sábado - 24/06/2017 - 21:24h
Pré-campanha

Vereadora Natália Bonavides pavimenta caminho à AL


Quem circulou por Mossoró foi a vereadora natalense Natália Bonavides (PT). É a primeira mulher a ser eleita pelo partido à Câmara Municipal do Natal.

Em Mossoró, ela circulou em delegação da senadora Fátima Bezerra (PT), que prestigiou programação do Mossoró Cidade Junina (MCJ) 2017 e cumpriu uma outra agenda política à parte.

Natália, Fátima, vereadora local Isolda Dantas (PT) e vereadora Lilia Holanda (PT) de Campo Grande no MCJ (Foto PT)

Bacharela em direito, Bonavides empalmou 6.202 votos no pleito do ano passado, como desdobramento de sua incisiva presença em movimento estudantil e outros aglomerados sociais. Superou numericamente a maior votação do partido ao legislativo natalense, alcançada pelo hoje deputado Fernando Mineiro em 1996, com 5.447 votos.

Para 2018, é nome praticamente certo para concorrer à vaga à Assembleia Legislativa.

A caminhada já começou.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 24/06/2017 - 20:18h
Rosalba e Fátima

Conversa entre uma ex-governadora e quem quer chegar lá


Finalzinho da noite de sexta-feira (23), a senadora Fátima Bezerra (PT) e a prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) encontraram-se no camarote da Câmara Municipal de Mossoró, na Estação das Artes Elizeu Ventania.

Conversa amistosa entre ambas, em pleno Mossoró Cidade Junina (MCJ) 2017.

A propósito, Rosalba teve passagem pelo Senado, de onde saiu para o governo estadual.

Fátima trilha caminho para também ser candidata ao governo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 21/06/2017 - 07:20h
Obra

Ordem de serviço retoma a transposição do São Francisco


Diante de parlamentares nordestinos, do presidente da República em exercício, deputado Rodrigo Maia, e do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, foi assinada – na tarde desta terça-feira (20), no gabinete do presidente do Senado, Eunício Oliveira – a ordem de serviço para a conclusão das obras remanescentes do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

O custo é de R$ 516,84 milhões e a obra será tocada pelo o Consórcio Emsa-Siton.

Leonardo, Mineiro, Sátiro (sentado), Flávio Melo e Fátima Bezerra estiveram em Pau dos Ferros (Foto: AL)

A assinatura da ordem de serviço só foi possível porque a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, suspendeu a liminar concedida pelo desembargador Souza Prudente, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), no dia 25 de abril, suspendendo a licitação do trecho. A presidente do STF acatou o recurso impetrado pela Advocacia-Geral da União, em nome do Ministério da Integração Nacional.

Carmén Lúcia considerou que a manutenção da paralisação da obra “expõe a risco de lesão a ordem econômica, pois o prejuízo desencadeado pela paralisação do certame e consequente descontinuidade das obras supera significativamente eventual vantagem da proposta oferecida pelas impetrantes”.

Caravana das Águas

Em Pau dos Ferros, audiência pública juntou nessa terça-feira (20) vários segmentos da política e da sociedade no movimento denominado de “Caravana das Águas”, que atua pela retomada das obras do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco no Oeste Potiguar.

A decisão de Cármen Lúcia foi comemorada.

Senadora Fátima Bezerra (PT), deputado federal Betinho Rosado (PP), prefeitos da região como Leonardo Rêgo (DEM) de Pau dos Ferros, deputados estaduais Fernando Mineiro (PT), Galeno Torquato (PSD), Raimundo Fernandes (PSDB), Carlos Augusto Maia (PSD), Hermano Morais (PMDB) e Gustavo Fernandes (PMDB) foram alguns dos participantes. Os padres Sátiro Dantas e Flávio Augusto Forte de Melo também estiveram no evento.

Deputados estaduais paraibanos, prefeitos da região Oeste, lideranças políticas, representantes da Igreja, Uern, Ufrn, Maçonaria, Fórum do Oeste pela Transposição, sociedade civil, estudantes, entre outras entidades também prestigiaram a iniciativa.

À tarde, o movimento chegou a Caicó, para igual programação.

Veja detalhes clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 15/06/2017 - 05:58h
Audiência pública

Autonomia financeira da Uern será apresentada a governo


A situação da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) foi discutida na tarde dessa quarta-feira (14), na Assembleia Legislativa. Por iniciativa da deputada Larissa Rosado (PSB), a Casa realizou uma audiência pública contando com representantes da instituição, da Secretaria de Educação do Estado e de entidades ligadas à área de ensino do estado.

O principal tema em discussão foi o pleito de que a instituição tenha autonomia financeira.

Discussão sobre tema complexo permeou audiência que voltou a tratar de questões importantes da Uern (Foto: Ney Douglas)

Como encaminhamentos da audiência, a deputada Larissa Rosado solicitou a conclusão por parte do corpo técnico da Uern do projeto para a autonomia financeira da instituição. Com o indicativo da conclusão, haverá o agendamento de encontro com a cúpula do Governo do Estado.

“A partir daí poderemos discutir diretamente o trâmite da proposta, para que possamos dar o andamento mais célere possível”, disse a deputada.

Contando com as presenças dos deputados Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, Raimundo Fernandes (PSDB) e Fernando Mineiro (PT), senadora Fátima Bezerra (PT), secretária de Educação do Rio Grande do Norte Cláudia Santa Rosa, vereadores mossoroenses Francisco Carlos (PP) e Sandra Rosado (PSB), a audiência debateu a proposta de fazer com que a Uern tenha a sua própria gestão financeira.

Já sendo finalizado e com percentuais a serem definidos, o Projeto de Autonomia visa que as dotações consignadas ao Orçamento Geral do Estado para a UERN, relativas aos recursos ordinários do tesouro (fonte 1000), corresponderão a um percentual calculado sobre a receita corrente líquida estabelecida para o exercício financeiro anual.

A Uern existe desde 1968 e está presente em todas as regiões do estado.

Autonomia e complexidade do tema

“Com a Autonomia, a Uern poderá, internamente, eleger as prioridades de investimento, custeio e manutenção de suas atividades, possibilitando a otimização dos recursos em função do seu planejamento acadêmico”, justificou a deputada Larissa Rosado.

Segundo o reitor em exercício da Uern, Aldo Gondim, ela cumpre papel fundamental no estado. Ao todo, a instituição conta com 788 professores, dos quais 339 são doutores, além de 639 servidores que colaboram com a formação dos mais de 10 mil alunos da instituição. Na opinião do reitor, a autonomia financeira poderá fazer com que a instituição se desenvolva ainda mais.

“Trabalhamos para que o Governo encaminhe o nosso projeto à essa casa para que os deputados apreciem e o aprovem ainda neste exercício fiscal”, disse o reitor.

Por outro lado, a secretária de Educação do Rio Grande do Norte, Cláudia Santa Rosa, disse que seria benéfico para a sua pasta a autonomia financeira da Uern, mas que essa é uma questão mais complexa. Segundo ela, é preciso que a cúpula do planejamento do estado trate da questão e sejam analisadas as possibilidades.

“É um tema necessário, mas não tão simples. Se fosse, já teria se concretizado. Não tenho um histórico porque nunca foi objeto de meus estudos ou discussões sobre o ensino superior. Serei, sim, uma porta-voz e levarei o que surgir de encaminhamentos. Sugiro que seja realizada uma discussão mais ampliada com o Governo, com quem tem condições de fazer esse debate com mais consistência, e até sobre o próprio projeto que está sendo estudado”, explicou a secretária.

Números da Uern

Com mais de 12 mil alunos, cerca de mil professores, 69 cursos, seis campi e 11 núcleos avançados, a Universidade está presente em 17 cidades do RN e de forma indireta, abrange ainda mais municípios e Estados.

Hoje, há quase 43 mil profissionais formados em nível superior em todas as áreas.

Com informações da Assembleia Legislativa e Assessoria de Larissa Rosado.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Repet
sábado - 20/05/2017 - 18:41h
Delação premiada

Fátima Bezerra teve apoio do JBS, mas afirma que foi legal


A campanha da senadora Fátima Bezerra (PT), que se elegeu ao cargo em 2014, foi irrigada por recursos do Grupo JBS, que provoca nova erosão na política nacional, com reflexos no RN.

Os recursos saíram do grupo via PT nacional e PSD no Rio Grande do Norte, sigla com a qual o partido fez aliança e concorreu para a eleição ao governo do estado do então vice-governador dissidente Robinson Faria (PSD).

O delator do JBS, Ricardo Saud, explica no vídeo constante dessa postagem, como teria ocorrido esse fluxo financeiro.

O outro lado

A senadora Fátima rebateu informação e tese de que teria recebido apoio financeiro ilegal ou de troca de favores.

Eu não fiz contato, não recebi diretores, não conheço os proprietários do grupo JBS. Minha prestação de contas, entregue e devidamente aprovada pela Justiça Eleitoral, é clara:

Nossa campanha recebeu uma doação de R$ 500 mil, via Direção Estadual do PSD do RN (CNPJ 14.862.435/0001-50), em 18/07/2014, cujo doador originário foi a empresa JBS S/A. Ou seja, quem recebeu da empresa foi o PSD e não nossa campanha.

Posteriormente, em 10/09/2014 e 15/09/2014, a Direção Nacional do PT (CNPJ 00.676.262/0001-70) fez duas outras doações à nossa campanha, nos valores de R$ 190 mil e R$ 475 mil respectivamente. Mais uma vez, nosso doador direto foi o PT e não a JBS.

Saiba mais detalhes sobre posição da senadora clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 19/05/2017 - 22:40h
JBS

Campanha eleitorais tiveram apoio importante em 2014


Do Blog do BG

A JBS foi a maior doadora de todas as campanhas eleitorais no Brasil em 2014. No RN ela também foi fundamental e somando todas as doações, também foi a principal doadora.

Vejam quanto a JBS doou para cada candidatura nas eleições de 2014 no estado.

Henrique Alves do PMDB declarou gastos em 2014 de R$ 26,1 milhões, desses R$ 2,75 milhões vieram dos cofres da empresa dos irmãos Batista.

Robinson Faria do PSD declarou gastos em 2014 de R$ 12,9 milhões, desses R$ 7,7 milhões vieram dos cofres da empresa dos irmãos Batista.

Fátima Bezerra do PT declarou gastos em 2014 de R$ 3,4 milhões, desses R$ 1,165 milhão vieram dos cofres da empresa dos irmãos Batista.

O Deputado Federal Fábio Faria do PSD recebeu R$ 1,1 milhão, o Deputado Federal Beto Rosado do PP recebeu R$ 400 mil, Felipe Maia do DEM recebeu R$ 85 mil da JBS e Antônio Jácome na época no PMN recebeu R$ 70 mil.

A Deputada Estadual Larissa Rosado do PSB foi quem recebeu mais da empresa para a eleição de Deputado Estadual, ela recebeu R$ 200 mil, seguida do Deputado Estadual Fernando Mineiro do PT, que recebeu R$ 165 mil, o Deputado José Adécio do DEM recebeu R$ 100 mil, mesmo valor dos Deputado Estadual Kelps Lima do SD e Nelter Queiroz do PMDB com R$ 100 mil. Os Deputados Souza Neto do PHS recebeu R$ 50 mil e o Deputado Jacó Jácome na época no PMN recebeu R$ 30 mil.

Todas as doações da JBS aos candidatos em 2014 foram feitas ou através dos diretórios nacionais dos partidos de cada um, dos diretórios estaduais ou em doações diretas. Todas as contas dos candidatos que receberam recursos da empresa no RN foram aprovadas pelo TRE.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quinta-feira - 11/05/2017 - 17:46h
2018

João Maia confirma que será candidato a federal


Do Blog do Marcos Dantas

Em contato com a Rádio Rural de Parelhas, hoje, o ex-deputado federal e presidente regional do PR João Maia confirmou que deverá ser candidato outra vez à Câmara Federal.

Sua irmã e atual deputada federal – Zenaide Maia (PR) – deverá concorrer ao Senado, como já assinalou o Blog Carlos Santos, provavelmente pelo PMB, numa dobradinha com a atual senadora Fátima Bezerra (PT), que disputaria o cargo de governador.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 08/05/2017 - 15:08h
Eleições 2018

Fátima e Mineiro traçam planos ao governo e Câmara Federal


Mineiro, Lula e Fátima integram projeto amplo para campanhas eleitorais do próximo ano no RN e país (Foto: arquivo)

A crescente afinação entre a senadora Fátima Bezerra (PT) e deputado estadual Fernando Mineiro (PT) nas disputas internas do partido, nos últimos tempos, tem uma razão de ser.

Após longos anos de casa-separa de interesses, eles costuram projeto mais ousado para 2018, que passa pela unidade interna no partido.

Fátima, candidata ao governo estadual; Mineiro, à Câmara Federal.

Por isso, que prélios internos aos diretórios de Natal e Regional do PT revelaram sintonia de suas tendências.

Se não houver alteração de planos, farão dobradinha no próximo ano.

Assim, vai ser aberto espaço para aposta em outros nomes do partido e em eventual aliança interpartidária, para conquista de vagas à Assembleia Legislativa.

Nesse projeto amplo para o próximo ano, não está à margem a aposta em revitalização do ex-presidente Lula – novamente candidato à Presidência da República.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 07/05/2017 - 22:42h
Hoje

Júnior Souto é eleito como novo presidente do PT no RN


O areia-branquense Júnior Souto volta a ser eleito presidente estadual do PT.

O pleito ocorreu hoje em Natal, na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE/RN).

Júnior Souto e Eliete Vieira concorreram à presidência do partido em pleito ocorrido hoje (Foto: PT)

Ex-deputado estadual e ligado à senadora Fátima Bezerra, Souto venceu Eliete Vieira.

O pleito fez parte da etapa estadual do 6º Congresso do Partido dos Trabalhadores.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 01/05/2017 - 08:28h
Raoni Fernandes

PT elege seu novo presidente


Raoni Fernandes foi eleito no segundo turno das eleições internas do PT, para presidir o partido em Natal. O pleito ocorreu na própria sede da sigla.

Raoni Fernandes disputou a escolha contra Carlos Silvestre, representando respectivamente as chapas Unidade na Luta e Mudar pra Lutar.

O resultado final apontou Raoni com 296 votos contra 154 de Silvestre. Substituirá Hugo Manso.

O eleito integra tendência liderada pelo deputado estadual Fernando Mineiro, mas obteve nesse segundo turno o apoio também da senadora Fátima Bezerra.

O presidente estadual do PT será eleito pelos delegados que vão participar do 6º Congresso Estadual que ocorre entre os dias 05 e 07 de maio.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 25/04/2017 - 05:10h
Eleições 2018

Opção mais à esquerda e vaga ao Senado atraem Zenaide


Zenaide e João: espaços para 2018 (Foto: arquivo)

A deputada federal Zenaide Maia (PR) deverá mesmo fazer outra opção partidária para as eleições de 2018. A sigla a ser escolhida ficará mais à esquerda, com hipótese firme de alinhamento com o PT da senadora Fátima Bezerra.

Ela pode também entrar noutra faixa de disputa, como candidata ao Senado.

Essas questões estão avançadas em seu grupo político-familiar, em que a liderança é exercida pelo ex-deputado federal João Maia (PR), seu irmão.

João deverá ser novamente candidato à Câmara Federal, espaço em que encaixou a irmã em 2014. Ele foi candidato a vice do então deputado federal e concorrente ao Governo do Estado, Henrique Alves (PMDB).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 20/04/2017 - 04:10h
2018

Fátima Bezerra, ‘candidata’ ao Governo do RN


A senadora Fátima Bezerra (PT) tem um foco para 2018: ser candidata ao Governo do Estado.

“Não tenho nada a perder”, repete para interlocutores de sua confiança.

Ela enxerga crescente fragilidade nos eventuais concorrentes – governador Robinson Faria (PSD) e prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT).

Se não se eleger, sem problema.

Tem mandato no Senado até 2022.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
sexta-feira - 07/04/2017 - 23:05h
Carlos Gabas

Ex-ministro afirma que Reforma da Previdência “é cruel”


O ex-ministro da Previdência Social Carlos Gabas afirmou nesta sexta-feira (7), em Mossoró, que projeto de Reforma da Previdência do Governo Michel Temer (PMDB) “é cruel”. Segundo ele, é “alicerçada em argumentos mentirosos”.

Carlos Gabas execrou projeto de reforma, apontando distorções (Foto: cedida)

Ele falou para plateia numerosa no auditório do Hotel VillaOeste, em evento do movimento denominado de Frente Brasil Popular, que em Mossoró tem apoio do Fórum Permanente em Defesa da Previdência e da Cidadania.

A articulação foi da senadora Fátima Bezerra (PT), que também esteve presente ao evento.

Penalizados

“Ela não é deficitária. É só cumprir a Constituição”, disse ele. Ele explicou que a sociedade precisa entender, entre outras coisas, o que significa a chamada DRU, que é a chamada Desvinculação de Receitas da União, mecanismo que permite ao Governo Federal usar livremente 20% de todos os tributos federais. Ou seja, todos os meses um montante pertencente à Seguridade é deslocado para outras áreas.

“Essas distorções ajudam o governo a mover a farsa do rombo da Previdência”, acrescentou a senadora. Ela salientou que os trabalhadores, com ênfase para as mulheres, professores, camponeses, militares, entre outros, serão os mais penalizados.

Gabas ainda tinha programação semelhante à de Mossoró hoje à noite em Assu, no auditório da Universidade do Estado do RN (UERN).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 07/04/2017 - 08:50h
Carlos Gabas

Ex-ministro destaca Reforma da Previdência em Mossoró


O ex-ministro da Previdência Social Carlos Gabas faz palestra à manhã de hoje em Mossoró, às 9h, no auditório do Hotel VillaOeste. Destacará aspectos do projeto de Reforma da Previdência do Governo Federal.

Atende a convite do Fórum Permanente em Defesa da Previdência e da Cidadania, numa articulação da senadora Fátima Bezerra (PT).

O Fórum em Defesa da Previdência e da Cidadania reúne representações de várias entidades locais, como OAB,  Diocese de Mossoró, Direção Regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE-RN), Direção Regional do Sindicato dos Servidores da Administração Direta e Indireta (SINAI/RN) e Associação dos Ministros Evangélicos (AMÉM).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
quarta-feira - 05/04/2017 - 17:23h
Sexta-feira

Ex-ministro da Previdência fará palestra em Mossoró


O ex-ministro da Previdência Social Carlos Gabas estará em Mossoró na próxima sexta-feira (7). Fará palestra a convite do Fórum Permanente em Defesa da Previdência e da Cidadania.

Gabas: palestrante (Foto: divulgação)

Será às 9h no Hotel VillaOeste, suplementado com um debate sobre a reforma previdenciária.

O evento é organizado pela Frente Brasil Popular com o apoio e participação da senadora Fátima Bezerra (PT).

O Fórum em Defesa da Previdência e da Cidadania reúne representações de várias entidades locais, como OAB,  Diocese de Mossoró, Direção Regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE-RN), Direção Regional do Sindicato dos Servidores da Administração Direta e Indireta (SINAI/RN) e Associação dos Ministros Evangélicos (AMÉM).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 17/03/2017 - 07:46h
Reflexão

Foro privilegiado num país de impunidade para muitos


O Brasil tem hoje mais de 40 mil pessoas protegidas pelo manto do “foro privilegiado”, segundo informa o conjunto de procuradores da República que apura o esgoto da Lava Jato.

Em nenhum outro país do mundo existe tanta gente com esse anteparo especial.

Vai continuar? Pela vontade deles, sim.

Pela ação proativa da sociedade, não.

Esperar que deputados federais e senadores mexam na lei para que o jogo mude e mude contra eles, é puro delírio. Acreditar em celeridade no campo judicial, nos diversos processos abertos e que serão deflagrados, também.

Os congressistas, responsáveis pela produção legal, representantes do povo e dos estados, têm o poder magnânimo de decidirem pelo sim ou pelo não. Eles devem ser cobrados por seus eleitores, nós, pois.

O PEC do fim do Foro Privilegiado foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em novembro do ano passado e, para ir a votação em plenário, precisa ser incluído na pauta pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), em acordo com os líderes partidários.

Dos 81 senadores, 41 assinaram pedido de urgência (veja boxe contido nesta postagem). Os demais estão se esquivando.

No artigo 5º da Constituição, no Capítulo dos Direitos Individuais e Coletivos, está positivado: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”.

Para essa multidão com foro privilegiado, não. Eles fazem parte de uma casta protegida pela própria lei, que não deixa de ser imoral, por ser legal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog
quinta-feira - 16/03/2017 - 22:52h
Política

Foro privilegiado divide senadores do Rio Grande do Norte


Do portal Noar

Os três senadores do Rio Grande do Norte têm opiniões divergentes sobre a Proposta de Emenda à Constituição que tenta por fim ao foro privilegiado nos termos como hoje é aplicado. No Senado, circula pedido de assinaturas para que a PEC tramite em urgência. São necessárias 41 assinaturas. Do RN, apenas Fátima Bezerra (PT) e Garibaldi Alves assinaram.

Garibaldi, Agripino e Fátima são representantes do estado do RN no Senado da República (Foto: arquivo)

A proposta prevê o fim do foro privilegiado para todas as autoridades brasileiras, inclusive o presidente da República, nas infrações penais comuns. Pelas novas regras, as autoridades manteriam o foro por prerrogativa de função nos crimes de responsabilidade, aqueles cometidos em decorrência do exercício do cargo público, como os contra o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais; a segurança interna do país; a probidade na administração; a lei orçamentária; o cumprimento das leis e das decisões judiciais, entre outros.

Ao portalnoar.com, os três senadores enviaram posicionamento sobre o tema através de assessoria de imprensa.

Posicionamento

Garibaldi Filho defende uma tese diferente do texto que vai à discussão. Para ele, o foro deve ser mantido apenas para chefes de poder nas diferentes esferas. Todos os demais devem perdê-lo. Estima-se que 22 mil autoridades possuem algum tipo de privilégio pela função que ocupam hoje no Brasil.

José Agripino afirmou que não poderia emitir opinião porque é líder de partido e não pode decidir sozinho, sem antes ouvir seus correligionários. Agripino é o único senador potiguar que, até agora, foi citado nas investigações da Lava Jato.

Fátima Bezerra é favorável à proposta que está para ser votada no Senado Federal. Sua assessoria de imprensa informou que esse é o posicionamento já que ela assinou a petição que pede regime de urgência para a votação da matéria.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twier clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 12/03/2017 - 09:19h

A Previdência Social que não é para todos nós


Por Gutemberg Dias

A reforma da previdência, alardeada pelo governo Temer e defendida pela maioria dos deputados e senadores, vai causar sérios danos ao futuro do povo que, realmente, trabalha nesse Brasil.

A tramitação do Projeto de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016 no Congresso causa grandes discussões entre os parlamentares, principalmente, entre os que não concordam com o texto apresentado, já que todo o conteúdo remete a uma mudança enorme nas condições das regras atuais, tirando direitos dos trabalhadores que, inclusive, já estão no mercado de trabalho.

A questão da idade mínima para se aposentar aos 65 anos (homens e mulheres) e ter uma contribuição mínima de 25 anos, para muitos especialistas, tende a causar uma distorção muito grande quando se compara o Brasil como um todo. Isso devido a variação da expectativa de vida nas diversas regiões do país e, sobretudo, as oportunidades de empregos que garantem a contribuição regular.

Para mim, existe um agravante no processo da idade mínima de 65 anos para aposentadoria associado aos 25 anos de contribuição, ou seja, essa condição não garante a aposentaria integral ao trabalhador. Ela garante de imediato um percentual de 76% sobre a média dos salários.

Para o trabalhador ter a sonhada aposentadoria integral ele precisará completar 49 anos de contribuição. Um crime contra uma grande parte da população brasileira que entra no mercado formal de trabalho tardiamente e tem uma expectativa de vida abaixo da média nacional que é hoje de 75,5 anos de acordo com o IBGE.

Ora, se levarmos em conta um cidadão comum, principalmente, aqui do chão árido do nordeste brasileiro, a expectativa de aposentadoria com base nas novas regras é baixíssima, vai morrer literalmente trabalhando e, pior, tendo contribuído para não poder gozar desse direito universal.

Existem outros pontos polêmicos no âmbito da reforma, um exemplo é a questão da pensão por morte que na nova regra só vai garantir 50% do valor recebido ao pensionista, podendo ser acrescida de 10% para cada dependente, bem como, ela não poderá ser acumulada com um outro benefício. Já pensou nas famílias que dependem da renda do marido e da mulher, ambos, aposentados, como vai sobreviver quando um ou outro vier a falecer?

O governo federal no discurso de convencimento diz que existe um rombo na previdência. Para se ter uma ideia, ele afirma que em 2015 o déficit foi de R$ 86 bi, já em 2016 de R$ 150 bi e a previsão para 2017 de R$ 180 bi. Agora esse mesmo governo esquece de falar sobre as dividas do setor público e privado com o INSS.

Nessa batida todo o déficit alardeado pelo governo poderia ser sanado só com os recursos advindos da cobrança das dividas das grandes empresas que giram entorno de 426 bilhões de reais. O que o governo está fazendo é transferindo essa grande dívida ao trabalhador de forma  irresponsável e, sobretudo, com pitadas de crueldade.

Os parlamentares governistas podem até votar essa reforma, mas se prepararem que os resultados de seus votos virão nas urnas em 2018. As centrais sindicais iniciaram o processo de mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras e o povo já começa a falar com consistência sobre as mudanças e os impactos negativos.

No Rio Grande do Norte dos onze parlamentares no Congresso apenas dois se manifestaram contrários ao PEC 287/2016, a senadora Fátima Bezerra (PT) e a deputada federal Zenaide Maia (PR), os demais engrossam o caldo da base governista que acredita que a reforma salvará o INSS e garantirá ao povo uma aposentadoria digna.

Infelizmente, esses parlamentares que irão votar a favor da reforma não precisam se preocupar, pois já garantiram suas rechonchudas aposentadorias pelo mínimo tempo de serviço ou desserviço ao povo no Congresso Federal.

Eu digo “não” à reforma da previdência como ela está sendo apresentada. E você?

Gutemberg Dias é geógrafo, ex-candidato a prefeito e dirigente da Redepetro/RN

Categoria(s): Artigo
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 22/02/2017 - 09:21h
Em Brasília...

Redator pouco criativo


Do Diário do Poder (Cláudio Humberto)

Chamou atenção o papelão de Fátima Bezerra (PT-RN) na sabatina de Alexandre de Moraes.

Ela se limitou a ler um papel. Pior: usando as mesmas expressões que a fizeram ler na comissão do impeachment.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 01/02/2017 - 11:38h
Nota

Fátima Bezerra lamenta posição do PT em pleito no Senado


A posição majoritária da bancada do PT, no Senado, para votar de forma livre e autônoma, sem seguir apelo da militância e movimentos sociais, embaraça a senadora petista Fátima Bezerra – do RN. Ela e os senadores Gleise Hoffman (PT-SC) e Lindbergh Farias (PT-RJ) assinam nota em que lamentam essa posição.

Fátima vê erro da maioria (Foto: Senado)

“(…) Mas infelizmente a bancada do PT no Senado optou por outro caminho. Superestimando a luta institucional e insensível ao apelo da militância, a maioria da bancada preferiu não tomar uma posição clara, autorizando os senadores e as senadoras petistas a votarem como bem entenderem. É realmente lamentável. Um equívoco político que cobrará seu preço”, dizem Fátima, Gleisi e Lindbergh.

Maioria ignora militância

“Mesmo em um momento de ruptura democrática, a maioria da bancada do PT no Senado optou por se render à institucionalidade, fechando os ouvidos para a opinião de sua militância e para as opiniões dos principais movimentos sociais que protagonizam a resistência democrática”, acrescentam.

O PT tem dez senadores na atual legislatura. O nome do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) caminha para substituir Renan Calheiros (PMDB-AL), com apoio de parte do próprio PT.

Veja AQUI como é o processo eleitoral no Senado e outros aspectos do pleito interno.

Se PMDB ganhar eleição, estará no comando do Senado por 12 anos seguidos (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 31/01/2017 - 15:26h
Brasília

Ministro garante apoio a pleitos sobre crise prisional no RN


Durante encontro com a bancada potiguar, na manhã desta terça-feira (31), em Brasília (DF) – veja AQUI, para discutir medidas para a crise penitenciária no Rio Grande do Norte, o senador José Agripino (RN) ligou para o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e solicitou uma reunião imediata com o chefe da pasta.

Audiência aconteceu após reunião envolvendo bancada, governador e outras autoridades (Foto: Mariana Rocha)

Prontamente atendido, o senador, parlamentares e outras lideranças do RN foram recebidos e apresentaram pauta ao ministro, ligada à crise no sistema prisional.

Veja:

- Entre os pleitos do governo estadual ao ministro da Justiça estão o aumento do repasse do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para o Rio Grande do Norte; a prorrogação da estada dos agentes federais no RN não por 60, mas por 90 dias; e a manutenção das tropas federais até que a ordem se restabeleça.

Segundo dados oficiais, o repasse do Funpen para o RN é de R$ 139 milhões, mas até o momento foram liberados R$ 45 milhões.

Durante o encontro com o ministro, lideranças do Rio Grande do Norte, o governador potiguar, Robinson Faria (PSD) pediu apoio ao ministro para a desativação da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, onde pelo menos 26 detentos foram mortos de forma bárbara por outros presidiários, em confronto de facções. O ministro garantiu endosso ao pleito.

Além de Agripino, acompanharam a reunião com Alexandre de Moraes o governador Robinson de Faria; o presidente do Tribunal de Justiça (TJ-RN), Expedito Ferreira de Souza; procurador geral de Justiça do RN, Rinaldo Reis Lima; deputado estadual Galeno Torquato (PSD), representando a Assembleia Legislativa.

Entre os parlamentares federais estavam Fábio Faria (PSD), Rogério Marinho (PSDB), Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB). A senadora Fátima Bezerra (PT) estava na reunião anterior, mas preferiu não ir ao gabinete do ministro.

19h15 – Atualização de postagem – O ministro Alexandre de Morais estará em Natal na próxima quinta-feira (2) para apresentar ao governador Robinson Faria o Plano Nacional de Segurança e detalhar que ações serão executadas no Rio Grande do Norte.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Segurança Pública/Polícia
quinta-feira - 12/01/2017 - 19:54h
Amanhã

Senador Lindbergh Farias participará de debate em Natal


Farias: ex-cara-pintada (Foto: Senado)

A convite da senadora Fátima Bezerra (PT-RN), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) estará em Natal, nesta sexta-feira (13), amanhã.

Sua programação será na Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RN (FETARN).

Ele vai debater temas como eleições diretas e a repactuação de um novo rumo para o Brasil às 17h.

Líder da oposição no Senado, Lindbergh Farias surgiu no cenário político nacional como líder estudantil no início dos ano 90. Era uma das lideranças populares na defesa do impeachment do então presidente Collor de Mello, hoje seu colega de Senado.

Fazia parte do movimento “cara-pintada”.

Nota do Blog - Não é só o mundo que dá muitas voltas, mas a própria política.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.