quinta-feira - 18/10/2018 - 22:40h
Band Natal

Veja debate Ao Vivo ao Governo do RN


Veja debate ao vivo promovido pela Band Natal, neste momento, entre os candidatos ao Governo do RN. 

O mediador é o jornalista Diógenes Dantas.

Os debatedores são os candidatos Fátima Bezerra (PT), da Coligação Do Lado Certo, e Carlos Eduardo Alves (PDT), da Coligação 100% RN.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 18/10/2018 - 20:44h
Datafolha

Bolsonaro mantém larga vantagem e alta fidelização de voto

Candidato tem 18 pontos percentuais de maioria e 95% dos seus eleitores estão "totalmente decididos"

O Datafolha divulgou nesta quinta-feira (18) o resultado da mais recente pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado nesta e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos Votos Válidos, os resultados foram os seguintes:

No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 58% e Haddad, 42%.Nos Votos Totais, os resultados foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 50%
  • Fernando Haddad (PT): 35%
  • Em branco/nulo/nenhum: 10%
  • Não sabe: 5%

Rejeição

O Datafolha também levantou a rejeição dos candidatos. O instituto perguntou: “E entre estes candidatos a presidente, gostaria que você me dissesse se votaria com certeza, talvez votasse ou não votaria de jeito nenhum em”:

Os resultados foram:

Jair Bolsonaro

  • Votaria com certeza – 48%
  • Talvez votasse – 10%
  • Não votaria de jeito nenhum – 41%
  • Não sabe – 1%

Fernando Haddad

  • Votaria com certeza – 33%
  • Talvez votasse – 12%
  • Não votaria de jeito nenhum – 54%
  • Não sabe – 1%

Decisão do Voto

Jair Bolsonaro

  • Está totalmente decidido a votar em… – 95%
  • Seu voto ainda pode mudar – 5%
  • Não sabe – 0%

Fernando Haddad

  • Está totalmente decidido a votar em… – 89%
  • Seu voto ainda pode mudar – 10%
  • Não sabe – 0%

Branco/nulo/nenhum

  • Está totalmente decidido a votar em… – 74%
  • Seu voto ainda pode mudar – 25%
  • Não sabe – 1%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 9.137 eleitores em 341 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: 17 e 18 de outubro
  • Registro no TSE: BR-07528/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo”
  • O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 18/10/2018 - 10:30h
Sexta-feira

Fátima Bezerra fará campanha em Mossoró amanhã


A senadora Fátima Bezerra (PT) fará sua primeira movimentação em Mossoró, neste segundo turno, nessa sexta-feira (19).

A programação começará com concentração às 17 horas em frente ao antigo Mercado da Cobal, no Paredões.

Será ponto de partida para uma carreata.

No primeiro turno, Fátima Bezerra venceu as eleições no município por 9.321 votos, mesmo tendo aparecido poucas vezes.

O segundo colocado foi justamente o seu adversário no segundo turno, Carlos Eduardo Alves (PDT).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 18/10/2018 - 09:02h
Band e TCM

TV retransmite debate entre candidatos à noite de hoje


Fátima e Carlos frente a frente (Fotos: Elias Medeiros)

A TV Cabo Mossoró (TCM) reafirma a parceria com a TV Band Natal para a cobertura das Eleições 2018 também no segundo turno. O primeiro resultado deste trabalho poderá ser visto nesta quinta-feira (18).

Será a retransmissão, ao vivo, pelo Canal 10 da TCM, www.tcm10hd.com.br e aplicativo TCM 10 Play, do Debate promovido pela Band entre os candidatos ao Governo do Estado, Fátima Bezerra (PT) e Carlos Eduardo Alves (PDT).

O programa começará às 22h35 e terá 1h40 de duração.

A mediação será do jornalista Diógenes Dantas.

No primeiro turno, a emissora já retransmitira debate entre candidatos ao governo estadual.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Comunicação / Política
  • Repet
quarta-feira - 17/10/2018 - 20:50h
Segundo turno

Carlos tem tempo para vencer; Fátima não tem tempo a perder


Diante dos mais recentes números de pesquisas (três) ao Governo do Estado do RN, no segundo turno, duas constatações:

- Carlos Eduardo Alves (PDT) tem tempo para vencer e Fátima Bezerra (PT) não tem mais tempo a perder.

Para bom entendedor.

Leia também: Ibope aponta maioria de 8 pontos percentuais para Fátima Bezerra;

Leia tambémSeta dá Fátima com 12 pontos percentuais à frente de Carlos;

Leia também: Fátima tem melhor desempenho em pesquisas divulgadas;

Leia tambémCarlos tem grande crescimento e ameaça a líder Fátima.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 17/10/2018 - 19:27h
Pesquisa

Ibope aponta maioria de 8% para Fátima Bezerra


Do G1RN

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (17) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para o governo do Rio Grande do Norte. O levantamento foi realizado entre o domingo (14) e terça-feira (16) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. Nos Votos Válidos, os resultados foram os seguintes:

Fátima Bezerra (PT): 54%C

Carlos Eduardo (PDT): 46%

Na Estimulada foram assim:

Fátima Bezerra (PT): 48%
Carlos Eduardo (PDT): 42%
Em branco/nulo: 8%
Não sabe: 2%

Nos votos totais, Fátima e Carlos Eduardo estão empatados no limite da margem de erro.

Rejeição

A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para presidente. O Ibope perguntou: “Para cada um dos candidatos a governador do Rio Grande do Norte citados, gostaria que o(a) sr(a) dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele”?

Carlos Eduardo (PDT)

Com certeza votaria nele para governador do RN – 33%

Poderia votar nele para governador do RN – 18%

Não votaria nele de jeito nenhum para governador do RN – 31%

Não o conhece o suficiente para opinar – 14%

Não sabem ou preferem não opinar – 3%

Fátima Bezerra (PT)

Com certeza votaria nela para governadora do RN – 38%

Poderia votar nela para governadora do RN – 15%

Não votaria nela de jeito nenhum para governadora do RN – 33%

Não a conhece o suficiente para opinar – 10%

Não sabem ou preferem não opinar – 3%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Entrevistados: 812 pessoas em 40 cidades

Quando a pesquisa foi feita: 14 e 16 de outubro

Registro no TRE/RN: RN‐07695/2018

Nível de confiança: 95%.

Saiba mais detalhes clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quarta-feira - 17/10/2018 - 11:00h
Certus e Seta

Fátima tem melhor desempenho em pesquisas divulgadas


A Pesquisa Blog do BG/Instituto Seta divulgada à manhã desta quarta-feira (17) – é a segunda do gênero no segundo turno eleitoral do RN, este ano, com  números ao Governo do Estado. A primeira foi do Instituto Certus, sob encomenda da Federação das Indústrias do RN (FIERN), na segunda-feira (15).

Na sondagem  com base em Votos Válidos, a Pesquisa Fiern/Instituto Certus cobriu período entre os dias 10 e 13.

Na Pesquisa do Seta, os dados foram coletados entre os dias 13 e 15.

Veja abaixo o comportamento dos candidatos Fátima Bezerra (PT) da Coligação Do Lado Certo e Carlos Eduardo Alves (PDT) da Coligação 100% RN:

Fátima Bezerra tem comportamento na dianteira e com maior vantagem na pesquisa de hoje (Fotos: arquivo)

Votos Válidos

Fátima Bezerra (PT) - 53,62% (Certus) e  56% (Seta, hoje)

Carlos Eduardo Alves (PDT) - 46,38% (Certus) e 44% (Seta, hoje)

- Maioria de Fátima na Pesquisa Certus - 7,24 pontos percentuais.

- Maioria de Fátima na Pesquisa Seta (hoje) - 12 pontos percentuais.

Pesquisa Estimulada

Fátima Bezerra (PT) - 44,61% (Certus) e  42% (Seta)

Carlos Eduardo Alves (PDT) - 38,58% (Certus) e 34%(Seta)

Nenhum – 9,72% (Certus) e 16% (Seta)

Não Sabe – 6,88% (Certus) e 8% (Seta)

Não Respondeu – 0,21% (Certus)

- Maioria de Fátima na Pesquisa Certus - 6,03 pontos percentuais.

- Maioria de Fátima na Pesquisa Seta (hoje) - 8 pontos percentuais.

Leia também: Seta dá Fátima com 12 pontos percentuais à frente de Carlos;

Leia tambémCarlos tem grande crescimento e ameaça a líder Fátima.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 17/10/2018 - 10:20h
Pesquisa

Seta dá Fátima com 12 pontos percentuais à frente de Carlos


Por encomenda do Blog do BG, o Instituto Seta do Natal apresenta nesta quarta-feira (17) sua primeira pesquisa eleitoral do segundo turno no Rio Grande do Norte.

Veja abaixo os números ao governo estadual.

Votos Válidos Em relação aos votos válidos, Fátima Bezerra (PT) da Coligação Do Lado Certo tem 56% contra 44% do concorrente Carlos Eduardo Alves (PDT) da Coligação 100% RN.

A maioria é de 12 pontos percentuais.

Pesquisa Estimulada

Na Pesquisa Estimulada, a candidata Fátima Bezerra lidera com 42% das intenções de voto, enquanto Carlos Eduardo Alves soma 34%. Não Souberam ou Não responderam tem total de 8% e Brancos e Nulos somaram 16%.

Nessa modalidade de pergunta (quando o nome dos candidatos é apresentado ao entrevistado), a dianteira da petista é menor, chegando a 8 pontos percentuais.

Sobre a pesquisa

A pesquisa ouviu 1.300 eleitores de todas as regiões do estado entre os dias 13 e 15 de outubro. Foi registrada na Justiça Eleitoral sob os protocolos RN-00988/2018 e BR-08895/2018. Sua margem de erro é de 3% com confiança de 95%.

Leia também: Carlos tem grande crescimento e ameaça a líder Fátima.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 15/10/2018 - 22:00h
Coluna do Herzog

O caráter punitivo do novo “voto útil”


Por Carlos Santos

O comportamento do eleitor nas urnas, este ano, produziu um novo conceito de “voto útil”. Ao contrário do que a Ciência Política define em seus compêndios ou em extensas teorias, votar útil passou a ser uma escolha para expurgo de favoritos, em vez de opção por alguém em especial.

Teve caráter punitivo, que se diga.

Esse fenômeno aconteceu por todo o país. Produziu mudanças consideráveis no Congresso Nacional e legislativos estaduais. Surpreendeu-me positivamente, porque é resultado da própria indignação do povo que selecionou outros personagens em vez de se anular.

Essa tsunami também não ficou localizada à esquerda ou a direita. Foi generalizada. A Câmara Federal terá menor número de sindicalistas, como também boa parte dos líderes da reforma trabalhista não retornará. Dos 32 senadores candidatos à reeleição, apenas oito se elegeram. Ou seja, 75% de mudanças. Na Câmara Federal, 157 deputados (43% dos 362 que eram candidatos à reeleição) não tiveram a aprovação.

Congressistas e os maiores partidos do país fizeram esforço graúdo à aprovação de uma minirreforma política que tecnicamente tornaria mais difícil a eleição de novidades. Encolheram as campanhas (45 dias), reduziram tempo em rádio e televisão, restringiram a propaganda nas ruas e aumentaram fundos partidário-eleitorais, além de outras medidas.

Não deu certo. Não combinaram com a massa-gente.

A revolta popular contra a política, os políticos e os partidos marchava para número alarmantes do chamado não voto (branco, nulo principalmente e abstenção), contudo terminou calibrada para exclusão de velhos caciques, políticos profissionais e muita gente às voltas com a justiça.

A campanha do voto nulo que favorecia indiretamente os políticos mais tradicionais, acabou perdendo para esse voto tático. A manobra de 180 graus do eleitor, que parece extraída da “teoria dos jogos”, é uma agradável surpresa para a jovem democracia brasileira, que quase não conhece alternância no poder, mas precisa promovê-la pela soberania popular, ou seja, o voto.

Como diz o reeleito deputado federal Tiririca, “pior que tá, não fica“. Será? Veremos, veremos!

PRIMEIRA PÁGINA

Fátima Bezerra ganha apoio do PSB em forma de combo – No final de semana, a candidata ao governo estadual pela Coligação Do Lado Certo, senadora Fátima Bezerra (PT), recebeu apoio do PSB com o deputado federal reeleito Rafael Motta (veja AQUI). No “combo”, o PSB incluiu o deputado estadual não reeleito Ricardo Motta. O parlamentar que enfrenta várias denúncias de corrupção ganhou espaço até para discurso efusivo ao lado da candidata, com farta divulgação em redes sociais. Quem precisa de adversário, hein?

Ricardo Motta discursa e é saudado no apoio do PSB e dele à Fátima e ao vice Antenor Roberto (Foto: divulgação)

Rosalba Ciarlini ‘descobre’ após quase nove anos que é a ‘mãe’ dos IF’s – No final de semana, a prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) espalhou gravação em áudio e prints em redes sociais, garantindo que é a ‘mãe’ da série de Institutos Federais (IF’s) implantados/construídos no RN. Ainda provocou a senadora/candidata Fátima Bezerra (PT), tratando-a por “oportunista e mentirosa” – veja AQUI. Esquisito: a “Rosa” só percebeu o próprio feito agora, em plena corrida eleitoral, após ter saído do Senado em 2010, participado de várias campanhas e nunca ter apresentado a iniciativa como um feito seu. Vá entender. Deduzo que talvez tenha sido por modéstia ou esquecimento.

Bota-fora da velha guarda surpreende e promove aposentadorias – O “não” nas urnas que os senadores Garibaldi Alves Filho (MDB) e José Agripino (DEM) ouviram praticamente encerrou carreira de ambos. Colecionaram vitórias ao Senado e governo estadual, além de outros êxitos eletivos como é o caso de Garibaldi, que também foi deputado estadual e prefeito eleito do Natal. Contudo, é simplista se definir o insucesso de ambos como uma situação localizada no RN e particular do eleitor potiguar. Uma olhada no quadro eleitoral do país, logo permitirá que vejamos que eles foram atingidos por um cataclismo nacional. Agripino chegou a ser aconselhado por amigos a não abrir mão da disputa ao Senado, mas terminou tentando sobreviver concorrendo à Câmara Federal. Mas nem aí escapou. Ficou apenas como segundo suplente, atrás de Beto Rosado (PP). Garibaldi foi o quarto colocado ao Senado (veja AQUI).

Bolsonaro é a estrela em lugar de Rosalba (Foto: divulgação)

Bolsonaro passa a ser protagonista para dar fôlego ao rosalbismo – A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) deixou de ser principal cabo eleitoral da candidatura ao governo de Carlos Eduardo Alves (PDT) e do vice Kadu Ciarlini (PP), seu filho, em Mossoró. Apesar de sua importância no universo paroquial, quem surfa como puxador de votos e principal estrela é o candidato Jair Bolsonaro (PSL). A foto do capitão substitui a figura de Rosalba, utilizada em larga escala no primeiro turno. A ordem é associar ao máximo a chapa estadual a Bolsonaro, fomentando o antipetismo como mal menor do que a perpetuação oligárquica. Paradoxalmente, o rosalbismo ganha novo fôlego sem Rosalba como protagonista. Coisas da política.

Eleição está encaminhada para Bolsonaro; disputa estadual segue indefinida – É pouco provável que Fernando Haddad (PT) consiga reagir e atropelar o primeiríssimo colocado em pesquisas e vencedor do primeiro turno, Jair Bolsonaro (PSL). A campanha caminha para consolidar vitória do seu adversário. Mas em relação à disputa estadual, não. O cenário é de indefinição, não obstante dianteira de Fátima Bezerra (PT) em relação a Carlos Eduardo Alves (PDT). Menos de duas semanas pela frente, tudo poderá acontecer. Quem errar menos, leva.

Narrativa do “gópi” contra Dilma não tem amparo nas urnas – Derrotada na disputa por uma vaga ao Senado em Minas Gerais, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) é uma das grandes frustrações petistas do pleito do último dia 7. Também foi figura jogada de lado e intencionalmente escanteada na campanha presidencial, tamanho seu desgaste para campanha de Fernando Haddad (PT). A militância inorgânica que é treinada para repetir bordões, chavões, clichês e versões de cima para baixo, sem questionar, testemunhou outro duro “gópi”. Segundo a teoria conspiratória, a “presidenta” foi ejetada do poder por ser honesta e fazer um grande governo. Nas ruas e nas urnas, o povo não entendeu assim.

Vários mantras petistas caem por terra; e o #EleNão? – O petismo precisa repensar um monte de coisas depois da campanha nacional deste ano. Há meses que prega o “Lula livre”, mas Lula continua preso. Gasta saliva desde 2016 com o “É golpe” e a grande maioria da população ignora essa tese conspiratória. O “Fora, Temer” saiu de moda e o presidente não deixou o Palácio do Planalto. Sobrou o #EleNão. As urnas no dia 28 próximo vão dizer se “sim” ou “não”.

Bolsonarismo dá desmontração de força como movimento político

É cedo, em minha ótica, para se afirmar que Jair Bolsonaro (PSL) produz um movimento político – o “bolsonarismo” – equivalente em peso, à direita, ao “lulismo”. Porém é inquestionável a força avassaladora desse fenômeno por todo o país, das grandes cidades aos rincões, com militância tão ativa quanto a petista. No primeiro turno, ele venceu em 18 estados e Distrito Federal. Lembra Lula em 2006, vitorioso contra Geraldo Alckmin (PSDB) ao ganhar em 19 estados e DF, reelegendo-se no segundo turno.

Em 2002, sua primeira eleição, Lula alcançou 46,44% dos votos válidos no primeiro turno e somou 39.455.233 votos, com vitória em 23 estados e DF, contra José Serra (PSDB).

No primeiro turno deste ano, Bolsonaro obteve 49.276.990 votos (46,03%). Encarou 12 adversários, contra cinco de Lula àquele ano. Em 2002, o PT fez 90 deputados federais, puxados por Lula. Foi a maior bancada (aumento de 55,2%).

Em 2018, o partido de Jair Bolsonaro, o PSL, elegeu 52 deputados federais e virou a segunda maior bancada da Câmara. A sigla só perde para o PT, que teve 56 candidatos eleitos. Em 2014, só elegera um parlamentar, saltando para oito devido transferências no curso da atual legislatura. Em 2002, Lula venceu o segundo turno com 52.793.364 (61,27%). Jair Bolsonaro poderá superar essa marca recorde no país.

Mais pesquisas serão divulgadas - Na quarta-feira (17), o RN terá pesquisa do Ibope para Governo do Estado no Segundo Turno. Também haverá pesquisa do Instituto Seta. Mais dois trabalhos que devem tirar o fôlego de muita gente.

Tio e sobrinho devem participar de discussões políticas em Mossoró – Primeiro suplente de deputado federal na Coligação Renova RN, o ex-prefeito de Almino Afonso, Lawrence Amorim (SD), terminou eleição com 10.153 votos em Mossoró. Seu tio e também ex-prefeito do mesmo município, o médico Bernardo Amorim (Avante), foi eleito à Assembleia Legislativa com 42.049 votos, o terceiro mais votado à Casa. Só em Mossoró, ele obteve 4.543 votos. Os dois, mesmo em faixas político-eleitorais distintas, querem participar das discussões políticas em Mossoró, com vistas ao pleito de 2020. Muito do que acontecerá adiante, logicamente, dependerá do resultado do segundo turno.

EM PAUTA

Cartola – O espetáculo teatral-musical “Cartola simplesmente divino” vai ser apresentado à noite da próxima quinta-feira (18) no Teatro Riachuelo, no Midway Mall em Natal. Retrata a vida e a arte do compositor Cartola.

Dom Mariano – Dom Mariano Manzana, sexto bispo de Mossoró, completará 14 anos de bispado nessa quarta-feira (17). Sua posse aconteceu no dia 17 de outubro de 2004, na Catedral de Santa Luzia.

Advogados – A disputa pela controle da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional do RN, promete ser mais acirrada do que nunca este ano. As eleições vão ocorrer no próximo mês.

Dia 12 – Marília Mendonça, a dupla Zé Neto & Cristiano e Cavaleiros do Forró serão as trações da tradicional festa do dia 12 de Dezembro, véspera do feriado de Santa Luzia em Mossoró. A promoção é da empresa Gondim & Garcia.

SÓ PRA CONTRARIAR

Eleição no RN é baseada no artificialismo estratégico antipetismo x antioligarquias. Assim, nenhum dos lados precisa tratar do que realmente interessa.

GERAIS… GERAIS… GERAIS…

Prepare-se: o horário de verão começará no dia 4 de novembro próximo. Relógios precisarão ser adiantados em uma hora. Nós, desse lado de cá, ficaremos com um cochilo a mais.

Obrigado à leitura do Nosso Blog Walter Gomes (Brasília),  Paulinho Almeida (Mossoró) e  Jânio Rêgo (Feira de Santana-BA).

Veja a edição anterior da Coluna do Herzog (01/10) clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
sábado - 13/10/2018 - 14:44h
Segundo turno

Após apoiar Robinson, PSB desembarca na aliança de Fátima


Apoiadores e candidatos posaram para fotografia hoje em Natal (Foto: cedida)

O PSB do Rio Grande do Norte anunciou, na manhã deste sábado (13), apoio à candidatura ao Governo do Estado da senadora Fátima Bezerra (PT), da Coligação Do Lado Certo. No primeiro turno, o PSB estava na Coligação Trabalho e Superação, que tinha o governador Robinson Faria (PSD) como nome à reeleição.

O anúncio foi feito na sede do Diretório Estadual do partido, em Natal, pelo seu presidente, o deputado federal Rafael Motta, e contou com representações de 70 municípios.

Fátima, seu vice Antenor Roberto (PCdoB) e outros representantes da coligação foram recebidos pelo PSB potiguar.

“Apesar de existir um entendimento nacional entre os partidos, essa é uma escolha com motivações locais. Conheço Fátima e nós defendemos muitas bandeiras juntos, em Brasília”, disse Rafael.

O deputado federal reeleito salientou que as representações dos 70 municípios que foram pessoalmente ao partido manifestaram interesse no apoio à Fátima Bezerra.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sexta-feira - 12/10/2018 - 23:22h
Eleições 2018

A estrela é Isolda Dantas

Vereadora consegue uma série de feitos político-eleitorais ao conquistar mandato estadual no RN

Ela e sua equipe calculavam que seria possível amealhar uns 23 mil votos em todo o estado. Se sua coligação elegesse uns três nomes, a terceira vaga não ficaria com outra candidatura. Erraram feio. A vereadora Isolda Dantas (PT) foi mais além, bem mais além. A Coligação Do Lado Certo (PT/PCdoB/PHS) fez três deputados estaduais e ela foi a mais votada.

Isolda foi a 13ª mais votada entre os 24 eleitos à Assembleia Legislativa, no pleito do último dia 7 de outubro. Ao todo, a parlamentar da Câmara Municipal de Mossoró, originária de Patu, obteve 32.963 votos.

Acabou sendo votada em 166 dos 167 municípios do Rio Grande do Norte. Só em João Dias na região Oeste, é que não ninguém lembrou de digitar o número 13.123 dessa socióloga de 44 anos.

Isolda Dantas foi votada em 166 dos 167 municípios do Rio Grande do Norte no dia 7 (Foto: Wigna Ribeiro)

Tem mais: em Natal, chegou a somar 9.172 votos, ficando em 9º lugar. Foi mais votada na capital do que 17 dos eleitos, ficando para trás também alguns deputados que não conseguiram se reeleger, como Jacó Jácome (PSD) e Márcia Maia (PSDB). Até Adjuto Dias, filho do prefeito natalense Álvaro Dias (MDB), totalizou menos votos do que ela em Natal e não se elegeu.

Em Mossoró, outro feito obtido por Isolda: foi o quarto nome mais bem votado, com 11.031 votos e quebrou uma sina que perdurava desde os anos 90. O último vereador local a ser eleito deputado estadual foi Francisco José (pai) pelo PFL, em 1994, portando há 24 anos.

A eleição de Isolda Dantas é relativamente uma surpresa. Os números, contudo, indicam que não exatamente.

Eleita à Câmara Municipal de Mossoró em 2016, Isolda Dantas também conquistou a presidência local do PT logo em seguida, enfrentando correntes internas antiquadas, modorrentas e que transformaram o partido num paquiderme sem qualquer mobilidade.

Ela chega à Assembleia Legislativa como um tônico partidário no plano estadual, mas também dando mostras no ambiente local de que rejuvenesceu e tornou o partido mais dinâmico e audaz.

União com “Bonas”

Em sua estratégia de campanha, Isolda Dantas intensificou mobilização ao lado de movimentos sociais e organizações populares. Mas dilatou sobremodo seu capital, ao tabelar com Natália Bonavides (PT), vereadora em Natal também em seu primeiro mandato, sendo içada à pulverização de votos em praticamente todo estado.

A performance na capital advém daí, da simbiose com “Bonas”, como carinhosamente a militância trata Natália Bonavides, eleita à Câmara Federal como primeiro nome na mesma coligação.

Isolda Dantas tem diante de si um latifúndio político incomum para ela, para a esquerda e para a oposição não-Rosado em Mossoró, em toda sua história. É muita responsabilidade.

Outro deputado estreante

Ocupará esse espaço com mais um novato na Casa, o servidor público federal e engenheiro Allyson Bezerra (SD), outro caso surpreendente de vitória eleitoral a partir de Mossoró. Os dois, mesmo que em faixas políticas diferentes, têm uma missão representativa incomensurável no legislativo potiguar.

O sobrepeso aumenta porque pela segunda eleição consecutiva os Rosados não conseguem eleger ninguém para a AL, também perdendo o assento que possuíam na Câmara dos Deputados com Beto Rosado (PP). E o vácuo é bem maior do que parece, porque na oposição também há perdas.

Os insucessos eleitorais expressivos de Tião Couto (PR) e Jorge do Rosário (PR) – veja AQUI alargam o território que precisa ser ocupado. Não há vácuo em política.

Contudo é precipitado se preconizar um papel de protagonismo para um deles ou ambos, mais adiante. A conjuntura à época da eleição municipal em 2020, o quadro administrativo da gestão Rosalba Ciarlini (PP) até lá e os desdobramentos das eleições ao governo estadual/federal no próximo dia 28, é que formarão parte do cenário que existirá adiante.

Por enquanto, vale comemorar muito. Merecem.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 12/10/2018 - 17:30h
Agressões

Tribunal medieval da estupidez julga e pune vice-prefeita


Ao folhear páginas de redes sociais, sem maiores pretensões além do próprio hábito de fazê-lo, deparo-me com vídeo em que a vice-prefeita mossoroense Nayara Gadelha (PP) aparece ao lado do candidato à Presidência da República pelo PSL, capitão Jair Bolsonaro.

Apresenta-se como sua eleitora nesse segundo turno. No primeiro, ela foi de Ciro Gomes (PDT), seguindo orientação do governismo municipal.

Sob a ótica política e pessoal, compreensível. O bloco antagônico ao grupo em que ela está inserida, o rosalbismo, passa a adotar essa opção no segundo turno em contraponto à candidatura presidencial de Fernando Haddad (PT) e de Fátima Bezerra (PT) ao governo estadual.

Normalíssimo, que se diga.

Estranho mesmo é o linchamento moral, o escárnio e as agressões hidrófobas vomitadas nos comentários por centenas de pessoas, pelos mais variados motivos; do político ao pessoal, do ideológico ao fisiológico. Porque pensam e possuem escolhas diferentes àquelas feitas por ela, acreditam que têm o direito a massacrá-la.

De antemão, aviso: não tenho relação de amizade, convivência social, negócios ou afinidade política com a vítima ou seus familiares. Meus contatos não passam de acenos comuns à cordialidade. Nada mais.

Não votei nela e na prefeita Rosalba Ciarlini (PP); provavelmente não votarei se forem candidatas à reeleição. Nem por isso me acho no direito de agredi-las, por pensar e agir diferente de ambas. Critico-as, se assim considerar cabível.

Também não sou militante ou eleitor de Bolsonaro.

Até aqui, confesso que não vi ou fui informado, de qualquer manifestação deletéria ou grosseira da vice-prefeita nas redes sociais ou ambiente real, capaz de provocar essa erupção de ódio e até de traços de recalque em relação à sua privilegiada condição pessoal.

Há soluções para essa doença social? Há-as, sim.

Precisamos ter respeito à diversidade, às diferenças, ao contraditório. Aprendamos a coabitar, conviver… a ouvirmos os antagônicos. Essa “Guerra da Secessão” que racha a sociedade brasileira é um passo atrás, rumo à barbárie.

Em pleno Século XXI, essa gente se comporta como se fizesse parte de um tribunal medieval de inquisição: julga e pune quem bem entende, conforme sua vontade e métodos.

Nayara: mantenha o vídeo no ar e não recue.

A propósito, a enorme maioria ou totalidade dos detratores sequer terá coragem de lhe encarar na rua. Mudará bruscamente de calçada, desviará o olhar ou recorrerá ao celular para simular que fala com alguém.

Isso também é da natureza dos covardes. Releve.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Opinião da Coluna do Herzog
  • Repet
sexta-feira - 12/10/2018 - 09:32h
Segundo Turno

Psol une forças contra Bolsonaro e oligarquias do RN


Antenor Roberto, Robério Paulino, Fátima Bezerra, Carlos Alberto e Daniel Morais: união no estado (Foto: divulgação)

Nessa quinta-feira (11), o candidato ao governo pelo Psol no primeiro turno, professor Carlos Alberto Medeiros, o candidato a deputado estadual Robério Paulino e o presidente estadual da mesma sigla, Daniel Morais, entregaram carta de formalização de apoio partidário à candidata ao governo pelo Coligação Do Lado Certo, senadora Fátima Bezerra (PT).

O encontro foi em Natal, também com a presença do candidato a vice-governador pela Coligação Do Lado Certo, Antenor Roberto (PCdoB).

Justificativa

“O partido decidiu pelo apoio à professora Fátima sem qualquer condição, sem qualquer exigência, pelo critério de derrotar o candidato Jair Bolsonaro (PSL) nacionalmente, que representa um grande retrocesso, e aqui as oligarquias do Estado”, declarou Robério Paulino – que em 2014 foi candidato ao governo estadual, obtendo 129.616 votos.

No primeiro turno, o desempenho do Psol nas eleições no RN oportunizou a eleição do vereador natalense Sandro Pimentel à Assembleia Legislativa com 19.158 votos, em chapa própria da sigla.

Ao todo, os candidatos da legenda obtiveram 69.817 votos à AL.

Já o candidato ao governo pela legenda, professor Carlos Alberto Medeiros, empalmou 31.306 votos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 11/10/2018 - 20:30h
Do Lado Certo

Natal, Mossoró e Parnamirim são prioridades no 2º turno


Estratégia de campanha no segundo turno da Coligação Do Lado Certo está planificada numa tríade: Natal, Mossoró e Parnamirim.

Na visão dos estrategistas da candidatura ao governo da senadora Fátima Bezerra (PT), a maioria de 222.217 mil votos, ou seja, 13,72 pontos percentuais, pode ser ampliada nesses municípios.

No primeiro turno, Fátima Bezerra e seu vice Antenor Roberto (PCdoB) venceram em 149 municípios. Carlos Eduardo Alves (PDT)-Kadu Ciarlini (PP), chapa adversária, em 13.

Em Natal e Parnamirim, Fátima e Antenor sofreram derrotas, mas venceram em Mossoró.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 11/10/2018 - 10:10h
Em Natal

Tião Couto e Jorge do Rosário negociam apoio à Fátima Bezerra


Tião e Jorge do Rosário: agora é Fátima (Foto: arquivo)

Os empresários Tião Couto (PR) e Jorge do Rosário (PR) conversam às 11h desta quinta-feira (11) em Natal com a candidata ao governo estadual pelo PT, senadora Fátima Bezerra.

Eles devem formalizar apoio ao seu nome nesse segundo turno.

No primeiro turno, Tião foi vice na chapa do governador Robinson Faria (PSD), ficando em terceiro lugar no RN.

Quanto a Jorge do Rosário, terminou a disputa como quarto suplente à Assembleia Legislativa, na Coligação Trabalho e Superação. Obteve 23.511 votos no total.

Disputas eleitorais

Em Mossoró, a chapa Robinson-Tião ficou na quarta posição, com apenas 8.996 votos.

Em 2016, Tião e Jorge formaram chapa a prefeito e vice, estreando na política partidária. Ficaram em segundo lugar com 51.990 votos (39,39%).

Nesta manhã, o Blog Saulo Vale tinha antecipado que os dois estavam em marcha batida para candidatura de Fátima e do vice Antenor Roberto (PCdoB). Rapidamente houve o desmentido através de uma “Nota de Esclarecimento”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 10/10/2018 - 09:28h
RN

PT é campeão de votos de legenda nas eleições 2018


O Partido dos Trabalhadores (PT) não foi apenas o campeão de votos ao Governo do Estado do RN no pleito de domingo (7). Também foi o que mais elegeu deputados federais (dois) e o que alcançou mais votos de legenda à Assembleia Legislativa e à Câmara Federal.

A performance da sigla já tinha sido boa no pleito de 2014, sendo a campeã de votos de legenda à Câmara Federal e a segunda colocada à Assembleia Legislativa.Quem caiu em termos de fidelização foi o MDB, que foi o mais votado à AL e o segundo mais votado à Câmara dos Deputados.

Quem cresceu de uma campanha para outra foi o PSDB, que foi o segundo mais votado à AL e à Câmara Federal. Veja abaixo os números:

Votos de Legenda a Federal – 2018

PT – 16.327 (1,01%)

PSDB -  12.119 (0,75%)

PDT – 10.467 (0,65%)

MDB - 6.640 (0,41%)

PSD - 3.093 (0,19%)

Votos de Legenda a Estadual – 2018

PT - 20.645 (1,22%)

PSDB - 18.694 (1,11%)

MDB - 9.760 (0,58%)

PSL - 5.417 (0,32%)

PSD - 4.891 (0,29%)

Em 2014, o PMDB (hoje, MDB) foi o campeão de votos de legenda a deputado estadual com 19.365 (1,17%). Tinha a candidatura ao governo do deputado federal Henrique Alves puxando essa tendência, além da própria tradição municipalista e longevidade da legenda concorrendo para isso.

Mesmo assim, à época, o PT dava demonstração de fidelização de militância e simpatizantes, com 17.164 (1,04%).

O PSD, partido do governador eleito Robinson Faria, que tentou a reeleição este ano, obteve 9.157 (0,55%), sendo o terceiro mais votado.

Federal

Na disputa à Câmara Federal, o PT em 2014 teve mais votos de legenda do que em 2018 à Câmara Federal, apesar de não ter elegido ninguém, diferente deste ano com eleição de Natália Bonavides e Fernando Mineiro. Foram 29.933 (1,89%) votos naquele ano.

O PMDB também foi bem, mas teve bem menos votos de legenda, com 15.956 (1,01%), sendo a segunda sigla mais votada nesse item.

Atrás dele, o PSD do governador eleito Robinson Faria com 8.950 (0,57%)

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 09/10/2018 - 21:30h
Datafolha

Primeira pesquisa presidencial sairá nesta quarta-feira


A primeira pesquisa presidencial do segundo turno será do Instituto Datafolha.

Todas as entrevistas serão realizadas nessa quarta-feira (10), com divulgação às 19h00 nos site Folha.com e G1.

A disputa presidencial coloca frente a frente os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

No primeiro turno, Bolsonaro emplacou 49.276.990 votos (46,03%) contra 31.342.005 votos (29,28%) de Haddad.

A vantagem pró-Bolsonaro foi de 17.934.985, ou seja, de 16,75%.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 08/10/2018 - 15:53h
Justiça Eleitoral

Mineiro pode perder vaga à Câmara Federal para Beto Rosado


Mineiro e Beto: um ou outro (Foto: Web)

Do Blog da Chris

Uma luz no fim do túnel para o rosalbismo.  O grupo da prefeita Rosalba Cairlini (PP) amanheceu otimista em relação à situação do deputado federal Beto Rosado (PP). Ele não se reelegeu (veja AQUI). O eleito na última vaga foi Fernando Mineiro (PT).

A Coligação 100% RN I, da qual faz parte o deputado Beto Rosado (PP), teve os registros de candidaturas de Kerinho (PDT) e Jumária Mota (Podemos) indeferidos pela Justiça Eleitoral. Os dois juntos somaram 15.621 votos.

Kerinho, segundo informações colhidas pelo blog, teve sua candidatura indeferida porque não apresentou a declaração de escolaridade. Mas, já recorreu e apresentou o comprovante.

Ou seja, a coligação do PT obteve um total de 308.794 votos e a do deputado Beto Rosado, 299.882, sem os votos dos dois, Kerinho e Jumaria que somaram 15.621 votos. Sendo computados o votação dos indeferidos, a coligação 100% RN I passaria para 315.503 conseguindo eleger um deputado federal.

Se ocorrer essa mudança, sairá Mineiro e entrará o deputado Beto Rosado.

O Rosalbismo amanheceu a segunda-feira confiante nesta reviravolta. Aguardemos!

Nota do Blog Carlos Santos – O deputado Beto Rosado, seu pai e ex-deputado federal Betinho Rosado e o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado desde cedo estão em Natal tratando de pauta política. Na agenda, esse assunto delicadíssimo.

Leia também: Carlos Augusto apressa conversas para o segundo turno.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sexta-feira - 05/10/2018 - 19:11h
Eleições 2018

Material irregular de propaganda eleitoral é apreendido


Apreensão foi hoje (Foto: MPE)

Na manhã desta sexta-feira (5), 545 panfletos, adesivos e santinhos irregulares foram apreendidos em um comitê de campanha do Partido dos Trabalhadores (PT) na cidade de Currais Novos. O material apresenta a menção ao ex-presidente Lula (PT) como candidato à Presidência.

O mandado de busca e apreensão foi determinado pelo juízo da 20ª Zona Eleitoral foi cumprido pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio da Promotoria de Justiça da cidade, com apoio da Polícia Militar.

Luiz Inácio Lula da Silva teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que autorizou, os juízes auxiliares da propaganda eleitoral – em todo o país – a mandar apreender qualquer material que constatassem nessa condição, ressalvados, porém, os impressos em que Lula aparece apenas como apoiador, a exemplo do que utiliza o slogan “Haddad é Lula”.

Inúmeras denúncias

Em alguns estados foi detectada a continuidade da utilização e da distribuição do material proibido, mesmo depois da decisão do TSE.

No Rio Grande do Norte, inúmeras denúncias têm chegado ao Ministério Público Eleitoral, inclusive instruídas com vídeos e fotografias do material verificado.

Os encaminhamentos dessa apreensão serão adotados no âmbito da investigação, que transcorre na Promotoria Eleitoral da 20ª Zona Eleitoral.

Com informações do MPE/RN.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 05/10/2018 - 08:40h
Pesquisa Fiern/Certus

Fátima estaciona na reta final e Carlos mantém crescimento

Números mostram que folga que petista tinha para vencer no primeiro turno foi reduzida por pedetista

A Quinta Pesquisa Fiern/Certus Retratos da Sociedade tem números divulgados nesta sexta-feira (5). A anterior foi publicizada no domingo (23) passado (veja AQUI), encomendada ao Instituto Certus (com exclusividade) pela Federação das Indústrias do Estado do RN (FIERN).

Foi realizada realizada de 30 de setembro (domingo) a 3 de outubro (quarta-feira). Foram 1.410 entrevistas, com eleitores maiores de 16 anos, em 8 regiões do RN, margem de erro 3% e intervalo de confiança de 95%.

Simplificadamente, pode ser dito que por esse levantamento haverá segundo turno. O fenômeno do “voto útil” é que talvez possa alterar essa tendência.

Fátima tem dianteira em todos os cenários, inclusive em simulação para segundo turno (Foto: Web)

A candidata da Coligação Do Lado Certo, senadora Fátima Bezerra (PT), obteve 46,91% dos votos válidos. Mas a soma dos adversários chegou a 53,08%. Na pesquisa passada, Fátima tinha 49,76%, mas a totalização dos sete adversários chegava a 50,23%.

Pesquisa após pesquisa o candidato Carlos Eduardo Alves (PDT) encurta a maioria imposta por Fátima Bezerra (PT). Ela possuía vantagem de 15,03 pontos percentuais em relação ao pedetista no dia 23 de setembro e agora os números encolheram para 10,28 pontos percentuais de maioria.

Carlos Eduardo cresceu 4,61 pontos percentuais nesses poucos dias, enquanto que a primeira colocada numericamente encolheu 0,14%, movimento microscópico dentro da margem de erro. Ou seja, estacou.

No item rejeição, o duelo entre ambos favorece Carlos Eduardo. Ele está com 8,34% (tinha 9,49% na anterior), enquanto Fátima o supera com 14,66% (tinha 13,30% na anterior). O campeão é Robinson Faria (PSD), com  36,42% (tinha 36,10% na anterior).

Um alento para Fátima Bezerra, contra Carlos Eduardo da Coligação 100% RN, é que numa simulação de embate entre ambos no segundo turno, os números a princípio a favorecem.

A petista aparece com 46,10%, enquanto Carlos Eduardo soma 35,60%.

Veja abaixo, os números ao Governo do Estado.

Estimulada

Fátima Bezerra (PT) – 36,10% (tinha 36,24% na anterior)

Carlos Eduardo (PDT) – 25,82% (tinha 21,21% na anterior)

Robinson Faria (PSD) – 9,65% (tinha 10,43% na anterior)

Brenno Queiroga (SD) – 2,70% (tinha 1,99% na anterior)

Nenhum – 17,80%

Não sabe – 5,25%

Espontânea

Fátima Bezerra (PT) – 26,67%

Carlos Eduardo (PDT) – 18,72%

Robinson Faria (PSD) – 7,30%

Não Sabe – 24,75%

Nenhum – 19,08%

Não Respondeu – 0,85%

Votos Válidos

Fátima Bezerra (PT) – 46,91% (tinha 49,76% na anterior)

Carlos Eduardo (PDT) – 33,55% (tinha 29,11% na anterior)

Robinson Faria (PSD) – 12,53% (tinha 14,31% na anterior)

Brenno Queiroga (SD) – 3,50% (tinha 2,73% na anterior)

Prof. Carlos Alberto (PSOL) – 2,58% (tinha 2,63% na anterior)

Rejeição

Robinson Faria (PSD) – 36,42% (tinha 36,10% na anterior)

Fátima Bezerra (PT) – 14,66% (tinha 13,30% na anterior)

Carlos Eduardo (PDT) – 8,34% (tinha 9,49% na anterior)

Rejeita Todos – 17,65%

Rejeita Nenhum – 15,11%

Simulação para Segundo Turno

Fátima Bezerra (PT) – 46,10%

Carlos Eduardo (PDT) – 35,60%

Nenhum – 13,90%

Não sabe 4,40%.

A Quinta Pesquisa Fiern/Certus teve os seguintes registros na Justiça Eleitoral: Registros BR-01666/2018 e RN-05819/2018.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quarta-feira - 03/10/2018 - 22:50h
Pesquisa FM 98.9/Blog do BF/Consult

Álvaro e Rosalba atenuam desgaste; chapa Carlos-Kadu sobe


Álvaro, Carlos e Rosalba: força na reta final (Foto: PDT)

A reprovação das gestões Álvaro Dias (MDB) em Natal e Rosalba Ciarlini (PP) em Mossoró, prefeitos que apoiam a chapa Carlos Eduardo Alves (PDT)-Kadu-Ciarlini (PP) ao governo, não tem impactado muito nas intenções de voto para esses candidatos.

Os dois prefeitos equilibram esse incômodo de avaliação, numa fase da disputa em que paralelamente há crescimento dessa chapa em ambos municípios.

Segundo a recente pesquisa FM 98.9/Blog do BG/Instituto Consult, Álvaro Dias tem 33,77% de Reprovação, contra 24,42% de Aprovação. Na pesquisa anterior, em 10 de setembro, aparecia com 38,7% de Reprovação e 28,05% de Aprovação. Portanto atenuou o desgaste.

Quanto à Rosalba aconteceu recuou mínimo de Reprovação de uma sondagem para outra, mas teve melhoria na Aprovação. Em 10 de setembro, a Reprovação era de 49,17%. Agora, o percentual chega a 48,33%.

Ela tinha 37,5% de Aprovação e agora possui 40%.  Um número que atenua a Reprovação ainda significativa.

Crescimento

Em agosto, a chapa Carlos Eduardo-Kadu perdia de 24,7% a 22,9%, virou 30,1% contra 23,4% em setembro e soma nessa pesquisa 34% contra 28,1% de Fátima Bezerra (PT) em Natal. É uma maioria de 5,9 pontos percentuais para eles.

Em Mossoró, Carlos e Kadu tiveram aumento expressivo de 11,7 pontos percentuais da pesquisa de setembro para essa atual e chegaram a 22,5%. Fátima e seu vice Antenor Roberto (PCdoB) ainda vencem em Mossoró, mas agora com 5% de maioria, pois somaram 27,5%.

Em agosto, a chapa Fátima-Antenor possuía 11,6 pontos percentuais à frente de Carlos Eduardo-Kadu.

Veja AQUI a pesquisa anterior quanto à avaliação administrativa dos governos.

Leia também: Alta reprovação se mantém em final de campanha;

Leia também: Grandes colégios eleitorais devem definir nomes ao Senado;

Leia tambémStyvenson reforça primeiro lugar ao Senado; disputa está indefinida;

Leia tambémCarlos Eduardo cresce mais e pode levar disputa ao segundo turno;

Leia tambémCampanhas em Natal e Mossoró são decisivas no 1º turno.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 02/10/2018 - 22:34h
Segundo turno

Disputa de rejeitados


Por François Silvestre

O segundo turno será a disputa dos rejeitados. O Lula, que é tudo e todos no PT, cujo partido e individualidades não existem, só o divino Lula e seu acólito Zé Dirceu, o Mourão de Lula, contra os anti-petistas, que votariam em qualquer um contra essa divindade lulista.

Bolsonaro não é ninguém. É apenas o fantoche de uma rejeição monstruosa parida nesse maniqueísmo. Uma catarse que a ignorância oferece a um momento de culpa social. Uma penitência a purgar a sociedade pelos erros de escolha.

Muito triste.

Miserável tempo, que oferece saudade dos tempos de chumbo.

Eu nunca imaginei que teria essa saudade.

No meio da desgraça daquele tempo, o miasma do sangue coagulado nas vestes do torturado exalava um “estranho cheiro de súplica”.

Hoje, não há cheiro nenhum, só o fedor do suor de sovacos dos farsantes carregados por multidões de idiotas.

O preço por isso será cobrado antes e muito antes do que se espera.

Os vivos verão.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Artigo / Opinião
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.