ficarão reprovados por desconhecerem o nome das deusas gregas e romanas?
    Tudo isto acontecendo, inclusive professor dizendo a alunas de de 11/12 anos que BEIJO DE LÍNGUA É MUITO BOM, isto aconteceu durante uma aula, e NINGUÉM TOMA UMA PROVIDÊNCIA.
    Numa emissora de rádio ainda fica uns amestrados que mudam de opinião mais do que biruta de aeroporto a chamar de bobos os que usam as redes sociais para denunciar assuntos como este.
    Não sabem estes amestrados que o povo não é bobo. Bobos são eles que terminarão Deus sabe como.
    ////
    QUANDO A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DE MOSSORÓ IRÁ CUMPRIR A PROMESSA DE ENTREGAR UMA OUTRA BLUSA DO UNIFORME ESCOLAR AOS ALUNOS DAS ESCOLAS MUNICIPAIS?
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS ATÉ SEXTA-FEIRA?

  4. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Neste lote que aparece no valor de R$ 1.000,00 eu pago R$ 2.000,00 sem nem ver o terreno.
    Gente, onde é que em Mossoró se encontra um lote de R$ 1.000,00;
    Nem na estrada Assu/Mossoró, onde queriam construir um campunho de futebol para trocarem pelo NOGUEIRÃO, se encontra um lote de terra por este preço.
    Será que ninguém vai mandar o prefeito atualizar estes valores?
    Não entendo ainda não terem sido divulgadas as declarações de bens dos candidatos a vereadores.
    Eu fico a imaginar se nestas declarações de bens fossem incluídos os TED feitos com pagamento na BOCA DO CAIXA. E isto é tão fácil… Basta ver se quem aparece como o que fez o TED com pagamento na BOCA DO CAIXA tem suporte financeiro para movimentar grandes valores ou se é apenas um laranja. Identificado o laranja ver para quem ele trabalha.
    Nunca entendi até hoje porque isto nunca foi feito. Ou será que já foi feito e estão esperando apenas juntar outras peraltices para fazer um único processo e evitar que alguns tipos fiquem dizendo O QUE EU FIZ FOI TÃO POUQUINHO?
    O QUE EU SEI É QUE UM TSUNAMI ESTÁ A CAMINHO DE MOSSORÓ. AGUARDEM!
    ////
    QUANDO A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DE MOSSORÓ IRÁ CUMPRIR A PROMESSA DE ENTREGAR UMA OUTRA BLUSA DO UNIFORME ESCOLAR AOS ALUNOS DAS ESCOLAS MUNICIPAIS?
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS ATÉ SEXTA-FEIRA?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.