quarta-feira - 18/10/2017 - 11:42h
Marleide Cunha

Governo Rosalba interpela judicialmente dirigente sindical


Marleide: na Justiça (Foto: Web)

A Prefeitura Municipal de Mossoró protocolou interpelação judicial em desfavor de Marleide Cunha, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM).

Está em tramitação na 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Mossoró.

Em seu enunciado, procuradores municipais questionam vídeo postado por Marleide Cunha em redes sociais, assacando contra a gestão uma série de acusações, a ponto de tratar supostas condutas da municipalidade como “estratégias até parecidas com o crime organizado”.

O governo Rosalba Ciarlini (PP) cobra provas às acusações e pede a retirada do vídeo do ar.

Veja a íntegra da interpelação clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
quarta-feira - 11/10/2017 - 15:16h
Mossoró

Contas pressionam Rosalba a cogitar até mesmo demissões


A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) pode pagar um alto preço por não ter sido ousada e ter cortado “na carne” no início da gestão. As contas de sua administração não estão fechando.

Se não agir rápido, com medidas ríspidas (como demissões), conviverá com seu grande fantasma: o atraso salarial dos servidores.

De tudo que prometeu, de revisão de contratos deixados pelo sucessor a uma reforma administrativa (com redução de secretarias), optou pelo o mesmo de sempre.

Não fez uma coisa nem outra.

Deixou tudo como estava e que tanto criticava em campanha.

Até criou mais uma nova secretaria e quase 50 novos cargos em comissão.

Baixou decreto que reduziria em 50% o número de cargos comissionados, mas em seguida editou outra medida que permitia o inverso.

Hoje, nem ela nem secretário da Administração ou do Planejamento consegue dizer, numa entrevista séria, quantos cargos comissionados estão ocupados na prefeitura. Cala-te, boca!

Entretanto o Tribunal de Contas do Estado (TCE) já emitiu alerta sobre desobediência à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) – clique em link abaixo.

Se na campanha eleitoral do ano passado era pregado que Rosalba “fez, faz e sabe fazer”, é bom se apressar. Se não, servirá para ela um bordão que a própria prefeita pulverizou à época, para criticar o então prefeito Francisco José Júnior: “Minha Mossoró, o que fizeram com você?”

Ouvido ao chão como bom índio Sioux, Cheyenne, Cherokee, Navajo, Apache ou Comanche.

Vem novidades por aí. E não serão boas para muita gente.

Leia também: Prefeitura gasta mais de 60% da receita com folha de pessoal AQUI;

Leia também: Cargos comissionados aumentam folha; número é desconhecido AQUI;

Leia também: Prefeitura segue sem reforma ou diminuição de comissionados AQUI;

Leia também: Lista de comissionados divulgada é fiel à publicação oficial AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 11/10/2017 - 12:25h
Afirma juiz:

“Conduta do município fulmina dignidade da pessoa humana”


“A conduta do município fulmina a dignidade de qualquer pessoa humana”.

A frase foi construída pelo juiz da 8ª Vara da Justiça Federal em Mossoró, Lauro Henrique Lobo Bandeira, em seu despacho que determinou bloqueio de recursos da Prefeitura Municipal de Mossoró, para pagamento a médicos e Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC).

O magistrado assinou despacho que determinou o bloqueio imediato de R$ 3.419.046,92 nas contas da Prefeitura Municipal de Mossoró (veja AQUI).

Censurou a gestão Rosalba Ciarlini (PP) por segurar recursos federais, quando deveria repassá-los ao HMAC e médicos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público / Saúde
quarta-feira - 27/09/2017 - 08:26h
Mossoró no presente

O triste, triste demais, “Auto da Liberdade” de 2017


O “Auto da Liberdade” 2017, promovido pela Prefeitura Municipal de Mossoró, foi acomodado sob a lona de um circo nômade na Praça de Eventos da cidade.

Estudantes municipais são arrebanhados para lá, mas o público adulto espontâneo quer distância da iniciativa mambembe e caricata.

Desrespeito também aos artistas.

Por lá, nos últimos dias, é de uma penúria a tentativa da gestão Rosalba Ciarlini (PP) de glamorizar um evento que já foi enorme e para multidões, mas que ficou tão pequeno quanto a mentalidade de seus gestores.

Sai prefeito, entra prefeito, Mossoró continua sendo maltratada no presente e no passado.

O futuro a eles pertence.

Enfim… lascou-se, Mossoró!

Triste, triste demais.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Cultura
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 12/09/2017 - 07:42h
Política e gestão

Apesar de ficha suja, indicado por deputado comandava Ibama


Clécio: cargos importantes (Foto: web)

No cargo de superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) no RN desde 7 de julho do ano passado, o areia-branquense Clécio Antônio Ferreira dos Santos, afastado hoje do comando dessa autarquia federal, em meio à “Operação Kodama”, foi indicado pelo deputado federal Rogério Marinho (PSDB).

Clécio Santos desembarcou no Ibama em sucessão a Alvamar Costa Queiroz, que era oriundo da gestão Dilma Rousseff (PT). Desde o início, a nomeação sofreu rejeição do setor ambiental e de servidores da autarquia.

Ele tem história política desenhada a partir de Ceará-mirim. Foi secretario-adjunto de Saúde do RN e diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), gestão Wilma de Faria (PSB); diretor administrativo-financeiro da Empresa Potiguar de Promoção Turística (EMPROTURN), governo Rosalba Ciarlini (PP); diretor-geral da Câmara Municipal de Natal, quando presidida por Rogério.

Passou ainda pela assessoria de Rogério Marinho em Brasília, na Câmara Federal.

Ficha suja

Com formação em Administração pela Universidade Federal do RN (UFRN) e bancário por cerca de 25 anos, Clécio Santos foi incluído em lista de “ficha suja” do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN), em 2016.  Enriquecimento ilícito, violação dos princípios administrativos e improbidade recaem sobre ele, em face de sua passagem pelo Detran.

Seu afastamento hoje, por decisão do juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal do RN, foi provocado por uma série de denúncias ao Ministério Público Federal (MPF). Servidores de carreira do Ibama e a Organização Não Governamental (ONG) “O Eco” enfileiraram denúncias contra ele.

Leia também: Irregularidades no Ibama gera afastamento de superintendente AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público / Política
quinta-feira - 20/07/2017 - 16:56h
Saúde e poder

Interesse político asfixia Hospital Regional do Apodi há tempos


O Relatório 661/2012 do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em que se baseia o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) 138, que dispõe sobre fechamento/readequação de sete hospitais regionais do Rio Grande do Norte, tecnicamente não aponta para o fechamento do Hospital Regional Hélio Morais Marinho (HRHMM). Mas na prática o governo estadual o incluiu na lista e trabalha há meses para fechá-lo.

O HRHMM, que no dia passado foi “defendido” vivamente pela população do Apodi em manifestação ruidosa e numerosa (veja AQUI), existe há 30 anos. Serve aos municípios de Apodi, Felipe Guerra, Severiano Melo, Rodolfo Fernandes, Itaú e algumas cidades do Ceará.

Sua demanda diária oscila entre 150 e 180 atendimentos. Cerca de 6% desse contingente humano é derivado de outros municípios. Possui 51 leitos que podem ficar em boa parte ociosos.

Movimento popular teve maciça participação popular e deu demonstração de força e revolta da população (Foto: PMA)

Os principais procedimentos oferecidos pelo hospital são os atendimentos aos casos de urgência e emergência, clínica cirúrgica, ambulatório, raios X, entre outros.

Nos últimos quatro meses, o Governo Robinson Faria (PSD) retirou quatro médicos de sua escala de trabalho, os transferindo para Natal e Mossoró. De um total de 17 médicos que chegou a ter, hoje só possui oito. Os insumos básicos também não chegam à medida da demanda.

Matar por “asfixia mecânica” o HRHMM é o que na prática já começou como ocorreu com o Hospital da Mulher Parteira Maria Correia em Mossoró. Encerrou suas atividades em setembro do ano passado, apesar do governador reiterar – durante meses – que não o faria. Se não quer fechar ou empurrar o Hospital Regional do Apodi à municipalização, se eximindo de sua manutenção com caráter regional, por que o desmanche continuado?

ACOMPANHE O CASO

Leia também: Termo de Ajustamento vai levar governo a fechar sete hospitais AQUI;

Leia também: Enxugamento de hospitais regionais é medida corajosa e difícil AQUI;

Leia também: TAC é claro ao definir redução em número de hospitais AQUI;

Leia também: “Meu governo não fechará hospitais”, diz governador AQUI;

Leia também: Governo se esforça para convencer que fala a verdade AQUI.

A conversão do Hospital Regional do Apodi numa Unidade Básica de Saúde (UBS), por exemplo, pode ter como uma de suas mais graves consequências a sobrecarga (mais ainda) do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) em Mossoró. Para onde afluiria boa parte dos atendimentos do HRHMM? Claro que para o HRTM.

O estranho nesse enredo, é que o Hospital Regional Monsenhor Antônio Barros (HRMAB), em São José do Mipibu – na Grande Natal, é que constava no relatório do TCE, como recomendação para ser extinto ou convertido noutro equipamento de saúde básica. Mas quem acabou içado a essa condição foi o do Apodi.

Talvez o fato de São José do Mipibu ser a principal base eleitoral do vice-governador Fábio Dantas (PCdoB) e de sua mulher e deputada estadual Cristiane Dantas (PCdoB), explique essa substituição. Sem peso político direto, sem ninguém com musculatura para escudá-la nas entranhas do governo, Apodi seria presa fácil à operação governamental.

Em tese, sim.

Mas a demonstração de força popular com gente de todos os matizes sociais e partidários ecoou forte no dia passado em Apodi, não obstante o escasso reforço dos deputados estaduais Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, e Getúlio Rêgo (DEM), que o prestigiaram.

O governo precisará ser muito cínico e extremamente covarde, para empurrar uma população regional em torno de 70 mil pessoas para o deus-dará da saúde pública, ao mesmo tempo em que promete publicamente o contrário. Com o Hospital da Mulher foi assim. Vai repetir?

Medo

O TAC 138 é uma recomendação assinada pelo governo estadual, Ministério Público do Trabalho (MPT) e Ministério Público do RN (MPRN), a partir de estudo iniciado no Governo Rosalba Ciarlini (PP), que teve medo de levá-lo a termo. Contudo não tem poder de lei, não é impositivo e irrevogável.

Está contaminado pelo conceito de “estado mínimo”, mas é sobretudo um documento frio, calculista e impiedoso por olhar a saúde pelo o que lhe parece mais fácil: números. Ele carece sobretudo de humanidade.

A propósito, nenhum dos seus autores costuma usar a saúde pública. Não precisam.

CLIQUE AQUI e confira a íntegra do Termo de Ajustamento de Conduta.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
domingo - 04/06/2017 - 04:22h
Entrevista

Cláudia Regina vê situação delicada com gestão Rosalba


O Blog Carlos Santos reproduz a série “6eis Perguntas”, inaugurada no dia passado pelo Blog da Chris. Na estreia, bate-papo de Christianne Alves com a ex-prefeita mossoroense Cláudia Regina (DEM).

Cláudia Regina evita falar em planos políticos em relação ao seu futuro, ao ser entrevistada (Foto: Web)

Segundo a entrevistadora, ela é “uma mulher competente, super carismática que já firmou seu nome nos anais da política mossoroense”.

Nesta entrevista, ela fala de suas atuais atividades, opina sobre a gestão da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e anuncia seus planos para o futuro, além de contar um pouco da missão religiosa que desempenhou no estado do Pará, ano passado.

Depois das últimas eleições, que trabalhos e ações vêm desempenhando a ex-prefeita Cláudia Regina?

Os trabalhos e ações que sempre desempenhei: ou funcionária pública estadual, assessora jurídica e trabalho na sede da II URSAP em Mossoró;  membro municipal e estadual do DEM atuando nas ações partidárias e continuo fazendo os trabalhos sociais e religiosos  que enchem a minha alma de paz.

No ano passado, a senhora participou de uma missão sócio-religiosa no estado do Pará. Conte-nos como foi esta experiência.

Fui enviada por Dom Mariano, nosso bispo diocesano a uma missão no Pará. Serei sempre grata por esta oportunidade que mudou a minha vida. Nada ficou no lugar, tudo se transformou e ganhou outras cores e entendimentos. Aprendi que não importa a quantidade, e sim, se é o Suficiente para ficar em paz comigo mesmo e em plena harmonia com Deus. Na convivência com os ribeirinhos, aprendi a pescar/caçar de arco e flecha, dormir tendo as estrelas como cobertor, nadar com os botos, ter como única alimentação farinha/peixe, sentar e ouvir os ensinamentos dos anciões, enxergar o brilho da esperança nos olhos das crianças e a Amar e Servir sempre. Foram ensinamentos que trouxe para toda a vida!

Como a senhora vê a atual crise política no âmbito nacional, onde vários políticos estão sendo denunciados por atos de corrupção? Qual a saída para a crise?

O brasileiro é um povo bravo, mas sofrido… Com mais de 120 milhões distribuídos numa pirâmide social, onde o poder público não oferece com dignidade os serviços básicos, saúde, educação e segurança. Nós elegemos os políticos como nossos representantes, com o compromisso de zelar pelo bem estar de todos.

A descrença e a falta de interesse em política alimentam por si só, este sistema corroído. Por isso, acredito e defendo a força da participação popular.

Temos que cobrar dos nossos representantes, a quem elegemos através do voto, que concretizem suas promessas de campanha, que atuem com retidão, honestidade, transparência e espirito público.

Como a senhora analisa os primeiros cinco meses da gestão de Rosalba Ciarlini (PP)?

Atualmente vejo com preocupação a situação que vivenciamos em nosso município.

Uma gestão pública eficiente e eficaz que atenda os anseios e necessidades da população, precisa ter Planejamento Estratégico,  Controle dos gastos públicos, Transparência nos atos, Parcerias públicas/privadas e Participação Popular.

A ausência da utilização de alguns destes mecanismos agrava consideravelmente o quadro da gestão pública municipal.

Como exemplo,temos a violência numa crescente constante, vitimando principalmente os jovens, que, sem perspectivas , enveredam para o caminho das drogas e da contravenção. O poder público precisa urgentemente criar um Programa direcionado a Juventude, com ações integradas  proporcionando arte, cultura, lazer, capacitação e inserção no mercado de trabalho. Para isso, necessário se faz, utilizar todos os mecanismos de gestão acima citados.

Foi lançando mão desses mecanismos de gestão, que consegui quando gestora em 2013, trazer para Mossoró a A&C, empresa que emprega três mil famílias. Digno de registrar, que de lá pra cá já são quatro anos sem um novo empreendimento na nossa cidade.

Em tempos de crise, ai é que precisamos mesmo ser proativo!

Quanto à atual legislatura, a senhora a vê como um avanço ou retrocesso em relação às legislaturas anteriores?

Cada legislatura  com suas peculiaridades.  Mas, acredito no potencial dos edis e que irão honrar o voto de confiança que lhes foi dado pelo povo.

Quais os planos e projetos futuros?

Planos e Projetos de Vida… [...risos...] continuar acreditando, construindo e defendendo as minhas verdades: num Deus que tudo pode,  no Amar e Servir sempre e na força da União das pessoas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 06/05/2017 - 11:31h
Prefeitura de Mossoró

Rosalba tenta frear greve com diálogo, mas não consegue


A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) tentou estancar o movimento grevista marcado para começar na próxima segunda-feira (8), no âmbito da Prefeitura Municipal de Mossoró. Tentou reunião emergencial neste sábado (6) com a direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM).

Sindiserpum em reunião com Rosalba e secretários no dia 16 de janeiro (Foto: arquivo)

Foi em vão.

A proposta foi feita à presidente da entidade, Marleide Cunha, através do presidente do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ-Mossoró), Elviro do Carmo Rebouças, ontem.

A prefeita já havia assegurado, através da comissão designada por ela para dialogar com a entidade, que logo que retornasse de Natal, onde cumpriu compromissos administrativos, agendaria uma nova reunião com o sindicato.

Greve mantida

Sexta-feira (5), o Sindicato solicitou nova audiência com a prefeita para tratar do pagamento de dezembro e do indicativo de greve aprovado pela categoria para a próxima segunda-feira. A presidente Marleide Cunha justificou que como a maioria dos dirigentes está em viagem neste fim de semana para participar de eventos, não seria possível a reunião sugerida pela prefeita, neste sábado.

Greve mantida para segunda-feira, como decidido em assembleia (veja AQUI).

Rosalba viajará para compromissos em Natal na segunda-feira e também terça-feira (9), só estando de retorno à cidade para agenda a partir de quarta-feira (10).

Nota do Blog – Salutar a iniciativa da prefeita. Importante retomar diálogo. Uma paralisação em algo que já está quase parando, só penaliza o contribuinte, àqueles que mais precisam da máquina pública. Que o Sindiserpum junte seus dirigentes e procure negociar.

A greve deve ser o último recurso.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
sexta-feira - 05/05/2017 - 08:38h
Alívio

Royalties dão salto de 76% a mais no erário mossoroense


Do Mossoró Hoje

Pelo menos em relação aos repasses obrigatórios dos royalties referentes à produção de petróleo, a Prefeitura de Mossoró não tem do que reclamar. Os cofres do Município foram contemplados, entre janeiro e abril deste ano, com cerca de R$ 7 milhões, um incremento de 76% se comparado ao mesmo período de 2016, quando foram transferidos R$ 3,9 milhões.

Os números constam no Demonstrativo de Distribuição da Arrecadação do Banco do Brasil, acessível a qualquer cidadão por meio do site https://www.bb.com.br. De acordo com o sistema, abril foi o mês em que Mossoró recebeu o maior volume de royalties esse ano: R$ R$ 2.891.895,44. Em 2016, no mesmo mês, o repasse foi de apenas R$ 867.090,54.

No geral, a gestão da prefeita Rosalba Ciarlini recebeu no primeiro quadrimestre desse ano R$ 6.994.643,62, já com os descontos obrigatórios. Entre janeiro e abril de 2016, esse total, também contabilizadas as retenções, foi de R$ 3.973.092,22.

Reajuste no barril

E o que explica o aumento significativo das receitas? Para Gutemberg Dias, presidente da Redepetro RN, movimento que visa ampliar a competitividade de empresas fornecedoras de bens e serviços da cadeia de petróleo e gás natural, o principal fator que justifica esse incremento nos repasses está no reajuste do preço do barril de petróleo.

“O que não significa dizer que o processo de desaceleração dos investimentos na região acabou, pelo contrário, ele continua, as empresas ainda passam por um grande sufoco, com dificuldades em renovações de contratos, continuam deixando a cidade”, destacou.

Gutemberg, que também foi candidato a prefeito por duas vezes, avalia que o impacto do crescimento das receitas é positivo para as finanças do Município, mas que é preciso saber onde e como investir esse dinheiro. “A própria cadeia de petróleo e gás necessita desse investimento por parte do Município”, conclui.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Economia
sexta-feira - 07/04/2017 - 09:44h
Mossoró

Contingenciamento arrocha mais ainda gestão de Rosalba


A gestão Rosalba Ciarlini (PP) já procedeu um contingenciamento da ordem de R$ 175 milhões do seu orçamento para 2017.

O que isso significa?

Mais e mais arrocho, limitações ainda mais extremas para investimentos e simples custeio do que é básico na gestão municipal.

E a perspectiva de receita direta/indireta também não tem bons sinalizadores.

O orçamento que a prefeita trabalha foi aprovado pela Câmara Municipal em cima de R$ 674.662,663,00. A do exercício anterior (2016) foi estabelecido em R$ 668.147,575,00.

O QUE É CONTINGENCIAMENTO? – Procedimento utilizado pelo Poder Executivo, que consiste no retardamento e, não raro, na inexecução de parte da programação de despesa prevista na lei orçamentária.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
terça-feira - 28/03/2017 - 09:10h
Gestão difícil

Saúde submete Rosalba à realidade que lembra “Francisco”


O “choque de realidade” que a gestão Rosalba Ciarlini (PP) começa a ser submetida, em Mossoró, se revela em maior ênfase na Saúde.

O cenário não difere muito do que ficou plasmado na reta final da administração Francisco José Júnior (PSD).

No "retrovisor", "Francisco" tem motivos para rir de Rosalba (Foto: campanha 2016)

Quase nada funciona. As queixas se avolumam principalmente nas redes sociais, onde a população tem ocupado farto espaço às suas críticas, lamúrias e cobranças.

A diferença entre passado recente e o agora, é que Rosalba não é “Francisco”.

Ela não tem qualquer oposição político/partidária ao seu governo, possui um capital populista ainda considerável e uma mídia pesadamente “parceira”.

“Francisco” carecia disso tudo.

Mas a prefeita deve saber que precisa dar respostas às demandas sociais, agravadas com algumas medidas que tomou para reduzir custo da máquina pública.

Sua passagem pelo governo do estado é um bom exemplo de que olhar pelo “retrovisor” e sentar no capital, das urnas, não criaM imunidade para sempre.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Administração Pública / Opinião da Coluna do Herzog / Política / Saúde
sexta-feira - 24/03/2017 - 22:10h
Política

Deputado aponta posição de Aline Couto e PHS em Mossoró


Souza elogiou postura de Aline em entrevista a Vonúbio e Carol (Foto: cedida)

Em entrevista ao programa “Cenário Político” à noite de hoje na TV Cabo Mossoró  (TCM), o deputado estadual Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, falou sobre a relação entre seu partido e a gestão Rosalba Ciarlini (PP) em Mossoró.

Disse que o partido apostou nela como melhor nome para governar Mossoró, quando seus filiados/candidatos a vereador tiveram autonomia à escolha. “Mas nunca fomos procurados após as eleições”, alertou. Deixou claro que o PHS não participa do governo.

Acrescentou ainda que a vereadora Aline Couto (PHS) tem autonomia para se posicionar com independência na Câmara Municipal de Mossoró e de forma crítica ao governo. “Ela tem tido mandato de destaque”, salientou.

O partido passou a ser presidido por Aline Couto, com sua ascensão à Câmara Municipal.

O parlamentar foi entrevistado por Vonúbio Praxedes e Carol Ribeiro.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 24/03/2017 - 12:20h
Yuri Tasso

Nepotismo provoca nova baixa em governo de Rosalba


Do Blog do Barreto

A história se repete após oito anos: a prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PP) teve que atender à recomendação do Ministério Público e escolher entre Yuri de Tasso e Kátia Pinto para o secretariado. Como Fafá Rosado (PMDB) em 2009, a atual chefe do executivo ficou com a segunda opção, quando os dois integravam sua equipe também.

Portaria exonera Yuri de cargo comissionado (Reprodução)

Ele ocupava o cargo de secretário executivo de Serviços Urbanos, subordinado à pasta da infraestrutura comandada pela esposa.

O nepotismo é o principal problema do início da gestão de Rosalba.

Nota do Blog - Existem outras situações bem mais delicadas que atingem a honra da gestão de Rosalba Ciarlini (PP) nesse início de seu quarto governo.

Teima em remar contra a maré ética que a Operação Lava Jato desencadeou no país.

Depois não deve reclamar de suas consequências.

Poderia ser diferente, mas vai insistir até quando?

Há poucos dias, seu filho e chefe de Gabinete Civil, Cadu Ciarlini, “pediu” exoneração do cargo com pouco mais de dois meses no cargo.

Vai sair mais gente.

Aguardemos, pois.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Administração Pública / Política
domingo - 19/03/2017 - 09:08h
Controle Social

Rosalba se aproxima de 400 portarias a cargos comissionados


Do Blog Tio Colorau

Jornal Oficial do Município (JOM) traz na edição 398-A, datado de 15 de março, as nomeações de mais 12 cargos comissionados para a Prefeitura Municipal de Mossoró, gestão Rosalba Ciarlini (PP). A maioria para a Procuradoria Geral do Município.

Até hoje, dia 19 de março, foram nomeados 367 (trezentos e cinquenta e seis) cargos comissionados do segundo e terceiro escalões.

Somados os 18 secretários, o número de cargos comissionados chega a 385 (trezentos e oitenta e cinco).

Vejam a lista:

356 – Severina de Freitas Pereira, comunicação social;

357 – Talita Pascaly de Souza Duarte, desenvolvimento social;

358 – Luma Emmanoelly Gomes Praxedes dos Santos, desenvolvimento social;

359 – André Manoel Bezerra de Oliveira Farias, infraestrutura;

360 – Aryanna Fernandes de Amorim Saldanha, procuradoria geral;

361 – João Paulo Saraiva de Souza, procuradoria geral;

362 – Marcelo Marinho Maia, procuradoria geral;

363 – Paulo Ricardo Silva Júnior, procuradoria geral;

364 – Adriana Moscoso Mendes Gameleira, procuradoria geral;

365 – Marcelo Queiroz Otelo, procuradoria geral;

366 – Janaina Cláudia de Oliveira Castro Santos, educação e cultura; e

367 – Jailson de Oliveira Soares, gabinete da prefeita.

OBS. Foi subtraído um número da lista, isso em virtude de ter sido tornada sem efeito a portaria nº 483, que nomeou Jacira Pereira de Araújo Guimarães.

Veja abaixo links para todas as postagens anteriores, em sentido cronológico, com as nomeações:

Veja AQUI - Secretariado, primeiro escalão.

Segundo e terceiro escalões:

Veja AQUI;

Veja AQUI;

Veja AQUI;

Veja AQUI;

Veja AQUI;

Veja AQUI;

Veja AQUI;

Veja AQUI;

Veja AQUI;

Veja AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 07/03/2017 - 15:52h
Mossoró

UPA’s lotadas e com redução de médicos preocupam diretores


As três Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) de Mossoró, nos bairros São Manoel, Santo Antônio e Belo Horizonte convivem com alta demanda de clientela nesse início de ano. Natural, previsível.

Em contrapartida, a gestão Rosalba Ciarlini (PP) resolveu enxugar despesas, desativando determinados serviços (como ortopedia) e reduzindo número de médicos plantonistas.

Documento mostra transtornos devido decisão tomada pelo governo de Rosalba (Foto: reprodução)

O cenário preocupante é alertado pelos diretores técnicos das UPA’s. Eles assinaram uma carta conjunta direcionada ao secretário municipal da Saúde, enfermeiro Benjamim Bento, em que relatam que a utilização de dois médicos por plantão – em vez de quatro – como anteriormente acontecia, afeta o atendimento.

Pedem que o governo altere sua decisão, mantendo pelo menos mais um médico, em vez do número atual.

Relata, o mesmo documento, que “registramos diversos casos de insatisfação e agressividade de usuários dos serviços e ainda diversas solicitações de abandono das escalas por colegas do corpo clínico, alegando condições de trabalho insuficientes”.

Câmara

Na Câmara Municipal, a sessão de hoje teve debate à parte sobre o problema. A bancada oposicionista içou o assunto, mostrando resumo da carta conjunta.

O governismo rebateu, considerando que as medidas de contenção de despesas fazem parte de uma exigência para manutenção das UPA’s em funcionamento.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Saúde
sexta-feira - 03/03/2017 - 08:36h
Mossoró

Prefeitura frustra atendimento com insulinas


Parece sem fim o drama de pacientes que precisam de insulina em Mossoró.

A Prefeitura alardeou conquista judicial para bloqueio de recursos do Governo do Estado (veja AQUI), para aquisição desse medicamento.

Mas ontem mesmo, a distribuição foi concluída sem atender à demanda.

A fila de doentes e familiares saiu frustrada.

Perspectiva de que em 15 dias ou mais haja nova remessa.

Até lá, é cada um por si, solidariedade de alguns… e Deus por todos.

Do poder público ninguém espere muito mais do que isso.

Sai governo, entra governo, o sofrimento segue.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Saúde
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 22/02/2017 - 06:27h
Mossoró

Centro Administrativo é símbolo de vergonha e abandono


Uma vergonha! É o mínimo que se pode falar sobre o Centro Administrativo Integrado Diran Ramos do Amaral, em Mossoró, onde se encontra a 1ª Circunscrição do Trânsito do RN  (CIRETRAN), Terminal Rodoviário, Central do Cidadão e outros serviços e órgãos.

Local se revela assustador, com segurança limitada à Ciretran, sujo e sob manto da escuridão (Foto: Blog Carlos Santos)

À noite, o local parece um ambiente ermo e de submundo, com dezenas de luminárias apagadas em seu vasto estacionamento e parte interna, colocando em risco vida de trabalhadores e circunstantes do local. Há meses que o problema se agrava, ficando pior com recentes chuvas.

Fácil perceber que no interior de um guichê desocupado, alguém guarda mercadoria de vendedor ambulante do local.

Lixo toma conta do local (Foto: cedida)

A Sala de Espera é repleta de lixo, pois falta equipe de limpeza.

Segurança à noite é limitada à área da Ciretran.

Banheiros não são recomendáveis.

Problemas

Catraca de registro de fluxo de passageiros e leitura de taxa de embarque, já foram colocadas na gestão Robinson Faria (PSD), porém nunca funcionaram.

Esse equipamento público foi readequado na gestão estadual Rosalba Ciarlini (PP), numa obra que se arrastou durante quase todo seu mandato e foi mantida graças a esforço da construtora responsável, que não quis paralisar serviços, apesar de longos atrasos em pagamento.

Foi entregue no dia 14 de novembro de 2014.

Originalmente com mais 6 mil m², o Centro Integrado começou a ser construído na gestão José Agripino/Vivaldo Costa nos anos 90 e foi entregue pelo então governador Garibaldi Alves Filho (PMDB) em 1997.

Cerca rompida falicita entrada fácil de veículos, animais e seres humanos à vasta área (Foto: cedida)

Nasceu como Terminal Rodoviário, mas sempre com deficiência em sua ocupação.

Diran Ramos do Amaral foi um destacado empresário mossoroense falecido nos anos 90.

“Isso aqui é entregue à própria sorte, abandonado, a gente trabalha com medo”, comenta um funcionário de empresa de ônibus interestadual, que convive com esse cenário há tempos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
segunda-feira - 20/02/2017 - 11:00h
Quarta-feira, 22

Economista Elviro Rebouças vai assumir o Previ-Mossoró


Quarta feira, 22 fevereiro, o economista Elviro do Carmo Rebouças tomará posse, as 10h, no gabinete da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), como presidente do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ-Mossoró),

Era nome da primeira hora para o cargo, mas não foi empossado de imediato – quando sondado – por alegar um tempo para pensar e prioridade à saúde pessoal.

Provisoriamente, o secretário da Administração e Recursos Humanos, Sebastião Ronaldo Martins Cruz, assumira o Previ-Mossoró, autarquia criada na gestão da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB).

Agora, está pronto.

Elviro já foi vereador em Mossoró e passou por cargos no setor bancário, como diretoria do extinto Banco Mossoró.

Nota do Blog – Bom nome no cargo certo. Boa sorte.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
sexta-feira - 17/02/2017 - 19:53h
Mossoró

Cultura deverá voltar a ser secretaria em governo


Ainda sem nome anunciado e nomeado para a Cultura, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) deverá ressuscitá-la como secretaria na reforma administrativa que pretende promover.

O prefeito anterior, Francisco José Júnior (PSD), rebaixou-a para outro patamar que dificulta até a captação de recursos indiretos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Cultura
sexta-feira - 17/02/2017 - 08:18h
Mossoró

Projeto de reforma administrativa será apresentado em março


Projeto de reforma administrativa que está sendo lapidada pelo governo municipal de Rosalba Ciarlini (PP) será apresentada em março, na Câmara Municipal.

Mudança no organograma da gestão é inexorável.

Algumas categorias funcionais que se preparem também. Adiante virão proposições para mudanças significativas na relação com a municipalidade.

Já postamos matérias sobre o assunto, anteriormente (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
sexta-feira - 10/02/2017 - 14:16h
Ah, tá

Portal da Transparência vai ter atualização de dados


A Prefeitura Municipal de Mossoró promete: até à próxima semana estará com o “Portal da Transparência” (veja AQUI) tin-tin por tin-tin, nos trinques, com informações atualizadíssimas.

O.K.

Combinado.

A jornalista Carol Ribeiro (veja AQUI) tinha alertado para a desinformação da página, que remete o internauta apenas a informes de exercícios passados.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
quarta-feira - 08/02/2017 - 23:52h
Mossoró

Prefeitura não deseja dar maior apoio ao Almeida Castro


HMAC tem intervenção com excelentes resultados (Foto: cedida)

O juiz federal Orlan Donato Rocha da 8ª Vara Federal, com sede em Mossoró, promoveu reunião à manhã de hoje com representantes da Prefeitura Municipal de Mossoró. A conversa girou em torno do funcionamento do Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC), que está sob intervenção desde setembro de 2014.

O secretário da Saúde do município, Benjamim Bento, teve a companhia do consultor Geral do Município, José Anselmo de Carvalho Júnior.

Os representantes da gestão Rosalba Ciarlini (PP) defenderam a tese de que a prefeitura prioriza a atenção básica, não tendo interesse em injetar maiores recursos no HMAC, que destoem disso.

Audiência

O magistrado espera que no prazo de cinco dias o governo Rosalba apresente seus questionamentos e ponderações oficialmente, além de aguardar – em seguida – pronunciamento do próprio Ministério Público Federal (MPF).

Daí, o magistrado deverá marcar audiência para tratar dos próximos passos da interventoria e o papel da prefeitura na garantia de funcionamento do hospital. Ele foi quem determinou a intervenção saneadora no HMAC, além de acompanhar regularmente o trabalho dos interventores, através de relatórios, visitas pessoais e reuniões sistemáticas.

Veja reportagem especial sobre história, passado, presente e perspectivas do HMAC clicando nestes links: – AQUIAQUIAQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público / Saúde
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.