domingo - 27/11/2016 - 09:10h

Só Rindo (Folclore Político)


Ah, a velhice!

Campanha estadual de 1990 em curso, o ex-prefeito mossoroense Dix-huit Rosado acomoda-se num canto do palanque para descansar, no alto dos seus 78 anos.

Empresta seu apoio à candidatura ao Governo do senador José Agripino Maia (PFL).

Na aglomeração humana que se acotovela no pequeno espaço, seu sobrinho Carlos Alberto Rosado, o “Betinho Rosado” (que viria a se eleger pela primeira vez a deputado federal em 1994), afaga-o com um terno beijo na cabeça.

Com um leve sorriso e movimento de densas sobrancelhas que parecem repuxar seus olhos para cima, Dix-huit constata:

- “Calber” (forma carinhosa de tratar o sobrinho), você é o quinto homem que me beija essa noite!

E completa irônico: “A velhice é uma merda mesmo!”

Acompanhe o Blog também pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Folclore Político
quarta-feira - 02/11/2016 - 20:38h
Procuradoria da República

Farra das passagens gera denúncia contra 5 ex-deputados do RN


Do Congresso em Foco e Blog Carlos Santos

Mais de sete anos após o Congresso em Foco revelar que parlamentares utilizavam indevidamente a cota de passagens aéreas da Câmara e do Senado para fins particulares, a Procuradoria da República na 1ª Região denunciou, na última sexta-feira (28), 443 ex-deputados por uso indevido de dinheiro público.

Betinho e Sandra: farra das passagens (Foto: montagem)

O crime atribuído a eles é de peculato, cuja pena varia de dois a 12 anos de prisão em caso de condenação. O caso ficou conhecido, em 2009, como a farra das passagens.

Entre os ex-parlamentares denunciados, há representantes dos principais partidos políticos do país e figuras de expressão nacional, como o atual secretário do Programa de Parcerias de Investimentos do governo Michel Temer, Moreira Franco, o prefeito reeleito de Salvador, ACM Neto (DEM), o ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República.

Nomes do RN

Os ex-deputados Antonio Palocci (PT) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presos em razão das investigações da Operação Lava Jato, também são alvos da Procuradoria.

No plano do Rio Grande do Norte, ex-deputados Betinho Rosado (PP), João Maia (PR), Henrique Alves (PMDB), Lavoisier Maia (PSB) e Sandra Rosado (PSB) estão na listagem como denunciados. A propósito, Henrique coleciona denúncias por deslizes com dinheiro público.

Mas quem ficou mais ‘famoso’ no caso aberto pelo Congresso em Foco no dia 14 de abril de 2009, foi o deputado Fábio Faria (PSD). Veja o que publicou o Blog Carlos Santos à época clicando AQUI, com base em reportagem da Rede Record também.

Fábio, que é filho do atual governador Robinson Faria (PSD), deu passagens para a apresentadora Adriana Galisteu – sua namorada à época, à mãe dela e para amigos. Galisteu e a mãe viajaram para os Estados Unidos com bilhetes pagos com dinheiro público. O deputado também foi acusado de dar passagens para atores. Após o escândalo, Fabio Faria devolveu o dinheiro dos voos.

Fábio e Adriane: dinheiro devolvido (Foto: Luciana Prezia/AE 24.07.2007)

No Senado

No Senado, a então senadora Rosalba Ciarlini (à época no DEM, hoje no PP e prefeita eleita de Mossoró), foi mostrada pelo Jornal Folha de São Paulo em edição do dia 7 de agosto de 2009 com um número espantoso de mais de 240 passagens facilitadas para parentes e amigos, em viagens nacionais e internacionais (veja AQUI), em menos de 300 dias.

Na lista dos denunciados agora, originários da Câmara Federal, não há qualquer parlamentar no exercício do mandato ou ministro de Estado. Também não consta o nome do presidente Michel Temer (PMDB), que cedeu sua cota de passagens à época para viagem de turismo de familiares à Bahia, como mostrou o Congresso em Foco.

Quando o caso veio à tona, Temer presidia a Câmara dos Deputados. É que congressistas, ministros e o presidente da República, entre outras autoridades, só podem ser investigados e julgados no Supremo Tribunal Federal (STF). Nesse caso, a denúncia só pode ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Veja reportagem completa AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 19/10/2016 - 04:08h
Kátia Pinto

Rosalba tem companhia de futura secretária em Brasília


Kátia e Rosalba: Brasília (Foto: Carlos Costa)

A reunião à noite dessa terça-feira (18) da bancada federal do Rio Grande do Norte (veja AQUI), para discutir emendas ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2017, levou a prefeita eleita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PP) ao Distrito Federal.

Rosalba não desembarcou sozinha para acompanhar essa importante reunião e cumprir outros compromissos em Brasília.

Com ela, alguém que já se situa como nome certo à sua futura equipe: a engenheira Kátia Pinto.

Kátia (veja AQUI) é nome de confiança de Rosalba para compor secretariado municipal mais uma vez (foi de suas duas últimas gestões municipais e no Governo do Estado).

* A vice-prefeita eleita Nayara Gadelha (PP) e o ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) também acompanh a prefeita eleita.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

 

 

 

Categoria(s): Política
terça-feira - 11/10/2016 - 18:46h
Exclusivo

Conheça perfil da equipe de transição de Rosalba Ciarlini


Talvez exista apenas uma surpresa na lista de cinco nomes apresentados pela prefeita eleita Rosalba Ciarlini (PP), como “equipe de transição” (veja AQUI). Trata-se de Sebastião Ronaldo Martins Cruz, “Ronaldo Cruz”, ex-dirigente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Emater-RN).

Os demais, são todos conhecidos da opinião pública mossoroense. São nomes que compõem um seleto grupo de pessoas da confiança da prefeita eleita, do seu marido Carlos Augusto Rosado, mas também com influência dos ex-deputados federais Sandra Rosado (PSB) e Betinho Rosado (PP) em pelo menos dois escolhidos.

Anselmo é da confiança de Rosalba e Carlos e esteve em vários cargos (Foto: Governo do Estado)

Vamos avivar a memória (ou apresentar) cada um:

José Anselmo de Carvalho Júnior – É advogado e professor.

Desembarcou no Governo do Estado como secretário de Administração e Recursos Humanos, depois foi deslocado para o Gabinete Civil e em seguida passou à Controladoria-Geral, na gestão Rosalba Ciarlini.

Antes já servira à governadora na Prefeitura de Mossoró, e da então prefeita Fátima Rosado (DEM), a “Fafá”, em postos como Procuradoria-Geral e Planejamento.

Teve seu nome envolvido no escândalo do Hospital da Mulher Parteira Maria Correia (veja AQUI) e virou ‘persona non grata’ entre colegas professores da Universidade do Estado do RN (UERN) – veja AQUI. Ganhou epíteto depreciativo de “Cabo Anselmo”.

É tido como técnico competente e de fidelidade cega ao rosalbismo.

Maria de Fátima Oliveira Marques – É bancária aposentada do Banco do Brasil, onde atuou de 1974 a 1999, com passagem por cargos técnicos da Prefeitura de Mossoró.

Fátima: experiência e conceito (Foto: redes sociais)

Tem largo conceito social por seu equilíbrio, conhecimento e sobriedade.

Foi ex-controladora geral, Presidente da Fundação de Apoio à Geração de Emprego e Renda (FUNGER) e titular do Planejamento do município de Mossoró na gestão Fafá Rosado (DEM, hoje no PMDB). Inclusive fez parte da equipe de transição à posse da prefeita eleita em 2012, Cláudia Regina (DEM).

Na gestão de Cláudia tomou posse como titular da Controladoria Geral.

Pedro: de Sandra (Foto: arquivo)

Pedro Almeida Duarte – É ex-secretário de Educação e Agricultura do RN nas gestões Garibaldi Filho (PMDB) e Wilma de Faria (PTdoB). Cearense de origem, há anos radicado em Mossoró, é originário dos quadros da antiga Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM).

Compôs equipe do prefeito Dix-huit Rosado (falecido no terceiro mandato no dia 22 de outubro de 1996) e sempre esteve ligado politicamente ao grupo da ex-deputada federal Sandra Rosado.

Possui graduação pela Universidade Federal do Ceará(1969) e mestrado em Economia Rural pela Universidade Federal do Ceará(1974). Atualmente, dirige uma empresa de consultoria com sede em Mossoró.

Sebastião Ronaldo Martins Cruz – É ex-diretor da Emater, na gestão de Rosalba Ciarlini no Governo do Estado. É nome indicado pelo ex-deputado federal Betinho Rosado, que o tem como nome de confiança.

Cruz: nome de Betinho (Foto: arquivo)

Ronaldo Cruz foi graduado em Engenharia Elétrica em 1982 e pós-graduado em Sistemas de Energia em 1991; ambas as formações pela Universidade Federal do RN (UFRN). Já exerceu diversos cargos de gestão em instituições públicas e empresas, como a chefia do Departamento de Planejamento do Sistema Elétrico da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), a assessoria técnica e de planejamento da Secretaria de Educação do RN e também foi diretor da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Rio Grande do Norte (ARSEP).

Assinale-se, também, a coordenador de Energia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte.

Na administração direta foi secretário municipal de Urbanismo e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Parnamirim, no segundo governo Agnelo Alves (PDT) – já falecido.

Yuri Tasso Duarte Queiroz Pinto – É ex-secretário de Obras e Infraestrutura de Mossoró em gestões de Rosalba Ciarlini e no governo estadual dela esteve à frente da Companhia de Águas e Esgotos do RN (CAERN).

Tasso: fidelidade longeva (Foto: Tribuna do Norte)

Engenheiro, ele surgiu e cresceu no grupo de Rosalba e do seu marido, ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, ainda na primeira gestão dela (1989-1992), como nome de confiança do “super-secretário” Pedro Ciarlini Neto (já falecido).

Ciarlini, irmão da prefeita eleita, comandou programa de obras de infra-estrutura na cidade.

Yuri Tasso é marido da ex-secretária da Infra-estrutura do Estado Kátia Pinto.

Ela tem nome cotado para ser titular dessa pasta no próximo governo municipal (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
segunda-feira - 03/10/2016 - 15:50h
Recursos

TSE pode alterar lista de eleitos em Mossoró e outros municípios


Do Congresso em Foco e Blog Carlos Santos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adverte: o resultado da eleição desse domingo ainda pode sofrer reviravolta em diversos municípios. Ao todo, neste ano, 8.440 candidatos a prefeito, vice-prefeito ou vereador concorreram com registro indeferido mas com recurso, ou seja, tiveram a candidatura rejeitada e recorreram.

Genivan ficou na primeira suplência do "chapão" (Foto: Valmir Alves)

Mesmo aqueles que receberam votação suficiente para se eleger só terão seus votos contabilizados e poderão ser diplomados se seus registros forem aprovados pela Justiça eleitoral.

Em Mossoró, por exemplo, se recurso (veja AQUI) do ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) prevalecer no TSE, os seus votos serão computados. Ele perdeu em primeiro e segundo graus o direito ao registro de candidatura a vereador em Mossoró, mas se reverter nessa corte, os seus 433 votos serão somados à Coligação Força do Povo, no chapão PDT, PP, PMDB e PSB. Até aqui, tudo lhe é muito desfavorável.

Aline ou outro

Acontecendo, o vereador não-reeleito Genivan Vale (PDT) será chamado, em lugar de Aline Couto (PHS), conforme versão que o Blog colheu de um advogado com atuação no Direito Eleitoral. Mas há tese de que outro nome possa ser afetado, nesse emaranhado de números, sobras de votos etc.

Genivan teve 1.993 votos. É o primeiro suplente do Chapão. Já Aline teve maior votação no PHS, que apresentou nominata própria à disputa, com 32 candidatos a vereador. Ela alcançou 916 votos.

“Serão nulos, para todos os efeitos, os votos dados a candidatos inelegíveis ou não registrados”, estabelece o Código Eleitoral. O fenômeno, fruto das alterações da minirreforma eleitoral, acarretará em novas eleições para prefeito nos municípios que elegerem candidatos considerados inelegíveis pela Justiça. As razões vão desde a Lei da Ficha Limpa, que ameaçava mais de 1.600 candidatos, como mostrou o Congresso em Foco, a outros indícios de irregularidades.

Já no caso dos vereadores, os votos são considerados não válidos e o quociente eleitoral precisará ser revisto, o que pode alterar substancialmente o quadro de candidatos eleitos para os legislativos municipais.

Veja matéria completa AQUI.

Veja AQUI relação de todos os eleitos à Câmara Municipal de Mossoró nesse domingo (2).

P.S – Postagem atualizada às 1754.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 02/10/2016 - 23:34h
Sandra e Betinho

Primos têm desempenho sofrível em eleições mossoroenses


Números de fácil identificação nas eleições de hoje, em Mossoró, acabam revelando como dois primos, ex-adversários, ex-deputados federais, tiveram participação aquém do sonhado nas urnas. Em síntese, bem distante do passado recente.

Betinho e a prima Sandra: nova realidade (Foto: montagem)

Sandra Rosado (PSB), eleita à Câmara Municipal, teve melhor sorte na preservação da cadeira nesse poder que pertence na atual legislatura ao seu filho Lahyrinho Rosado (PSB). Já o também ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) não teve performance sequer parecida.

Sandra, que no período preliminar da campanha era apontada como campeã de votos em números sempre exagerados, amealhou 2.129 votos na Coligação Força do  Povo. Foi apenas a sexta mais votada entre os 21 eleitos.

Nulos

Já Betinho, que recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tentar registro de sua candidatura, teve computados apenas 433 votos (considerados nulos).

Em campanhas à Câmara Federal, eles sempre tiveram desempenho “bombado” pela estratégia de se fabricar laboratorialmente uma disputa majoritária entre ambos em Mossoró.  Por isso – também – que conseguiram eleições com expressivas votações no município.

Agora, no mesmo lado e numa escala de disputa bem inferior, encolheram drasticamente em termos de votação e visibilidade. Dê-se um desconto em face da própria concorrência: foram mais de 400 candidatos a vereador este ano, um recorde.

No caso específico de Betinho, ficou praticamente toda a campanha sub judice, insistindo na candidatura que não obteve registro.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
  • Repet
segunda-feira - 26/09/2016 - 16:59h
Mossoró

Impasse sobre candidato deixa “chapão” bastante apreensivo


A insistência do ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) em manter sua candidatura a vereador, mesmo sub judice, tem deixado sob apreensão vários concorrentes na mesma coligação.

A avaliação é que ele poderá prejudicar o chapão proporcional formado por PP, PDT, PMDB e PSB com votos não computados.

Assim, tornará mais difícil a ampliação de votos da coligação para maior número de eleitos.

O chapão apoia a candidatura a prefeito da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP).

Betinho recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após duas decisões desfavoráveis (veja AQUI) ao pedido de registro de candidatura.

Teria que ser substituído até o último dia 12, conforme legislação em vigor. Em vez disso, ele insiste na busca do seu registro.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Eleições 2016
sábado - 24/09/2016 - 14:48h
Francamente

Segue a crise de identidade na política mossoroense


Crise de identidade segue séria na política de Mossoró.

Betinho Segundo (PP), eleito com esse nome a deputado federal em 2014, depois denominado de “Beto Rosado”, agora aparece na propaganda eleitoral da candidata Rosalba Ciarlini (PP) como “Betinho Rosado”, que é o nome político do seu pai, candidato a vereador sub judice pelo mesmo partido.

Começo a achar normal Francisco José Júnior (PSD), atual prefeito que desistiu de candidatura à reeleição, sem ter desistido oficialmente, ter-se transformado em “Francisco” à campanha.

Mas com ele esse atordoamento não deu certo.

Francamente!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 20/09/2016 - 20:10h
Hoje

Betinho tem nova derrota na Justiça Eleitoral e vai recorrer


O candidato a vereador e ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) sofreu nova derrota na Justiça Eleitoral. Hoje à tarde, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu à unanimidade manter decisão de primeiro grau, que rejeitou seu pedido de registro de candidatura.

O titular da 34ª Zona Eleitoral, juiz Cláudio Mendes Júnior, indeferiu o pedido de registro no último dia 7 (veja AQUI).

Ele acatou impugnações feitas pelas coligações Unidos Por Uma Mossoró Melhor e Liderados Pelo Povo, que respectivamente apresentam Tião Couto (PSDB) e prefeito Francisco José Júnior (PSD), o “Francisco”, como candidatos à Prefeitura.

No TRE, parecer da Procuradoria Regional Eleitoral reiterou parecer contrário ao registro e em plenário não ocorreu qualquer voto em contrário.

Apesar de ambos insucessos, Betinho Rosado garante que continuará pleiteando o registro, devendo recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Continua em campanha, mesmo sub judice.

Betinho Rosado já não fora candidato à reeleição à Câmara Federal em 2014, em face desse problema decorrente de sua passagem pela Secretaria de Educação do Estado, em que não atenderá à legislação relativa à licitação.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Eleições 2016 / Justiça/Direito/Ministério Público / Política
sexta-feira - 09/09/2016 - 17:19h
Coligação Força do Povo

Betinho tentará reverter decisão contra candidatura no TRE


Apesar de ter sua candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral em primeiro grau (veja AQUI), no dia passado, o ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) vai entrar com recurso.

Pretende reverter a decisão do juiz Cláudio Mendes Júnior da 34ª Zona Eleitoral (sede em Mossoró) no âmbito do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Betinho tenta mandato à Câmara Municipal na Coligação Força do Povo, em chapão formado por PP, PDT, PMDB e PSB.

Acompanhe nosso Twitter clicando AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
quinta-feira - 08/09/2016 - 15:20h
Indeferido

Candidatura de Betinho Rosado não é aceita pela Justiça


A candidatura a vereador do ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) está rejeitada pela Justiça Eleitoral. O titular da 34ª Zona Eleitoral, juiz Cláudio Mendes Júnior, indeferiu o pedido de registro.

Ele acatou impugnações feitas pelas coligações Unidos Por Uma Mossoró Melhor e Liderados Pelo Povo, que respectivamente apresentam Tião Couto (PSDB) e prefeito Francisco José Júnior (PSD), o “Francisco”, como candidatos à Prefeitura.

O magistrado também acolhe parecer do promotor Ítalo Moreira, do Ministério Público Eleitoral (MPE), que também se manifestou contra a candidatura.

“(…) Julgo, por sentença, PROCEDENTE a impugnação formulada contra o candidato a vereador CARLOS ALBERTO DE SOUSA ROSADO, e, consequentemente, INDEFIRO o seu pedido de registro para concorrer nas Eleições Municipais do corrente ano, ao cargo de vereador pelo município de Mossoró, o que faço em consonância com o parecer formulado pelo Ministério Público Eleitoral, e pelas razões de fato e de direito elencadas acima. Fica o(a) Coligação Força do Povo I notificado(a) para, querendo, substituir o candidato cujo registro fora indeferido, observando-se, para tanto, os prazos previstos no art. 67, §§1º e 3º, da Res. TSE nº 23.455/2015 e a proporcionalidade de candidaturas entre os diferentes sexos”, assinala o juiz.

Veja AQUI) na íntegra a sentença.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
quinta-feira - 08/09/2016 - 13:09h
Vereador

Decisão sobre Betinho Rosado deverá sair ainda hoje


Deverá sair ainda hoje o pronunciamento da Justiça Eleitoral em Mossoró, sobre pedido de impugnação da candidatura a vereador do ex-deputado federal Betinho Rosado (PP), da Coligação Força do Povo.

Pedidos de impugnação foram protocolizados no último dia 22 de agosto.

Sua passagem pela Secretaria de Estado da Educação, com contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE-RN), sustentam pedido contra sua candidatura a vereador. É lembrado que em face desses problemas, ele sequer chegou a ser candidato à reeleição à Câmara Federal em 2014, “por irregularidade insanável”.

As coligações Liderados pelo Povo (Do candidato a prefeito “Francisco”, Francisco José Júnior-PSD) e União Por Uma Mossoró Melhor) apresentaram as impugnações.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
quarta-feira - 07/09/2016 - 20:34h
Força do Povo

Vereador se queixa de tratamento diferenciado em coligação


Do Blog de Gutemberg Moura

O clima é pesado na disputa à Câmara Municipal, entre os candidatos da coligação “Força do Povo”, que dá sustentação à candidatura da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) à Prefeitura de Mossoró. A insatisfação é exposta pelo vereador Alex Moacir (PMDB).

Em áudio que circula nas redes sociais, o vereador reclama de “tratamento desigual” por parte de lideranças da coligação. Diz que o deputado federal Beto Rosado (PP) só pede votos para o pai, Betinho Rosado (PP), e a ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSB) só para a mãe, Sandra Rosado (PSB).

Alex diz viver dias de “segunda divisão” e pede que a ex-governadora Rosalba Ciarlini ponha “ordem na casa”.

Nas eleições de 2012, ele foi o mais votado, com 4.701 votos.

O que dizer…Virou rotina o mimimi entre candidatos a vereador.

Na coligação de “Francisco” Silveira Júnior (PSD), um grupo de cinco candidatos retirou candidatura, depois de “acertos” voltou atrás.

Na coligação de Tião Couto (PSDB), a “Unidos por Uma Mossoró Melhor”, a  mesma coisa, com o candidato Benjamim Machado (PR).

Faz parte!

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
terça-feira - 30/08/2016 - 16:18h
Rosalba e Sandra

A difícil caminhada, juntas, das adversárias de quase 30 anos


Quem consegue olhar os primeiros dias da campanha mossoroense, testemunhando acontecimentos até insólitos, como a adesão do grupo da ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) à candidatura da arqui-adversária Rosalba Ciarlini (PP), já percebeu que essa “união” não é ampla, geral e irrestrita. Há incômodo de lado a lado.

Como este Blog já afirmou, elas estão misturadas, mas não juntas (veja matéria especial sobre o tema clicando AQUI). Estão aprendendo a andar no mesmo passo nesses quase 15 dias de campanha (um terço da jornada de 45 dias).

Rosto cerrado de Sandra, com ar de incredulidade, mostra a 'sintonia' com Rosalba ao microfone (Foto: cedida)

Quase três décadas de escaramuças e arranca-rabos não foram aplacados e esquecidos em tão poucos dias. Tratada por adversários e setores da mídia como “acordão”, a aliança é de fato pontual e atende a interesses distintos. O comum é que buscam a sobrevivência política.

A família Rosado tenta sobreviver às intempéries das urnas dos últimos anos. Foi atingida quase à extinção política. A campanha 2016 é um ambiente onde muita coisa vem à tona, a ponto de ocorrer o expurgo de um dos tentáculos políticos da família: a ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB) foi obrigada a escolher o palanque de Tião Couto (PSDB) – veja AQUI.

Outro cenário

O grupo de Sandra precisava preservar pelo menos uma vaga de vereador na Câmara Municipal, já que perdera espaços na Assembleia Legislativa e Câmara Federal. Da Prefeitura tem lembrança episódica, de mandato de cerca de 70 dias no distante ano de 1996, com a própria Sandra como prefeita, em face da morte do então titular Dix-huit Rosado (ela era sua vice).

Quanto à Rosalba, a escolha foi e é dolorosa. Ela aposta que parte do capital eleitoral do grupo da prima migrará para sua chapa, sem o inconveniente de ter o vereador Lahyrinho Rosado (PSB), filho de Sandra, como vice. Seria pesado demais.

Depois da campanha e das eleições, aí teremos outro cenário. Se conseguir a vitória a prefeito – favorita que é – pela quarta vez, Rosalba terá fôlego revigorado na política paroquial e passará a sonhar em retomar espaço no plano estadual.

Sandra caminha para possível legislatura como vereadora. A filha e ex-deputada estadual (e suplente) Larissa Rosado (PSB) pode retornar à Assembleia Legislativa com mandato efetivo, caso a chapa prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT)-deputado estadual Álvaro Dias (PMDB) seja eleita à Prefeitura do Natal. Chapa favoritíssima, praticamente sem adversários até aqui.

Recomeço

Esse enredo dando certo, os dois braços familiares do clã Rosado terão o capital mínimo para um recomeço.

Mas não se engane: nada será como antes. Nem como parece ser agora.

Existem sequelas até aqui de todos esses anos de diferenças políticas e até pessoais, que os próprios adversários fazem questão de mexer, revirar e exumar. Não foram poucos os incidentes e constrangimentos as envolvendo, como o caso que a imprensa nacional registrou de Sandra, deputada federal, filmando com seu celular (veja AQUI). Foi no dia 2 de outubro de 2013, quando uma sonora vai cobria a então governadora Rosalba. Na ocasião, a presidente Dilma Rousseff (PT) fazia visita oficial ao RN.

Nota do jornalista Felipe Patury na Época Online deu repercussão ao episódio (Foto: reprodução)

Na própria convivência desses primeiros dias de campanha, Sandra e Rosalba esforçam-se para que tudo pareça normal. Fazem o possível.

Mas às vezes, um simples olhar pode dizer mais do que palavra ou peça de propaganda.

A militância de parte a parte, que antes andava às turras, têm que aprender a conviver com a nova realidade. Isso leva tempo e boa parte dessas cicatrizes seguem insanáveis, principalmente com a decisão de exclusão de um nome indicado por Sandra para vice de Rosalba.

O veto não foi subliminar. Aboletar a jovem ‘desconhecida’ Nayara Gadelha (PP) como vice – Veja AQUI -, em vez de Lahyrinho, por exemplo, é prova clara de que realmente os dois lados têm um acordo para sobrevivência e não de convivência até que a morte os separe.

Exércitos

Foi assim que o rosalbismo fez e deixou Sandra praticamente sem saída, aceitando apenas formar um “chapão” à Câmara Municipal com seu PSB, PDT, PP e PMDB.

Engrossou essa relação de desconfiança mútua e, sincera hipocrisia, a candidatura do ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) a vereador, anunciada logo após o fechamento do chapão (veja AQUI), como se representasse um antídoto à candidatura de Sandra. Cunhado de Rosalba, Betinho é um concorrente e não um aliado de Sandra, sua prima também.

Enfim, o passado de beligerância entre os dois grupos da mesma família, os condena à ficarem ressabiados um com o outro.  E não deve ser esquecida uma máxima da política militar: “O exército combatente nem sempre é o de ocupação”.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
terça-feira - 23/08/2016 - 09:46h
Judicialização e discurso

Ataque e defesa na ‘arte da guerra’ eleitoral em Mossoró


As ações que pedem cassação de registro das candidaturas a prefeito e vereador, respectivamente de Rosalba Ciarlini (PP) e Betinho Rosado (PP) em Mossoró (veja AQUI), “estavam escritas”. Absolutamente normais e previsíveis.

As ações protocolizadas no dia passado talvez não produzam efeito prático pretendido em seu bojo, ou seja, alijar Rosalba Ciarlini da disputa. É provável que tenham papel mais tático-eleitoral do que judicial-eletivo.

A judicialização das campanhas eleitorais não é um fenômeno da política mossoroense. Ela advém do fomento da própria legislação eleitoral, a maior profissionalização de campanhas do ponto de vista técnico-jurídico, além da vigilância dos órgãos de fiscalização.

De acordo com dados levantados em julho passado pelo portal G1/SP, no âmbito do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Rio Grande do Norte é o Estado brasileiro que teve proporcionalmente o maior número de prefeitos eleitos em 2012 cassados nos últimos quatro anos.

Ao todo, foram 16 cassações, com oito afastamentos definitivos e oito permanências no cargo por meio de recursos judiciais e liminares.

O Brasil teve, segundo o levantamento, 136 prefeitos cassados e retirados do cargo pela Justiça Eleitoral – uma média de um a cada oito dias.

Além disso, outros 93 também foram cassados, mas se mantêm no cargo com liminares e recursos, a poucos meses de um novo pleito, que ocorre em outubro deste ano.

O dado de cassados no cargo e fora dele representa 4% do total de prefeitos eleitos em 2012 (5.568).

O que acontece em Mossoró logo nos primeiros dias de campanha está pulverizado no país. Isso é inquestionável. Segue-se à risca uma máxima militar milenar, posta em “A arte da guerra”, do general chinês Sun Tzu:

- “Mantenha o teu inimigo ocupado”.

É o que procuram fazer nesses primeiros dias as campanhas dos candidatos Francisco José Júnior (PSD) e Tião Couto (PSDB), em relação à concorrente Rosalba Ciarlini. Acuam-na judicialmente.

Favorita, Rosalba é uma adversária a ser caçada (ou cassada, diga-se). Em sua retórica, numa tática do marketing, pode e provavelmente posará de vítima.

Sua reação também faz parte da arte da contenda eleitoral. “A estratégia é uma economia de forças”, afirmou o general prussiano (alemão) Carl von Clausewitz no clássico “Da Guerra”. Ou seja, pensar antes de agir.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
segunda-feira - 22/08/2016 - 23:48h
Mossoró

Coligações pedem impugnação de Rosalba e Betinho Rosado


Como esperado, a campanha municipal de Mossoró pega o ‘bonde’ da judicialização. Hoje, as coligações ”Todos por Uma Mossoró Melhor” e “Liderados pelo Povo” pediram impugnação das candidaturas de Rosalba Ciarlini (PP) a prefeito e do ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) a vereador, ambos da coligação Força do Povo.

Betinho e Rosalba: impugnações (Foto: arquivo)

A coligação Todos por Uma Mossoró Melhor empina a candidatura a prefeito do empresário Tião Couto (PSDB) e a Liderados pelo Povo abriga a do prefeito Francisco José Júnior (PSD), nome à reeleição.

As duas coligações trouxeram à tona questionamentos quanto à recente julgamento no âmbito Tribunal de Justiça do RN (TJRN), que o Blog Carlos Santos tratou em recentes matérias (veja AQUI).

Rosalba teve confirmação em segundo grau de decisão desfavorável em primeiro, mas que não implicaria em perda de direitos político-eleitorais, como pretendido pelas coligações. Assim foram resumidas as sanções contra ela no TJRN: “(…) Pagamento de multa civil no valor de R$ 30.000,00 (trinta mil reais); e (ii) proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 03 (três) anos”.

Eleições 2012

Deve ser ressaltado, que o próprio Ministério Público à época não recorreu do que fora decidido em primeiro grau, na Vara da Fazenda Pública em Mossoró. Rosalba é que protocolizou recurso, tentando reforma do que fora sentendiado. O MP denunciara a ex-prefeita de não realizar concurso público à Saúde, fazendo contratações ao arrepio da lei.

Agora, as duas coligações querem que a 34ª Zona Eleitoral de Mossoró acate pedido para considerar a candidatura inelegível, por entenderem existir caracterização de “improbidade administrativa”.

Também é exumada decisão que remonta às eleições municipais de 2012, que envolveu a então governadora Rosalba Ciarlini. No acórdão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – veja AQUI em dezembro do ano passado, Rosalba livrou-se da inelegibilidade, em demanda que envolvia Cláudia Regina (DEM), prefeita cassada e afastada de Mossoró, que fora apoiada por ela.

Sobre Betinho Rosado, sua passagem pela Secretaria de Estado da Educação, com contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE-RN), sustentam pedido contra sua candidatura a vereador. É lembrado que em face desses problemas, ele sequer chegou a ser candidato à reeleição à Câmara Federal em 2014, “por irregularidade insanável”.

Depois traremos mais detalhes de bastidores e enfoque político dessas investidas judiciais.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
sábado - 06/08/2016 - 14:14h
Sucessão municipal de Mossoró

Rosalba oficializa candidatura e conclama militância à “união”


O PP realizou sua convenção municipal à noite dessa sexta-feira (5) no Garbos Recepções e Eventos, em Mossoró. Oficializou a candidatura da ex-prefeita (três vezes), ex-senadora e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) à prefeitura.

Com Rosalba foi homologado o nome da odontóloga Nayara Gadelha (PP) a vice, que pela primeira vez foi apresentado à militância rosalbista como companheira de chapa.

Rosalba chega com a vice (semi-encoberta), Sandra e Larissa (de verde, à direita) à convenção (Foto: Carlos Costa)

O partido ainda terá PDT, PMDB, PSB, PTdoB, PTB e PHS reforçando apoio à chapa majoritária, em três chapas à Câmara Municipal: PP, PMDB, PDT e PSB num chapão; PTdoB e PTB noutra coligação e o PHS com chapa própria.

Entre os oradores houve a própria Rosalba, sua vice Nayara, vários candidatos a vereador, bem como o deputado estadual Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, ex-deputados federais Betinho Rosado e Sandra Rosado (PSB), além do deputado federal Beto Rosado (PP).

“Mossoró, mais do que nunca, precisa da força de todos nós; precisa da força de todos que amam essa terra”, bradou a candidata Rosalba em seu discurso, convocando os partidários à campanha municipal.

“Hora de união”

Com recado claramente lançado à sua militância, que recebia pela primeira vez a companhia do grupo da ex-deputada federal Sandra Rosado (que compareceu ao lado da ex-deputada estadual Larissa Rosado-PSB), Rosalba asseverou:

- Não é hora de radicalismo, não é hora de picuinha, não é hora de desavença. É hora de união.

A exemplo do que ocorreu em relação às outras principais coligações adversárias, a convenção de Rosalba teve pouca representatividade em termos de lideranças políticas estaduais, mas expressivo público.

O evento foi bastante concorrido, mas num espaço asfixiante, que levou muita gente a sair do local para parte externa até antes do seu final, tamanha a temperatura interna.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
sábado - 06/08/2016 - 11:11h
Por trás da cena

União Rosado mistura interesses mas não junta família


Os Rosado vão estar no mesmo palanque na campanha municipal deste ano, em Mossoró. Mas não necessariamente unidos. Simplificando: estarão misturados, mas não juntos.

Betinho e a prima Sandra: misturados (Foto: montagem)

Sinalizador disso é a candidatura a vereador (veja AQUI) do ex-deputado federal Betinho Rosado (PP). Ensaiada como hipótese, confirmou-se menos de 24 horas depois do grupo da prima e ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) oficializar apoio à Rosalba Ciarlini (PP) à Prefeitura (veja AQUI).

Sandra, um pouco antes, anunciará que seria candidata a vereador e fechou ‘chapão’ (veja AQUI) sem Betinho como pré-candidato.

São dois primos de olho não apenas numa vaga à Câmara Municipal, mas também na cadeira de presidente. Cada um com seus interesses, que são excludentes.

Eleita à Prefeitura, certamente que Rosalba não terá interesse em contar com a ‘ex-adversária’ histórica (quase 30 anos como concorrentes) num cargo estratégico como a Presidência.

Betinho não será candidato a vereador por acaso.

Essa campanha promete.

Anote, por favor.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
  • Repet
sexta-feira - 05/08/2016 - 18:10h
Foi por pouco...

Temendo vexame, Fafá Rosado evita postulação a vereador


Mossoró terá dois ex-deputados federais, primos, como candidatos a vereador.

Fafá: decepção e recuo (Foto: arquivo)

Ambos, nomes graúdos do clã Rosado

Mas poderia ser mais.

Além do anúncio já feito de Sandra Rosado (PSB) e Betinho Rosado (PP), a ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB) andou saçaricando para empinar igual projeto.

Consciente de que fora descartada do posto de vice de Rosalba Ciarlini (PP), a conversa de ser candidata a vereador foi acalentada no seio familiar.

Terminou não prosperando.

O temor, de gente mais sensata, era de que ela passasse por um último e terrível vexame. Pior do que experimentou em dose dupla em 2014, quando não se elegeu à Câmara Federal e viu o marido, deputado Leonardo Nogueira (DEM), não se reeleger à Assembleia Legislativa.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 04/08/2016 - 17:10h
Vereador

Betinho Rosado pode ser e pode não ser candidato


“Ele cogita, mas não está decidido. Até amanhã haverá decisão”.

A informação acima é de um assessor direto do PP, sobre hipótese do presidente estadual da sigla e ex-deputado federal Betinho Rosado, de ser candidato a vereador.

Na coligação que PP, PMDB, PSB e PDT formarão na base de apoio à postulação da ex-governadora Rosalba Ciarlini, já existe o nome certo da ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) à Câmara Municipal.

Seria outro nome Rosado nessa chapa, como puxador de votos.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 03/08/2016 - 22:40h
Confirmando

Betinho diz que “chapão” evita perdas para Rosalba


O presidente estadual do PP, ex-deputado federal Betinho Rosado, explica o porquê do seu partido aceitar participar de um ‘chapão’ (veja AQUI), na campanha municipal de Mossoró. Endossa o que o Blog já asseverou.

Betinho: evitar perdas (Foto: arquivo)

“Mesmo entendendo que a composição é desconfortável para os pré-candidatos do PP, que haviam combinado inicialmente uma coligação proporcional com menos partidos e menos candidatos com mandato, estamos articulando para minimizar as perdas e contribuir decisivamente para a vitória de Rosalba”, destacou Betinho Rosado.

Exatamente o que o Blog já antecipara sem inventar ou aumentar, visto que é óbvio.

O chapão, se não fosse fechado, poderia ensejar uma sangria de apoios na direção principalmente da chapa Tião Couto (PSDB)-Jorge do Rosário (PR)

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
terça-feira - 02/08/2016 - 13:07h
Façam suas apostas

Nome do vice de Rosalba inerva primas e pode ser surpresa


Façam suas apostas, façam suas apostas! Ainda há tempo!

Quem será o vice de Rosalba Ciarlini (PP) à Prefeitura Municipal de Mossoró? A convenção do seu partido será na sexta-feira (5), último dia para realização dessa modalidade de evento, com vistas às eleições de outubro.

Aqui, dessa lonjura, acho que o PSB da ex-deputada federal Sandra Rosado desistiu de fazer papel de bobo. Se insistir, ficará ainda mais ridículo.

Betinho e Rosalba: pura família? (Foto: arquivo)

Não acredita mais que venha a emplacar, como tinha certeza, o vereador Lahyrinho Rosado (PSB) para o posto.

No esquema da prima de Sandra, a ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB), o ambiente é de velório. Só na cabeça dela e de seu escasso séquito existia essa hipótese de ter seu nome a vice.

O próprio senador Garibaldi Filho (PMDB), uma das lideranças da sigla no estado, “jogou a toalha” (veja AQUI). Prioridade é fechar chapa proporcional e tentar salvar mandatos dos vereadores Alex Moacir e Izabel Montenegro.

Sobrou quem?

Nome novo

Há dias tem um zunzunzum por aí apostando numa chapa “puro sangue”, ou “pura família”, com Rosalba e seu cunhado – ex-deputado federal Betinho Rosado – presidente estadual do PP.

Huuummm! Sei não… Não creio.

Sigo apostando, como tenho feito há meses e meses, que o vice será um nome não testado ainda nas urnas, de muita confiança de Rosalba e do marido (líder político) Carlos Augusto Rosado. Alguém fora do tabuleiro político, o que seria muito sensato, para o atual momento.

Um advogado, um empresário, um professor, um engenheiro…,talvez.

A preferência da primeira hora era a engenheira Kátia Pinto, ex-secretária da Infra-estrutura do Estado na gestão de Rosalba. Mas ela refugou e não se desincompatibilizou de cargo (veja AQUI) na estrutura do Estado.

Kátia é diretora na Agência Reguladora de Serviços Públicos do Rio Grande do Norte (ARSEP). Foi nomeada para o cargo – com mandato de quatro anos – por Rosalba, no final de sua administração em no dia 26 de dezembro de 2014.

Façam suas apostas, façam suas apostas!

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.