sábado - 13/10/2018 - 07:40h
Em Mossoró

Governismo tenta manter ânimo após série de derrotas


Rosalba: em busca de força (Foto: arquivo)

Verdadeiramente não é fácil o desafio diante da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) até o próximo dia 28, dia de eleições.

Nesse segundo turno, ela precisa manter o aceso o “ânimo” da sua tropa em Mossoró, após um primeiro turno desastroso: todos os candidatos defendidos e apoiados pela líder popular do rosalbismo, acabaram derrotados.

Como reverter o resultado ao Governo do Estado? Eis a questão.

A chapa ao governo estadual onde está seu filho Kadu Ciarlini (PP), como candidato a vice de Carlos Eduardo Alves (PDT), perdeu por quase 10 mil votos: 9.391 (8,66%).

Quem prevaleceu foi a chapa Fátima Bezerra (PT)-Antenor Roberto (PCdoB) com 46.634 (43,02%), contra 37.243 (34,35%) de Carlos e Kadu.

E ainda tem a carga negativa de Larissa Rosado (PSDB) e Beto Rosado (PP), candidatos respectivamente à Assembleia Legislativa e Câmara Federal, que não se reelegeram.

De onde tirarão forças para correrem atrás de votos para Carlos e Kadu, após não conseguirem o suficiente para si?

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 10/10/2018 - 12:12h
RN

Eleições vão alojar 14 partidos na Assembleia Legislativa


Do Blog Carol Ribeiro e Blog Carlos Santos

A Assembleia Legislativa do RN teve uma renovação de cinco partidos: Avante, PSL, PTB, PTC e PSOL. Por outro lado, PSB e PCdoB devem perder, a partir de janeiro de 2019, as cadeiras que ocupam.

Mas ao todo, será composta na próxima legislatura (2019-2022) por 14 legendas: PSDB (5), Avante (2), MDB (2), SD (2), PT (2), PSD (2), PTC (2), além de PR, PPL, PSL, Pros, PHS, Psol e DEM com um parlamentar.

Próxima legislatura terá maior estratificação de siglas em plenário do que a atual (Foto: AL)

Dos partidos que permanecem, as perdas foram mais significativas para o PSDB, que cai de oito para cinco deputados, e para o PSD, que perde dois dos quatro deputados. Já o DEM perde uma das duas cadeiras que ocupa na atual legislatura.

PT e Solidariedade ganham uma nova cadeira.

Passam de um deputado estadual para dois, cada um o PROS, PPL, PR, MDB e PHS mantém, cada um, uma cadeira na AL.

Eleições de 1014

Em 2014, a configuração das legendas foi bastante diferente da que emergiu das urnas agora, em 2018 (veja AQUI relação dos eleitos e votações). Mas também houve bastante estratificação de legendas. Ao todo, os 24 eleitos/reeleitos estavam abrigados em 13 siglas.

PMDB (5), Pros (4), PSD (3), DEM (2), PSB (2). Já PR, PDT, Solidariedade, PCdoB, PMN, PHS, PTdoB e PT com um parlamentar.

No curso da legislatura ocorreram duas substituições definitivas. Com o falecimento de Agnelo Alves (PDT), acabou assumindo o suplente Vivaldo Costa (Pros). Com a eleição de Álvaro Dias (MDB) a vice-prefeito do Natal, a suplente Larissa Rosado (PSB, depois PSDB), terminou efetivada.

Veja a lista completa de cada um dos deputados eleitos, seus partidos e votação.

Ezequiel PSDB 3,45% 58.221
Gustavo Carvalho PSDB 2,82% 47.544
Dr. Bernardo AVA 2,49% 42.049
Tomba Farias PSDB 2,45% 41.249
Nelter Queiroz MDB 2,41% 40.717
Hermano Morais MDB 2,26% 38.053
Galeno Torquato PSD 2,05% 34.532
George Soares PR 2,03% 34.263
Raimundo Fernandes PSDB 2,01% 33.965
Cristiane Dantas PPL 2,01% 33.860
Kelps SD 2,01% 33.819
Getulio Rêgo DEM 1,98% 33.477
Isolda Dantas PT 1,95% 32.963
Kleber Rodrigues AVA 1,94% 32.755
Vivaldo Costa PSD 1,94% 32.638
Albert Dickson PROS 1,88% 31.698
Souza PHS 1,84% 31.097
Coronel Azevedo PSL 1,64% 27.606
José Dias PSDB 1,62% 27.275
Francisco do PT PT 1,39% 23.448
Eudiane Macedo PTC 1,32% 22.333
Allyson Bezerra SD 1,20% 20.228
Ubaldo Fernandes PTC 1,19% 20.148
Sandro Pimentel PSOL 1,14% 19.158

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 09/10/2018 - 12:24h
Eleições 2018

Veja os nomes mais votados a estadual e federal em Mossoró


Veja quais os candidatos a deputado estadual e a deputado federal mais votados em Mossoró no pleito de domingo (7):

Os primos Beto e Larissa Rosado foram os mais votados em Mossoró, mas não conseguiram êxito (Foto: campanha)

Assembleia Legislativa

- Larissa Rosado (PSDB) – 17.753 votos

- Allyson Bezerra (SD) – 13.095 * Eleito

- Jorge do  Rosário (PR) – 12.017

- Isolda Dantas (PT) – 11.031 * Eleita

- Bernardo Amorim (Avante) – 4.543 * Eleita

- Flávio Tácito (PPL) – 4.279

- Souza (PHS) – 3.073 * Eleito

- Daniel Sampaio (PSL) – 2.881

- Gutemberg Dias (PCdoB) – 2.205

- Coronel André Azevedo (PSL) – 1.910 * Eleito

- Brancos – 7.816 (5,42%)

- Nulos – 18.691 (12,96%)

Válidos (nominais e legenda) – 117.698 (81,62%)

Câmara dos Deputados

- Beto Rosado (PP) – 16.241

- Natália Bonavides (PT) – 11.558 * Eleita

- Lawrence Amorim (SD) – 10.153

- Fernando Mineiro (PT) – 9.367 * Eleito

- General Eliéser Girão (PSL) – 7.052 * Eleito

- Alex do Frango (PMB) – 5.388

- Coronel Gomes (PSC) – 4.883

- Carla Dickson (PROS) – 3.833

- Giordano Barreto (Novo) – 2.961

- José Agripino (DEM) – 2.435

- Brancos – 10.191 (7.07%)

- Nulos – 24.232 (16.80%)

- Válidos (nominais e legenda) – 109.782 (76,13%).

Veja AQUI a lista dos eleitos à AL e AQUI à Câmara Federal no RN no último domingo;

Veja AQUI os mais votados em Mossoró em 2014 à AL e à Câmara Federal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 09/10/2018 - 09:30h
Eleições 2018

Vexames eleitorais comprometem futuro de Tião e Jorge

Série de estratégias e decisões equivocadas da dupla acabou achatando capital eleitoral para 2020

Nomes até então em vertiginosa ascensão na política de Mossoró, os empresários Tião Couto (PR) e Jorge do Rosário (PR), candidatos a prefeito e vice em 2016, colecionam fracassos eleitorais em 2018 que colocam em cheque o futuro próximo de ambos no espaço geopolítico paroquial.

Hora de repensar tudo. Passar uma régua. Ter um pingo de humildade, se possível. Quem sabe até, ouvir quem os contrarie.

Jorge, Robinson, deputado federal Fábio Faria e Tião fizeram campanha em Mossoró com números pífios (Foto: divulgação)

Mesmo diante do desgastado governo municipal da prefeita e adversária Rosalba Ciarlini (PP), Tião e Jorge encolheram drasticamente.  Na luta municipal em que ficaram em segundo lugar como prefeito e vice, eles empalmaram 51.990 (39,39%) votos. Agora, vexame.

Tião ‘substituiu’ Sandra Rosado

O melhor desempenho em 2018 ficou com Jorge como candidato à AL, ao obter 12.017 votos (10,21%) em Mossoró. Porém, apenas o terceiro lugar no município e longe de se eleger no cômputo geral estadual, quando totalizou 23.512 (1,39%). É o 4º suplente de sua coligação.

Tião topou o desafio de ser vice na chapa do governador-candidato Robinson Faria (PSD), que chegou a ser reprovado administrativamente por mais de 80% da população do RN. Dias antes, o lugar tinha sido ofertado e recusado pela vereadora e ex-deputada federal Sandra Rosado (PSDB), adversária figadal de Tião.

Na chapa, afundou ao lado do próprio Robinson e colocou uma “bigorna” no pescoço de Jorge do Rosário, que submergiu também.

A votação mixuruca e humilhante da chapa ao governo Robinson-Tião em Mossoró (8.996 votos,8,30%) e a não-eleição de Jorge à Assembleia Legislativa são dilacerantes. Dão razoável ideia de como foram equivocadas as estratégias e as decisões tomadas pela dupla ao longo de vários e vários meses, pessoas de sucesso pessoal-empresarial estelar.

Na arenga caseira de Mossoró, apesar do esforço sobre-humano para pelo menos superar a chapa apoiada pela prefeita Rosalba Ciarlini, com Carlos Eduardo Alves (PDT)-Kadu Ciarlini (PP), Tião e o governador ficaram na quarta colocação. Terceira, no estado.

‘Troféu’ de micos

Foram superados inclusive por Brenno Queiroga (SD), que praticamente não teve programação de campanha no município, mas mesmo assim empilhou 11.810 votos (10,89%).

O vexame só não foi maior, porque a Rosalba ostenta o ‘troféu’ de campeã de micos eleitorais nessa contenda municipal. Todos os candidatos que apoiou e trabalhou, perderam. Todos, sem exceção. A chapa com seu filho Kadu Ciarlini foi engolida por Fátima Bezerra (PT)-Antenor Roberto (PCdoB), em maioria de 9,391 votos (8,66%) – veja AQUI.

Também testemunhou a não reeleição do seu federal Beto Rosado (PP) e da estadual Larissa Rosado (PSDB), os dois com votações bem aquém do que esperavam.

Daqui a pouco menos de dois anos (2020) haverá o pleito municipal. Até lá, é precipitado se falar que alguém está fora do páreo, inclusive a própria prefeita e a dupla Tião-Jorge.

Mas todos precisam fazer um balanço geral de ações e omissões. As urnas deram sinais claros de que os tempos são outros. Novos atores movimentam-se e novidades podem surgir até lá, eclipsando-os. Duvidas? Duvide não. Veja o resultado das eleições de domingo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 08/10/2018 - 22:20h
Eleições 2018

Álvaro Dias amarga fracasso que lembra Micarla de Sousa


Álvaro e o "quase" deputado Adjuto (Foto: divulgação)

Prefeito de Natal, o caicoense e ex-deputado estadual e federal Álvaro Dias (MDB) conseguiu um feito comparável à ex-prefeita Micarla de Sousa.

Aboletado na cadeira da municipalidade, não conseguiu eleger seu filho Adjuto Dias (MDB) à Assembleia Legislativa.

No dia 26 de junho de 2010, prefeita do Natal, Micarla de Sousa (no PV) oficializou candidaturas da irmã Rose de Sousa à Câmara Federal e do então marido Miguel Weber à Assembleia Legislativa pelo Partido Verde (PV), sua sigla.

Ambos foram derrotados.

Confiança exagerada

Igual destino de Adjuto Dias, nome tido como “certo” à AL. Ficou apenas na primeira suplência da Coligação 100% RN, com 28.697 votos.

O prefeito tem outro motivo para ficar bastante amuado devido o fracasso dessa empreitada. Tinha tanta confiança na vitória do filho, que chegou a abrir mão de apoios para ele, repassando-os à deputada Larissa Rosado (PSDB), em troca de engajamento do grupo dela à candidatura à reeleição ao Senado de Garibaldi Filho (MDB).

Garibaldi e Larissa também não se deram bem.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 08/10/2018 - 12:22h
Eleições 2018

Grupo Rosado sai destroçado de eleições no primeiro turno

Clã encolhe sem eleger ninguém e tem sua força limitada em seu próprio espaço geopolítico original

O grupo político-familiar Rosado sai destroçado das eleições em primeiro turno do Rio Grande do Norte em 2018. Os números das urnas reduziram sua força eleitoral até mesmo em sua comuna, Mossoró, onde teve desempenho sofrível.

Reunificado pelo temor de ser engolido no pleito municipal de 2016, após mais de 30 anos de polarização, a “união” dos Rosados por necessidade não foi suficiente para sustentar pelo menos um mandato federal e outro estadual no pleito de 2018.

Rosalba e seus candidatos foram derrotados "em casa", por adversários quase invisíveis (Foto: arquivo)

A partir de janeiro de 2019, esse clã terá apenas os mandatos de Rosalba Ciarlini Rosado (PP) e da sua prima e vereadora Sandra Rosado (PSDB). Uma volta ao passado em termos de poder, há 70 anos. Em 1948, o sogro de Rosalba – Dix-sept Rosado – era prefeito de Mossoró; Vingt-Rosado, pai de Sandra, vereador. Dix-duit Rosado, irmão de ambos, tinha sido eleito deputado estadual constituinte (1947 a 1951).

Os primos Beto, Larissa e Kadu

Candidato à reeleição à Câmara Federal e apoiado pela prefeita e tia-afim Rosalba Ciarlini, Beto Rosado ficou apenas na primeira suplência da “Coligação 100% RN”, nas eleições deste ano.

Já a deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), filha da ex-deputada federal e atual vereadora Sandra Rosado, somou a sua segunda derrota consecutiva à Assembleia Legislativa. Lá está desde 2017, graças a um acordo político engendrado pelo então deputado federal Henrique Alves (MDB).

Outro dissabor eleitoral veio da própria casa da prefeita Rosalba: seu filho Kadu Ciarlini (PP), integrante da chapa ao Governo do RN do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), foi derrotado em Mossoró. Pelo menos vai para o segundo turno, onde existe fio de esperança de conquista eleitoral.

Números

Em Mossoró, Beto Rosado empalmou apenas 16.241 votos (14,79%), o que lhe garantiu o primeiro lugar – mas não a reeleição. Trabalhava para obter 30 mil no município. Em 2014, quando se elegeu, obtivera 15.321 (15.37%) e ficara atrás de Sandra Rosado (então no PSB), que somou 18.271 (18,33%) àquela ocasião, não se reelegendo.

No estado, Beto alcançou 71.092 (4,42%). Em 2014, eleito, 64.445 (4,08%).

Quando à Larissa, a queda foi ainda maior. Também foi primeira colocada em Mossoró, mas atrofiou bastante. Teve 17.753 (15,08%) este ano. Em 2014, ela chegou a 24.585 (24,35%).

No cômputo geral no estado, a deputada amealhou 25.909 (1,54%). Em 2014, a parlamentar tinha somado 32.876 (1,98%).

Chapa da “Rosa” perde para adversária sem palanque

O caso mais representativo da desnutrição de poder dos Rosados, que por anos se dividiu nos neologismos “rosalbismo” (de Rosalba) e “rosadismo” (sob comando de Sandra), é a contenda ao governo estadual.

A chapa Carlos Eduardo Alves-Kadu Ciarlini foi derrotada por Fátima Bezerra (PT)-Antenor Roberto (PCdoB) em Mossoró, mesmo com avassaladora força da estrutura do município e o capital político da “Rosa”. Importante ser destacado, que Fátima-Antenor não teve sequer um palanque representativo e escassas vezes “passou” pela cidade no primeiro turno.

Mesmo assim, venceu o pleito local com 46.634 (43,02%). Carlos-Kadu totalizou 37.243 (34,36%). Maioria de 9,391 votos (8,66%). O estrago foi até ameno, que se diga. Não fosse o intenso trabalho do governismo municipal na periferia e zona rural, seria bem pior.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 07/10/2018 - 10:00h
Números

Veja a lista dos mais votados em Mossoró à AL em 2014


O Blog do Carlos Santos apresenta abaixo o resultado da apuração de votos à Assembleia Legislativa em Mossoró em 2014.

Listamos os dez mais votados no município:

Deputado Estadual – Os dez mais votados em Mossoró

Larissa Rosado (PSB) – 24,35% (24.585)
Galeno Torquato (PSD) – 12,19% (12.306) *
Leonardo Nogueira (DEM) – 9,02% (9.111)
Souza (PHS) – 3,98% (4.186) *
Fernando Mineiro (PT) – 3,88% (3.914) *
Getúlio Rego (DEM) – 3,46% (3.496) *
Adenúbio Melo (PSC) – 3,44% (3.471)
Bispo Francisco de Assis (PSB) – 2,11% (2.130)
Kelps Lima (SD) – 2,09% (2.111) *
Jacó Jácome (PMN) – 1,91% (1.929) *
Brancos – 9,54% (13.592)
Nulos – 16,67% (23.760)
Válidos (Nominais e Legenda) – 73,79% (105.149)
* Eleitos

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 07/10/2018 - 05:02h
Eleições 2018

Depois de eleger quatro deputados, Mossoró tenta ‘voltar’ à AL


Mossoró já chegou a determinar a eleição de quatro deputados estaduais num único ano. Foi em 1974, há 44 anos. Um feito raro. Poderá ser repetir este ano? Difícil.

Mas não será por falta de candidatos, pois pelo menos 21 nomes originários do município, em diversos partidos, foram inscritos à disputa de assentos na Assembleia Legislativa do RN neste ano.

Assis Amorim (Caricatura de Túlio Ratto)

Ao longo de décadas, a cidade sempre teve nomes na Assembleia Legislativa, o que não ocorreu em 2014. À ocasião, não elegeu ninguém.

Os dois deputados que tentaram a reeleição à época, Larissa Rosado (PSB, hoje no  PSDB) e Leonardo Nogueira (DEM), não obtiveram êxito. Uma engenharia política posterior é que permitiu que Larissa, como suplente, fosse empossada e efetivada em 2017.

Quatro nomes

Em 1974, foram eleitos João Newton da Escóssia (Arena) e Alcimar Torquato (Arena), com apoio do deputado federal Vingt Rosado (Arena). O primeiro, cunhado do parlamentar; o segundo, natural de Luís Gomes, mas que há mais de uma década atuava na medicina local.

Luís Sobrinho (MDB) e Assis Amorim (MDB), apoiados pelo ex-governador cassado Aluízio Alves (MDB), também foram eleitos no mesmo ano a partir de Mossoró.

Eleitos de 1974 a 2014  tendo Mossoró como base

1974 – João Newton da Escóssia, Alcimar Torquato, Assis Amorim e Luís Sobrinho;

1978 – Carlos Augusto Rosado

1982 – Jota Belmont e Carlos Augusto Rosado

1986 – Laíre Rosado e Carlos Augusto Rosado

1990 – Carlos Augusto, Antônio Capistrano e Frederico Rosado

1994 – Frederico Rosado e Francisco José (pai)

1998 – Frederico Rosado, Sandra Rosado e Ruth Ciarlini

2002 – Larissa Rosado, Francisco José (pai) e Ruth Ciarlini

2006 – Larissa Rosado e Leonardo Nogueira

2010 – Larissa Rosado e Leonardo Nogueira

2014 – Nenhum.

Em 1974, de “lambuja”, ainda aconteceu a reeleição do médico Dalton Cunha (Arena). Era mossoroense da gema, mas tinha como base principal de votos o município de Apodi e adjacências.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sexta-feira - 05/10/2018 - 17:42h
Conduta vedada

MPE representa contra 19 deputados por ‘doação’ de viaturas


O Ministério Público Eleitoral (MPE) representou contra 19 deputados estaduais do Rio Grande do Norte por condutava vedada. Em abril deste ano, a Assembleia Legislativa do RN fez a “doação” de 50 viaturas policiais ao Governo do Estado, com recursos do próprio Legislativo. No entanto, o ato se transformou em promoção pessoal dos parlamentares.

Houve doação de 50 viaturas com farta divulgação e promoção "pessoal", entende o MPE (Foto: TN)

Cada deputado fez a escolha de destinos das doações, conformes seus interesses políticos, “beneficiando seus redutos eleitorais e desequilibrando – com uso de dinheiro público – a campanha em relação aos adversários”.

Constam como representados nas ações os deputados estaduais Ezequiel Ferreira de Souza (presidente da Assembleia), Albert Dickson, Carlos Augusto Maia, Cristiane Dantas, Dison Lisboa, Galeno Torquato, George Soares, Getúlio Rêgo, Gustavo Carvalho, Gustavo Fernandes, Hermano Morais, Jacó Jácome, José Dias, Larissa Rosado, Manoel Souza Neto, Márcia Maia, Nelter Queiroz, Tomba Farias e Vivaldo Costa.

Uso promocional

“O que enseja a presente demanda não é a aquisição nem a doação das viaturas em si – formalmente lícitas e certamente bem-vindas ao Estado, mormente num momento de caos na segurança pública e no sistema penitenciário –, mas o uso promocional que se fez disso, quando da entrega de cada uma das viaturas, em prol das candidaturas de quase todos os deputados estaduais da AL. Esse uso promocional sempre esteve embutido nessa doação”, resume a representação do MP Eleitoral.

Ao todo, foram gastos aproximadamente R$ 5 milhões. Os recursos são sobras orçamentárias do exercício 2016. Em 3 de abril deste ano foi realizada a cerimônia de entrega, no Complexo Esportivo de Brasília Teimosa, em Natal.

Saiba mais detalhes clicando AQUI.

Nota do Blog - Somente em 2016, as sobras (ou o superávit orçamentário) da Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Procuradoria Geral de Justiça (Ministério Público do RN-MPRN) e Defensoria Pública somaram R$ 407,6 milhões, mais do que suficientes para para pagar uma folha mensal do funcionalismo em valores de hoje.

Na sessão ordinária do dia 17 de julho deste ano na AL, a maioria dos deputados votou contra dispositivo proposto ao projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2019, que ensejava a devolução das sobras orçamentárias da Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça do RN (TJRN) ao Executivo. Antes, a Casa já tinha doado viaturas à Segurança Pública e 85 ambulâncias a dezenas de municípios, com a mesma origem financeira. 

Leia também: Assembleia Legislativa segura ‘sobras’ e ‘faz caridade com chapéu alheio’;

Leia também: Ezequiel evita devolução de sobras para cofre do Estado;

Leia também: Deputados aprovam doação de viaturas policiais e ambulâncias.

P.S – 19h32A Assembleia Legislativa do RN emite nota a respeito do assunto tratado nesta postagem. Leia abaixo:

Nota doação de viaturas - 05.10.2018

O Poder Legislativo do Rio Grande do Norte recebe com surpresa a representação do Ministério Público Eleitoral em relação aos deputados estaduais na semana que antecede a eleição do próximo domingo, 7 de outubro.

Todo o procedimento de doação das viaturas para o sistema de segurança pública do Rio Grande do Norte foi aprovado com base em parecer jurídico favorável da Procuradoria do Estado e cumprido legalmente todas as etapas estabelecidas e em comunhão com as secretarias de Segurança; Polícia Civil; Polícia Militar; Instituto Técnico e Científico de Polícia (ITEP); Sistema Penitenciário e o Corpo de Bombeiros.

A entrega dos 135 veículos oficiais tantos para a segurança (50 viaturas) quanto para a saúde (85 ambulâncias) foi iniciada ainda em 2017 e concluída no início deste ano, não estabelecendo relação com o período eleitoral, iniciado apenas em agosto.

Os equipamentos foram adquiridos com recursos próprios da Assembleia Legislativa que enxugou a máquina pública e com a economia, adquiriu os veículos que foram entregues ao Poder Executivo para reforço das ações que mais necessitam de apoio (saúde e segurança) aos municípios do interior do Estado.

A atividade principal dos parlamentares em todas as esferas – municipal, estadual e federal – cabe a destinação de emendas impositivas ao Poder Executivo, destinando verba pública aos municípios para pavimentação de ruas; construção de equipamentos esportivos, praças e de atendimento aos pleitos municipais. A destinação de verba para aquisição de equipamentos para saúde e segurança está assegurada pela Constituição Federal como missão dos parlamentares e faz parte da função do deputado.

Portanto, para o Poder Legislativo não há ilegalidade no encaminhamento dos veículos por parte dos parlamentares; nem tampouco uso promocional dessa entrega, visto que atende aos princípios de transparência e prestação de contas na Gestão Pública.

A Assembleia Legislativa ressalta ainda que atendeu a todos os questionamentos jurídicos feitos pelo Ministério Público à época – inclusive entregando cópia do processo administrativo com a licitação e aquisição dos veículos – garantindo transparência e lisura a todo o procedimento.

O Legislativo estadual afirma que continua à disposição dos órgãos de controle; da justiça e da sociedade para quaisquer esclarecimentos e que o ato beneficiou a população em todas as regiões do Rio Grande do Norte.

Palácio José Augusto – Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 01/10/2018 - 18:00h
Coluna do Herzog

As lições deixadas no ocaso da “Guerreira”


Por Carlos Santos

O resultado das urnas no Rio Grande do Norte  consagra alguns nomes. Mas também condena outros.

Um caso emblemático é Wilma de Faria (PSB), candidata derrotada ao Senado, ex-governadora até o final de março deste ano.

Por precipitação, ranço politiqueiro ou passionalidade, algumas pessoas se apressam em encontrar culpados. A lista começa pelo seu marketing, passando pela suposta fragilidade do candidato governista Iberê Ferreira (PSB) etc.

Em 2012, vice de Carlos Eduardo (Foto: arquivo)

Alto lá!

Wilma é algoz de si mesma. Construiu e demoliu a própria imagem de “Guerreira” destemida, arrojada e quase imbatível. As eleições de 2010 são, talvez, sua última batalha.

Os parágrafos acima foram escritos-postados nesta página no dia 4 de outubro de 2010, às 14h34.  Portanto há quase oito anos, um dia após as eleições daquele ano.

A análise do resultado eleitoral que apontou derrota fragorosa da ex-governadora Wilma de Faria ao Senado, quando perdeu vaga para Garibaldi Filho (PMDB) e José Agripino (DEM), antecipou o que de fato ocorreu: o fim de uma intensa carreira política, iniciada nos anos 80.

O que veio depois, pouco acrescentou. Wilma foi vice-prefeita de Carlos Eduardo Alves (PDT) em 2012 e vereadora do Natal em 2016, mandato em que faleceu.

No pleito de 2018, teremos com certeza a consagração de uns e o ocaso de outros. Fim de ciclo, talvez. Testemunhamos uma campanha incomum, carregada de simbolismos e alertas, que as urnas vão ajudar a decodificar.

É esperarmos.

* Leia o texto original e na íntegra do preâmbulo desta coluna, escrito em 2010: A Batalha de “Waterloo” de Wilma de Faria – Eleições 2010.

PRIMEIRA PÁGINA

Sejamos prudentes com essa enxurrada de pesquisas e certas pesquisas – Algumas pesquisas são claramente feitas (se feitas) por encomenda, em reta final de campanha. Mais do que objeto de informação, elas têm o propósito de indução ao voto. Por essa razão, o Blog Carlos Santos é muito comedido e pouco generoso à análise de boa parte delas.

Mal-estar gerado por candidata está resolvido - O mal-estar causado pela presença da vereadora e candidata a estadual Nina Souza (PDT), no Sítio Cantópolis, pelo que se sabe não foi resolvido na segunda-feira (24) passada, como tentaram demonstrar os líderes do rosalbismo e sandrismo. O quiproquó ainda rendeu. O ex-deputado Carlos Augusto, juntamente com a prefeita Rosalba Ciarlini, se reuniu com a deputada Larissa Rosado (PSDB) e a vereadora Sandra Rosado (PSDB), na terça-feira (25), um dia depois do ocorrido, para apagar as chamas e acalmar os ânimos das primas. Ao que parece, tudo se resolveu. Aguardemos! (Do Blog da Chris). Leia também: Concorrência em “casa” cria mal-estar com Larissa Rosado.

Campeões do tempo em Rádio e TV convivem com o paradoxo do vazio – A campanha deste ano é realmente divisora de águas na política do país. Quando tudo passar, ela precisará ser estudada detidamente, para melhor compreensão quanto ao comportamento do eleitor, marketing, políticos e outros personagens e ferramentas. Veja o caso do tempo de propaganda em rádio e televisão. No plano nacional, o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) é quem possui maior extensão “territorial”, mas não consegue nem conseguirá chegar ao segundo turno. No plano estadual, Robinson Faria (PSD) tem a mesma vantagem, mas isso não o catapultou à cabeça das pesquisas. E olhe que em termos técnicos, é o melhor em minha ótica.

Assembleia Legislativa resolve “apurar” deslizes após mais de três anos de escândalo – Com atraso de mais de três anos, a Assembleia Legislativa do RN resolveu instaurar Processo Administrativo Disciplinar (veja AQUI) para investigar servidores envolvidos em acusação de desvio de dinheiro público milionário na Casa Legislativa, através da contratação de funcionários ‘fantasmas’. A “Operação Dama de Espadas”, primeiro grande escândalo do gênero, eclodiu em agosto de 2015. A abertura desse procedimento foi um ato da Mesa Diretora, publicado apenas no Diário Oficial Eletrônico (DOE) da Casa Legislativa, datado da quinta-feira passada (27). A própria AL evitou divulgar a informação além do formalismo. De acordo com a publicação, será formada uma comissão para apurar no prazo de 60 dias, podendo ser prorrogado, os fatos que tratam dessas acusações. Piada pronta e documentada, que se diga.

Simpatia de Robinson por Jair Bolsonaro chegou com “atraso” – À semana passada, em entrevista a uma emissora de rádio do Natal, o governador Robinson Faria (PSD) admitiu “simpatia” pelo nome de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República. Logo no início da campanha, quem se apresentou como “candidato de Bolsonaro” foi o bispo mossoroense Heró Bezerra (PRTB), outro candidato ao governo estadual.

Disputa por votos à Assembleia Legislativa concorre com o não voto – Em Mossoró, pelo menos dois candidatos à Assembleia Legislativa disputam o protagonismo na conquista de votos e vitória: deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), nome à reeleição; Jorge do Rosário (PR), que tenta primeiro mandato. O mais sério concorrente deles e de outros tantos adversários, é o “não voto” (branco/nulo/abstenção) no município. No pleito passado, os votos nominais e de legenda somaram 105.149 (73,79%). Percentual pode cair bastante. Dos 240 candidatos à AL àquele ano, 209 foram votados em Mossoró. Este ano são 330 candidatos registrados e pelo menos 21 são originários de Mossoró. Pesquisas que tive acesso recentemente revelaram luta renhida entre ambos no plano local. Com mais um detalhe: os dois estão na mesma coligação, a Trabalho e Superação II. Essa chapa tem 14 deputados estaduais que tentam a reeleição, como a própria Larissa. Leia também: Chapa de Robinson deverá eleger maioria dos deputados e Rosalbismo trabalha incessantemente para três metas.

Médico e ex-prefeito está em toda lista como provável eleito – O médico e ex-prefeito (duas vezes) de Almino Afonso, no Médio Oeste do RN, Bernardo Amorim (Avante), é nome cotado como virtual eleito em toda lista que se faz à Assembleia Legislativa. Caminha para ser um dos novatos na Casa, com trabalho que se espraia além de sua área de atuação. Em Mossoró, por exemplo, uma equipe de colegas médicos tem feito trabalho denso em seu favor.

Styvenson tem um feito sem apoio de qualquer liderança política – Se for eleito ao Senado da República em sua primeira disputa eletiva, o Capitão Styvenson Valentim (Rede) pode se jactar de ter conseguido um feito recheado de características inusitadas. Uma delas, é não ter apoio de absolutamente ninguém da classe política. Nenhum prefeito, vereador, suplente ou quase candidato a qualquer coisa. Não usa fundo eleitoral (ou partidário) para campanha e não pede voto para qualquer outro nome que não seja o seu. Enquanto isso, os principais concorrentes inundam as redes sociais e programas eleitorais em rádio e TV de notícias sobre apoios político-eleitorais. As urnas vão dizer muito disso tudo.

EM PAUTA

Mirante foi reaberto e é equipamento importante para turismo da região, atraindo muitos paraibanos (Foto: BCS)

Luís Gomes – Estive por esses dias em Luís Gomes-RN na divisa com a Paraíba (município de Uiraúna). A iniciativa privada está se mexendo por lá, oferecendo a reabertura do seu Mirante com ótimas instalações, cardápio, piscinas (e aquele clima). Também está em funcionamento a Arena Luís Gomes com futebol society, restaurante e primeiros apartamentos. Público da vizinha Paraíba e Alto Oeste aproveita bastante as duas atrações. A sinalização turística que praticamente não existia é outro indicador de melhoria. Que assim prossiga.

Elba e Geraldo – O show “O encontro inesquecível”, com Elba Ramalho e Geraldo Azevedo, será no próximo dia 5 (sexta-feira) em Mossoró, a partir das 22 horas, no Partage Shopping. Nova data, mas mesmo local e horário. Na janela, a dupla Beth e Jamir, artistas locais. Sucesso.

Musical - O musical “JK – um reencontro com o Brasil”, é o espetáculo dessa terça-feira (2) no Teatro Riachuelo no Midway Mall em Natal. Música, efeitos multimídias e teatro, tudo junto e misturado, dão um passeio por parte da história do Brasil no século passado. Começa às 20h.

Reitoria da UFRN – As inscrições das chapas que pretendem concorrer aos cargos de reitor e vice-reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) acontecerão nas próximas quintas e sexta-feiras, respectivamente 04 e 05 de outubro, enquanto a consulta eleitoral acontecerá no dia 13 de novembro, em primeiro turno, e 27 de novembro, em segundo turno, caso seja necessário. Em ambos casos, o processo será feito através do sistema SIGEleição, assegurada a possibilidade de voto a todos os servidores do quadro de pessoal e a todos os discentes da UFRN.

Direito Constitucional - A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Mossoró, com o apoio da OAB Rio Grande do Norte e Caixa de Assistência dos Advogados do RN (CAARN), realizará no dia 08 de Outubro de 2018, o Encontro de Direito Constitucional, às 19h, no Teatro Municipal Dix-Huit Rosado. Os professores Flávio Martins e Flávia Bahia serão os palestrantes.

Aznavour - Charles Aznavour, popstar da música francesa, morreu aos 94 anos na madrugada desta segunda-feira (1º), disse um porta-voz à agência France Press. Ele estava em sua casa no Alpilles, sul da França, depois de voltar de uma turnê no Japão. A causa da morte não foi divulgada. Uma perda considerável à música do planeta. Saiba mais clicando AQUI

SÓ PRA CONTRARIAR

Muita gente, ao término dessa campanha, precisará seriamente recorrer a uma terapia. Não é normal o que testemunhamos em redes sociais de pessoas tidas como cordiais.

GERAIS… GERAIS… GERAIS…

Trabalho de tapa-buraco na BR-405 entre Mossoró e divisa com a Paraíba melhorou sobremodo o tráfego nessa pista. Mas atenção redobrada nunca é demais.

Obrigado à leitura do Nosso Blog Sátiro Dantas (Mossoró),  Sílvio Filho (Natal) e  Jeferson Morais (Fortaleza).

Veja a edição anterior da Coluna do Herzog (24/09) clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
  • Repet
sábado - 29/09/2018 - 18:12h
Em Mossoró

Rosalbismo trabalha incessantemente para três metas


No âmbito do grupo rosalbista, há um esforço sobre-humano para alcance de três metas eleitorais possíveis em Mossoró, mas muito difíceis, cada uma por suas características, conjuntura e peculiaridades da própria campanha.

1 – A chapa Carlos Eduardo Alves (PDT)-Kadu Ciarlini (PP) vencer o pleito no município, pois em todas as pesquisas publicizadas e de consumo interno aparece em segunda posição, atrás da encabeçada por Fátima Bezerra (PT).

2 – O candidato à reeleição à Câmara Federal, Beto Rosado (PP), empalmar pelo menos 30 mil votos.

3 – Larissa Rosado (PSDB), candidata à reeleição à Assembleia Legislativa, obter 30 mil votos.

Depois traremos mais postagens sobre o assunto, com bastidores e análises.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 26/09/2018 - 22:26h
Segundo voto

Grupo de Sandra e Larissa Rosado anuncia apoio a Garibaldi


Do Blog Saulo Vale

O grupo da vereadora mossoroense Sandra Rosado (PSDB) definiu apoio à reeleição do senador Garibaldi Filho (MDB). O anúncio foi feito pela deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) em evento realizado na noite de hoje, em Mossoró.

O evento contou com a participação do médico Bernardo Rosado, segundo suplente de Garibaldi.

O outro nome ao Senado sempre foi de Geraldo Melo (PSDB). A costura foi feita pelo próprio Garibaldi, que cuidou de amenizar o atrito entre a vereadora Sandra Rosado e a líder emedebista em Mossoró, desafeta Izabel Montenegro.

Não que a rivalidade seja página virada.

Leia também: Segundo voto ao Senado passa pela Câmara Municipal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 25/09/2018 - 22:22h
Garibaldi Filho

Segundo voto ao Senado passa por Câmara Municipal


O iminente apoio do grupo da vereadora e ex-deputada Sandra Rosado (PSDB) à reeleição do senador Garibaldi Filho (MDB), em Mossoró, passa por uma costura delicada.

Seu apoio e da deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) tem relação direta com as relações pessoais e políticas entre a vereadora e a presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB).

Há meses que Izabel fechou as portas para Sandra na CMM. Garibaldi pode ser a “chave”.

O primeiro voto ao Senado delas é para o ex-senador e ex-governador Geraldo Melo (PSDB), anúncio feito há tempos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 25/09/2018 - 12:03h
Rosalbismo

Concorrência “em casa” cria mal-estar com Larissa Rosado


Do Blog do Barreto

A vereadora natalense Nina Souza (PDT) segue buscando ocupar espaços para tirar uma boa votação em Mossoró, na tentativa de se eleger a deputado estadual. Ontem (segunda-feira, 24), ela esteve no Sítio Cantópolis, local marcante nas mobilizações do rosalbismo.

A presença dela cercada de apoiadores gerou um grande mal-estar com a deputada estadual Larissa Rosado (PSDB).

Ficou um clima pesado nos bastidores com a insatisfação da tucana.

No discurso, Larissa reforçou a necessidade de se votar em candidatos da terra porque são eles quem conhecem os problemas de Mossoró aumentando ainda mais o mal-estar no Sítio Cantópolis.

Nota do Blog Carlos Santos - No dia 20 de agosto último postamos a nota Nina Souza conta com apoios importantes em Mossoró, na Coluna do Herzog, em que retratamos apoio de setores do rosalbismo, em Mossoró, para injetar apoios à sua votação no município.

Beto tem um dos braços do rosalbismo e do clã Rosado em Natal, com Nina e Carlos Eduardo (Foto: redes sociais)

No último dia 3 de setembro, também na Coluna do Herzog, sob o título Os desafios que rondam o clã Rosado, detalhamos entendimento para favorecer Nina Souza, que envolve o deputado federal Beto Rosado (PP), em troca do apoio dela e do candidato ao Governo do RN, Carlos Eduardo Alves (PDT), em Natal.

À noite do dia 17 do mês passado, início da campanha eleitoral (veja AQUI), o ex-deputado federal Betinho Rosado (pai de Beto e dirigente estadual do PP), chegou a pedir votos para Nina Souza no Sítio Cantópolis, no início da atual campanha.

Se nem o clã Rosado é “bairrista”, purista, como quer cobrar que o eleitor mossoroense o seja?

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 16/09/2018 - 19:58h
Em Mossoró

Rosalba ataca Fátima Bezerra e o PT e liga partido a crime

Há quatro anos, como governadora, ela elogiou e apoiou a então candidata ao Senado da República

A prefeita de Mossoró e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) fez discurso agressivo no conjunto Redenção, à noite desse sábado (15). É o que informa com postagem e gravação em vídeo o portal “Mossoró Hoje”, neste domingo (16). Ela diz que Fátima Bezerra (PT) “está em pele de cordeiro”, mas compõe um “partido de lobos”.

Mãe do candidato a vice-governador Kadu Ciarlini (PP), integrante da chapa encabeçada pelo candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), Rosalba chega até a insinuar que o PT estaria por trás do atentado contra Jair Bolsonaro (PSL), ocorrido no último dia 6 em Juiz de Fora (MG).

“Hoje essa candidata está em pele de cordeiro, mas todos sabem que pertence a partidos de lobos”, disse Rosalba. “Vejam aí o que vem acontecendo no Brasil. Vejam os noticiários? O que foi que aconteceu com Bolsonaro? Quiseram tirá-lo do caminho, tirando sua vida. Não foi assim?” – provocou.

Assessoria da candidata Fátima Bezerra foi abordada sobre o caso. Adiantou que o pronunciamento da prefeita será tratado pela via judicial.

Sob a ótica política, o entendimento é de que suas palavras revelam angústia e “desespero”, por não conseguir fazer decolar a chapa Carlos-Kadu em sua área de influência: Mossoró.

Em 2014, Rosalba pensava e agia de forma diferente

No dia 29 de setembro de 2014, à noite, portanto há quase quatro anos, a então governadora Rosalba Ciarlini (DEM, à época) tinha outros conceitos sobre Fátima Bezerra e o PT. Os tempos e os interesses não eram os mesmos. Anunciou seu apoio à ela ao Senado e mobilizou seus seguidores e militantes em reunião no Sítio Cantópolis, em Mossoró: “Para Senado eu decidi pela educação. Pelo desenvolvimento dos jovens do RN. Por isso voto em Fátima Bezerra (PT)” – veja AQUI.

No dia 29 de setembro de 2014, Rosalba anunciava seu apoio á Fátima (Foto: redes sociais)

Vetada por seu partido à própria sucessão, quando não teve legenda para concorrer e com altos índices de reprovação administrativa (passaram de 80%), Rosalba àquela campanha trabalhou explicitamente em favor da deputada federal Fátima, que foi eleita.

O apoio declarado de governadora à “adversária” foi substrato de uma vingança e não de preferência. Ela trabalhou para a derrota ao Senado da ex-governadora Wilma de Faria. LeiaAs razões de Rosalba para apoiar a ‘companheira’ Fátima.

Apoio a Robinson Faria

Já ao governo estadual, ela optou por apoio nos bastidores a Robinson Faria (PSD), seu vice-governador dissidente. Fizeram as pazes, discretamente. A “Rosa” precisava de apoio político dele na Assembleia Legislativa para conseguir terminar a gestão com menos problemas; Robinson, de uma “força” a mais em Mossoró para ser eleito governador. E assim aconteceu.

Bem antes desse anúncio oficial, o Blog Carlos Santos já antecipava no dia 24 de março de 2014: “Rosalba sinaliza com apoio à Fátima Bezerra ao Senado“. E assim aconteceu.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 12/09/2018 - 08:32h
Hoje

Coligação tenta ofensiva para evitar vexame em Mossoró


Larissa Rosado (estadual), Beto Rosado (federal), Kadu Ciarlini e Carlos Eduardo: mobilização intensa (Foto: divulgação)

A campanha da Coligação 100% RN começa nesta quarta-feira (12) em Mossoró uma ofensiva para reagir à própria pasmaceira e dificuldades de crescimento no município. O temor interno é de vexame nas urnas, se não houver reação.

De 8 horas até à noite a programação é fazer pelo menos 12 comícios, numa alusão ao número do cabeça de chapa, candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), que tem como vice o mossoroense Kadu Ciarlini (PP), filho da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Carlos Eduardo deverá participar da programação noturna.

O sinal de alerta para a campanha em Mossoró veio de forma pública na segunda-feira (10), quando houve divulgação da pesquisa do Instituto Consult.

Muita preocupação

Os números apontaram estagnação da campanha da chapa Carlos Eduardo-Kadu em Mossoró, com 10,8%. Está em empate técnico com a chapa Robinson Faria (PSD)-Tião Couto (PR) da Coligação Trabalho e Superação, que apareceu com 10% (veja AQUI).

A senadora e candidata Fátima Bezerra (PT), da Coligação Do Lado Certo, ostentou 21,7%. O mais interessante é que ela tem larga dianteira local mesmo sem ter sequer um palanque no município, além da própria militância partidária.

O agravante é o desgaste da gestão da prefeita Rosalba Ciarlini, com 49,17% (veja AQUI). Uma pesquisa interna em seu grupo atesta números mais atualizados e preocupantes.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 06/09/2018 - 10:20h
Eleições 2018

Geraldo Melo faz dobradinha com deputada em Mossoró


Geraldo e Larissa (Foto: assessoria)

O candidato ao Senado Federal Geraldo Melo (PSDB) cumprirá agenda política nesta quinta-feira, 06 de setembro, em Mossoró.

Ao lado da deputada estadual e candidata à reeleição Larissa Rosado (PSDB), Geraldo fará visitas, carreatas e caminhadas na cidade.

Os dois estão na mesma coligação governista, mas com opções majoritárias diferentes.

Geraldo apoia a reeleição do governador Robinson Faria (PSD).

Já Larissa, mesmo estando inscrita na mesma legenda, participa da campanha ao governo de Carlos Eduardo Alves (PDT).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 18/08/2018 - 18:04h
Eleições 2018

Primas garantem união familiar e apoio à chapa Carlos-Kadu


Foi sem maiores novidades o ato político no Sítio Cantópolis, que o grupo da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) realizou à noite desse sábado (17), em Mossoró.

Sandra, finalmente, acomodou-se no grupo da prima Rosalba Ciarlini e no palanque de Carlos Eduardo (Foto: redes sociais)

Tudo como esperado.

Finalmente a vereadora e ex-candidata à Câmara Federal Sandra Rosado (PSDB) reapareceu e discursou ao lado da prefeita. Até relembrou os tempos de infância e juventude ao lado da prima, agora afinadas – politicamente.

Rosalba enalteceu enalteceu essa união e conclamou militância à luta.

O evento marcou o início da campanha do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) e Kadu Ciarlini (PP) ao governo estadual.

Também foi oportunidade para os deputados Beto Rosado (PP) e Larissa Rosado (PSDB) serem apresentados como parceiros de dobradinha à reeleição à Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

Os candidatos ao Senado, senador  Garibaldi Filho (MDB) e deputado federal Antônio Jácome (Podemos), marcaram presença.

A campanha começou e eles têm pressa. Com razão.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 13/08/2018 - 14:12h
Sexta-feira

Carlos Eduardo começa campanha por Mossoró


Será na próxima sexta-feira (17), às 18h, o primeiro evento de campanha de Carlos Eduardo Alves (PDT) em Mossoró.

Ele participará de encontro no Sítio Cantópolis, ao lado do candidato a vice-governador Kadu Ciarlini (PP).

A movimentação vai apresentar também a deputada estadual  Larissa Rosado (PSDB) e deputado federal Beto Rosado (PP) como candidatos do governismo local.

A vereadora Sandra Rosado (PSDB), que desistiu de candidatura a federal, é aguardada para se pronunciar de público.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 12/08/2018 - 14:20h
Câmara Federal

Sandra Rosado anuncia desistência de candidatura


Em nota “Ao povo de Mossoró e do Rio Grande do Norte”, enviada à imprensa e pulverizada nas redes sociais, a vereadora mossoroense Sandra Rosado (PSDB) anuncia desistência de sua candidatura à Câmara Federal (onde esteve por três mandatos).

Paralelamente, assevera que continuará na política e defende basicamente a candidatura à reeleição de sua filha e deputada estadual Larissa Rosado (PSDB), sem se manifestar por nenhuma outra escolha à campanha deste ano.

Veja no boxe abaixo, a íntegra de seu pronunciamento:

Ao povo de Mossoró e do Rio Grande do Norte

A vida pública exige coragem, sensibilidade e renúncia. Consciente disso e fiel aos princípios éticos de Vingt Rosado, que me ensinou que o verdadeiro líder deve interpretar a importância do momento político, sem temer seus resultados, desde que o faça com honradez e transparência.

Sempre afirmei o desejo de representar o nosso povo na Câmara dos Deputados onde, por três mandatos sucessivos, cumpri a palavra empenhada com meus eleitores, defendendo com ousadia, determinação e bravura os projetos que melhor representassem os interesses do nosso Rio Grande do Norte. Diante das circunstâncias que caracterizam o atual processo eleitoral decidi adiar, temporariamente, esse projeto.

Sandra afirma em nota que sua posição é decorrente de injunções do atual momento político (Foto: Edilberto Barros)

Contudo, deixo bem claro que permanecerei na política. Estarei sempre ao lado de mulheres e homens que confiaram em mim, na condução dos difíceis e complexos processos que envolvem a política como um todo.

A política deveria ser praticada por todos e todas da forma mais sublime, porém, aprofundou-se na prática abominável da negociação nefasta do poder econômico, restando um pequeno número de políticos que mantêm a vocação firmada no ideal de servir.

Deixo uma palavra de tranquilidade e de esperança para todos. Embora seja uma decisão difícil, não considero um sacrifício pessoal intransponível. Afasto-me da disputa, não do processo democrático.

Continuo a honrar as obrigações da mais nobre das missões que já assumi por delegação popular, a de vereadora. Estarei nas ruas ao lado dos candidatos que, hoje, acredito serem os melhores para os destinos de Mossoró e do Rio Grande do Norte.

Mais adiante, dependendo da realidade do momento, retomarei o projeto temporariamente interrompido.

As últimas palavras são de agradecimento e de convocação. Agradeço a Deus pela fé e pela coragem de tomar essa decisão. À minha família pelo apoio permanente que me oferece. A você que me acompanhou durante tantos anos e que se comprometeu para esta nova luta acreditando no meu trabalho.

Ao PSDB, por intermédio do seu presidente, deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza, pelo companheirismo constante,  a minha gratidão.

Faço uma convocação para que estejamos juntos ao lado da deputada Larissa Rosado, que será a condutora dos nossos ideais e grupo político. Larissa constitui tudo aquilo que representamos na política. Exerce essa atividade com seriedade, honestidade e amizade, sensível à busca constante para amenizar o sofrimento do povo.

Seu carisma ultrapassou os limites de Mossoró, tendo seu trabalho reconhecido em todo Rio Grande do Norte. Receba um abraço fraterno.

Mesmo não disputando cargo de deputado federal nas eleições deste ano, permaneço na certeza de que continuaremos juntos na gratificante missão de servir ao próximo.

Até breve! Muito obrigada

Sandra Rosado (PSDB)

Mossoró-RN, 12 de Agosto de 2018.

Leia também: Sandra e Larissa vão para palanque de Carlos Eduardo Alves.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sexta-feira - 10/08/2018 - 20:36h
Próxima semana

Sandra e Larissa Rosado vão para palanque de Carlos Eduardo


Sandra e Larissa: a caminho (Foto: Web)

Se não houver qualquer alteração de agenda (e de decisão), será no próximo dia 15 (quarta-feira) o anúncio oficial de apoio das candidatas a deputado federal e deputado estadual, respectivamente Sandra Rosado (PSDB) e Larissa Rosado (PSDB), à candidatura ao governo de Carlos Eduardo Alves (PDT).

Carlos participará, nessa data, da procissão de Nossa Senhora dos Navegantes em Areia Branca.

Em seguida, estará em Mossoró para evento político ao lado da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP), Sandra, Larissa e deputado federal Beto Rosado (PP), entre outros nomes que lhe apoiam no município.

Depois traremos mais detalhes e outros ângulos dessa informação.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 10/08/2018 - 08:10h
História

Assembleia Legislativa somou 16 reeleitos na eleição de 2014


Gesane saiu da disputa (Foto: AL)

Quantos deputados estaduais na atual legislatura deverão ser reeleitos? A indagação faz parte do imaginário popular e das contas de qualquer pessoa que esteja envolvida direta ou indiretamente com a campanha 2018.

Em 2014, pleito passado, 16 deputados foram reeleitos. A Assembleia Legislativa contabilizou oito que não foram reeleitos.

Também pode ser incluída na contabilidade, a chegada de oito nomes que não estavam na legislatura de então.

Veja abaixo:

Reeleitos – Ricardo Motta (PROS), Hermano Morais (PMDB), Gustavo Carvalho (PROS), Ezequiel Ferreira (PMDB), Getúlio Rêgo (DEM), Nelter Queiroz (PMDB), Tomba Farias (PSB), Gustavo Fernandes (PMDB), Agnelo Alves (PDT), George Soares (PR), Márcia Maia (PSB), Raimundo Fernandes (PROS), José Adécio (DEM), José Dias (PSD), Fernando Mineiro (PT) e Kelps Lima (Solidariedade).

Novatos – Albert Dickson (PROS), Álvaro Dias (PMDB), Galeno (PSD), Dison Lisboa (PSD), Cristiane Dantas (PC do B), Carlos Augusto Maia (PT do B), Jacó Jácome (PMN) e Souza (PHS).

Walter Alves (PMDB) e Antônio Jácome (PMN) foram eleitos deputados federais. Já Leonardo Nogueira (DEM), Larissa Rosado (PSB) e Vivaldo Costa (PROS), não conseguiram a reeleição.

Fábio Dantas (PC do B) foi eleito vice-governador na chapa de Robinson Faria (PSD). Já Gesane Marinho (PSD) e Gilson Moura (PROS) não tentaram a reeleição.

Leia também: Chapão de Robinson tem 14 deputados que tentam a reeleição;

Leia também: Em 2014, chapa derrotada teve eleição de 18 deputados.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.