sexta-feira - 18/08/2017 - 22:24h
Mossoró

Previ admite investimento milionário, misterioso e de alto risco


Elviro (à esquerda) em entrevista hoje (Foto: cedida)

Por Saulo Vale (Jornal da Tarde, Rádio Rural de Mossoró)

O presidente do Instituto Municipal da Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ-Mossoró), Elviro Rebouças, foi entrevistado desta sexta-feira, 18, pelos jornalistas Esdras Marchezan e Saulo Vale, durante o Jornal da Tarde, programa transmitido pela Rádio Rural de Mossoró.

Em sua entrevista, Elviro revelou que o Ministério Público do RN (MPRN) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) estão de posse de documentos para apuração de possíveis irregularidades ocorridas na autarquia, durante a gestão passada.

Uma das revelações do presidente da Previ foi que cerca de R$ 7 milhões foram transferidos do Previ, no dia 29 de dezembro de 2016 (dias antes da posse da prefeita Rosalba Ciarlini-PP), para aplicação num fundo de investimento duvidoso.

Risco

“Este fundo só tem dois clientes, o Previ e outro, sendo que 70% do seu capital é o dinheiro da Previ”, explicou.

O negócio feito pelos antigos diretores do Previ, na gestão municipal Francisco José Júnior (PSD), impede também que o instituto promova qualquer movimentação desse dinheiro por um prazo de 10 anos.

Economista, Elviro explicou que investimentos neste tipo de fundo são de alto risco e podem gerar muito prejuízo.

O presidente que antecedeu Elviro foi o atual diretor da 1ª Circunscrição do Trânsito de Mossoró (CIRETRAN), advogado Abraão Dutra Dantas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. Amorim diz:

    Tô falaaaaando! Deboche puro! É liguagem cifrada além da nossa compreenção terraquea!
    São ET’s miméticos!
    Pobre de nós terraqueos!

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    “Economista, Elviro explicou que investimentos neste tipo de fundo são de alto risco e podem gerar muito prejuízo.”
    PODEM GERAR MUITO PREJUÍZO.
    E alguém duvida que vai gerar muito muito prejuízo?
    Quem vai arcar com a perda financeira? Nem desconfia?
    O pior é que nunca ninguém será responsabilizado por ato tão temerário.
    Se nem as denúncias do ex-procurador da Câmara Municipal de Mossoró, considerados gravíssimos por um promotor, ainda foram apurados, apesar de já passados mais de 8 meses, imagine se investigar o que motivou diretores a fazer um investimento que colocou em fundo de alto risco os recursos da PREVI-MOSSORÓ.
    ////////////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS DEPOIS DO FIM DO MUNDO?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.