quinta-feira - 22/12/2016 - 09:57h
Gestão municipal

Rosalba poderá cortar cerca de 25% dos cargos comissionados


Nos intramuros do Sítio Cantópolis, onde a prefeita mossoroense eleita-diplomada Rosalba Ciarlini (PP) está acantonada para conversas políticas, o zunzunzum aponta para corte da ordem de 25% no número de cargos comissionados no início de seu Governo.

Particularmente, não acredito.

É possível que seja mais. A conjuntura deve exigir maior rigor na oferta de ‘mamilos’ públicos, que aliados históricos e rosalbistas de ocasião sonham em se deleitar.

A Prefeitura de Mossoró tem cerca de 735 cargos comissionados legalmente à disposição para nomeações.

Boa parte é dispensável, pois não passa de cabide de emprego.

Com 50% disso ou menos ainda, funcionaria a contento, sobretudo se adotar critério meritocrático e não compadrio e toma-lá-dá-cá.

Estudo nesse sentido (veja AQUI) chegou a ser entregue ao prefeito Francisco José Júnior (PSD), que preferiu teimar contra números e apostar na velha fórmula do empreguismo para se dar bem nas urnas.

Desastre homérico

Errou na dosagem, mas não significa que não tenha se dado bem. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Se a prefeita eleita quiser repetir seu desastre homérico na gestão do Governo do Estado, basta repetir a fórmula de sempre na Prefeitura de Mossoró, em suas três gestões anteriores.

Os tempos são outros.

Antes de ela assumir o Governo do Estado em 1º de janeiro de 2011, este Blog criou uma frase que virou mantra em tom de alerta. Revelou-se verdadeira e premonitória da hecatombe:

- O Governo do Estado não é a Prefeitura e Natal não é Mossoró.

Rosalba e seu mentor, Carlos Augusto Rosado, devem seguir a receita basilar de Maquiavel para o príncipe: o “mal” (medidas antipáticas) de uma vez, cortando gorduras contundentemente. O bem, em conta-gotas.

Leia também: A ‘Rosa’ tem que escolher entre o choque e a água-com-açúcar (AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política

Comentários

  1. Francisco diz:

    Só 25% ????? Ela tinha era q acabar com essa VERGONHA q é CARGO COMISSIONADO !!!! aHHH LEMBREI, tem q atender o CABIDE DE EMPREGOS dos senhores VEREADORES !!!! Desculpem minha ignorância !!! Vá pra frente Mossoró……… !

  2. Carlos diz:

    Deve cortar 60% dos comissionados para pagar em dia os funcionários de carreira !!!

  3. Marcos Pinto. diz:

    Na segunda gestão, a Rosa de Hiroshima mossoroense pôs 932 pais e mães de família no “Olho da Rua”, e o mesmo povo idiota que votou nela agora vai padecer os mesmos horrores numa completa noite e dia de agonia. Cada povo tem o governo que merece e escolheu. Já estamos ouvindo choro e ranger de dentes. Agora sofram bando de idiotas !.

  4. João Claudio diz:

    Perceberam?

    PTralha A-DO-RA um cabide KKKKKKKKKKKKKKKK. Vai ver que a revolta e as cuspidas de fogo, são em decorrência da perda de um ou mais cabides que tinha no governo mais corrupto do mundo, leia-se governo PTralha.

    Ah, o povo brasileiro está na maior pindaíba, porque, DESDE 2003, escolheu os piores candidato do mundo para governar o país. Isso não é boato. É real. É fato.

    ”Cada povo tem o governo que merece e escolheu”. O ”Amigo” e o ”Poste” não o deixam mentir.

  5. João Claudio diz:

    Cargo comissionado, alcunha ”cabide imoral de emprego”, ou ”me dê voto que eu te darei emprego”, faz parte da esculhambação de A a Z, em tons genuinamente verde diarreia e amarelo caganeira. Faz parte também do famoso ”pau torto” e do ”pirão perdido”.

    Já era para ter sido expurgado, extinguido. Emprego publico, só através de concurso.

    Como concurso é coisa séria e o país não é, haja ”cabide” em todas as cores, tamanhos e preços.

    PS- O tamanho, o valor, a quantidades e as distribuições de ”cabides” nos setores públicos, varia de acordo com a quantidade de votos conseguidos por cada um dos futuros ”encabidados mor”. Quanto mais votos, mais ”cabides”.

    Isso é um fato que vai além do ridículo.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.