domingo - 25/02/2018 - 10:32h
COLUNA DO HERZOG

A tragédia da omissão que se repete na terra do já-teve


Por Carlos Santos

A Universidade do Estado do RN (UERN) vive um momento crucial de sua história, que se aproxima dos 50 anos. Apesar de toda essa longevidade, ela não está firme, forte e consolidada.

Em boa parte, essa instabilidade pode e deve ser creditada à própria fragilidade do erário estadual e uma conjuntura nacional delicada. O governador Robinson Faria (PSD), chanceler da instituição estadualizada ainda nos anos 80, é o alvo das principais críticas, como se fosse culpado de tudo.

Mas é preciso também que olhemos nessa crise (que não é nova nem pontual) para a própria sociedade mossoroense, berço e útero da Uern, que costumo definir como “a maior obra humana de Mossoró”.

É estranho que nesse instante crucial da universidade, a sociedade praticamente fique alheia ao que acontece com a instituição. Para muitos, uma greve de mais de 100 dias não passa de radicalismo de professores e servidores em relação ao governo. Para outros, “devia fechar mesmo e pronto”.

Enfim, não é problema meu ou nosso.

Que a maioria pense assim, até por não ter capacidade crítica e conhecimento suficiente sobre o papel e importância da Uern, é compreensível. Mas é inaceitável que o próprio Executivo municipal não tenha uma atitude proativa no episódio. Esconde-se.

Como achar natural que entidades como Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato do Comércio Varejista (SINDIVAREJO), Associação Comercial e Industrial de Mossoró (ACIM), Rotary, Lions, Maçonaria e outras instituições de peso ignorem tudo e não se juntem – escudando “nossa Uern”?

Talvez só percebam seu valor numa eventual perda. Aí ficará valendo aquela máxima: somos a “Mossoró do já-teve”.

A história de omissão se repete como uma tragédia. É a prova também de que o epíteto “Terra da liberdade” deve ser compreendido como uma piada de mau gosto. Farsa. Não o leve a sério.

PRIMEIRA PÁGINA

Tem zunzunzum por aí sobre articulação para rifar a candidatura à reeleição do senador José Agripino (DEM). A empreitada envolveria gente do empresariado e até do outro extremo – a esquerda. Não faltaria ainda o “fogo-amigo”, digamos. Ouvido ao chão, senador. Acautele-se. O mais inocente aí gosta  de dar rasteira em cobra e olhar a mãe do outro tomar banho nua.

Apesar de ter ruminado a ideia de ser candidato ao Senado no auge da sua aceitação político-administrativa no primeiro semestre de 2014, o ex-prefeito mossoroense Francisco José Júnior (sem partido) calibra os passos noutra direção. Ele e a ex-primeira-dama Amélia Ciarlini projetam fazer curso de medicina no Paraguai, mas com residência em Foz do Iguaçu-PR. Um filho do casal já cursa medicina no Ceará. A política pode esperar.

Amélia Ciarlini e Francisco José Júnior já têm um filho como acadêmico de medicina no estado do Ceará (Foto: PMM, 2014)

O presidente da Câmara Municipal do Natal, da Federação das Câmaras Municipais do RN (FECAM) e mais recentemente do partido Avante, Raniere Barbosa, decidiu que não será candidato à Assembleia Legislativa, como chegou a planificar e agir durante muito tempo. A “Operação Cidade Luz” (veja AQUI) arranhou sua fuselagem política. A aposta é mesmo numa candidatura à Câmara Federal, de sua mulher Karla Barbosa, e montagem de uma nominata que viabilize eleição de pelo menos um deputado estadual.

O nome do empresário Luiz Roberto Barcelos (sem partido) é o preferido por algumas lideranças políticas e empresariais influentes, como segunda opção ao Senado. Mas nada dessa balela de “chapa empresarial”. As conversas podem evoluir nesse mês de março. Ou não.

O governador Robinson Faria (PSD) anima-se e sonha com a possibilidade de ser reeleito. Suas movimentações na mídia na última semana deram sinais disso. A estratégia no campo administrativo é criar uma bolha de otimismo e viabilizar saneamento de deficit da folha de pessoal, além de sensação de melhoria na segurança/saúde. Na esfera política, ele começou a provocar polarização com o atual prefeito do Natal e virtual candidato ao governo, Carlos Eduardo Alves (PDT). O Blog Carlos Santos na Coluna do Herzog do domingo passado (18) postou comentário sob outro viés. Leia: Tratem bem Robinson Faria; vocês podem precisar dele.

Ninguém ouse pelo menos insinuar que o deputado federal Beto Rosado (PP) será encaixado como vice, numa chapa majoritária este ano. Seu pai e ex-deputado federal Betinho Rosado (PP) é absolutamente arredio a ideia. Seu irmão e líder do rosalbismo, ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, sabe bem disso.

Pai e filho: vice, não (Foto: Web)

Alerta, alerta geral. Para 2018, os partidos terão que alcançar ao menos 1,5% dos votos válidos, distribuídos em, no mínimo, nove estados, com ao menos 1% dos votos em cada um deles. Trata-se da “Cláusula de Desempenho” (entenda melhor clicando AQUI). Como alternativa, as siglas devem eleger ao menos nove deputados, distribuídos em, no mínimo, um terço das unidades da Federação. As exigências aumentarão de forma gradativa até 2030. Se não atingirem um desempenho eleitoral mínimo, não terão direito ao tempo de propaganda e acesso ao fundo partidário. Morrerão por inanição paulatinamente. Por isso que a prioridade dos partidos este ano não é disputa a governador, mas à Câmara Federal.

Costuras preliminares nos intramuros da política de Mossoró buscam a formação de um grupo político alternativo às próximas eleições municipais, lá em 2020. Nele, não entrariam as forças tradicionais nem emergentes que apareceram nas urnas nas eleições municipais de 2016. Ah, tá!

O PR pode ter um sobrepeso na chapa proporcional à Assembleia Legislativa neste ano. Nomes como do deputado estadual George Soares, da primeira-dama de São Gonçalo do Amarante, Terezinha Maia, além do empresário e ex-candidato a vice-prefeito de Mossoró em 2016, Jorge do Rosário, devem carregar a votação. Mesmo bem votado, alguém pode sobrar.

O quociente eleitoral (divisão dos votos válidos pelo número de cadeiras em disputa) da eleição à Assembleia Legislativa em 2014 ficou em 69.097 votos. A expectativa que se tinha à época, era de que chegasse aos 75 mil votos. Em relação a 2018, se houver confirmação de debandada de eleitores e ampliação de votos nulo/branco, esse número pode cair mais. Campeão de votos como Ricardo Motta (PROS à época, hoje no PSB), com 80.249 votos, é praticamente impossível. Vamos recapitular como ficou a distribuição de votos à AL àquela época: Votos apurados – 1.935.105; Votos válidos – 85,70% (1.658.348); Brancos – 6,43% (124.441); Nulos – 7,87% (152.316); Abstenção – 16,83% (391.478); Quociente eleitoral – 69.097. Veja AQUI a relação dos eleitos e respectivas votações em 2014.

A vereadora grossense Clorisa Linhares (PSDC) movimenta-se desde o ano passado como o primeiro nome declaradamente pré-candidato ao governo do estado em 2018. Mas seu olhar de verdade mira outra disputa executiva. Objetivo é a Prefeitura de Grossos (região da Costa Branca) em 2020, num ambiente político em que a oposição há anos racha e sempre favorece o governismo.

Partido do vice-governador Fábio Dantas, o PCdoB vai se inclinar à coligação com o PT da senadora e pré-candidata a governador Fátima Bezerra (PT). A saída da legenda do vice-governador e de sua mulher e deputada estadual Cristiane Dantas será o divisor de águas dessa alteração de rumos. Fábio e a mulher já afivelam malas para o troca-troca partidário. Ele costura desembarque no PSB. Ela pode se encaminhar para o PPL ou outra sigla de pequeno porte.

EM PAUTA

Diocesana – A Faculdade Diocesana de Mossoró (FDM) lançou nova campanha de Pós-graduação, com 19 novos cursos oferecidos. Ao todo, a instituição sediada em Mossoró alcança 34 pós-graduações e marca o seu projeto de extensão para outros municípios. A primeira cidade a ter a presença da faculdade é Apodi. Depois virão Assu e Caicó. Acesse AQUI a página da FDM.

Pneumonia – Depois de passar alguns dias em repouso e afastado do trabalho, o radialista Haroldo Jácome retoma ritmo normal na Rádio Difusora de Mossoró esta semana, com o programa “Super Manhã Difusora”. Um princípio de pneumonia o afligiu. Pádua Júnior substituiu-o com louvor. Saúde, meu querido. Simbora!

Haroldo: saúde (Foto: arquivo)

Diária – O Governo do Estado publicou nesse sábado (24) no Diário Oficial do Estado (DOE), Lei Complementar que “Dispõe sobre o pagamento de diária operacional. O valor fica em R$ 107,40 (cento e sete reais e quarenta centavos). Veja detalhes AQUI.

Sátiro – O ex-reitor da Universidade do Estado do RN (UERN) e um dos mentores de sua estadualização, padre Sátiro Cavalcanti Dantas, apareceu na assembleia geral dos professores na sexta-feira (23). Aos 88 anos, segue na defesa da maior obra humana de Mossoró (veja AQUI).

TJRN - Sempre tão criticado, também merece aplausos o êxito do Tribunal de Justiça do RN (TJRN), que alcançou o 1º lugar entre as 27 cortes congêneres do país, em termos de desempenho na resolutividade processual. Atingiu esse patamar com o percentual de 154,12% em 2017, julgando maior número de demandas do que o número recebido. Bravo!

Pedro Lenza – O consagrado professor e escritor forense Pedro Lenza estará em Mossoró no dia 26 de abril, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado. Ele é autor do livro de Direito Constitucional mais vendido do Brasil!

SÓ PRA CONTRARIAR

Alguém aí notou que Mossoró ficou sem prefeita e vice e a Câmara Municipal só retornará dia 2 de março? Ótimo.

GERAIS… GERAIS… GERAIS

Relo: "Mãe-Dágua" (Foto: Luís Gomes Tur)

A Cachoeira do Relo em Luís Gomes (a 195 quilômetros de Mossoró), nascente do Rio Mossoró, começou a vicejar com as chuvas desse inverno que ainda está longe de se consolidar. Ela tinha desaparecido há cerca de 6 anos, devido a seca. É nossa “Iara”, a Mãe-D’água.

São as mesmas águas que encharcam o chão/E sempre voltam humildes/Pro fundo da terra“. (Planeta Água, Guilherme Arantes – veja letra e música AQUI).

Em função de sobrecarga de trabalho, o chargista Túlio Ratto “pediu um tempo”. Sua secção “Janela Indiscreta” desta coluna vai ficar um período fora do ar, até ele dar outra vez o ar de sua graça. Combinado.

Obrigado à leitura do Nosso BlogChrystian de Saboya (Natal), Mário Ilo (Tibau) e João Carlos Brito (Mossoró).

Veja a Coluna do Herzog do domingo (18) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 23/02/2018 - 20:14h
Boa nova

Governo garante reconstrução de RN Jucurutu-Caicó


Na tarde desta sexta-feira (23), o governador Robinson Faria (PSD), o deputado federal Fábio Faria (PSD) e o secretário estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS), Vagner Araújo, que também coordena o Programa Governo Cidadão, entraram em contato com o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB). Comunicaram-lhe a publicação do Aviso de Licitação das obras de reconstrução da RN-118, no trecho entre os municípios de Jucurutu e Caicó.

Nelter: comemoração (Foto: AL)

De acordo com o Aviso de Licitação, o edital poderá ser consultado na Comissão Especial Mista de Aquisições e Licitações do Projeto Governo Cidadão, na Secretaria de Estado de Planejamento e das Finanças (SEPLAN), no Centro Administrativo do Estado, em Natal, e adquirido a partir do dia 27 de Março de 2018 no site do Governo Cidadão.

Projeto Governo Cidadão

Já as empresas interessadas deverão entregar suas propostas ate às 10 horas do dia 02 de Abril de 2018.  Eventuais dúvidas poderão ser sanadas através do e-mailcmel.rnsustentavel@gmail.com .

Orçada em aproximadamente R$ 35 milhões, os recursos que financiarão as obras de reconstrução da RN-118, no trecho em Caicó e Jucurutu, serão oriundos do empréstimo financeiro feito pelo Governo do RN ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Banco Mundial), dentro do Programa RN Sustentável, atual Projeto Governo Cidadão.

“As obras na RN-118, entre Caicó e Jucurutu, são de extrema importância e eram aguardadas há muito tempo. Nosso mandato vem se empenhando ano após ano para a concretização deste pleito”, comemora Nelter.

Com informações da Assessoria de Nelter Queiroz.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Repet
sexta-feira - 23/02/2018 - 14:28h
Flávio Azevedo

Secretário do Desenvolvimento pede exoneração do cargo


Azevedo: saída (Foto: arquivo)

Do Blog Heitor Gregório e Blog Carlos Santos

Está publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (23), a exoneração do empresário Flávio José Cavalcanti de Azevedo do cargo de Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico.

Flávio alegou ao governador que voltará a se dedicar as atividades empresariais e deverá disputar uma chapa na diretoria da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O Governo do Estado não anunciou o substituto.

Flávio Azevedo tinha sido empossado em 4 de agosto de 2015. Substituiu à época o engenheiro Paulo Roberto Cordeiro, ex-diretor do Banco do Paraná.

Na campanha de 2014, ao governo, ele compôs palanque adversário encabeçado pelo deputado federal e então candidato a governador Henrique Alves.

Foi convidado para ocupar a parta do Desenvolvimento do governador eleito Robinson Faria (PSD) em julho de 2015, aceitando a convocação. Mas avisou também que estaria se desfiliando do PMDB (hoje, MDB).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
quinta-feira - 22/02/2018 - 22:32h
Sexta-feira

Reunião discutirá ação da Força Nacional em Mossoró


O governador Robinson Faria solicitou e recebeu reforço para destinar à segurança em Mossoró (Foto: Governo do RN)

Nesta sexta-feira (23), às 10h,  representantes da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), Secretaria de Estado da Segurança Púlbica e da Defesa Social (SESED), Polícia Militar e Polícia Civil farão uma reunião na sede do 2º Batalhão da Polícia Militar (2ºBPM) em Mossoró.

Será para discutir e planejar como será desenvolvido o trabalho de reforço dos trinta homens da Força Nacional que estarão atuando na área.

Dez carros

Atendendo ao pedido do governador Robinson Faria (PSD), a Força Nacional irá atuar no município. A medida faz parte de um convênio da Sesed com a Senasp, com objetivo diminuir os crimes de roubos/furtos e homicídios.

“O efetivo da Força Nacional que iniciará esse trabalho não foi desmobilizado de Natal. O Ministério da Justiça está mandando mais 30 homens e dez carros para atender Mossoró”, explicou a secretária de Segurança, delegada Sheila Freitas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Segurança Pública/Polícia
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 21/02/2018 - 09:25h
Anúncio

Força Nacional vai reforçar segurança em Mossoró


Reforço em Mossoró (Foto: Revista Exame)

Do Blog Saulo Vale

O governador Robinson Faria (PSD) anunciou, na manhã desta quarta-feira (21), na 96 FM, o envio de tropas da Força Nacional para o município de Mossoró, a partir da próxima sexta-feira (23).

Solicitação feita ao Governo Federal e já atendida.

A Força Nacional atua em Natal e vai passar a reforçar a segurança na segunda maior cidade do Estado, em parceria com as polícias estaduais.

O blog fez contato com a secretária de Segurança, delegada Sheila Freitas, que afirmou que todos os detalhes, como efetivo e tempo de atuação das tropas, só serão anunciados no ato da próxima sexta-feira (23) em Mossoró.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia
terça-feira - 20/02/2018 - 20:38h
Falta de imaginação

‘Internet para Todos’ é ressuscitado quase 9 anos depois


O governador Robinson Faria (PSD) anunciou nesta terça-feira (20), na presença do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab (PSD), o início no Rio Grande do Norte do Programa Nacional “Internet para Todos”.

Ministro Gilberto Kassab e o governador Robinson Faria lançam "novidade" com quase 9 anos de atraso (Foto: Demis Roussos)

O programa, desenvolvido em parceria com o Governo Federal, poderá levar internet de banda larga a todos os 167 municípios do RN.

A solenidade ocorreu na Escola de Governo, em Natal.

O evento e o título do programa devem instigar a memória de quem acompanha a gestão pública e a política do RN.

Internet de Wilma de Faria em 2009

No dia 14 de agosto de 2009, a então governadora (já falecida) Wilma de Faria (PSB) lançava o “Internet de Todos”. Época em que a rede social mais popular era o Facebook e não se falava ainda em “zap-zap” (WhatsApp).

Wilma: Internet em 2009 (Foto: arquivo)

Quase nove anos depois, é a vez de Robinson Faria repetir a fórmula ao lado do presidente nacional do seu partido e ministro.

Os propósitos e o foco são os mesmos.

Poderiam ser mais criativos na escolha do título, mas nem isso.

De Internet de Todos para Internet para Todos não é possível sequer maquiar a falta de imaginação num ano eleitoral.

Francamente!

Leia também: Wilma lança “Internet de Todos” em Natal - 14 de agosto de 2009.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Comunicação / Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
domingo - 18/02/2018 - 09:46h
COLUNA DO HERZOG

Tratem bem Robinson Faria; vocês podem precisar dele


Por Carlos Santos

Em 2014, a última eleição ao Governo do RN, a votação que determinou a realização do segundo turno não foi exatamente a obtida pelo segundo colocado Robinson Faria (PSD), que empalmou 623.614 votos (42,04%), contra 702.196 votos (47,34%) de Henrique Alves (MDB).

O que provocou a disputa decisiva vencida por Robinson foi o “fator Robério Paulino” (PSOL), que se capitalizou com 129.616 votos (8,74%), algo surpreendente, pois foram números incomuns para um terceiro colocado de esquerda e em sigla de pequeno porte.

Ele encarnou a repulsa de parte do eleitorado aos dois protagonistas.

Em 2010, o terceiro colocado à ocasião teve bem mais votos do que Robério Paulino em 2014. Foi o então ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), que juntou 160.828 votos (10,36%). Mas Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP) levou a parada logo no primeiro turno, com 813.813 votos (52,46%).

O governador e candidato à reeleição Iberê Ferreira (PSB) obteve 562.256 votos (36,25%).

Mentor político de Rosalba, o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado pensou uma campanha para ser ganha num turno. Sabia que o segundo turno poderia ser outra realidade; talvez adversa.

Em 2014, mesmo não pedindo votos para nenhum dos rivalizantes do segundo turno, Paulino nitidamente teve boa parcela de seus votos acoplada à candidatura de Robinson Faria.

Teremos outro fenômeno pontual em 2018, que possa determinar o segundo turno?

Se Robinson for candidato à reeleição, ele poderá ser esse nome. Não o vejo com condições mínimas de ser reeleito, mas pode determinar quem não será o seu sucessor.

Portanto tratem-no bem. Ele está no jogo.

PRIMEIRA PÁGINA

Anote: são dois os maiores desafios para o candidato a cargo eletivo na campanha eleitoral que se aproxima. Primeiro, convencer o eleitor a sair de casa para votar em alguém. Segundo, a votar nele (o candidato). Tarefas dificílimas.

O prefeito de Macau, jornalista Túlio Lemos (PSD), perdeu apoio do vice-prefeito Rodrigo Aladim (PSB) e dois vereadores. Nada demais. Se a gestão se ajustar às exigências de um novo tempo administrativo, poderá reordenar seu grupo à longa jornada gerencial e planificar um provável projeto de reeleição com novos atores. O administrativo de resultados é que determinará o peso e o valor de cada um adiante. Não é fácil gerir a massa falida que recebeu.

As postulações a deputado estadual da ex-prefeita apodiense Gorete Silveira (MDB, veja AQUI) e a do ex-prefeito de de Almino Afonso Bernardo Amorim (MDB, veja AQUI) ferem de forma letal dois deputados que vão tentar a reeleição à Assembleia Legislativa. Gustavo Fernandes (MDB) e Carlos Augusto Maia (PSD), respectivamente, tinham eles como importantes ativos de apoios eleitorais na região Oeste. Precisarão refazer as contas rapidamente, buscando alternativas saneadoras.

Queiroz: faixa própria (Foto: AL)

O deputado Nelter Queiroz (MDB) não tem qualquer nome definido ao Governo do Estado. Até aqui, nada de se inclinar pela possível candidatura ao governo do prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) ou qualquer outra opção.

Pode muito bem fazer campanha em faixa própria, sem advogar um nome em especial ao governo. Pelo menos hoje, essa parece ser sua posição. Hoje.

O reducionismo intelectual, o insulto à inteligência alheia e a pequenez ideológica estão tangendo o debate sobre a Intervenção Federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro para outro Fla-Flu politiqueiro. Aspectos técnicos, sociais, constitucionais e econômicos do caso são relegados a um segundo plano ou mesmo ignorados. Leia: Intervenção na Segurança Pública e a cosmetologia.

Há um superdimensionamento em parte da imprensa da capital ao papel do vice-governador Fábio Dantas (PCdoB) na sucessão estadual. Menos, menos. Ele só será importante numa hipotética desincompatibilização de Robinson Faria (PSD) para ser candidato a deputado estadual ou outro cargo que não seja novamente ao governo. Fora disso, nada muito além do comum.

Além da “judicialização de laboratório” e noticiário requentado, a política em ano eleitoral vai ter carga letal de dossiês. Então é bom irmos nos preparando com pipoca e guaraná. Teremos episódios emocionantes no jogo de sobrevivência e subsistência dessa fauna.

A Câmara Municipal do Caicó fez sessão solene no sábado (17) para marcar os 100 anos de nascimento do ex-deputado estadual e ex-prefeito Manoel Torres. Ele era de uma linhagem quase em extinção na política nativa. Viajava a trabalho sem fazer uso de diárias. Era muquirana com o dinheiro público, incansável com o controle financeiro do erário e com a probidade.

A discrição, fidelidade e atenção da chefe de Gabinete Edna Paiva têm sido a sombra da prefeita ausente (em férias internacionais) Rosalba Ciarlini (PP), na sede do governo municipal de Mossoró. A prefeita em exercício Nayara Gadelha (PP) governa ‘entubada’.

O ex-prefeito de Parnamirim Maurício Marques pode aparecer como nome à Assembleia Legislativa neste ano. Está se mexendo para esse fim. Ele governou o município por dois mandatos, aboletado no cargo pela forte influência do antecessor Agnelo Alves (PDT), já falecido.

TÚLIO RATTO – JANELA INDISCRETA

EM PAUTA

Voz - O concurso ‘A Mais Bela Voz’, promovido pela Rádio Rural de Mossoró desde 1968, portanto completando 50 anos neste 2018, terá inscrições abertas entre os dias 19 (segunda-feira) e 28 de fevereiro, com premiação para os três primeiros colocados. O certame é o mais tradicional do gênero no estado. Mais detalhes e inscrição clique AQUI.

Falecimento – A solidariedade do Blog Carlos Santos ao fotógrafo Luciano Lellys, pelo falecimento do seu pai – o senhor Antônio Francisco – nesse final de semana. Que descanse em paz.

Cantoria – Os cantadores Valdir Teles e Jonas Bezerra são atrações confirmadas para o dia 6 de abril deste ano, no Cajarana Bar (Avenida Felipe Camarão, próximo ao aeroporto de Mossoró), na “Grande Cantoria”. O reforço será a atração-mirim Moésio Marinho. Encontro marcado a partir das 20 horas.

Chuvas – O volume de chuvas em alguns pontos do estado tem chamado a atenção. No sítio São José – município de Marcelino Vieira RN, o acumulado de chuvas de Janeiro até 17/02, chegou 245 milímetros.

Sindivarejo – O Sindicato do Comércio Varejista de Mossoró (SINDIVAREJO) vai realizar eleição para sua diretoria, com mandato de quatro anos. Será na quarta-feira (21), entre 8 e 18 horas, em sua sede, no centro da cidade. Michelson Frota e Jair Queiroz formam a cabeça de chapa única à reeleição.

Texto – No dia 20 de abril deste ano o Garbos Recepções e Eventos receberá Renato e Seus Blue Caps e banda 14 Bis. Será a “Noite do Flash Back”.

Doutorado – Quem desembarca neste início de semana em Roma-Itália é Francisco Cornélio Freire Rodrigues, religioso e professor. Iniciará uma densa etapa de estudos. Reforço à sua vida acadêmica e sacerdotal ocorrerá com período para doutorado em Teologia Bíblica. Sucesso.

San Valle – Conheci quinta-feira (15) o núcleo industrial-administrativo da Água Mineral San Valle, no Apodi. O empreendimento do empresário José Maria da Silva, com a responsabilidade técnica da engenheira-química Randreane Menezes, fica no Rancho Peniel, a cerca de 2km da cidade. A expansão da marca na região tem relação direta com sua alta qualidade. Parabéns a investidores, colaboradores e ao Apodi.

SÓ PRA CONTRARIAR

Até quando a “renovação” política nesse florão da América continuará sendo feita apenas por sobrenome?

GERAIS… GERAIS… GERAIS

Obrigado à leitura do Nosso Blog a Vânia Leite (Natal), Leylla Carla (Apodi) e Aldenilson Teodósio (Mossoró).

Na sexta-feira (16) foi dia de saudar meu amigo querido de longas e longas datas, Eudson Lacerda. Aniversário para renovação de bem-querer, que é cotidiano, sem data e sem tempo. Saúde e paz, meu irmão.

Daqui, ó! Gostei do ambiente e do bom cardápio da Fornearia Casa Paulista, no Nova Betânia em Mossoró, pertinho da Praça do Rotary. Outra boa opção de massas na cidade.

Veja a Coluna do Herzog do domingo (11) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Charge de Túlio Ratto / Coluna do Herzog
sexta-feira - 16/02/2018 - 18:09h
Dias de "fico"

Fábio Faria garante que Robinson não renunciará ao mandato


O deputado federal Fábio Faria (PSD), filho do governador Robinson Faria (PSD), tem encerrado com uma frase lacônica e incisiva qualquer diálogo que questione se o seu pai vai renunciar ou não ao mandato.

Sem rodeio ele dispara:

- Ele não vai renunciar.

Então, tá!

O prazo para desincompatibilização se encerra no dia 6 de abril próximo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 11/02/2018 - 09:02h
COLUNA DO HERZOG

Cobra engolindo cobra no serpentário tucano do RN


Por Carlos Santos

O PSDB do Rio Grande do Norte transformou-se num serpentário. O ambiente carregado tem relação direta com a luta natural por “espaços”, sobrevivência política, crescimento recente e raposice de boa parte de seus componentes mais graduados.

Políticos de tendências e perfis distintos e, por vezes conflitantes, tentam coabitar na legenda que se projeta para a campanha sem um identidade claramente definida. A sua própria relação com o Governo Robinson Faria (PSD) mostra esse mimetismo e contradições.

Tem sido governo e oposição ao mesmo tempo. Pode ter candidato próprio ao governo. Ou não.

Presidido pelo deputado Ezequiel Ferreira de Souza, atual presidente da Assembleia Legislativa do RN, mas com o deputado federal Rogério Marinho na condição de sua maior referência no plano nacional, o “partido tucano” da espécie potiguar não possui qualquer estrela política.

Ninguém tem característica popular ou luz própria para teoricamente alavancar uma corrida ao governo do estado.

Porém a conjuntura política local e nacional pode ensejar condições elementares para que os tucanos tenham um candidato ao governo. Sob essa ótica e com esse propósito, Ezequiel Ferreira lança mão dos mais variados ardís para ser esse nome no PSDB. Ninguém mais.

Ele pode sonhar, sim. Robinson Faria é a prova disso. Em política existe o improvável, não o impossível.

PRIMEIRA PÁGINA

Na Governadoria, ninguém cogita pedido de decretação de ilegalidade da greve na Universidade do Estado do RN (UERN), iniciada dia 10 de novembro. A crença é de que alimentar a morte por inanição do movimento é a tática mais sensata. Faz sentido. A paralisação mais ajuda do que prejudica o governo em seus propósitos. A greve seguirá ignorada pelo governismo e despercebida pela sociedade, mesmo atingindo 94 dias neste domingo (11). A anterior, em 2015, chegou a 147 dias. Os defensores da privatização da Uern, agradecem.

Marcelo Queiroz, Agripino, Carlos, vice-prefeito Álvaro Dias e Garibaldi: campanha à vista (Foto: Heitor Gregório)

A chapa Carlos Eduardo Alves (PDT) a governador, senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Filho (MDB) à reeleição, está fechada. Faltam nomes serem definidos a vice e às suplências dos congressistas. As acomodações serão eleitorais, mas também salvacionistas. O pleito de 2018 pode ser o fim de algumas carreiras. Ou sobrevida.

Depois que passou a dar muitas baforadas com legítimos charutos cubanos, o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado tem-se dedicado a outros interesses, vícios e cavilosidades comuns à “Esquerda Heineken“. Não duvido que em sua escala no Vietnã, nas férias que curte ao lado da mulher-prefeita Rosalba Ciarlini (PP), acabe trazendo novidades de estratégias do lendário general Ho Chi Minh.

Ho Chi Minh: estratégias (Foto: Web)

A deputada estadual Márcia Maia (PSDB) está particularmente preocupada. Sua migração do PSB para o PSDB lhe deixou em situação desconfortável com vistas à reeleição este ano. O atual cenário é-lhe extremamente difícil.

Larissa Rosado (PSB), deputada estadual mossoroense, usou o celular para falar à semana passada com o empresário e pré-candidato a senador Luiz Roberto Barcelos (Agrícola Famosa), sem partido. Marcaram uma conversa para depois do Carnaval. Ele, procura chegar à política; ela, tenta não se despedir.

Em ano eleitoral, um negócio muito evidente e às vezes bastante rentável, é a associação entre políticos e mídia na produção de factoides judicialescos. Essa modalidade de “joint-venture” de submundo é bastante conhecida e conta com uma ampla rede de divulgadores úteis e outros apenas inocentes. Eleição após eleição o enredo não muda. Tape as narinas. Vai continuar.

O Plano Petros do Sistema Petrobras (PPSP) começou a oficializar comunicação a seus segurados, de que a partir do próximo mês (março) e pelos próximos 18 anos, eles terão “cobrança extraordinária” no contracheque. A sangria suplementar é justificada como “processo de equacionamento” em função do déficit de R$ 22,6 bilhões acumulado nos anos de 2013, 2014 e 2015. Ou seja, os bandidos do PT/MDB e demais partidos delinquentes produziram uma conta para os petroleiros e suas famílias pagarem, e muitas dessas vitimas ainda os aplaudem. Francamente. Caso típico de “Síndrome de Estocolmo” coletiva.

O ex-prefeito assuense Ivan Júnior ainda não tem decisão formal tomada quanto ao seu futuro partidário em 2018. Foco existe: quer ser deputado estadual. Aposta numa polarização à parte com o deputado adversário George Soares (PR) no Vale do Açu, para crescer e se eleger.

TÚLIO RATTO – JANELA INDISCRETA

EM PAUTA

Tito – Chegou Tito, primeiro filho do jornalista Vonúvio Praxedes-Fernanda Marques. Deu o ar de sua graça na última sexta-feira (9), em Mossoró. Seja bem-vindo, rapaz. Saúde e paz.

OAB - A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional do RN, emitiu dois boletos de pagamentos de anuidade para o mesmo mês (Fevereiro), dias 9 e 28. Muitos bacharéis – principalmente os mais novos e menos aquinhoados financeiramente – estão queixosos. A anuidade da OAB/RN é a mais cara do Nordeste.

Renascido – O Café e Artesanato (Praça da Convivência, Mossoró) foi devorado por um incêndio no dia 1º último (veja AQUI), mas renasce das cinzas em menos de uma semana. À noite de quarta-feira (7) fez um baile carnavalesco supimpa. Encheu o espaço de alegria (veja vídeo). Já dia 24, haverá um show multicultural no Teatro Dix-huit Rosado (veja AQUI) para arrecadar fundos à sua reconstrução. E durante o Carnaval tem promovido bailes todas as noites (Ufa!) Haja fôlego!

Pastor Alanar – Um movimento arrecada meios financeiros para custear cirurgia em caráter de urgência, a que deve ser submetido o pastor Alanar Caldas, da Segunda Igreja Batista em Mossoró. Mais informações podem ser obtidas por esses números: (84) 98822-4622, Joctã; 98810-8168, Sinádia.

Caby – Falecido no último dia 23 de janeiro, o radialista Caby da Costa Lima deixou um livro pronto. Tudo encaminhado para ser lançado. Interessante que seus familiares o façam. Será uma bela homenagem ao “Camaradinha”.

Léo e Gabriel – Já está no forno a próxima atração da Gondim & Garcia em Mossoró. No dia 27 de abril as atrações serão Léo Santana e Gabriel Diniz no mesmo palco. 

Futebol - O Campeonato Estadual de Futebol do RN 2018 é um dos mais sofríveis dos últimos tempos. Dos oito clubes, seis já trocaram de treinador, dois deles na primeira rodada (Força e Luz e Potiguar). Apenas ABC e Santa Cruz de Natal mantêm os seus. O Baraúnas consegue um “feito” negativo: em seis rodadas não marcou sequer um gol. Triste.

Roberta – A excelente intérprete potiguar Roberta Sá vai encerrar o Carnaval Multicultural do Natal nessa terça-feira (13), no Polo Petrópolis, trecho entre Praça das Flores e Atheneu, a partir das 16 horas. Carnaval natalense emplacou, tomou fôlego de vez. Bom demais.

Spinelly – O mossoroense Saulo Spinelly retornou dos EUA, após representar o Governo Federal no final de janeiro, em Nova York. Apresentou trabalho de sua autoria no 7º Fórum de Juventude do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC). A exposição ocorreu na sede da Organização das Nações Unidas (ONU).  Ele é secretário executivo da Secretaria Nacional da Juventude.

“Estadual” – A história do Colégio Estadual Jerônimo Rosado – em Mossoró, mais conhecido pelo “Colégio Estadual”, será contada em livro. O trabalho segue a plenos pulmões. Depois daremos maiores detalhes.

SÓ PRA CONTRARIAR

O que os “novos políticos” têm a oferecer de diferenciado à política e à sociedade que pretendem representar, além do fato de serem “novos”?

.

GERAIS… GERAIS… GERAIS

Obrigado à leitura do Nosso Blog a Camilo Barros (Mossoró), Paulo Procópio (Natal) e Kelly Morais (Apodi).

Atendendo a convite de Tibúrcio Marinho, nessa quinta-feira (15) a gente aporta na Rádio Vale do Apodi FM 98.3. Vamos prosear sobre política em dia em seu programa, o “Meio-dia Apodi”. Até lá.

Ricardo Lopes (foto de Célio Duarte, ao lado), fotógrafo e artesão, um multifário das artes, segue vendendo seu livro “Legado”. É um trabalho de arte em 200 páginas e contém fotos artísticas com os mais variados temas. Um presente atemporal. Eu comprei três. Faça contato e receba em casa esse livro de alto nível: (84) 8701-1111.

Veja a Coluna do Herzog do domingo (04) passado, clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Charge de Túlio Ratto / Coluna do Herzog
terça-feira - 06/02/2018 - 22:46h
Assembleia Legislativa

Mensagem anual de Robinson é um festival de lamúrias


Do Blog do Barreto

O governador Robinson Faria (PSD) subiu pela quarta vez à Tribuna da Assembleia Legislativa para fazer a leitura da mensagem anual. O texto desse ano, provavelmente o último dele a frente do sofrido elefante, é um festival de lamurias e indiretas.

Leitura de Robinson Faria na Assembleia Legislativa levou gente na plateia, ao fundo, ao cochilo (Foto: AL)

O tom político adotado não é o habitual nessas mensagens que costuma ter foco em questões administrativas cujo governador de plantão presta contas do ano anterior e anuncia medidas para o ano em curso.

Robinson apresentou algumas ações que foram motivos de ironia nas redes sociais como os “avanços” na saúde em Mossoró. “Nunca um governo investiu tanto em saúde como em Mossoró. Em Mossoró, fizemos uma revolução na saúde”, ousou dizer.

Governador não apresentou nenhuma novidade. Fez bem ao poupar os potiguares de promessas que não serão cumpridas. No máximo renovou as antigas, jamais cumpridas.

O restante do discurso foi se lamuriando e mandando recados aos deputados que resistem em aprovar o pacote de reformas apelidado por ele de “RN Urgente”. Dizia respeitar a posição dos deputados, mas nas entrelinhas falava em fidelidade.

Nos recados, o governador também avisou que não vai largar o osso como alardeia-se em Natal.

O governador caminha a passos largos para repetir o outrora pupilo Francisco José Junior que surfa num exílio político forçado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Opinião / Política
  • Repet
domingo - 04/02/2018 - 10:20h
COLUNA DO HERZOG

A difícil equação da “união” dos Rosados para 2018


Por Carlos Santos

O que fazer com a vereadora e ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) e sua filha e deputada estadual Larissa Rosado (PSB)? Eis uma das delicadas questões que pairam à mesa do rosalbismo. As eleições 2018 são decisivas para a continuidade da união (mistura, digamos) dessas duas bandas do clã Rosado.

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e seu marido-líder político Carlos Augusto Rosado precisam montar uma fórmula politico-eleitoral que satisfaça mãe e filha este ano. Paralelamente, não podem permitir que comprometam a reeleição do federal Beto Rosado (PP) e a ideia de eleição do filho do casal, Kadu Ciarlini, à Assembleia Legislativa.

Sandra e a prima Rosalba Ciarlini estão misturadas numa composição política bastante delicada (Foto: arquivo 09-07-16)

Sandra procura valorizar o próprio “passe” e da filha Larissa Rosado, quando propaga que será novamente candidata à Câmara Federal, mesmo sabendo que não tem meios para essa jornada. Sua tensão maior se concentra no campo judicial (Processo contra Sandra Rosado será julgado dia 20 de fevereiro).

A Prefeitura Municipal de Mossoró, como “nave-mãe”, teria que viabilizar campanhas vitoriosas de dois federais (Sandra e Beto) e dois estaduais (Larissa e Kadu). Historicamente, isso nunca aconteceu. Absolutamente, nunca.

Qual a saída então? Um dos caminhos é alojar Larissa como vice numa chapa ao governo estadual, a ser apoiada pela família e os dois grupos. Assim, Kadu teria “pista limpa” em Mossoró para ser deputado estadual.

Vice de Carlos Eduardo Alves (PDT), prefeito de Natal? Pode ser, sim. Falta combinar, claro.

Sandra manter-se-ia com os pés no chão na Câmara Municipal e receberia melhores condições ofertadas pelo rosalbismo, para se defender do emaranhado de problemas judiciais que enfrenta.

Mais do que isso, é pouco provável que seja engendrada outra saída. A menos que mãe e filha busquem o guarda-chuva de outro esquema político para sobrevivência. Não está fácil.

PRIMEIRA PÁGINA

A entressafra e decadência da política do Brasil são evidentes e nocivas à própria vida nacional. Veja-se o caso da Presidência da Câmara Federal: os dois últimos presidentes estão presos  (Eduardo Cunha-MDB/RJ e Henrique Alves-MDB/RN) e o atual, Rodrigo Maia (DEM-RJ), até anda se saçaricando como opção à sucessão presidencial. Na sua reeleição em 2014, obteve 53 mil 167 votos, aparecendo apenas como 29º colocado entre os 46 eleitos da bancada federal carioca. Falava-se que teria reeleição muito difícil em 2018, mas virou presidente da Câmara Federal e até sonha em substituir Michel Temer (MDB-SP). O Brasil parece um caso perdido.

Deputado distrital em Brasília, Agaciel Maia (PR) aguarda as eleições 2018 para formar uma trinca de irmãos potiguares vitoriosos na política. Ele já tem a irmã e atual deputada federal Zenaide Maia (PR), que vai concorrer ao Senado, e conta com o retorno do ex-deputado federal João Maia à Câmara Federal. As urnas em outubro dirão.

Sem conseguir aprovar a maioria das mensagens do ajuste fiscal do seu governo, enviadas à Assembleia Legislativa, Robinson Faria (PSD) ficou ainda mais fragilizado na Governadoria. Mas nega veemente que cogite renúncia para se candidatar outra vez à Assembleia Legislativa. Mesmo assim, é bom o vice Fábio Dantas (PCcoB) ficar de sobreaviso.

A ex-secretário de Estado do Trabalho, Habitação e Ação Social (SETHAS) Julianne Faria (sem partido) prepara programação política de visita a unidades estaduais que viabilizou funcionamento e fortalecimento no estado. Seu périplo começará após o Carnaval. Ela demonstra convicção de que o “ex-marido” e governador Robinson Faria (PSD) vai renunciar ao cargo, viabilizando legalmente seu registro de candidatura. Estará num partido coligado à postulação da senadora Fátima Bezerra (PT).

Julianne e Robinson: distância necessária (Foto: arquivo)

No âmbito do Conselho Municipal de Previdência do Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos de Mossoró – (Previ-Mossoró), os atrasos nos repasses das contribuições previdenciárias da Prefeitura de Mossoró a essa autarquia estão incomodando alguns conselheiros. Eles podem formalizar denúncia ao Ministério Público do RN (MPRN). O limite prudencial para suportar atrasos dos repasses por parte do Executivo é de três meses, situação que já se formou.

O Carnaval Multicultural, atualização de folha salarial e outras ações administrativas encorpam a gestão e a imagem do prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT) para a disputa ao governo este ano, o que ele ainda não anunciou publicamente (veja AQUI). Mas seu palanque extremamente conservador, que pode reunir a fina flor oligárquica do estado, de Natal a Mossoró, é um senão em momento de profunda negação da política, dos políticos e dos partidos pelo eleitorado. Eis o xis da questão.

Aécio Neves (PSDB) nunca me enganou; Lula (PT) não me engana mais. O primeiro sempre me pareceu um farsante; o segundo revelou-se uma farsa. Hoje, os vejo no mesmo patamar. O tucano deveria estar preso há tempos, porém segue blindado por seus pares do Senado e colegas do Supremo. O petista, se for preso, não me causará prostração alguma.

Conta-se que a arrecadação de janeiro e o pagamento a certos fornecedores levaram a Assembleia Legislativa a desistir de assumir o ônus da aprovação dos projetos impopulares do ajuste fiscal do Governo Robinson Faria (PSD). O grito do eterno governista Raimundo Fernandes (PSDB), o deputado “Raimundo Bigodão”, mudando de lado e de voto, está no ar para ser analisado. Mais ainda suas palavras. Disse que cerca de 800 milhões foram pagos pelo Governo do Estado a fornecedores em meio ao atraso do funcionalismo e que existem “meninos traquinos” (sic) tomando conta do erário estadual. Leia também: Dedo médio (aquele mesmo) de “Bigodão” aponta para o fim.

TÚLIO RATTO – JANELA INDISCRETA

EM PAUTA

Motéis – A violência sem controle em Mossoró atinge um dos mais sólidos setores de sua economia: os motéis. Tem caído a percentuais expressivos a frequência/faturamento desse negócio, em especial no período noturno.

Aeroporto – O Aeroporto Dix-sept Rosado avança célere, mas com os “pés no chão”, para ter ainda neste primeiro semestre a certificação para retomada de voos comerciais. Mas isso ocorrerá com limitações quanto a pouso e decolagens de aeronaves. A Azul Linhas Aéreas, interessada em operar com rota pela cidade, deverá utilizar um avião com capacidade para 70 passageiros, o ATR 72. O modelo é responsável por 75% do mercado mundial nessa modalidade.

ATR 72: voos em Mossoró (Foto: Web)

Heuber – Comandante-em-chefe do Café e Artesanato, que foi praticamente destruído por um incêndio à semana passada (veja AQUI) em Mossoró, Heuber Filgueira está inteiro e na luta. Mutirão de amigos, artistas, clientes e setores produtivos da cidade estão mobilizados para que esta semana ele retome suas atividades, realizando inclusive bailes carnavalescos já anteriormente definidos. Vai dar certo, sim.

Apodi - Começará nessa segunda-feira (5) a nova programação da FM 98.3 do Apodi, a Vale do Apodi, que migrou para Frequência Modulada. Programação redimensionada, equipe mesclada com outros comunicadores. Sintonize-a clicando AQUI.

Regy – O jornalista Regy Carte assumiu o cargo de Diretor de Imprensa (DIMP) da Câmara Municipal de Mossoró. Escolha da presidente Izabel Montenegro (MDB) que merece aplausos. Tem perfil para o cargo: bem-relacionado, sóbrio, ético e experiente. Sucesso, meu caro.

Recuperação – O jornalista Rubens Lemos Filho recupera-se de acidente doméstico, que quase o deixa completamente fora de combate. Mesmo assim, tem-nos brindado com belos textos (elogio em forma de pleonasmo) em seu endereço na Web (veja AQUI).

Sátiro e Charles: jornalismo (Foto: Célio Duarte)

Diocesano – Na noite de quinta-feira (1º), o Colégio Diocesano Santa Luzia (CDSL) relançou o seu jornal impresso mensal Diocesano Informa. A solenidade foi conduzida pelos diretores – padre Sátiro Cavalcanti e padre Charles Lamartine, que elencaram histórias construídas ao longo dos quase 37 anos desde a criação desse impresso.

Nossa Clínica – A Nossa Clínica completou sete anos de existência na quarta-feira (31). Com 48 consultórios e 20 especialidades, a empresa tem sido destaque na prestação de serviços na área médica em Mossoró e região. Já utilizamos, gostamos. Parabéns aos empreendedores Cláudio Montenegro-Fábia Albuquerque e equipe.

SÓ PRA CONTRARIAR

Quantos meses ficarão atrasados os salários do servidores do estado, com a não-aprovação do pacote fiscal do governo?

GERAIS…GERAIS…GERAIS

Obrigado à leitura do Nosso Blog a Custódio Neto (Mossoró), Sávio Hackradt (Natal) e Evaristo Nogueira (Fortaleza-CE).

Entre outras atrações, o Carnaval de Caicó este ano terá Aviões e Wesley Safadão. Promessa de público bastante numeroso, num evento que já é referência no estado.

Atendimento, ambiente, cardápio e bons preços continuam fazendo do La Goccia Blu um restaurante top em Mossoró. Bom exemplo a ser seguido por outros. Temos outros bons, claro.

Veja a Coluna do Herzog do domingo passado (28), clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Charge de Túlio Ratto / Coluna do Herzog
sexta-feira - 02/02/2018 - 09:49h
Governo Robinson Faria

Dedo médio (aquele mesmo) de “Bigodão” aponta para o fim


No dia 13 de julho do ano passado, o deputado Raimundo Fernandes (PSDB) partiu para o revide. Com o dedo médio (aquele mesmo) apontado para sindicalistas da Saúde que invadiam o plenário da Assembleia Legislativa, ele reagiu a ataques à sua honra e à Casa.

Precisou ser contido pelo amigo de parlamento, deputado Vivaldo Costa (PROS).

Passados alguns meses, o deputado muda de lado, de gestos e de voto. Divulgou e provou esta semana, que não votaria em matérias que viessem a contrariar os interesses do funcionalismo estadual.

Com dedo médio para sindicalistas, Bigodão defendia sua honra e da AL em julho (Foto: Web)

O dedo médio (aquele mesmo) já não precisou ser apontado para os servidores/dirigentes sindicais.

A mudança de comportamento e do pêndulo político de um dos mais longevos parlamentares estaduais do RN, que até jocosamente diz que nunca muda, sempre é governo, revela o ocaso da gestão Robinson Faria (PSD).

De 18 mensagens inicialmente apresentadas como pacote de ajuste fiscal, além de mais duas posteriormente acrescidas a esse montante, o governador só conseguiu aprovar oito. Sua maioria folgada no plenário simplesmente se volatizou.

Sumiu.

Experiente, ex-prefeito de São Miguel  (sua terra natal), ex-secretário para Assuntos Extraordinários da Prefeitura Municipal de Natal, ex-presidente da Assembleia Legislativa, ex-governador interino do RN e ex-candidato ao Senado Raimundo “Bigodão” sabe das coisas, o caminho das pedras.

Manuseia como poucos a fórmula da sobrevivência política.

O dedo médio (aquele mesmo) em riste, agora aponta noutra direção.

Aposentado do Fisco Estadual, dessa vez ele oferta voz, voto e dedo médio (aquele mesmo) para representar os colegas servidores.

Realmente é o fim, governador.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quinta-feira - 01/02/2018 - 08:40h
Fátima Bezerra

Uma campanha sem Lula e com a herança de Robinson Faria

Senadora "não tem o que perder", mas se disputar o governo do RN terá missões hercúleas à sua frente

Ainda nos primórdios de 2017, quando passou a tornar mais sério seu projeto pessoal de ser candidata a governador do RN, a senadora Fátima Bezerra (PT) logo justificava o porquê da pretensão àqueles que lhe apontavam senões.

A frase era simples:

- “Eu não tenho o que perder!”

Passados vários meses, ela segue com o mesmo mantra: “Eu não tenho o que perder!”

Com Lula fora da campanha, Fátima tem um problema a mais, mesmo "não tendo nada a perder" sendo candidata (Foto: Web)

Mas existem dois fatores em questão que podem ser acrescidos à análise da senadora e, de sua entourage. Um, absolutamente novo; outro, nem tanto.

Primeiro, como será uma campanha de Fátima Bezerra ao Governo do RN, sem ser “puxada” por uma candidatura presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva?

Segundo, como fazer uma campanha minimamente realista, diante de um quadro de insolvência do estado que é pior do que ela imagina há cerca de um ano?

Condenado em segundo grau à pena de mais de 12 anos de prisão, fora da disputa presidencial, Lula não se descapitalizará do carisma pessoal e não terá suprimida sua densa retórica populista, mas é pouco provável que seja locomotiva de campanha para Fátima Bezerra. Quem o substituir, seja lá quem for, nem de longe terá a mesma força simbológica dele para influir nas campanhas estaduais.

O RN convive com Robinson Faria (PSD) no governo. Em campanha, ele prometeu ser “o governador da segurança” e afirmava que “o problema do estado não era financeiro, mas de gestão”.

Fátima, em campanha, será “a governadora do servidor público”, por exemplo? Em sua visão, o que falta é mesmo gestão?

Lidar com mais de 100 mil servidores públicos (entre aposentados/pensionistas e gente da ativa) insatisfeitos, um déficit mensal de mais de R$ 100 milhões, violência desenfreada, precariedade na Saúde, falta de recursos para investimento e conviver com outros poderes e órgãos técnicos que não abrem mão de seus privilégios, aguardam o próximo governante.

Na prática, Fátima Bezerra não tem o que perder – totalmente – se for candidata e não vingar nas urnas, pois terá ainda quatro anos de mandato pela frente como senadora.

Em novembro de 2014, Dieese "desmentia" números e garantia que não havia crise alguma (Foto: O Jornal de Hoje)

Entretanto o êxito eleitoral poderá significar uma “vitória de Pirro”, com desdobramentos tão catastróficos que é difícil até imaginar o RN, ela e seu PT daqui a quatro anos.

No final da gestão Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP), em novembro de 2014, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), entidade técnica ligada ao movimento sindical, apresentou um estudo que ‘provava’ que “não existia desequilíbrio fiscal” no estado.

Era invencionice da gestão da “Rosa”, afirmava o movimento sindical e o PT, em coro.

Segundo o supervisor técnico do Dieese, Melquisedec Moreira, era injustificável atrasos salariais e deficiência nos serviços do governo ao cidadão e suas obrigações com o funcionalismo. O Dieese mentia ou errou feio em seus cálculos?

Na oposição, o estilingue é sempre útil e letal. Ser vidraça é outra realidade.

Leia também: Dieese precisa voltar a mostrar que sobra dinheiro no Estado

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 01/02/2018 - 05:02h
Política

“Palanque da maldade” atrapalha o RN, afirma Robinson


Em sua passagem por Mossoró (veja AQUI) nessa última terça-feira (30), para cumprir agenda oficial (mas não divulgada previamente) em Baraúna, o governador Robinson Faria (PSD) deu tom político à sua fala em entrevista à jornalista Carol Ribeiro da TV Cabo Mossoró (TCM) e 95.7 FM.

“Nós não queremos o quanto pior melhor. Quem quer são aqueles que já estão no palanque eleitoral antes do tempo. Esse palanque deles não é do Rio Grande do Norte, é o palanque da maldade”, vociferou.

“Esse pessoal não quer bem ao povo do Rio Grande do Norte. Quando o governador vai à Brasilia pleitear operações de crédito para ajudar o servidor e eles vão atrapalhar, é porque não querem bem ao RN”, disse Robinson.

Reeleição

Depois de afirmar que iria “mostrar quem atrapalhou”, desconversou: “Quem atrapalhou são aqueles que não colaboraram e não vestiram a camisa do estado”.

Garantiu que não está preocupado com reeleição, mas deu a entender que vai mesmo à reeleição, apesar de profundo desgaste político-administrativo. “A minha eleição foi uma missão impossível e eu ganhei”.

* Veja entrevista na íntegra clicando no boxe de vídeo nesta postagem.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quarta-feira - 31/01/2018 - 07:20h
Marketing

Rosalba age em duas frentes para retomar valorização política

Prefeita volta à agenda próxima a populares e aposta em mídia externa para ter nova valoração no RN

A ordem é clara: “Mexa-se!”

A prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) começou a semana seguindo a orientação do marketing e das pesquisas para consumo interno que possui.

Age em duas frentes, pelas mesmas razões.

Rosalba foi orientada a sair do gabinete, retomar contato com populares, indo ao Mercado do Alto da Conceição (Foto: PMM)

Em seu habitat, Mossoró, passou a cumprir agenda diária de visitas e maior contato com populares. Retroalimenta o populismo paroquial com suas essências, ou seja, exaltação da retórica em que o “povo” é o destaque e o vínculo emocional direto com ela.

Paralelamente, fomenta noticiário fora do seu eixo geopolítico (Mossoró), com suporte de mídias sociais, para tentar encorpar seu capital à maior valoração no tabuleiro político-eleitoral no âmbito estadual.

A intenção é recuperar perdas visíveis em popularidade pessoal e da gestão, além de voltar a projetar importância que leve seu grupo a participar de novo do jogo sucessório no RN.

Em 2014, ela sequer foi candidata à reeleição ao governo do RN. Seu grupo elegeu tão somente e a duras penas, o seu sobrinho-afim Beto Rosado (PP), como deputado federal.

Agora, com o ocaso do seu ex-vice Robinson Faria (PSD), vê um vácuo para se elevar outra vez ao andar de cima da política do RN – influindo na montagem de chapas majoritárias.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 30/01/2018 - 13:52h
Crise

Sem avião do governo, Robinson usa aeronave particular


A passagem vapt-vupt do governador Robinson Faria (PSD) por Mossoró à manhã de hoje (terça-feira, 30), quando pousou no Aeroporto Dix-sept Rosado, guardou uma particularidade que passou despercebida a muita gente.

A aeronave utilizada pelo governador não é do Governo do RN.

Avião Piper Airgraft PR-HSD não é táxi aéreo nem pertence ao Governo do RN (Foto: Web)

O Governo do RN tem dois aviões: PT FRG e PP ERN.

O primeiro está parado desde de dezembro passado para manutenção; o segundo tem documentação aeroviária em atraso, estando legalmente impedido de voar.

O governador desembarcou em Mossoró numa aeronave de menor porte e particular, sob o prefixo PR-HSD, registrada em nome da empresa Casa Grande Mineração Ltda. (Grupo Armil, Parelhas-RN). É presidido por João Leal Eulálio,

É uma aeronave para cinco passageiros, modelo Piper Aircraft, ano 2011. Não se trata de um táxi-aéreo, mas aeronave privada. Não há informação se foi alugada ou emprestada.

O avião PT FRG do Governo do RN está em Uberlândia-MG passando por manutenção e até aqui não houve dinheiro para pagamento do serviço.

O PP ERN está em Natal, em condições técnicas de voo, mas legalmente com restrição.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 30/01/2018 - 13:18h
Hoje

Robinson Faria tem passagem ‘vapt-vupt’ por Mossoró


Do Blog Saulo Vale

O governador Robinson Faria (PSD) teve uma rápida passagem por Mossoró na manhã desta terça-feira (30).

Desembarcou, por volta das 9h30, no Aeroporto Dix-sept Rosado, para, logo em seguida, às pressas, seguir para o município de Baraúna, a 36 quilômetros de Mossoró, com destino à inauguração do abatedouro municipal.

Entrevistado por Carol Ribeiro (TV Cabo Mossoró-TCM e 95 FM), Robinson demonstrou nervosismo (Foto: Redes sociais)

Curioso que a agenda não foi informada oficialmente. Mais curioso ainda é a apressada passagem do governador pela segunda maior cidade do estado.

Sempre que pousava no Aeroporto Dix-sept Rosado, o governador costumava dar uma maratona de entrevistas à imprensa local. Dessa vez, setores da imprensa ficaram a ver navios.

Nota do Blog Carlos Santos – Ouvi relatos de circunstantes, de que o governador parecia bastante nervoso. Atropelou as palavras, gaguejou, dando demonstração de irritação com a entrevista que chegou a conceder à jornalista Carol Ribeiro (TV Cabo Mossoró-TCM e 95 FM).

Também foi escassa a presença de correligionários no aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró.

Leia também: Governador cumpre agenda sem divulgação oficial.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 29/01/2018 - 22:48h
Baraúna

Governador cumpre agenda sem divulgação oficial


O governador Robinson Faria (PSD) estará à manhã dessa terça-feira (30) na cidade de Baraúna, a 36 quilômetros de Mossoró.

A programação não foi anunciada pela Assessoria de Comunicação do Estado.

Coube à Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Baraúna-RN dá vazão à agenda.

Robinson fará visita à construção do novo Abatedouro Municipal, às margens da RN-015, por volta de 9h.

O empreendimento é resultado de parceria entre prefeitura e estado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
domingo - 28/01/2018 - 04:18h

Discursos e práticas para 2018


Por Rubens Lemos Filho

O desafio da classe política chamada cavilosamente de tradicional é mostrar portfólio e convencer o eleitor em tempo de rede social engajada.

Veteranos detentores de mandato, ex-governadores, não chegaram onde estão sem fazer obras e trazer recursos ao Estado.

No Rio Grande do Norte, todos já estiveram com todos e o que se apresenta novo é costela do antigo.

Um exemplo é  a deputada federal Zenaide, provável candidata ao Senado, Maia de sangue e , que, na última campanha,  acompanhou o irmão João, candidato a vice, derrotado.

Zenaide deve se aliar a senadora e provável candidata ao Governo, Fátima  Bezerra, que combateu na eleição de quase quatro anos passados.

Dependesse de Zenaide, a senadora em 2014, teria sido a ex-governadora Wilma de Faria, vencida por Fátima e falecida ano passado.

Fátima que tabelou com Robinson Faria em carreatas e palanques eletrônicos e digitais e já está sendo lembrada da “contribuição” petista ao Rio Grande do Norte.

Será uma maratona  interessante a de 2018.

Quase uma versão de filme de terror: eu sei o que vocês fizeram em eleições passadas.

Muito mais desconstrução do que propostas.

Se bem que sambar nos acordes de propostas, todo mundo viu no que deu né?

Em 2014, na propaganda eleitoral do que se apresentava alternativa ao “acordão  dos poderosos” e deixou o Rio Grande do Norte mortificado.

Arriscar também é um perigo.

Natal mostrou com Aldo Tinoco e Micarla de Sousa.

Mossoró com Silveirinha.

O Estado, bem, o Estado é mesmo necessário dizer com quem?

Rubens Lemos Filho é escritor e jornalista

Categoria(s): Artigo
sexta-feira - 26/01/2018 - 20:26h
Veja

“Conversa de Alpendre” discute delicadas questões políticas

Eleições ao governo-RN, disputa ao Senado, populismo e gestões de Robinson e Rosalba são abordados

A convite dos jornalistas Carol Ribeiro e Bruno Barreto, o editor do Blog Carlos Santos participou de gravação na última segunda-feira (22) à tarde, na cidade-praia do Tibau (a 42 quilômetros do Mossoró), do programa “Conversa de Alpendre”.

O programa foi ao ar às 20h30 dessa quinta-feira (25), pela TV Cabo Mossoró (TCM), Canal 10.

A gente dividiu a mesa de bate-papo também com a professora Andrea Linhares, do Departamento de Ciências Sociais da Universidade do Estado do RN (UERN).

Os apresentadores instigaram o debate sobre questões como o papel da bancada federal do RN no Congresso Nacional, o projeto de reeleição dos senadores José Agripino (DEM) e Garibaldi Alves filho (MDB), ascensão de novos nomes ao Senado e o surgimento de Zenaide Maia (PR) nessa corrida eleitoral.

A disputa presidencial com ou sem Lula (PT), também foi objeto de abordagem.

Na conversa, a gestão Michel Temer (MDB) e dificuldades dos governos Robinson Faria (PSD) e Rosalba Ciarlini (PP), não deixaram de ser focalizados.

Outro ingrediente que mexeu com o debate, é o comportamento do eleitor em relação à disputa eleitoral deste ano. É possível mudança radical nas urnas?

Reforma eleitoral, a força de campanhas em redes sociais contra votos nulo/branco/abstenções e pela não reeleição de detentores de mandatos, deram mais amplitude à discussão. O campo de visão chegou ainda ao pluralismo partidário nos Estados Unidos e Brasil, a marca do peronismo na Argentina e a força do populismo como galvanizador de massas no Brasil.

Nesta postagem, em quatro vídeos em sequência, a gente apresenta a íntegra do programa.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Comunicação / Comunicado do Blog / Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
terça-feira - 16/01/2018 - 21:50h
Tome aqui, se lasquem lá

Governo Temer passará R$ 420 milhões e espera ajuste fiscal


O presidente Michel Temer (MDB) assegurou o repasse de R$ 420 milhões para o Governo do RN, com objetivo de uso em investimentos nas áreas de saúde e segurança. A transferência do valor seguirá o trâmite processual legal, e se dará por meio de convênios e programas já existentes no Orçamento Federal.

Esse o resultado prático da reunião com o presidente, em Brasília, do governador Robinson Faria (PSD) e a bancada federal potiguar.

Reunião aconteceu hoje em Brasília e assegurou liberação de recursos (Foto: Alan Santos)

A contrapartida do Governo do Estado é equilibrar as contas públicas, conseguindo principalmente aprovar o pacote do ajuste fiscal que tramita na Assembleia Legislativa.

Apesar de ser uma ajuda relevante em áreas essenciais, este montante não pode ser empregado na folha de pagamento, cuja regularização tem sido uma das prioridades da  gestão estadual.

Participantes

Neste sentido, o governo federal se comprometeu a concluir no próximo dia 25  o diagnóstico das contas estaduais chegando às possíveis saídas para o reequilíbrio fiscal.

Do governo federal, além do presidente Temer, estavam presentes os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, e o ministro de Planejamento Dyogo Oliveira.

Da bancada federal, compareceram os senadores Garibaldi Alves Filho (MDB) e José Agripino (DEM), além dos deputados federais federais Fábio Faria (PSD), Beto Rosado (PP), Rafael Motta (PSB) e Walter Alves (MDB).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 14/01/2018 - 03:50h

Uma oportunidade perdida num estado que parece sem saída


Por Josivan Barbosa

Inúmeras são as vezes que escutei de pessoas ligadas politicamente e contrárias ao governo de Robinson Faria (PSD) que ele perdeu uma oportunidade de ouro para fazer grandes mudanças na gestão do Estado do RN, tornando-o uma máquina eficiente e fazendo o seu nome na história política local.

Foi eleito contra todas as forças políticas tradicionais e logo de cara passou a contar com expressivo apoio da Assembleia Legislativa e de outras corporações tradicionais.

Poderia, por exemplo, bater de frente contra o excessivo quadro de servidores comissionados do Poder Legislativo Estadual bem como das outras instituições que consomem o dinheiro público sem que este chegue ao destino com mais cidadania, como a saúde, a educação e a segurança pública.

Robinson fora do jogo II

Outro grande problema do governo Robinson Faria foi acreditar que em Brasília tudo poderia ser articulado para que o Governo Federal pudesse, sempre que necessário, socorrer o RN sem sorte. Puro engano. Faltou-lhe a percepção de que administrava um Estado onde a força política representa menos da metade do vizinho Ceará e um oitavo de Estados fortes como o Rio de Janeiro e São Paulo.

Basta comparar o tratamento que recebeu o RN sem sorte em comparação com os estados quebrados do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul. Esta situação de falta de articulação política em BSB chegou ao extremo, ao ponto do ministro do Planejamento dizer na última segunda-feira, em entrevista ao Valor Econômico, que não está preparando nenhuma ação relativa aos Estados e que o caso do RN deixou muito claro a dificuldade e as limitações que o Executivo tem.

Assim, respondeu o ministro Diogo de Oliveira, quando ao invés de viabilizar o repasse de recursos, como fez com o RJ e RS, enviou uma consulta ao TCU, quando todos já sabiam qual seria a resposta.

Robinson fora do jogo II

O governo Robinson Faria passou três anos do mandato distante dos prefeitos e das necessidades básicas das prefeituras. Um bom exemplo desse distanciamento, pode ser exemplificado pelo vizinho município de Tibau. Conversando nesta semana com a segunda maior força política daquele município, ela afirmou que o governador Robinson Faria ignorou a existência do município ao ponto de, em nenhum momento, ajudar ao prefeito Josinaldo Marcos (PSD), “Naldinho”. Não conseguiu reconhecer a importância de Tibau para a integração turística da Costa Branca com o vizinho estado do Ceará. Ignorou que Tibau encontra-se a menos de 50 Km em linha reta da segunda mais badalada praia do litoral cearense, a praia de Canoa Quebrada.

Robinson fora do jogo IV

Quando o assunto é Costa Branca, jamais a sua população vai perdoar um Governo que deu as costas para o desenvolvimento sustentável dessa microrregião. Como justificar que se inicia um Governo com 500 milhões de dólares de um empréstimo junto ao Banco Mundial e não se programa para investir 10% desse montante na construção da ponte que liga o município de Grossos a Areia Branca.

Todos os representantes políticos da Costa Branca sabem da importância para o turismo regional desse equipamento. Basta dizer que todos os visitantes da rota sol nascente, o trecho que vai de Fortaleza em direção a leste até a divisa com o Estado do Rio Grande do Norte com um pouco mais de 200km, teriam condições de infraestrutura para conhecer as belas praias de Areia Branca e Porto do Mangue.

Robinson fora do jogo V

Em nenhum momento a equipe de infraestrutura do governo Robinson Faria se preocupou com a vida do cidadão que é ceifada por acidentes na BR 304. Poderia, por exemplo, ter se articulado com o Departamento Nacional de Estradas e Rodagens (DNIT) e criado alguns trechos de terceira via nas localizações onde é difícil a ultrapassagem, como antes dos municípios de Angicos, Caiçara do Rio dos Ventos e Riachuelo. Reconhecemos que não havia espaço de recursos para o projeto de duplicação da BR 304, mas esses trechos de terceira via, com poucos recursos, já melhoria muito o tráfego daquela rodovia, pois é intenso o fluxo de caminhões pesados durante toda a semana.

Robinson Faria VI

A construção de trechos de terceira via ao longo da BR 304 criaria uma alternativa de projeto à duplicação. O governo do RN poderia ter, pelo menos, encomendado e colocado no PAC II o projeto de ligação da BR 406 (que liga Natal a Macau e que é a via mais adequada para o desenvolvimento da Costa Branca) com a BR 304. Este projeto, juntamente com a ponte Areia Branca – Grossos reduziria à metade o fluxo da BR 304 e desenvolveria toda aquela região de Macau, além de facilitar por demais o acesso ao Aeroporto de São Gonçalo para toda a população da Costa Branca e para o turista que chega à Fortaleza e que teria a oportunidade de conhecer 600 km de litoral e ter acesso fácil a outro aeroporto moderno.

A ligação da BR 406 com a BR 304 tornava sem necessidade a construção da Estrada da Castanha, recém-anunciada pelo governo Robinson Faria e que não leva a lugar nenhum. Após a construção da Estrada da Castanha, os municípios de Areia Branca, Serra do Mel e Carnaubais continuarão isolados do resto do RN e do resto do mundo.

Só vai lá quem tem um negócio muito grande para resolver. Outro aspecto fundamental dessa ligação seria a facilidade de escoamento do sal, pois o município de Macau possui grandes salinas produtoras e exportadoras de sal.

Robinson fora do jogo VII

Na semana passada já mostramos um bom exemplo do distanciamento do governo Robinson Faria com os setores produtivos da indústria do calcário e da agricultura irrigada (veja AQUI). Vamos colocar mais um. Após três anos de gestão, o DER resolveu reiniciar a construção da Estrada do Melão, iniciada no governo de Wilma de Faria, que à época elaborou o projeto e conseguiu construir 22 km ligando a RN 013 (Mossoró – Tibau) à BR 304, à altura das comunidades da Maisa.

O setor produtivo da agricultura irrigada esperou 7 anos, mas agora, as notícias que circulam na região apontam que a atual licitação da Estrada só contemplaria quatro quilômetros de um total de 52 Km (ligando a BR 304 com a BR 427, passando pela sede do município de Baraúna). Isto é muito pouco para dois mandatos de governo estadual, pois o vizinho Ceará, mesmo contraindo empréstimos, conseguiu apoiar nos 10 anos o setor produtivo da Chapada do Apodi com mais de 300 km de estrada. Ou seja, mais de 10 vezes o que o RN conseguiu.

Assim, não precisa ser um estrategista político para perceber que Robinson Faria está fora do jogo e que está fazendo uma gestão míope no tocante à qualidade dos serviços públicos e quando se pensa no desenvolvimento sustentável do Estado.

Josivan Barbosa é professor e ex-reitor da Universidade do Estado do RN

Categoria(s): Artigo
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.