sexta-feira - 17/03/2017 - 07:46h
Reflexão

Foro privilegiado num país de impunidade para muitos


O Brasil tem hoje mais de 40 mil pessoas protegidas pelo manto do “foro privilegiado”, segundo informa o conjunto de procuradores da República que apura o esgoto da Lava Jato.

Em nenhum outro país do mundo existe tanta gente com esse anteparo especial.

Vai continuar? Pela vontade deles, sim.

Pela ação proativa da sociedade, não.

Esperar que deputados federais e senadores mexam na lei para que o jogo mude e mude contra eles, é puro delírio. Acreditar em celeridade no campo judicial, nos diversos processos abertos e que serão deflagrados, também.

Os congressistas, responsáveis pela produção legal, representantes do povo e dos estados, têm o poder magnânimo de decidirem pelo sim ou pelo não. Eles devem ser cobrados por seus eleitores, nós, pois.

O PEC do fim do Foro Privilegiado foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em novembro do ano passado e, para ir a votação em plenário, precisa ser incluído na pauta pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), em acordo com os líderes partidários.

Dos 81 senadores, 41 assinaram pedido de urgência (veja boxe contido nesta postagem). Os demais estão se esquivando.

No artigo 5º da Constituição, no Capítulo dos Direitos Individuais e Coletivos, está positivado: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”.

Para essa multidão com foro privilegiado, não. Eles fazem parte de uma casta protegida pela própria lei, que não deixa de ser imoral, por ser legal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog
quinta-feira - 16/03/2017 - 22:52h
Política

Foro privilegiado divide senadores do Rio Grande do Norte


Do portal Noar

Os três senadores do Rio Grande do Norte têm opiniões divergentes sobre a Proposta de Emenda à Constituição que tenta por fim ao foro privilegiado nos termos como hoje é aplicado. No Senado, circula pedido de assinaturas para que a PEC tramite em urgência. São necessárias 41 assinaturas. Do RN, apenas Fátima Bezerra (PT) e Garibaldi Alves assinaram.

Garibaldi, Agripino e Fátima são representantes do estado do RN no Senado da República (Foto: arquivo)

A proposta prevê o fim do foro privilegiado para todas as autoridades brasileiras, inclusive o presidente da República, nas infrações penais comuns. Pelas novas regras, as autoridades manteriam o foro por prerrogativa de função nos crimes de responsabilidade, aqueles cometidos em decorrência do exercício do cargo público, como os contra o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais; a segurança interna do país; a probidade na administração; a lei orçamentária; o cumprimento das leis e das decisões judiciais, entre outros.

Ao portalnoar.com, os três senadores enviaram posicionamento sobre o tema através de assessoria de imprensa.

Posicionamento

Garibaldi Filho defende uma tese diferente do texto que vai à discussão. Para ele, o foro deve ser mantido apenas para chefes de poder nas diferentes esferas. Todos os demais devem perdê-lo. Estima-se que 22 mil autoridades possuem algum tipo de privilégio pela função que ocupam hoje no Brasil.

José Agripino afirmou que não poderia emitir opinião porque é líder de partido e não pode decidir sozinho, sem antes ouvir seus correligionários. Agripino é o único senador potiguar que, até agora, foi citado nas investigações da Lava Jato.

Fátima Bezerra é favorável à proposta que está para ser votada no Senado Federal. Sua assessoria de imprensa informou que esse é o posicionamento já que ela assinou a petição que pede regime de urgência para a votação da matéria.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twier clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 12/03/2017 - 09:19h

A Previdência Social que não é para todos nós


Por Gutemberg Dias

A reforma da previdência, alardeada pelo governo Temer e defendida pela maioria dos deputados e senadores, vai causar sérios danos ao futuro do povo que, realmente, trabalha nesse Brasil.

A tramitação do Projeto de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016 no Congresso causa grandes discussões entre os parlamentares, principalmente, entre os que não concordam com o texto apresentado, já que todo o conteúdo remete a uma mudança enorme nas condições das regras atuais, tirando direitos dos trabalhadores que, inclusive, já estão no mercado de trabalho.

A questão da idade mínima para se aposentar aos 65 anos (homens e mulheres) e ter uma contribuição mínima de 25 anos, para muitos especialistas, tende a causar uma distorção muito grande quando se compara o Brasil como um todo. Isso devido a variação da expectativa de vida nas diversas regiões do país e, sobretudo, as oportunidades de empregos que garantem a contribuição regular.

Para mim, existe um agravante no processo da idade mínima de 65 anos para aposentadoria associado aos 25 anos de contribuição, ou seja, essa condição não garante a aposentaria integral ao trabalhador. Ela garante de imediato um percentual de 76% sobre a média dos salários.

Para o trabalhador ter a sonhada aposentadoria integral ele precisará completar 49 anos de contribuição. Um crime contra uma grande parte da população brasileira que entra no mercado formal de trabalho tardiamente e tem uma expectativa de vida abaixo da média nacional que é hoje de 75,5 anos de acordo com o IBGE.

Ora, se levarmos em conta um cidadão comum, principalmente, aqui do chão árido do nordeste brasileiro, a expectativa de aposentadoria com base nas novas regras é baixíssima, vai morrer literalmente trabalhando e, pior, tendo contribuído para não poder gozar desse direito universal.

Existem outros pontos polêmicos no âmbito da reforma, um exemplo é a questão da pensão por morte que na nova regra só vai garantir 50% do valor recebido ao pensionista, podendo ser acrescida de 10% para cada dependente, bem como, ela não poderá ser acumulada com um outro benefício. Já pensou nas famílias que dependem da renda do marido e da mulher, ambos, aposentados, como vai sobreviver quando um ou outro vier a falecer?

O governo federal no discurso de convencimento diz que existe um rombo na previdência. Para se ter uma ideia, ele afirma que em 2015 o déficit foi de R$ 86 bi, já em 2016 de R$ 150 bi e a previsão para 2017 de R$ 180 bi. Agora esse mesmo governo esquece de falar sobre as dividas do setor público e privado com o INSS.

Nessa batida todo o déficit alardeado pelo governo poderia ser sanado só com os recursos advindos da cobrança das dividas das grandes empresas que giram entorno de 426 bilhões de reais. O que o governo está fazendo é transferindo essa grande dívida ao trabalhador de forma  irresponsável e, sobretudo, com pitadas de crueldade.

Os parlamentares governistas podem até votar essa reforma, mas se prepararem que os resultados de seus votos virão nas urnas em 2018. As centrais sindicais iniciaram o processo de mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras e o povo já começa a falar com consistência sobre as mudanças e os impactos negativos.

No Rio Grande do Norte dos onze parlamentares no Congresso apenas dois se manifestaram contrários ao PEC 287/2016, a senadora Fátima Bezerra (PT) e a deputada federal Zenaide Maia (PR), os demais engrossam o caldo da base governista que acredita que a reforma salvará o INSS e garantirá ao povo uma aposentadoria digna.

Infelizmente, esses parlamentares que irão votar a favor da reforma não precisam se preocupar, pois já garantiram suas rechonchudas aposentadorias pelo mínimo tempo de serviço ou desserviço ao povo no Congresso Federal.

Eu digo “não” à reforma da previdência como ela está sendo apresentada. E você?

Gutemberg Dias é geógrafo, ex-candidato a prefeito e dirigente da Redepetro/RN

Categoria(s): Artigo
quarta-feira - 22/02/2017 - 09:21h
Em Brasília...

Redator pouco criativo


Do Diário do Poder (Cláudio Humberto)

Chamou atenção o papelão de Fátima Bezerra (PT-RN) na sabatina de Alexandre de Moraes.

Ela se limitou a ler um papel. Pior: usando as mesmas expressões que a fizeram ler na comissão do impeachment.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 01/02/2017 - 11:38h
Nota

Fátima Bezerra lamenta posição do PT em pleito no Senado


A posição majoritária da bancada do PT, no Senado, para votar de forma livre e autônoma, sem seguir apelo da militância e movimentos sociais, embaraça a senadora petista Fátima Bezerra – do RN. Ela e os senadores Gleise Hoffman (PT-SC) e Lindbergh Farias (PT-RJ) assinam nota em que lamentam essa posição.

Fátima vê erro da maioria (Foto: Senado)

“(…) Mas infelizmente a bancada do PT no Senado optou por outro caminho. Superestimando a luta institucional e insensível ao apelo da militância, a maioria da bancada preferiu não tomar uma posição clara, autorizando os senadores e as senadoras petistas a votarem como bem entenderem. É realmente lamentável. Um equívoco político que cobrará seu preço”, dizem Fátima, Gleisi e Lindbergh.

Maioria ignora militância

“Mesmo em um momento de ruptura democrática, a maioria da bancada do PT no Senado optou por se render à institucionalidade, fechando os ouvidos para a opinião de sua militância e para as opiniões dos principais movimentos sociais que protagonizam a resistência democrática”, acrescentam.

O PT tem dez senadores na atual legislatura. O nome do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) caminha para substituir Renan Calheiros (PMDB-AL), com apoio de parte do próprio PT.

Veja AQUI como é o processo eleitoral no Senado e outros aspectos do pleito interno.

Se PMDB ganhar eleição, estará no comando do Senado por 12 anos seguidos (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 31/01/2017 - 15:26h
Brasília

Ministro garante apoio a pleitos sobre crise prisional no RN


Durante encontro com a bancada potiguar, na manhã desta terça-feira (31), em Brasília (DF) – veja AQUI, para discutir medidas para a crise penitenciária no Rio Grande do Norte, o senador José Agripino (RN) ligou para o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e solicitou uma reunião imediata com o chefe da pasta.

Audiência aconteceu após reunião envolvendo bancada, governador e outras autoridades (Foto: Mariana Rocha)

Prontamente atendido, o senador, parlamentares e outras lideranças do RN foram recebidos e apresentaram pauta ao ministro, ligada à crise no sistema prisional.

Veja:

- Entre os pleitos do governo estadual ao ministro da Justiça estão o aumento do repasse do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para o Rio Grande do Norte; a prorrogação da estada dos agentes federais no RN não por 60, mas por 90 dias; e a manutenção das tropas federais até que a ordem se restabeleça.

Segundo dados oficiais, o repasse do Funpen para o RN é de R$ 139 milhões, mas até o momento foram liberados R$ 45 milhões.

Durante o encontro com o ministro, lideranças do Rio Grande do Norte, o governador potiguar, Robinson Faria (PSD) pediu apoio ao ministro para a desativação da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, onde pelo menos 26 detentos foram mortos de forma bárbara por outros presidiários, em confronto de facções. O ministro garantiu endosso ao pleito.

Além de Agripino, acompanharam a reunião com Alexandre de Moraes o governador Robinson de Faria; o presidente do Tribunal de Justiça (TJ-RN), Expedito Ferreira de Souza; procurador geral de Justiça do RN, Rinaldo Reis Lima; deputado estadual Galeno Torquato (PSD), representando a Assembleia Legislativa.

Entre os parlamentares federais estavam Fábio Faria (PSD), Rogério Marinho (PSDB), Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB). A senadora Fátima Bezerra (PT) estava na reunião anterior, mas preferiu não ir ao gabinete do ministro.

19h15 – Atualização de postagem – O ministro Alexandre de Morais estará em Natal na próxima quinta-feira (2) para apresentar ao governador Robinson Faria o Plano Nacional de Segurança e detalhar que ações serão executadas no Rio Grande do Norte.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Segurança Pública/Polícia
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quinta-feira - 12/01/2017 - 19:54h
Amanhã

Senador Lindbergh Farias participará de debate em Natal


Farias: ex-cara-pintada (Foto: Senado)

A convite da senadora Fátima Bezerra (PT-RN), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) estará em Natal, nesta sexta-feira (13), amanhã.

Sua programação será na Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RN (FETARN).

Ele vai debater temas como eleições diretas e a repactuação de um novo rumo para o Brasil às 17h.

Líder da oposição no Senado, Lindbergh Farias surgiu no cenário político nacional como líder estudantil no início dos ano 90. Era uma das lideranças populares na defesa do impeachment do então presidente Collor de Mello, hoje seu colega de Senado.

Fazia parte do movimento “cara-pintada”.

Nota do Blog - Não é só o mundo que dá muitas voltas, mas a própria política.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 12/12/2016 - 15:50h
Repatriação

Parlamentares pedirão liberação de recursos para prefeituras


A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) promoveu na manhã desta segunda-feira (12) em sua sede em Natal, uma reunião com representantes da bancada federal do RN. Auditório lotou com prefeitos e compareceram os senadores Fátima Bezerra (PT) e Garibaldi Alves (PMDB), deputados federais Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (PMDB), além de representante da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Femurn recebeu grande número de prefeito hoje (Foto: cedida)

A reunião foi conduzida pelo Presidente da Federação e prefeito de Assú, Ivan Lopes Júnior.

Os parlamentares se sensibilizaram com a reivindicação dos prefeitos que pediram empenho para que seja assegurado o p agamento das multas e juros da repatriação aos municípios. O senador Garibaldi e os deputados Walter Alves e Felipe Maia definiram que vão marcar uma reunião com o Ministro do Planejamento Dyogo Oliveira para pedir garantias e confirmar a data para o pagamento dos repasses aos municípios.

Temer

Até então, o Presidente da República Michel Temer anunciou que pagaria administrativamente as multas aos municípios, mas não anunciou datas para o pagamento. Caso o pagamento fique para 2017, afetará a finalização das atuais gestões e o pagamento dos servidores e fornecedores.

Pelo menos 50 municípios do Rio Grande do Norte já acionaram a Justiça para garantir o bloqueio dos recursos, mas aguardam a liberação pela União.

Os recursos são bastante aguardados, para garantia do pagamento dos salários e décimo terceiro dos servidores, e a quitação de dívidas com fornecedores. Com o pagamento dos recursos, aproximadamente R$ 105 milhões seriam divididos entre os municípios potiguares, de acordo com a quantidade de moradores de cada um.

Acompanhe o Blog também pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
sábado - 26/11/2016 - 11:35h
Entrevista

Fátima Bezerra evita falar sobre disputa ao Governo em 2018


Do Blog Carol Ribeiro

Em entrevista ao programa “Meio-Dia Mossoró” da 95 FM, em sua passagem nessa sexta-feira (25) por Mossoró, a senadora Fátima Bezerra (PT) foi questionada sobre sua hipotética pretensão de disputar o Governo do Estado em 2018.

Fátima, no estúdio da 95 FM, foi prudente ao falar sobre 2018 (Foto: Tárcio Araújo)

Foi lacônica: “2018 vai ser discutido em 2018″.

E complementou: “A ação parlamentar não tem sido simples. Estamos utilizando todas as energias para combater o governo que está aí”, numa referência à gestão Michel Temer (PMDB-SP).

Nota do Blog Carlos Santos – Em 2014, a parceria com Robinson Faria (PSD) foi imprescindível para Fátima catapultar seu nome à vitória ao Senado. Um foi anteparo do outro.

A composição vitoriosa não durou sequer um ano de gestão governamental de Robinson Faria.

Quanto a 2018, a prudência de Fátima é normal, compreensível e sensata. O cenário é extremamente confuso. Seu partido encolheu drasticamente e mesmo no RN, precisará de uma conjunção de fatores para realmente sonhar com Governo do Estado.

Acompanhe o Blog também pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 25/11/2016 - 08:48h
Política

Fátima Bezerra tem programação hoje em Mossoró


A senadora Fátima Bezerra participará às 9h de hoje no auditório do Hotel VillaOeste, em Mossoró, do simpósio “Econasa” – Encontro Regional de entidades da Articulação com o Semi-árido (ASA).

Ao meio-dia ela estará no Programa Meio-Dia Mossoró, na 95 FM, sendo entrevistada pelos jornalistas Bruno Barreto e Carol Ribeiro.

Às 16h, ela estará em ato público em frente à 12ª Diretoria Regional de Educação (DIREC) no centro da cidade, em defesa da Educação e de outras bandeiras de luta.

Acompanhe o Blog também pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quinta-feira - 10/11/2016 - 16:44h
Municípios

Prefeitos eleitos cumprem agenda político-administrativa no DF


Souza, Sael, Walter Alves e Bolota estiveram reunidos em Brasília (Foto: cedida)

A convite da Confederação Nacional de Municípios (CNM), os prefeitos eleitos do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Sael Melo (Porto do Mangue) e Antônio Bolota (Governador Dix-Sept Rosado), estão em Brasília (DF). Eles participam do Seminário Novos Gestores, que começou na quarta-feira (9) e vai até sexta-feira (11).

Eles também aproveitam para adiantar contatos político-administrativos em ministérios e com parlamentares potiguares em Brasília, com vistas à gestão municipal.

Os prefeitos foram acompanhados do deputado estadual Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), e paralelo ao seminário participaram de audiências com alguns senadores e deputados federais do RN, para tratar de assuntos em prol dos seus municípios.

Parlamentares

No Congresso Nacional, Souza e os prefeitos eleitos do PHS estiveram reunidos com os deputados federais Beto Rosado (PP) e Walter Alves (PMDB) e dos senadores José Agripino (DEM) e Fátima Bezerra (PT), para tratar das demandas do município e da região.

No encontro, foram discutidos e apresentados pleitos dos municípios de Porto do Mangue e Governador Dix-Sept Rosado. O deputado também conversou com os parlamentares federais sobre demandas de outros municípios da região Oeste e Costa Branca, como Mossoró e Areia Branca.

Com informações da Assessoria do Deputado Souza.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 04/11/2016 - 23:10h
Lista

Nove ministros e políticos do RN estão na ‘Farra das Passagens’


A Procuradoria Regional da República (PGR) no Distrito Federal enviou para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a lista de 219 políticos que teriam feito ‘uso indevido’ de recursos públicos no caso da ‘Farra das Passagens’.

O documento cita nominalmente deputados, senadores, ministros do Tribunal de Contas da União e governadores – políticos que detêm foro privilegiado perante o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Os deputados federais Fábio Faria (PSD), Felipe Maia (DEM) e Rogério Marinho (PSDB), e a senadora Fátima Bezerra (PT) – são os nomes potiguares na lista.

Ministros

Estão na lista de 219 políticos com foro privilegiado nove ministros do governo Temer: Eliseu Padilha (PMDB-RS/Casa Civil), que foi deputado federal (2003-2015); Bruno Araújo (PSDB-PE/Cidades); Leonardo Picciani (PMDB-RJ/Esporte); Maurício Quintella (PR-AL/Transportes); Fernando Coelho Filho (PSB-PE/Minas e Energia); Mendonça Filho (DEM-PE/Educação); Sarney Filho (PMDB-MA/Meio Ambiente); Ricardo Barros (PP-PR/Saúde); e Raul Jungmann (PPS-PE/Defesa)

Veja matéria completa AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 16/09/2016 - 10:42h
Gutemberg e Rayane

Senadora Fátima Bezerra fará campanha amanhã em Mossoró


A senadora Fátima Bezerra (PT) vai estrear na campanha municipal deste ano em Mossoró. Ela estará no sábado (17), amanhã, participando de programação a partir das 17 horas.

Fátima acompanhará e reforçará campanha da Frente Por Uma Nova Mossoró.

Cartaz faz propaganda de evento marcado para amanhã em Mossoró (Foto: reprodução)

Os candidatos a prefeito e vice dessa coligação que reúne PCcoB e PT são Gutemberg dias (PCdoB) e Rayane Andrade (PT), respectivamente.

A senadora, os candidatos majoritários e proporcionais estarão numa carreata a partir das 17h, que partirá das proximidades do Aeroporto Dix-sept Rosado, bairro Aeroporto, na Avenida Felipe Camarão/BR-405.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
sábado - 27/08/2016 - 08:14h
Mossoró

Líderes estaduais têm pouco a oferecer à sucessão municipal


Qual o peso – na atual campanha municipal – de lideranças estaduais que num passado até recente eram muito aguardadas nos palanques políticos, em Mossoró?

Será que existe apenas um esvaziamento da influência de tradicionais lideranças locais (como abordado pelo Blog ontem – veja AQUI), ou também essas expressões de nível estadual estão em baixa?

Garibaldi e Fátima são lideranças que podem ser importantes à campanha municipal (Foto: montagem)

Os primeiros dias de campanha não empolgaram o eleitor. Os próprios candidatos apostam numa programação inicial com limitações que estão longe das manifestações do passado, quando ocorriam comícios, passeatas e carreatas expressivos.

Por enquanto, o ambiente mais efervescente é a Internet e suas redes sociais, com as campanhas descarregando propaganda e fomentando participação de seus militantes, numa guerra que é irreal diante do que é visto nas ruas. São dois mundos distintos.

Robinson Faria

No palanque do atual prefeito e candidato à reeleição, Francisco José Júnior (PSD), é difícil que apareça o líder estadual do seu partido que teve votações maciças ao Governo do Estado em Mossoró, governador Robinson Faria (PSD).

Até aqui, ele refugou até mesmo presença na convenção partidária do prefeito no início deste mês, num ambiente plenamente favorável. Escalou o filho e deputado federal Fábio Faria para esse fim.

Os dois têm profundo desgaste público no município, capaz de provocar um efeito oposto à energia de uma fusão nuclear: queda livre mais acentuada de ambos.

Henrique e Garibaldi

No palanque de Rosalba Ciarlini (PP), ex-governadora, liderança como do ex-ministro e ex-deputado federal Henrique Alves (PMDB) não é vista como salutar, em face do seu envolvimento com escândalos de repercussão nacional.

Outro apoio, após anos sendo satanizada pelo rosalbismo, seria da ex-governadora e hoje candidata a vereador em Natal, Wilma de Faria (PTdoB). Por Mossoró, também não deve aparecer, mesmo tendo sido uma governante com bom acervo de realizações para o município.

Quanto ao senador Garibaldi Filho (PMDB), há maior leveza. Teoricamente pode acrescentar ao lado do seu PMDB à campanha de Rosalba, pois sofre menor desgaste e passa incólume a tsunami de escândalos nacionais.

Agripino

Em relação ao candidato Tião Couto (PSDB), seu partido já contou e deve contar com a presença do seu presidente estadual em Mossoró, deputado federal Rogério Marinho. Mas ele tem muito mais a capitalizar para 2018 do que acrescentar à votação do candidato Tião agora.

Henrique e Agripino: dois palanques (Foto: Câmara Federal)

Outro nome com Tião, é do senador José Agripino (DEM). Sua trajetória política em Mossoró sempre foi vinculada ao casal Rosalba-ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado. Hoje, sua referência local é a ex-prefeita Cláudia Regina (DEM) que levou o DEM para Tião Couto.

A participação de Agripino, do ponto de vista da imagem pessoal, num momento que o país caminha para fim da era PT, pode acrescentar ao discurso da chapa Tião-Jorge do Rosário (PR), mas provavelmente de forma residual.

O ex-deputado federal João Maia, dirigente estadual do PR, trabalhou para levar seu partido à coligação de Rosalba. Deverá ficar distante da sucessão, num colégio eleitoral em que tem escassa influência sua.

Fátima Bezerra

Com a candidatura de Gutemberg Dias (PCdoB), que traz como vice uma jovem militante do PT, Rayane Andrade, temos a atração esperada da senadora Fátima Bezerra (PT). Deve catalisar a participação da militância petista, mesmo num momento de desgaste de seu partido no plano nacional e flacidez local.

Já o candidato a prefeito Josué Moreira (PSDC), não tem qualquer político de expressão estadual o apoiando. O nome de maior representatividade é do vereador natalense e advogado Joanilson de Paula Rêgo.

Ele é dirigente da executiva do PSDC no Rio Grande do Norte, com largo conceito no meio forense, mas sem peso eleitoral em Mossoró.

Como chegou a definir o senador Garibaldi Filho sobre a política mossoroense, à época em que ainda era governador do Estado, “Mossoró é muito difícil”.  Se é! Ô!

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Eleições 2016 / Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 10/08/2016 - 07:02h
Hoje

Agripino e Garibaldi votam contra Dilma; Fátima, não


Os senadores potiguares votaram majoritariamente em desfavor da presidente afastada Dilma Rousseff (PT).

A posição deles já era esperada e não causou qualquer surpresa.

José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB) votaram a favor do relatório da Comissão Especial do Impeachment que recomenda que a presidente afastada Dilma Rousseff seja levada a julgamento pela Casa.

Já a petista Fátima Bezerra (PT), reiterou sua inocência, votando em contrário.

A votação foi concluída à madrugada de hoje (veja AQUI). Terminou às 2h38 desta quarta (10).

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 03/08/2016 - 10:08h
Política

Lula avisa em Natal que está vivo para novos embates


“Se eles pensam que vão acabar com Lula, estão enganados”. Quem bradou essa frase nessa terça-feira  (2), em Natal, no Ginásio de Esportes do DED, foi o próprio ex-presidente Lula Inácio Lula da Silva.

Lula discursou ladeado por Fátima e Mineiro em Natal (Foto: Folha de São Paulo)

Em reportagem do jornal Folha de São Paulo, é reproduzido que o ex-presidente ao discursar em convenção municipal do PT no bairro Candelária, deixou claro não temer acusações e denúncias levantadas contra ele.

“Eu estou tranquilo!” – disse.

Lula afirmou que “inventaram” ser ele proprietário de imoveis em Atibaia (um sítio) e um apartamento triplex no Guarujá, ambos no estado de São Paulo. Mas não fez referência à acusação de “obstrução da Justiça”, que o transformou em réu na Operação Lava Jato.

Chapa

O ex-presidente prestigiou, ao lado da senadora Fátima Bezerra (PT), a homologação da candidatura do deputado estadual Fernando Mineiro (PT) como candidato a prefeito do Natal.

Ainda em seu discurso, quando tratou de contextualizar o novo embate do partido em Natal, Lula destacou o legado social do partido para o Brasil e advogou o retorno da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) à Presidência.

Ele prometeu retornar à capital potiguar para comício de Mineiro e da advogada Carla Azevedo (PCdoB), respectivamente candidatos a prefeito e vice.

Fizeram parte da comitiva de Lula no evento iniciado às 17h, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, além do presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT),  Vagner Freitas.

A mobilização convencional, com presença de Lula, não chegou a lotar o ginásio.

Saiba mais AQUI.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 21/07/2016 - 17:18h
Natal

Fátima garante que Lula estará em campanha de Mineiro


Em reunião com a senadora Fátima Bezerra (PT) e com o pré-candidato a prefeito de Natal, Fernando Mineiro (PT), realizada na quarta-feira (20), em São Paulo (Veja AQUI), o ex-presidente Lula afirmou que vai participar com “todo o gás” da campanha deste ano em todo o país.

Lula anunciou que Natal está dentro das prioridades do partido, e, por isso, já na segunda quinzena de agosto estará no RN pedindo votos para Mineiro.

O PT de Natal fará sua convenção no dia dia 30 de julho e contará com a presença de Rui Falcão, dirigente nacional da legenda.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 20/07/2016 - 20:32h
Eleições 2016

Mineiro e Fátima falam com Lula sobre campanha em Natal


O deputado estadual e pré-candidato a prefeito Fernando Mineiro (PT) e a senadora Fátima Bezerra (PT) se reuniram, na tarde desta quarta-feira (20), com o ex-presidente Lula em São Paulo (SP). Em pauta, a conjuntura nacional, as eleições municipais e a participação dele na campanha em Natal.

Mineiro, Lula e Fátima tiveram conversa à tarde de hoje em São Paulo (Foto: cedida)

Demonstrando entusiasmo, Lula disse que “este é o momento de reafirmarmos os projetos para as cidades”. “Temos o que mostrar à população: projetos de inclusão social, participação popular, mudamos para melhor a vida das pessoas onde governamos”, comentou.

A reunião durou mais de duas horas.

Mineiro disse que “Lula estava animado como poucas vezes o vi antes”.

“Ele reafirmou que vai andar pelo país fazendo campanha, inclusive aqui em Natal. Vamos às ruas defender nosso projeto, apresentar nossas ideias e debater a cidade com as pessoas”.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 18/07/2016 - 11:53h
Mossoró

PT fará Encontro Municipal com presença de senadora


Fátima: em Mossoró (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

O PT de Mossoró realiza hoje às 18h um Encontro Municipal.

Será no auditório do Hotel VillaOeste.

Contará com a presença da senadora Fátima Bezerra.

Na pauta, definição de tática eleitoral e alianças para as eleições municipais deste ano.

Prefeito

A princípio, o partido já definiu composição com o PCdoB para a disputa municipal deste ano, apoiando a pré-candidatura a prefeito do geólogo e ex-secretário municipal do Planejamento Gutemberg Dias (Veja AQUI).

O PT integrou chapa à Prefeitura Municipal no pleito suplementar de 2014, com o nome do vereador Luiz Carlos Martins. Ele e sua tendência romperam com o prefeito Francisco José Júnior (PSD) no final do ano passado.

Mas outra parte da sigla permaneceu no governo.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
domingo - 10/04/2016 - 11:09h
Política

Fátima faz jornada “Em defesa da democracia” no estado


“O interior do Rio Grande do Norte se une contra o golpe”. É com essa frase que a assessoria da senadora Fátima Bezerra (PT) divulga périplo dela por cidades do estado, nesse sábado (9), passando por Janduís, Campo Grande e Serra do Mel para o lançamento de comitês “Em Defesa da Democracia”.

A ideia é reunir políticos, movimentos sociais e outros setores da sociedade para organizar ações contra o processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff.

Fátima esteve no Serra do Mel com outros aliados e militantes (Foto: cedida)

A defesa do mandato da presidente conseguiu unir nessas cidades PT, PCdoB e PSD, além do PHS em Campo Grande e Janduís, bem como PRB em Janduís.

Cenário nacional

Durante os eventos, a senadora Fátima teve oportunidade de explicar o cenário nacional. “O pedido de impeachment é uma farsa. É espúrio, ilegal é imoral”, avaliou a senadora, ao contextualizar a revolta da oposição.

“A quarta derrota da direita na Presidência da República os deixou desesperados. A partir daí estudaram várias maneiras de deslegitimar o mandato da presidenta”, disse, lembrando que o o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deu prosseguimento ao  pedido de impedimento de Dilma em um ato de vingança, quando o PT não aceitou defendê-lo em processo que responde na Comissão de Ética da Casa.

“Quem é Cunha? Esse sim réu de cinco processos, conduz o impeachment contra uma presidenta que não está envolvida em qualquer esquema de corrupção”, repetiu.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 04/03/2016 - 11:18h
Agripino x Fátima

Senadores se digladiam contra e a favor do ex-presidente Lula


“Tudo o que está acontecendo produz na sociedade um misto de tristeza e confiança no futuro. Tristeza nos que tiveram sua confiança traída, mas  confiança renovada nas Instituições que cumprem seu dever. Agora estamos chegando perto do fim.”

As declarações acima são do senador José Agripino, presidente do DEM e líder da oposição no Senado. Seu pronunciamento oficial revela crença de que as acusações que pesam sobre o ex-presidente Lula (PT) vão desenhando o que há muito tempo ele e seu partido apontam.

Já a também senadora Fátima Bezerra (PT), pensa diferente. Emitiu nota em defesa do ex-presidente. Leia abaixo:

A condução coercitiva do ex-presidente Lula para depor na Operação Lava Jato – o maior espetáculo jurídico-midiático já produzido pelas elites do nosso país – infelizmente era uma tragédia anunciada. Faz parte do roteiro que busca paralisar o governo da presidenta Dilma, criminalizar o Partido dos Trabalhadores e afastar definitivamente o ex-presidente Lula das eleições 2018.

O que estamos testemunhando neste momento é uma tentativa de golpe por parte daqueles que temem a continuidade do projeto de inclusão social colocado em prática no Brasil pelos governos Lula e Dilma. Mas o momento não é de abaixar a cabeça e desistir da luta. Este é um momento de indignação e resistência.

Vamos realizar uma grande mobilização nacional em defesa da democracia e em solidariedade ao ex-presidente Lula. Quem está sendo conduzido de forma coercitiva para depor não é apenas Lula, são milhares de brasileiras e brasileiros que acreditam ser possível construir um Brasil mais justo, solidário e inclusivo.

Ao companheiro Luiz Inácio Lula da Silva toda a nossa solidariedade. Eles não vão conseguir calar a sua voz, companheiro Lula, pois não vão conseguir calar a voz do povo brasileiro.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter com notas em primeira mão clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 21/02/2016 - 18:58h
Réplica

Fátima Bezerra rebate nota de Cláudio Humberto


Sobre publicação de nota do jornalista Cláudio Humberto (veja AQUI ou abaixo), em sua coluna de hoje, que circula em vários jornais do país e na Web, atestando que a senadora Fátima Bezerra (PT) tentara obstruir audiência do governador Robinson Faria (PSD) com a presidente Dilma Rousseff (PT), a congressista emitiu nota de esclarecimento.

Veja abaixo, na íntegra:

Nota de Esclarecimento

A senadora Fátima Bezerra foi surpreendida hoje com notícia publicada pelo colunista Cláudio Humberto – e repercutida por blogueiros do Estado – sobre supostas gestões que teria feito no sentido de tentar impedir audiência do governador Robinson Faria com a presidenta Dilma Rousseff. Deste episódio, a pergunta que fica é: a quem interessa ser porta-voz de notícia tão irresponsável, desrespeitosa e de prestar tamanho desserviço ao RN? Certamente ao povo potiguar que não é.

O mandato da senadora é reconhecido por uma atuação republicana e em absoluta sintonia com as demandas do Estado. Nunca houve qualquer tipo de interferência de sua parte no sentido de impedir gestores potiguares de pleitearem, e por consequência, tornarem possíveis, benefícios para o Rio Grande do Norte. Quando houve, foi no sentido de contribuir. Sempre foi assim – com aqueles que pertenciam a um partido de oposição ao seu – imagine um aliado do PT, como é o caso.

A senadora somente tomou conhecimento da audiência do governador com a presidenta Dilma quando aguardava junto com prefeitos do RN, no MEC, o próprio chefe do Executivo, para tratar dos R$ 192 milhões que o Estado e municípios correm o risco de ter de devolver à União, face compensações indevidas do Fundeb.

A senadora repudia de forma veemente esse tipo de notícia fantasiosa, que visa exclusivamente desviar os reais e urgentes interesses do Estado para dar voz a boatos inverossímeis e apequenar o debate político. A atuação da parlamentar Fátima Bezerra quando o assunto for o interesse do Estado é, e continuará sendo, prioridade máxima. Sem ilações. Não esperem outra coisa da senadora Fátima Bezerra que a responsabilidade e o compromisso de sempre.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.