quarta-feira - 26/09/2018 - 22:26h
Segundo voto

Grupo de Sandra e Larissa Rosado anuncia apoio a Garibaldi


Do Blog Saulo Vale

O grupo da vereadora mossoroense Sandra Rosado (PSDB) definiu apoio à reeleição do senador Garibaldi Filho (MDB). O anúncio foi feito pela deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) em evento realizado na noite de hoje, em Mossoró.

O evento contou com a participação do médico Bernardo Rosado, segundo suplente de Garibaldi.

O outro nome ao Senado sempre foi de Geraldo Melo (PSDB). A costura foi feita pelo próprio Garibaldi, que cuidou de amenizar o atrito entre a vereadora Sandra Rosado e a líder emedebista em Mossoró, desafeta Izabel Montenegro.

Não que a rivalidade seja página virada.

Leia também: Segundo voto ao Senado passa pela Câmara Municipal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 25/09/2018 - 22:22h
Garibaldi Filho

Segundo voto ao Senado passa por Câmara Municipal


O iminente apoio do grupo da vereadora e ex-deputada Sandra Rosado (PSDB) à reeleição do senador Garibaldi Filho (MDB), em Mossoró, passa por uma costura delicada.

Seu apoio e da deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) tem relação direta com as relações pessoais e políticas entre a vereadora e a presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB).

Há meses que Izabel fechou as portas para Sandra na CMM. Garibaldi pode ser a “chave”.

O primeiro voto ao Senado delas é para o ex-senador e ex-governador Geraldo Melo (PSDB), anúncio feito há tempos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 16/09/2018 - 09:42h
'Condenados'

‘Sal Grosso’ torna vereadores e ex-vereadores inelegíveis


Izabel e Manoel: prejuízos no futuro (Foto: arquivo)

Do Blog do Barreto

Os vereadores Manoel Bezerra de Maria (PRTB) e Izabel Montenegro (MDB) e os ex-vereadores Junior Escóssia, Gilvanda Peixoto, Benjamim Machado, Sargento Osnildo, Daniel Gomes, Aluízio Feitosa e Claudionor dos Santos estão inelegíveis pelos próximos oito anos.

Embora a maioria deles tenha sofrido condenação a cumprir pena em regime aberto cuja restrição de liberdade será restrita a horários em que devem permanecer na rua e de mobilidade, no campo político a punição mais significativa será a inelegibilidade por estarem enquadrados na Lei da Ficha Limpa.

Já Junior Escóssia cumprirá pena de seis anos em regime semiaberto onde usará tornozeleira eletrônica ou prisão domiciliar.

Leia também no Blog Carlos Santos: TJ dá ‘condenação’ branda a envolvidos em Sal Grosso.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 13/09/2018 - 15:55h
Câmara Criminal

TJ dá ‘condenação’ branda a envolvidos na “Sal Grosso”


A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RN (TJRN) concluiu na manhã desta quinta-feira (13) julgamento envolvendo réus da “Operação Sal Grosso”, deflagrada pelo Ministério Público do RN (MPRN) em novembro de 2007, para investigar supostas condutas criminosas praticadas pelos vereadores do Município de Mossoró.

Operação Sal Grosso eclodiu na Câmara Municipal em novembro de 2014 (Foto:arquivo)

Após a sustentação oral de seis advogados, a Câmara Criminal manteve a condenação pelo delito de corrupção passiva, com novo cálculo de dosimetria, conforme apelo do MP.

Os réus eram os ex-vereadores Osnildo Morais de Lima, Aluízio Feitosa, Ângelo Benjamim de Oliveira Machado, Claudionor Antônio dos Santos, Daniel Gomes da Silva, Gilvanda Peixoto Costa, Manoel Bezerra de Maria (PRTB, atualmente com mandato de vereador) e Maria Izabel Araújo Montenegro (MDB, atual presidente da Casa).

O órgão julgador decidiu ainda pela absolvição dos acusados do crime de peculato-desvio e excluiu a penalidade acessória de perda dos respectivos mandatos que atingiria Izabel Montenegro e Manoel Bezerra de Maria, eleitos em 2016.

“Arrependimento tardio”

Assim, a condenação foi fixada em dois anos e seis meses de reclusão, em regime aberto, sendo substituída por duas penas restritivas de direito, a serem definidas pelo juiz da Execução Penal.

Foi mantida a condenação de João Newton da Escóssia Júnior, o “Júnior Escóssia”, pelos delitos de corrupção passiva e peculato desvio, com condenação a sete anos e onze meses de reclusão em regime semiaberto. Contudo, afastou-se a penalidade acessória de perda do cargo público.

O relator foi o desembargador Saraiva Sobrinho, ex-juiz de direito em Mossoró. O desembargador Gilson Barbosa e a juíza convocada Berenice Capuxu completaram o julgamento.

A defesa dos réus chegou a ressaltar, que todos os valores financeiros, supostamente retidos ilegalmente, foram devolvidos por todos os acusados. Contudo, para o relator da Apelação Criminal, desembargador Saraiva Sobrinho o “arrependimento foi tardio”, o que não demonstra “voluntariedade”.

Com informações do TJRN.

Nota do Blog Carlos Santos – No caso do ex-vereador e então presidente da Câmara Municipal João Newton da Escóssia, a “penalidade acessória” é ineficaz, pois ele já está em gozo de aposentadoria de cargo de auditor fiscal da Prefeitura Municipal de Mossoró.

Para entender o que é “dosimetria”, de forma resumida, veja o seguinte: é o momento em que a Justiça após estabelecer a pena, analisa as circunstâncias dos crimes praticados com atenuantes e agravantes, vendo argumentos para diminuição e aumento. A partir daí, estabelece a pena final.

Não há maiores detalhes consistentes e confiáveis sobre a decisão, devido informações conflitantes colhidas de fontes direta ou indiretamente envolvidas no caso, além do próprio portal do TJRN que não detalha julgamento (veja AQUI). Vamos aguardar o acórdão (decisão do colegiado quando é publicada), para esmiuçarmos o que foi decidido.

Leia AQUI uma série de matérias sobre esse assunto e processo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
  • Repet
quarta-feira - 05/09/2018 - 19:08h
Operação São Grosso

Eventual condenação puxará dois suplentes para legislatura


Caso se confirme condenação dos vereadores Izabel Montenegro (MDB) e Manoel Bezerra de Maria (PRTB), em julgamento de uma apelação criminal no Tribunal de Justiça do RN (TJRN) na próxima quinta-feira (13), eles poderão perder o mandato.

Mimiu: suplente (Foto: TSE)

E quem assumiria essas vagas na Câmara Municipal de Mossoró?

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB), e o vereador Manoel Bezerra de Maria (PRTB), tendem a ser substituídos por Genivan Vale (PDT) e Ramilson Mendonça Martins (PSC), o “Mimiu”, sendo confirmada a condenação.

MPRN

Izabel, atual presidente da Casa, é remanescente da legislatura 2007-2010, quase toda enrascada na denominada “Operação Sal Grosso”, deflagrada em novembro de 2007 pelo Ministério Público do RN (MPRN). Manoel também estava naquela período legislativo.

A apelação criminal em apreciação é apenas um dos processos derivados dessa investigação que trata de corrupção na CMM.

Na postagem Sal Grosso será finalmente julgado temos uma ampla cobertura desse caso. Clicando nesse link o webleitor fará um passeio cronológico pela investigação e processo.

Suplentes

Genivan: de volta (Foto: assessoria)

Genivan e Mimiu são os respectivos suplentes de ambos vereadores em referência à eleição de 2016. O primeiro estava na Coligação Força do Povo I, que apoiou a candidatura vitoriosa da ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Teve 1.993 votos.

Já Mimiu, o primeiro suplente de Manoel Bezerra, integrou a Coligação Liderados pelo Povo II, que amparou a candidatura à reeleição do então prefeito Francisco José Júnior (à época no PSD).

Mas o prefeito desistiu da campanha em pleno curso da disputa.

Ele somou 1.290 votos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 04/09/2018 - 12:20h
PRIMEIRA MÃO

“Sal Grosso” será finalmente julgado no Tribunal de Justiça


A Apelação Criminal sob o número 2017.014286-7, que diz respeito a denúncia do Ministério Público do RN (MPRN) quanto à corrupção na Câmara Municipal de Mossoró, na conhecida “Operação Sal Grosso”, finalmente será julgada pelo Tribunal de Justiça do RN (TJRN).

Câmara Criminal do TJ irá julgar processo (Foto: Arquivo)

Magistrada convocada, a juíza Berenice Capuxu  concluiu com enorme agilidade sua tarefa como revisora do processo na Câmara Criminal. Ela substituiu o desembargador-revisor Glauber Rêgo, que assumiu a presidência do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Ela recebeu o processo no dia 31 (sexta-feira), encaminhando-o nessa segunda-feira (3) ao desembargador-relator Saraiva Sobrinho. A matéria já foi pautada por Sobrinho às 11h18 de ontem para julgamento na Câmara Criminal no próximo dia 13 (quinta-feira).

Quarta-feira (29), o Blog Carlos Santos noticiou em primeira mão que Berenice Capuxu seria convocada extraordinariamente. Antecipamos ainda que o processo deveria ter maior agilidade, depois de muitas críticas e até denúncia de morosidade em sua tramitação (veja AQUI).

A “Operação Sal Grosso” eclodiu em 14 de novembro de 2007, portanto há quase 11 anos.

Conheça um pouco a história desse processo

Leia também: TJ deve convocar juíza para processo da ‘Sal Grosso’ não parar AQUI – 29 de Agosto de 2018;

Leia também: Operação Sal Grosso está nas mãos de desembargador-revisor AQUI – 20 de Agosto de 2018;

Leia também: Tribunal muda relator do processo da Operação Sal Grosso AQUI – 20 de Julho de 2018;

Leia também: CNJ cobra julgamento da ‘morosa’ Operação Sal Grosso AQUI – 17 de Julho de 2018;

Leia também: PGJ pede cassação de Izabel Montenegro e Manoel Bezerra AQUI - 27 de abril de 2018;

Leia também: “Sal Grosso” dá outra marcha à ré e decisão no TJ não avança AQUI – 27 de Outubro de 2017;

Leia também: Desembargador aguarda parecer do MP para julgar “Sal Grosso” AQUI- 24 de outubro de 2017;

Leia também: Juiz mantém condenações contra envolvidos na “Sal Grosso” AQUI - 27 de Abril de 2017;

Leia também: Juiz pune vereadores e ex-vereador em caso “Sal Grosso” AQUI - 19 de Novembro de 2016;

Leia também: Vereadores e ex-vereadores são condenados em Mossoró AQUI - 08 de Janeiro de 2014.

O MPRN denuncia os atuais vereadores Izabel Montenegro  (MDB), presidente da Câmara Municipal, e Manoel Bezerra de Maria (PRTB), por “formação de quadrilha e ordenação de despesa não autorizada”, entre outros crimes. Além de outras sanções, eles podem perder o mandato.

Os demais réus são ex-vereadores.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
  • Repet
quarta-feira - 22/08/2018 - 16:22h
Em Mossoró

Hermano Morais obtém apoio de dirigente emedebista


A presidente da Câmara Municipal e do MDB em Mossoró, a vereadora Izabel Montenegro (MDB) apresentou à noite dessa terça-feira (21), em reunião com amigos e familiares, o deputado estadual Hermano Morais (MDB) como seu nome à Assembleia Legislativa nas eleições deste ano.

Na mesma ocasião, outros apoiadores locais do candidato foram apresentados, como o também vereador governista Ricardo de Dodoca (Pros) e os ex-vereadores Narcízio Silva e Nogueira de Dodoca.

Entre as afinidades entre Izabel e Hermano, além da partidária, está o fato de que ambos atuaram nos quadros da Caixa Econômica Federal (CEF) no estado e são integrantes de longas datas do MDB.

O apoio de Izabel a Hermano Morais já era esperado e foi antecipado por esta página (veja AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 07/08/2018 - 13:47h
Eleições 2018

Vereadores rosalbistas debandam para outros apoios


Vários vereadores governistas/rosalbistas mossoroense devem debandar para apoios a candidaturas à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa fora da orientação do Palácio da Resistência. A tendência começa a se confirmar

Manoel anunciou apoio a Jorge (Foto: assessoria)

À Assembleia Legislativa, por exemplo, à manhã de hoje o ex-líder da bancada da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), Manoel Bezerra de Maria (PRTB), anunciou apoio à candidatura oposicionista de Jorge do Rosário (PR), que foi candidato a vice-prefeito de Mossoró na campanha de 2016.

A presidente da Câmara Municipal, Izabel Montenegro (MDB), está fechada no apoio à candidatura à reeleição do deputado estadual Hermano Morais (MDB).

Bancada não se afina

Outros vereadores deverão se pronunciar nos próximos dias, tanto à AL como em relação ao apoio à Câmara Federal.

À semana passada, a bancada governista teve reunião com o líder do rosabismo-governismo (veja AQUI), ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado (PP). Mas nada evoluiu em termos de afinação e entendimento político.

Leia também: Carlos Augusto tenta acalmar dirigente do MDB.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 07/08/2018 - 11:06h
Arestas

Carlos Augusto tenta acalmar dirigente do MDB mossoroense


Izabel: insatisfação declarada (Foto: arquivo)

O ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado (PP) convocou a presidente da Câmara Municipal de Mossoró e do MDB mossoroense, Izabel Montenegro, para uma conversa.

A reunião acontece agora pela manhã na sede do Partido Progressista (PP), no centro da cidade.

Quer aparar arestas.

Há dias que ela anda furibunda com a gestão da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e relação política.

Ela não engole, por exemplo, indicação do médico Bernardo Rosado (PP) como segundo suplente na chapa ao governo estadual encabeçada pelo ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) – veja AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 31/07/2018 - 23:44h
Senado

Dirigente do MDB se revolta com indicação de suplente


Rosalba e Izabel: fosso (Foto: arquivo)

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró e dirigente local do MDB, vereadora Izabel Montenegro, entrou em erupção.

Informada de que o PP da prefeita Rosalba Ciarlini apresentou o médico Bernardo Rosado (PP) como indicação à suplência do senador Garibaldi Filho (MDB) – veja AQUI, ela estrilou.

Foi em meio a evento de lançamento do Curso de Direito da Faculdade Diocesana de Mossoró (CDM), à noite desta terça-feira (31).

Chegou a afirmar para vários circunstantes que não votaria mais no próprio Garibaldi.

- Não existe isso. Só quem vai fazer indicações é o povo de Rosalba – disparou. A própria prefeita estava a poucos metros. Fechou-se em copa, sem reagir verbalmente à indignação da vereadora, mas se afastou com rosto cerrado.

Izabel Montenegro é aliada política do governo municipal, mas costuma emitir opiniões próprias que nem sempre agradam ao Executivo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 17/07/2018 - 15:38h
Quase 11 anos...

CNJ cobra julgamento da ‘morosa’ Operação Sal Grosso

Colegiado recebeu denúncia apontando estranha vagarosidade na apreciação de caso iniciado em 2007

Despacho é incisivo (Foto: reprodução)

O Conselho Nacional de Justiça  (CNJ), provocado pelo Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil em Geral, Leve e Pesada (SINTRACOM/RN), determinou à Presidência do Tribunal de Justiça do RN (TJRN) que apure “eventual morosidade injustificada” de um processo relativo à “Operação Sal Grosso”.

O despacho do CNJ foi assinado no último dia 12. A Presidência do TJRN tem 60 dias para levantar o porquê do não julgamento da demanda sob o número 0004515-44.2008.8.20.0106. A partir daí, deverá enviar suas conclusões para a Corregedoria do próprio CNJ.

A matéria está conclusa ao relator-desembargador Gilson Barbosa Albuquerque, desde o dia 26 de abril deste ano, às às 17h38, na Terceira Turma Criminal do TJRN, da qual fazem parte ainda os desembargadores Francisco Saraiva Sobrinho e Glauber Rêgo. Tem o parecer da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) desde então.

Em sua “Representação por excesso de prazo”, o Sintracom/RN assinala que “está pendente de julgamento recurso de apelação há mais de 2 (dois) anos.”

Dificuldade de informação

O próprio CNJ admite que “não foi possível consultar o extrato do processo no site do TJRN”. Em face disso, entendeu ser necessário que a denúncia seja apurada.

A Operação Sal Grosso foi deflagrada pelo Ministério Público do RN (MPRN) em Mossoró no dia 14 de novembro de 2007. Caminha para completar 11 aninhos de aniversário este ano.

Teve como foco a legislatura da época na Câmara Municipal de Mossoró.

Izabel e Manoel Bezerra também podem perder mandato com decisão em segundo grau (Foto: montagem Rede News)

Nesse processo, especificamente, é narrado que através da contratação de empréstimos consignados por parte dos vereadores junto à Caixa Econômica Federal (CEF), vários vereadores se beneficiavam da vantagem pecuniária, mas a Câmara Municipal de Mossoró é quem teria coberto as obrigações.

O juiz Cláudio Mendes Júnior, da 3ª Vara Criminal da Comarca de Mossoró, condenou no dia 07 de novembro de 2016 os atuais vereadores Izabel Montenegro (MDB) e Manoel Bezerra de Maria (PRTB), além dos ex-vereadores Gilvanda Peixoto, Júnior Escóssia, Claudionor dos Santos, Daniel Gomes, Aluizio Feitosa, Benjamim Machado e Osnildo Morais.

Conheça um pouco a história desse processo

Leia também: PGJ pede cassação de Izabel Montenegro e Manoel Bezerra AQUI - 27 de abril de 2018;

Leia também: “Sal Grosso” dá outra marcha à ré e decisão no TJ não avança AQUI – 27 de outubro de 2017;

Leia também: Desembargador aguarda parecer do MP para julgar “Sal Grosso” AQUI- 24 de outubro de 2017;

Leia também: Juiz mantém condenações contra envolvidos na “Sal Grosso” AQUI - 27 de abril de 2017;

Leia também: Juiz pune vereadores e ex-vereador em caso “Sal Grosso” AQUI - 19 de novembro de 2016;

Leia também: Vereadores e ex-vereadores são condenados em Mossoró AQUI - 08 de janeiro de 2014.

As sanções contra os condenados são estas: cinco anos e quatro meses de reclusão e vinte e seis dias multa no valor de dois salários mínimos cada, valor que deverá ser atualizado, quando da execução, pelos índices de correção monetária (art. 49, § 2º).

Um agravante para a atual presidente da Câmara Municipal, Izabel Montenegro, além de Manoel Bezerra de Maria, é a tendência a perda de mandato eletivo atual, em face de decisão em segundo grau.

Na mesma decisão, o judicante inocentou os ex-vereadores Renato Fernandes, Francisco José Junior e Francisco Dantas da Rocha (“Chico da Prefeitura”).

Leia também: Vereadores garantem que são inocentes.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
quarta-feira - 27/06/2018 - 20:20h
Cirurgiões-dentistas

Câmara cancela audiência pública; prefeitura evita diálogo


A Câmara Municipal de Mossoró cancelou a audiência pública que definira no último dia 12, para acontecer nessa quinta-feira (28), às 9h, em seu plenário, para tratar de impasse entre cirurgiões-dentistas e governo Rosalba Ciarlini (PP). “O que a gente ia acrescentar? Nada. Nós não iremos fazer audiência pública inócua”, justificou a presidente da Casa, vereadora Izabel Montenegro (MDB).

Profissionais realizam greve após meses sem um entendimento com a prefeitura (Foto: BCS)

Segundo ela, o Ministério Público do RN (MPRN) e a Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) não confirmaram envio de representantes. “Para fazer número e ter discurso político, não iremos realizar nenhuma audiência”, acrescentou.

Em entrevista, Izabel aconselhou os cirurgiões-dentistas que estão em greve desde o dia 11 último, “a procurarem a prefeitura”. A municipalidade chegou a prometer que daria resposta à pauta reivindicatória no dia 22 de maio. Não cumpriu.

Sem anúncio oficial

“A gente aqui na Casa está disposto a intermediar o diálogo”, disse a vereadora.

Até o início da noite de hoje, representantes dos cirurgiões-dentistas não tinham sido formalmente comunicados do cancelamento da audiência pública.

Nota do Blog – A gestão Rosalba Ciarlini poderia enviar o secretário municipal da Saúde, a secretária adjunta, o chefe de Atenção Básica, o coordenador de Saúde Bucal, a chefe de Gabinete da municipalidade, ou até mesmo a vice-prefeita e odontóloga Nayara Gadelha à audiência pública.

Essa é uma postura intolerante, que se diga.  A Câmara, por sua vez, deveria ter mantido a audiência pública. Assim, favoreceu a quem se esquiva de negociar.

Lamentável.

Leia também: Prefeita não atende grevistas e mantém retaliações à greve.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Repet
quarta-feira - 13/06/2018 - 09:44h
Mossoró

Câmara Municipal convive com ruptura entre vereadoras


Sandra e Izabel: distância (Foto: edição RN Mais)

A delicada convivência entre a presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB), e a também governista Sandra Rosado (PSDB), chegou ao nível da ruptura.

Izabel determinou corte de propaganda da Casa em veículos de comunicação controlados por Sandra, que vinham tendo prioridade nessa rubrica de gastos do Legislativo.

No Diário Oficial da Federação dos Municípios do RN (FECAM/RN), edição do dia 12 (veja AQUI), consta também exoneração da CMM de gente ligada à parlamentar do PSDB.

Já outros vereadores governistas são favorecidos com nomeações, como Edson Duarte (PRB), o “Didi de Arnor”, e Aline Couto (PHS).

O enredo tem mais capítulos.

Nota do Blog - Estranho é a não-utilização do Jornal Oficial do Município (JOM) para veiculação de atos burocráticos tão importantes.

P.S (12h28) - A Câmara Municipal de Mossoró esclarece que utiliza o Jornal Oficial do Município (JOM) para publicação dos seus atos administrativos, mas que, em razão da veiculação às quartas e sextas-feiras, também o faz no Diário Oficial das Câmaras Municipais do Estado do Rio Grande do Norte, que possui periodicidade diária e absoluto amparo legal. Muitas vezes, aliás, os mesmos atos são publicados nos dois veículos, o que só reforça e reafirma o compromisso do Poder Legislativo de Mossoró com a lisura e a transparência na sua conduta administrativa. Já em relação às nomeações de vereadores mencionados, tratam-se de substituições de assessores dos gabinetes parlamentares, cuja decisão é privativa de cada edil, sem iniciativa da Presidência.

Câmara Municipal de Mossoró

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
terça-feira - 05/06/2018 - 11:50h
Investigação, não!

Bancada de Rosalba Ciarlini acaba com a “CEI do Lixo”

Vereadores usam força de maioria e argumentos de que seria ilegal o trabalho investigativo na Casa

A bancada governista na Câmara Municipal de Mossoró fez o que lhe cabia, em atendimento às necessidades do Governo Rosalba Ciarlini (PP): encerrou abruptamente a Comissão Especial de Investigação (CEI) do Lixo, na sessão ordinária realizada à manhã de hoje (segunda-feira, 5).

Apesar de contestação de vereadores da oposição, valeu a força da maioria governista. Ordem dada, ordem cumprida. A presidente da Casa, vereadora Izabel Montenegro (MDB), justificou que apenas cumpria o Regimento Interno desse poder, Lei Orgânica do Município (LOM) e a Constituição Federal.

A discussão da CEI não estava na pauta do dia, mas foi apresentada e colocada em votação, com pedido de arquivamento da investigação. Seriam perscrutados cinco contratos seguidos (e um aditivo) com dispensa de licitação, para limpeza urbana de Mossoró, que envolvem mais de R$ 52 milhões entre abril de 2016 e maio deste ano.

Voto para arquivar a CEI do Lixo:

- Zé Peixeiro (PTC) –

- Tony Cabelos (PSD) –

- Alex Moacir (MDB) –

- Ricardo de Dodoca (PROS) –

- Sandra Rosado (PSDB) –

- Maria das Malhas (PSD) –

- Francisco Carlos (PP) –

- Flavinho Tácito (PPL) –

- João Gentil (Sem partido) –

- Emílio Ferreira (PSD) –

- Manoel Bezerra (PRTB) –

- Didi de Arnor (PRB) –

- Aline Couto (PHS) –

Não votou:

- Izabel Montenegro (MDB) – Presidiu sessão e não precisou votar

Voto para manter a CEI do Lixo:

- Isolda Dantas (PT) –

- Ozaniel Mesquita (PR) –

- Raério Cabeção (PRB) –

- Rondinelli Carlos (PMN) –

- Alex do Frango (PMB) –

* Na verdade, os vereadores acima (da oposição) resolveram se retirar do plenário, quando viram que era impossível barrar a decisão da maioria governista.

Ausentes:

- Genilson Alves (PMN) –

- Petras Vinícius (DEM) –

Nota do Blog Carlos Cantos – Não é preciso ter bola de cristal, ler cartas ou incorporar o espírito de Nostradamus, para se antecipar fatos relacionados ao poder em Mossoró. É tudo tão previsível, que até existem pessoas que nos incensam como se fôssemos oráculos, por tamanho percentual de acertos em nossas previsões.

Nesse caso, qualquer um acertaria. Veja o que dissemos no último dia 22, dias após a CEI ter sido criada (surpreendentemente): “A Comissão Especial de Investigação não avançará.” De rombo!

Leia também: Câmara Municipal começa ‘funeral’ da CEI do Lixo;

Leia também: Em reunião fechada, vereadores apressam fim da CEI do Lixo;

Leia tambémCarlos Augusto ordena o fim da CEI do Lixo;

Leia tambémGoverno Rosalba tenta desesperadamente ‘enterrar’ CEI do Lixo;

Leia tambémRosalba acerta mais alguns milhões em contratos suspeitos.

* Vídeo constante desta postagem é originário do Blog Saulo Vale.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Repet
terça-feira - 29/05/2018 - 11:20h
Mossoró sem lei

Governo Rosalba tenta desesperadamente ‘enterrar’ CEI do Lixo


A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB), encerrou abruptamente a sessão ordinária desta terça-feira (29). Sua decisão ocorreu há poucos minutos, com microfones e sistema de transmissão ao vivo sendo desligados de imediato.

Sua decisão foi justificada pela “falta de condições” de prosseguimento da sessão, devido barulho das galerias e acirrado debate no plenário. Tudo foi provocado quando o vereador governista Manoel Bezerra de Maria (PRTB) encaminhou proposição para ‘enterrar’ a Comissão Especial de Inquérito (CEI) do Lixo.

Vereador governista tenta fazer com que sua bancada derrube a CEI do Lixo votando 'questão de ordem'

A CEI do Lixo foi aprovada pela Casa no último dia 15, por proposição da bancada oposicionista. Deve apurar cinco contratos de dispensa de licitação e um aditivo, desde abril de 2016, envolvendo as gestões Francisco José Júnior (sem partido) e Rosalba Ciarlini (PP).

Manoel Bezerra é o presidente da CEI do Lixo e pediu “questão de ordem”, alegando que a comissão fora instalada irregularmente, sem apresentar “um fato certo nem as provas que pretende produzir”, além de não especificar o prazo adequado”.

De abril de 2016 a maio de 2018 (dois anos), os reajustes contratuais chegaram a 53,2%. Beneficia desde então a empresa baiana Construtora Vale Norte Ltda. Até aqui, o montante pago pelo erário chega passa dos 52 milhões de reais (R$ 52.343.358,32).

Nenhum dos cinco contratos teve licitação. A última concorrência aconteceu em 2005.

Nota do Blog Carlos Santos – Este Blog antecipou que dificilmente a CEI do Lixo iria prosperar. O Governo Rosalba Ciarlini luta desesperadamente para evitá-la, pois sabe que é intragável e asfixiante o que está debaixo desse monturo, envolvendo gente ‘graudíssima’, inclusive com link relacionado às eleições municipais de 2016. Contudo nem por 800 mil razões podemos adiantar nada.

Mas claro que nada será apurado. Mossoró é uma terra sem lei, a Cidade mais corrupta do RN.

Bola para frente.

Acompanhe os acontecimentos da podridão do lixo em Mossoró:

Leia também: CEI do Lixo faz reunião para cuidar de questões burocráticas;

Leia também: Governismo estuda estratégia para barrar CEI do Lixo;

Leia também: Câmara aprova CEI do Lixo, mas com ‘antídotos’;

Leia tambémRosalba acerta mais alguns milhões em contratos suspeitos;

Leia tambémMossoró fica sem limpeza urbana, mas não se livra da sujeira;

Leia tambémTCE fará inspeção em contratos de limpeza urbana em Mossoró.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 03/05/2018 - 06:40h
Vamos lá!

Vai começar uma nova série de processos judiciais


À madrugada de hoje (3), a presidente da Câmara Municipal de Mossoró Izabel Montenegro (MDB) enviou mensagem ao endereço pessoal (WhatsApp) do editor desta página, adiantando que nos processará.

Alega que somos cúmplices de postagens prejudiciais à sua imagem, veiculadas na área de comentários do Blog Carlos Santos por um de nossos webleitores-comentaristas mais frequentes.

Pelo visto, nosso destino no país de Mossoró – cidade em que nascemos e teimamos em viver há mais de 50 anos – é mesmo ser réu.

Vamos lá!

Arremesse!

O “show” vai recomeçar!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Comunicado do Blog
  • Repet
sexta-feira - 27/04/2018 - 20:44h
Mossoró

Vereadores garantem que são inocentes na “Sal Grosso”


A Câmara Municipal de Mossoró emitiu “Nota Oficial” referente à postagem em primeira mão do Blog Carlos Santos, sob o título PGJ pede cassação de Izabel Montenegro e Manoel Bezerra.

A matéria resume parecer da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) favorável à punição de vereadores  (Izabel Montenegro-MDB e Manoel Bezerra de Maria-PRTB) e alguns ex-vereadores mossoroenses, envolvidos na “Operação Sal Grosso”.

No caso dos dois vereadores, ambos podem perder mandatos se houver ratificação de sentença de primeiro grau, no âmbito do Tribunal de Justiça do RN (TJRN).

Veja a nota na íntegra abaixo:

Os vereadores Izabel Montenegro e Manoel Bezerra esclarecem ao público geral que continuam no pleno exercício dos seus mandatos e que não há, no âmbito Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), nenhuma decisão pela perda da função parlamentar dos dois.

Qualquer ato nesse sentido está condicionado, em regra, aos efeitos de eventual aplicação da Lei da Ficha Limpa e do cumprimento antecipado de sentença, nos termos definidos, provisoriamente, pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Portanto, o parecer da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) contrário aos vereadores funciona como recomendação ao Poder Judiciário, e não como decisão concreta, muito menos deve servir de juízo de valor para pré-julgamentos.

Por fim, os parlamentares agradecem às manifestações de solidariedade, reafirmam o respeito ao Ministério Público e ao Poder Judiciário, ao passo que reafirmam inocência e asseguram piamente que provarão essa condição até o trânsito em julgado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 27/04/2018 - 16:50h
Efeito "Sal Grosso"

Suplentes poderão assumir vagas em Câmara de Mossoró


A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB), e o vereador Manoel Bezerra de Maria (PRTB), únicos remanescentes da legislatura 2007-2010 que estão nesse poder atualmente, se perderem o cargo serão substituídos automaticamente por Genivan Vale (PDT) e Ramilson Mendonça Martins (PSC), o “Mimiu”.

Os dois são os respectivos suplentes de ambos vereadores, que estão ameaçados de perder mandato devido possibilidade de condenação no âmbito do Tribunal de Justiça do RN (TJRN), em um dos processos da denominada “Operação Sal Grosso”.

O Blog Carlos Santos focaliza esse assunto em primeira mão com a postagem PGJ pede cassação de Izabel Montenegro e Manoel Bezerra.

Genivan Vale não se reelegeu na campanha passada em 2016 e Mimiu nunca exerceu mandato eletivo.

O primeiro estava na Coligação Força do Povo I, que apoiou a candidatura vitoriosa da ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PP). Teve 1.993 votos.

Já Mimiu, o primeiro suplente de Manoel Bezerra, integrou a Coligação Liderados pelo Povo II, que amparou a candidatura à reeleição do então prefeito Francisco José Júnior (que desistiu da campanha em pleno curso da disputa). Ele somou 1.290 votos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 19/04/2018 - 07:52h
Blá-blá-blá

O “todos e todas” que não une os gêneros políticos


Do Blog Saulo Vale

O vereador Raério Araújo (PRB) se preparava para iniciar o seu pronunciamento na Câmara Municipal de Mossoró, sessão ordinária de terça-feira (17).

- Saúdo a todos com um bom-dia.

Foi repreendido imediatamente pela presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro (MDB): “E a todas, vereador?!”.

“Todos já inclui todo mundo, vereadora”, retrucou.

“Jamais”, bradou Isolda Lula Dantas (PT) do plenário.

“Vossa excelência mesma diz que tem que ser tudo uma coisa só, um sexo só”, defendeu-se Raério.

“Eu não disse isso. Não coloque palavras na minha boca, vereador”, encerrou Isolda.

Nota do Blog – Com todo respeito a quem adota esse preâmbulo em oratória, mas se trata de algo estilisticamente pobre e irrelevante no propósito da isonomia de gênero.

Prefiro o “brasileiros e brasileiras”, adotado pelo então presidente José Sarney nos anos 80. Perfeito.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 11/04/2018 - 12:34h
Em Mossoró

Vereadora quer adotar sobrenome ‘Lula’ em sua identificação


Do Blog Carol Ribeiro

A vereadora Maria Isolda Dantas de Moura (PT) protocolou há poucos minutos na Secretaria Legislativa da Câmara Municipal de Mossoró, o nome parlamentar que pretende usar:

- Isolda Lula Dantas.

Solicitação de Isolda Dantas foi feita à manhã de hoje e aguarda deferimento para pleno uso (Foto: reprodução)

Ela encaminhou requerimento (memorando) a presidente Izabel Montenegro (MDB), “já certo (sic) de vossa compreensão”, para que a modificação ocorra no campo burocrático da Casa e no painel eletrônico do plenário.

A vereadora que preside o PT no município, copia decisão da bancada do seu partido na Câmara dos Deputados (veja AQUI), que individual e coletivamente apresenta igual pedido à presidência desse poder em Brasília.

Painel eletrônico da Câmara Municipal de Mossoró teve mudança no nome parlamentar da vereadora Isolda (Foto: cedida)

Segundo a tese partidária, é uma forma de protesto e de solidariedade ao ex-presidente Lula da Silva (PT), preso no último sábado (7) em Curitiba-PR), para cumprir pena por corrupção.

P.S (12h50) – Blog Carlos Santos – O pedido da vereadora já foi atendido pela presidência da Casa. Há poucos minutos o painel eletrônico do plenário teve seu nome modificado para “Isolda Lula”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 02/04/2018 - 10:36h
Izabel Montenegro

Só Garibaldi Filho tem apoio certo até o momento


Do Blog Saulo Vale

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró e presidente municipal do MDB, vereadora Izabel Montenegro, foi categórica ao afirmar sobre apoio às eleições de outubro.

Garibaldi, Rosalba e Izabel podem estar, ou não, juntos na campanha 2018 (Foto: CMM)

Questionada sobre quais nomes apoiará para Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e Governo do RN, limitou-se a afirmar:

- Não há definições sequer para saber quem será nosso candidato [do MDB] a governador. A prioridade é à reeleição de Garibaldi Filho (senador).

Nota do Blog Carlos Santos – Este ano (2 de janeiro), em entrevista a Rádio Difusora, Izabel Montenegro já tinha mando recado para a prefeita Rosalba Ciarlini (PP): não apoiará qualquer candidato governista municipal, se não houver alinhamento com o MDB (veja AQUI).

Mais recentemente, ela recebeu o deputado estadual Gustavo Fernandes (MDB) na Câmara Municipal, sinalizando como outra opção de seu grupo, em vez de apoio à eventual nome do rosalbismo à Assembleia Legislativa: veja AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 05/02/2018 - 17:25h
Mossoró

Câmara cancela sessão para conceder licença à prefeita


Está cancelada a sessão extraordinária da Câmara Municipal de Mossoró, que foi convocada para as 16 horas de amanhã (terça-feira, 6). O plenário seria reunido para apreciar e votar (veja AQUI) licença para viagem da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Houve observação posterior da Secretaria Legislativa, de que o Regimento Interno prevê que no recesso parlamentar, essa decisão pode ser tomada pela Comissão Representativa.

O colegiado fica de plantão no recesso. Atualmente é formado pelos vereadores Izabel Montenegro (MDB, presidente da Casa), Manoel Bezerra (PRTB) e Genilson Alves (PMN).

Rosalba ficará afastada do cargo de 8 a 27 de fevereiro.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitterclicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.