• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 14-11-17
quarta-feira - 23/09/2015 - 07:40h
Paralisação

Servidores da Ufersa mantêm greve que passa dos 120 dias


No que depender dos servidores da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), a greve nas universidades brasileira vai continuar. Em assembleia realizada nesse dia 22, os servidores técnico-administrativos decidiram não fechar acordo com o governo.

O Comando Nacional de Greve, por meio da federação dos servidores, colocou para os sindicatos filiados apreciar três alternativas:

1ª Seguir com a greve e tentar melhorar as propostas de âmbito geral;

2ª Recuar com a greve e não assinar a proposta por ter sido rebaixada;

3ª Recuar com a greve e não assinar a proposta do governo.

Por uma grande maioria, ou seja, 110 votos, os técnicos da Ufersa optaram em continuar com a greve que passa dos 120 dias.

A votação teve ainda 08 votos contra e 04 abstenções.

A assembleia lotou o auditório da Pró-Reitoria de extensão com ampla participação.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. Francisco diz:

    Já pensou se essa turma ganhasse pouco ?, porque todo mundo sabe que os servidores da UFERSA ganha bem. 120 dias sem trabalhar mais todo fim de mês eles recebem a grana, queria ver se não estivesse recebendo sem trabalhar como seria. Desse jeito recebendo todo fim de mês, não voltam tão cedo ao batente.

  2. Gilvandro Alves diz:

    O Brasil precisa equacionar urgentemente a disparidade abissal entre os salários pagos ao setor Público e ao setor Privado.
    A sociedade civil não pode continuar pagando altos salários no Poder Executivo, Legislativo e Judiciário, cujos servidores, além de todos os privilégios possíveis, ainda se aposentam com os salários integrais.
    O funcionário de empresa privada, por mais qualificado que seja e com salário condizente com seu desempenho no mercado, se aposenta pelo INSS com o teto de R$ 4.663,75.
    No momento de crise por que passa o país, as empresas estão demitindo funcionários ou fazendo acordos de redução de salário e jornadas de trabalho, para poderem sobreviver à recessão.
    Como se vivessem em outro mundo, os funcionários públicos continuam a fazer greve por aumento de salários, na maioria das vezes totalmente fora da realidade e como se eles fossem seres de outro planeta.
    Já passou da hora do povo cobrar do governo, em todas as esferas, um gerenciamento sério do orçamento público. O governo federal está falido, assim como o governo do estado e a maioria das prefeituras municipais.
    Não podemos aceitar somente o aumento de impostos, quando o governo não sabe administrar seus recursos humanos.
    O governo do PT superou seus antecessores e inchou a máquina administrativa do país, aparelhando seus órgãos com muita gente incompetente, mas conectadas com o projeto de poder do partido.
    O governo precisa cortar na carne, sob pena de não ter mais recursos para pagar seus servidores.

  3. Carlos Andre diz:

    Nobre jornalista, são 120 dias de greve e o q se entende é que é 120 dias sem trabalhar, aí eu lhe pergunto; desses 120 dias, quantos dias os servidores estão sem receber o salário, pois greve = paralisação dos trabalhos = sem trabalho = sem salário?

  4. Carlos Andre diz:

    ?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.