quinta-feira - 23/03/2017 - 23:15h
Câmara Municipal

Sandra Rosado destaca protagonismo da mulher


A presença de mulheres no Parlamento em Mossoró é maior do que a média nacional. Se elas ocupam 13,51% das vagas nas Câmaras Municipais do Brasil, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), essa proporção é de 23,8% em Mossoró.

Aline, Isolda, Izabel, Maria e Sandra estão na CMM (Foto: arquivo)

Os números foram apresentados pela vereadora Sandra Rosado (PSB), na sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, nesta quinta-feira, na Câmara Municipal de Mossoró.

Na atual legislatura, a Câmara Municipal de Mossoró tem cinco vereadores, de um total de 21 assentos na Casa: Izabel Monteneegro (PMDB), presidente; Sandra Rosado, Maria das Malhas (PSD), Aline Couto (PHS) e Isolda Dantas (PT).

Na sessão de hoje, a vereadora Sandra homenageou a médica Carol Diógenes, com a Medalha do Mérito da Saúde, pela atuação na área de mastologia, sobretudo, no tratamento do câncer de mama.

Acompanhe nosso Twitter AQUI. Notas e comentários mais ágeis.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 09/03/2017 - 16:08h
Bancada governista

Um líder que tenha ligação e compromisso com Rosalba


A escolha do vereador Alex Moacir (PMDB) para líder da bancada da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) na Câmara Municipal de Mossoró, como esse Blog antecipou (veja AQUI), mereceu comentário elucidativo da vereadora Sandra Rosado (PSB), também governista.

Ouvida pelo repórter João Marciliano, o “Joãozinho GPS” da Rádio Difusora de Mossoró, ela comentou o assunto e a notícia que soube através de terceiros:

- Encaro com naturalidade a escolha feita pela prefeita – disse.

E completou, com certa dose de sarcasmo:

- Certamente escolheu dentro daqueles parâmetros de ligação, compromisso, que o vereador-líder deve ter com a administração municipal.

Entendi.

Leiam também: Decisão de Carlos e Rosalba isolam grupo de Sandra (AQUI).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quarta-feira - 08/03/2017 - 03:16h
2018

Sandra Rosado vê se seu grupo volta inteiro ou não pro PMDB


Sandra: em análise (Foto: Edilberto Barros)

Em entrevista ao repórter João Marciliano, o “Joãozinho GPS” da Rádio Difusora de Mossoró, a vereadora Sandra Rosado (PSB) disse que tem convite dos líderes peemedebistas Henrique Alves (ex-presidente da Câmara Federal) e do senador Garibaldi Filho (PMDB) para retornar ao partido.

Mas, por enquanto, apenas sua filha e deputada estadual Larissa Rosado (PSB), confirma essa migração (veja AQUI).

- Estamos verificando todos esses arranjos diante de uma nova legislação eleitoral que poderá surgir e nós temos que fazer sempre essa avaliação – disse.

Acrescentou que a afinação com o grupo Alves e o PMDB “é uma parceria que já vem de muito tempo”. Entretanto reiterou que não há definição se ela e seu grupo estarão integralmente no PMDB ou serão aliados numa composição interpartidária em 2018.

Ela e seu grupo ficaram cerca de 20 anos no PMDB.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 06/03/2017 - 18:16h
Rosalbismo puro

Decisões de Carlos e Rosalba isolam Sandra Rosado


A vereadora e ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB) vai colecionando e engolindo, a seco, dissabores na convivência como “liderada” do casal prefeita Rosalba Ciarlini (PP)-Carlos Augusto Rosado.

Depois de quase 30 anos como adversária de ambos, a “neorosalbista” não é a pessoa de confiança deles no Legislativo. Os ungidos são outros.

Pensou e trabalhou para ser eleita – com apoio do casal – à Presidência da Câmara Municipal de Mossoró.

Deu Izabel Montenegro (PMDB) – veja AQUI.

Mirou a liderança da bancada governista.

Sobrou para Alex Moacir (PMDB) – veja AQUI.

Pelo menos conseguiu aboletar no secretariado o filho e ex-vereador Lahyrinho Rosado (PSB), titular do Desenvolvimento Econômico.

No andar de cima, Rosalba e Carlos formam uma diarquia política em seu grupo, que não abre espaço para mais ninguém. Eles comandam.

Ponto final.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 23/02/2017 - 10:18h
Impasse

Izabel freia desembarque inteiro do rosadismo no PMDB


Izabel e Sandra: próxima? Nem tanto (Foto: arquivo)

Segundo o jornalista Bruno Barreto, do Blog do Barreto (veja AQUI), a mudança iminente da deputada estadual Larissa Rosado (PSB) para o PMDB (veja AQUI), não é determinante da mudança de sua mãe e vereadora Sandra Rosado (PSB) à mesma sigla.

O impasse está na relação indócil entre Sandra e a presidente da Câmara Municipal de Mossoró e dirigente do peemedebismo local, Izabel Montenegro.

“As duas se repelem”, avisa Bruno.

Tempo

O distanciamento entre ambas se agravou na disputa para presidência da Câmara Municipal de Mossoró. O fosso aumenta, antes mesmo do início do período de sessões ordinárias, pois Sandra é questionadora de compromissos da presidente com bancada governista.

O PMDB já foi de Sandra, Larissa e seu grupo. O retorno inteiro e, não de apenas Larissa, pode não ser apenas uma questão de tempo.

Nota do Blog - A jornalista Carol Ribeiro em seu blog homônimo já tinha adiantado que Sandra e seu filho e secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, Lahyrinho Rosado (PSB), não fariam essa “travessia” para o PMDB. Por enquanto, ficam no PSB.

Henrique Alves, pela força crescente de Izabel na politica paroquial e sua capacidade de trabalho na organização partidária, prefere não mexer no vespeiro.

Sua experiência anterior, ao ejetar Izabel Montenegro do comando do PMDB, para aboletar a ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB), teve resultados desastrosos.

Fafá foi incapaz de aglutinar forças e de pelos menos dar ordem burocrática à sigla em Mossoró.

Vai repetir? Hoje, não.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 23/02/2017 - 09:26h
Federal e Estadual

Governismo esquadrinha caminhada eleitoral de seus candidatos


O grupo governista municipal mossoroense esquadrinha formatação para as eleições que virão em 2018. Nada acordado ainda, mas intimamente pensado e já costurado, sujeito a improvável – mas possível – alteração.

Beto e Larissa, mesmo grupo e duas frentes de votos (Foto: arquivo)

No esboço inicial, o deputado federal Beto Rosado (PP) deverá ser candidato à reeleição em dobradinha com a prima Lorena Ciarlini (PP), atual secretária do Desenvolvimento Social da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), sua mãe.

Já a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) está fechada com o grupo Alves (veja AQUI).

Últimas eleições

Sua parceria no âmbito de Mossoró e outros municípios caminha para ser com o ex-presidente da Câmara Federal Henrique Alves (PMDB).

Em 2014, últimas eleições, Beto esteve em comunhão com Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, ex-prefeito de Areia Branca. Ambos foram eleitos pela primeira vez.

Lorena: de Rosalba (Foto: Carlos C.)

Já Larissa era parceira da mãe e hoje vereadora Sandra Rosado (PSB), que tentava reeleição. As duas não obtiveram êxito.

Prioridades de Rosalba

Vale ser lembrado, que em 2014 Rosalba era governadora e não teve condições de ser candidata à reeleição e Sandra e Larissa estavam como adversárias dela. Hoje, não. Estão no mesmo grupo.

Apesar dessa “união”, precisam sobreviver e dar novo salto eleitoral com meios próprios de caminhada.

No governismo, as prioridades de Rosalba para 2018 serão Beto e Lorena. Sandra e Larissa sabem disso.

Ponto final.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 21/02/2017 - 16:46h
Hoje

Câmara define comissões técnicas; governo assume principais


Após exaustiva reunião, a Câmara Municipal de Mossoró fechou hoje a formação de suas comissões técnicas (ou permanentes).

As três principais comissões ficaram sob a presidência de vereadores governistas: Constituição, Justiça e Redação com Sandra Rosado (PV); Orçamento, Finanças e Contabilidade com João Gentil (PV); Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo, Obras e Serviços Públicos ficará com Alex Moacir  (PMDB).

Foram apresentadas durante sessão extraordinária do Legislativo (veja AQUI).

Veja como ficaram as comissões:

Comissão de Constituição, Justiça e Redação

Presidente: Sandra Rosado (PSB)

Vice-presidente: Genilson Alves (PMN)

Secretário: Alex Moacir (PMDB)

1º Suplente: Isolda Dantas (PT)

2º Suplente: Aline Couto (PHS).

Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade

Presidente: João Gentil (PV)

Vice-presidente: Zé Peixeiro (PTC)

Secretário: Genilson Alves

1º Suplente: Emílio Ferreira (PSD)

2º Suplente: Alex do Frango (PMB) .

Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer

Presidente: Francisco Carlos (PP)

Vice-presidente: Isolda Dantas

Secretário: Didi de Arnor (PRB)

1º Suplente: Sandra Rosado

2º Suplente: Petras Vinícius (DEM).

Comissão de Saúde e Meio Ambiente

Presidente: Alex do Frango

Vice-presidente: Ozaniel Mesquita (PR)

Secretário: Emílio Ferreira

1º Suplente: Aline Couto

2º Suplente: Sandra Rosado.

Comissão de Desenvolvimento Social, Direitos e Deveres do Consumidor

Presidente: Petras Vinícius

Vice-presidente: Aline Couto

Secretário: Sandra Rosado

1º Suplente: Alex do Frango

2º Suplente: Flávio Tácito (PPL).

Comissão de Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo, Obras e Serviços Públicos

Presidente: Alex Moacir

Vice-presidente: João Gentil

Secretário: Alex do Frango

1º Suplente: Genilson Alves

2º Suplente: Emílio Ferreira.

Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo

Presidente: Genilson Alves

Vice-presidente: Flávio Tácito

Secretário: Sandra Rosado

1º Suplente: Rondinelli Carlos (PMN)

2º Suplente: Alex Moacir.

Comissão de Agricultura e Cooperativismo

Presidente: Didi de Arnor

Vice-presidente: Rondinelli Carlos

Secretário: Manoel Bezerra (PRTB)

1º Suplente: Isolda Dantas

2º Suplente: Zé Peixeiro.

Comissão de Defesa dos Diretos Humanos da Mulher, da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência

Presidente: Isolda Dantas

Vice-presidente: Petras Vinícius

Secretário: Sandra Rosado

1º Suplente: Aline Couto

2º Suplente: Francisco Carlos.

Qual o papel das comissões técnicas?

- São órgãos técnicos criados pelo Regimento Interno da Casa e constituídos vereadores (as), com a finalidade de discutir e votar as propostas de leis que são apresentadas à Câmara. Com relação a determinadas proposições ou projetos, essas Comissões se manifestam emitindo opinião técnica sobre o assunto, por meio de pareceres, antes de o assunto ser levado ao Plenário; com relação a outras proposições elas decidem, aprovando-as ou rejeitando-as, sem a necessidade de passarem elas pelo Plenário da Casa.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 14/02/2017 - 13:30h
Hoje

Frente em Defesa da Uern apresenta estudo à Assembleia


Uma comissão de deputados estaduais se reuniu com integrantes da Frente Parlamentar e Popular em Defesa da Universidade do Estado do RN (UERN), na manhã desta terça-feira (14), em Natal. Foram abordadas as principais reivindicações da instituição.

Integrante da Frente, ao lado do também deputado Fernando Mineiro (PT), o deputado Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), antecipou principais pontos da pauta. A reunião foi conduzida pelo presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Souza entrega documento, representando a Frente, ao presidente Ezequiel Ferreira (Foto: cedida)

O presidente recebeu documento com o estudo do impacto financeiro da Uern, das mãos do deputado Souza. Material aponta ainda comparativo com outras instituições similares no país.

“A defesa da Uern é pauta recorrente nesta Casa, porque há um entendimento da sua importância como instituição de ensino para todo o Rio Grande do Norte. A Assembleia tem se colocado sempre à disposição para debater e acolher as reivindicações dessa luta, que é legítima”, afirmou o presidente Ezequiel Ferreira de Souza.

Souza mostra importância

O deputado Souza promoveu em dezembro uma audiência pública na Casa sobre a Uern. Paralelamente, integrou-se ao movimento denominado de Frente Parlamentar e Popular, na Câmara Municipal de Mossoró. “Uma das motivações principais é a autonomia financeira. Teremos reunião com o governador e viemos pedir o apoio total da Casa para uma instituição que é importante para todo o Rio Grande do Norte”, disse o parlamentar.

De acordo com o presidente da Associação dos Docentes da UERN (ADUERN), professor Lemuel Rodrigues da Silva, as principais reivindicações da Frente, formada em dezembro passado, em Mossoró, vão além da questão da não privatização, e incluem necessidades mais urgentes como a autonomia (financeira, pedagógica e de gestão), a efetivação do plano de cargos e salários, estrutura e custeio.

Fuga de talentos

Lemuel informou que plano de cargos já foi enviado para o Executivo e há uma preocupação na instituição com a “fuga de talentos”, que é a mudança dos professores para outras universidades com salários mais atrativos, diante de falhas no plano de cargos.

O presidente da Frente Parlamentar, vereador Francisco Carlos (PP), agradeceu o apoio e a acolhida da Assembleia. “Pretendemos levar essa discussão para outras cidades em defesa do ensino de qualidade. A universidade precisa de melhores condições para que seus docentes desempenhem o seu trabalho”, afirmou.

Ainda participaram da reunião os deputados estaduais Raimundo Fernandes (PSDB) e Getúlio Rêgo (DEM), professores, dirigentes e integrantes da Frente, além da vereadora Sandra Rosado (PSB) e a deputada estadual recém-empossada Larissa Rosado.

Com informações da AL.

Categoria(s): Administração Pública / Política
  • Repet
terça-feira - 07/02/2017 - 16:40h
Previdência para poucos

Câmara faz deputado se aposentar com um ano de mandato


Do Congresso em Foco (Por Lúcio Vaz)

O deputado Manuel Rosa Neca (PR-RJ) chegou à Câmara como suplente, em janeiro de 2013. Cinco meses mais tarde, ingressou no plano de previdência dos congressistas. Completou apenas dois anos de mandato como deputado federal. Com o aproveitamento (averbação) de parte de mandatos anteriores de vereador e prefeito em Nilópoles (RJ), além de mais 26 anos de contribuição ao INSS, conseguiu a aposentadoria e recebe, hoje, R$ 8,6 mil.

Esse é um dos exemplos das facilidades do Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC), que conta com regras bem mais brandas e flexíveis do que as previstas na reforma da Previdência a ser votada pelos deputados e senadores nos próximos meses.

Mas as regras do plano são ainda mais permissivas. Um deputado pode se aposentar a partir de apenas um ano de exercício do cargo, desde que faça averbações de outros mandatos ou contribuições ao INSS.

O ex-deputado Junji Abe (PSD-SP) exerceu o cargo por  apenas quatro anos, entre 2011 e 2015. Em janeiro de 2015, teve aprovadas pela Câmara a averbação de mandatos de deputado estadual, vereador e prefeito de Mogi das Cruzes que somavam 20 anos de exercício desses cargos.

O valor da averbação ficou em R$ 1,4 milhão. Em junho daquele ano, conseguiu ainda o aproveitamento de 12 anos de contribuições ao INSS. Fechou 24 anos de mandatos e assegurou uma aposentadoria de R$ R$ 23 mil.

“Reaposentadoria”

A Câmara confirma que está mantida a reaposentadoria: “Se o deputado aposentado voltar a exercer o mandato e optar por contribuir para o PSSC, nesse período, poderá averbar esse tempo para atualizar os valores. Lembrando que o exercício de mandato suspende o benefício da aposentadoria que o deputado estiver recebendo”.

A respeito da natureza jurídica do plano, informa: “O PSSC é um regime próprio de previdência de parlamentares, administrado pela União, por meio de cada uma das Casas do Congresso Nacional, nos moldes do regime próprio dos servidores públicos. Não é uma entidade fechada de previdência e sim um regime orçamentário na modalidade benefício definido e financiado por repartição simples”.

Entre os políticos beneficiados por esse sistema previdenciário “para poucos”, está a ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB), atual vereadora em Mossoró.

Veja matéria completa AQUI, com mais detalhes e nuances dessa maravilha para poucos afortunados.

Leia também outros detalhes sobre “Aposentadoria de deputados” clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
terça-feira - 07/02/2017 - 15:56h
Outras rendas

Sandra Rosado diz que ‘abriu mão’ de salário de vereador


Sandra: outras rendas (Foto: Carlos Costa)

A vereadora Sandra Rosado (PSB) anunciou nessa segunda-feira (6) em reunião (veja AQUI) no plenário da Câmara Municipal de Mossoró, que “abriu mão” do seu salário (subsídio, que é a retribuição pelo exercício público) correspondente ao cargo.

Em tese, atuaria sem receber nada pelo mandato.

Não é bem assim. Vejamos.

Na verdade, incompatibilidade legal a levou a fazer essa opção, sem maiores perdas.

Sandra, a propósito, é aposentada pela Câmara Federal desde fevereiro de 2015, proventos empalmados logo após o fim do seu último mandato. Tem remuneração básica de R$ 11.575,89.

Francisco Carlos

É uma situação parecida com o que aconteceu na legislatura passada em relação ao vereador Francisco Carlos (PP) – veja AQUI. Ele trombeteou que abria mão dos subsídios, mas por injunção da lei e não por bom-mocismo ou sacrifício pessoal.

Compreensível a escolha, que se diga. A propaganda enganosa, também.

Até aqui, no início da atual legislatura, Francisco Carlos não repete o gesto assumido há quatro anos. Resolveu receber os R$ R$ 12.600,00 (brutos) como vereador, além de conservar os ganhos como professor da Universidade do Estado do RN (UERN).

Teve que excluir o salário – menor – no âmbito do Município. Bom senso, que se diga.

Simples assim.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
sexta-feira - 03/02/2017 - 23:38h
Governo Rosalba

Liderança a ser vista na Câmara Municipal


Até aqui, a bancada da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) não tem definição quanto à sua liderança na Câmara Municipal.

Favoritismo, por sua vasta experiência como deputada estadual e federal, para a vereadora Sandra Rosado (PSB).

Mas não é a única opção, que se diga.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 01/02/2017 - 21:16h
Pedro Almeida Duarte

Nome exponencial do rosadismo vive situação constrangedora


Pedro: desdenhado (Foto: arquivo)

O nome do professor Pedro Almeida Duarte, baluarte do grupo da vereadora Sandra Rosado (PSB), tem sido submetido a uma desnecessária imolação.

Cá para nós: Pedro não merece.

Nutria como certa sua convocação ao secretariado da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), mas sobrou. Agora ressurgiu no noticiário (veja AQUI). De novo, em em vão.

Chegou a fazer parte de sua comissão de transição (veja AQUI). Mas dos cinco componentes desse colegiado, é o único que não foi aproveitado pela governante, apesar de uma biografia significativa e experiência no serviço público, em cargos de peso no município e estado.

Sobrou na equipe de secretários, porque a prioridade do rosadismo era acomodar o ex-vereador Lahyrinho Rosado (PSB), filho de Sandra. Trato feito. Lahyrinho virou titular da pasta do Desenvolvimento Econômico.

Pedro, nada.

Lamentável e constrangedor.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
quarta-feira - 01/02/2017 - 08:38h
Alteração

Rosalba Ciarlini vai tirar o próprio filho do seu secretariado


O professor Pedro Almeida Duarte, ex-secretário da Agricultura e da Educação nos governos estaduais de Garibaldi Filho (PMDB) e Wilma de Faria (PSB, hoje no PTdoB), será o titular do Gabinete da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP).

A informação foi passada à manhã de hoje dentro do programa “Super Manhã Difusora”, apresentado por Haroldo Jácome, da Rádio Difusora de Mossoró.

Coube ao repórter Joãozinho Marciliano a notícia em primeira mão.

Substituirá Carlos Eduardo Ciarlini, o “Cadu”, filho da própria Rosalba.

Pedro é pessoa da absoluta confiança da vereadora e ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB), neorosalbista.

Depois traremos mais detalhes e análises de bastidores.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 29/01/2017 - 09:02h
2018

Sandra Rosado pode ‘se sacrificar’ com nova candidatura


Há desejo pessoal. Há interesse político estratégico. Mas ainda está sob estudo projeto de nova candidatura à Câmara Federal (2018), da ex-deputada federal e atual vereadora Sandra Rosado (PSB).

Larissa, Henrique e Sandra: aposta no PMDB (Foto: arquivo)

Sua filha e deputada estadual recém-empossada, Larissa Rosado (PSB), admitiu a hipótese de sua mãe ser candidata em entrevista ao programa “Conversa de Alpendre” da TV Cabo Mossoró (TCM). Mas tudo precisa ainda passar por “análise”.

Segundo Larissa, há estímulo do presidente estadual do PMDB e ex-presidente da Câmara Federal Henrique Alves (PMDB), para que Sandra seja candidata.

O núcleo familiar de Sandra acumulou 13 mandatos consecutivos na Câmara Federal, sendo sete com seu pai – Vingt Rosado, três com seu marido Laíre Rosado e igual número com ela.

Estragos

Mas a derrocada em 2014, que também puxou a própria Larissa à não-reeleição, deixou estragos até aqui insanáveis.

Uma nova candidatura a federal é possível, é até provável, mas não é fácil sua viabilização eleitoral.

A costura de Henrique Alves é interessante para ele próprio, que planifica retornar a Brasília. Daí a importância de Sandra para fazer “esteira”.

Um eventual ‘sacrifício’ de Sandra, certamente passará por cobrança de meios para garantir nova eleição de Larissa, que precisará de colégios eleitorais fora de Mossoró para ensejar novo mandato.

O grupo de Sandra deverá migrar para o PMDB de Henrique, como este Blog assinalou em primeira mão no ano passado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 24/01/2017 - 12:22h
Mossoró

Hospital sob intervenção sofre com retenção de recursos


A Prefeitura Municipal de Mossoró retém – inexplicavelmente – recursos que deveria repassar ao Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC)/Casa de Saúde Dix-sept Rosado (CSDR). São numerários advindos do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Governo do Estado.

O HMAC/CSDR está sob intervenção federal desde 27 de setembro de 2014.

UTI Intermediária Neonatal Convencional é um diferencial no HMAC e precisa ser mantida (Foto: arquivo)

O assunto passou a ser tratado na esfera judicial, à manhã de hoje, tamanho o sufoco vivido pelo hospital, que reflete em especial no bolso de seus servidores.

O fato, por outro lado, pode causar problemas até de ordem criminal para os ordenadores de despesas do município, caso se comprove má-fé.

Repetindo passado

Situação dessa natureza não é novidade na relação (política) entre municipalidade e HMAC/CSDR.

Em 2012, por exemplo, gestão Fafá Rosado (PMDB) segurava recursos da União há nove meses, quando o Blog (veja AQUI) denunciou a canalhice. A estratégia era asfixiá-lo financeiramente.

O resultado de nossa pressão foi que horas depois (veja AQUI) aconteceu de considerável soma para o HMAC/CSDR.

Na época (como hoje), Fafá era adversária política da então deputada federal Sandra Rosado (PSB), que através de seu grupo político controlava a HMAC/CSDR.

Nota do Blog – Espero que isso seja sanado logo e não se repita. Mossoró, nossos bebês, mães, não suportam mais tanta humilhação e luta politiqueira sem escrúpulo algum.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Saúde
domingo - 15/01/2017 - 13:22h

A tímida passagem do governo por Mossoró


A agenda do governador Robinson Faria (PSD), em Mossoró, foi muito tímida, sob do ponto de vista de ações administrativas – para quem praticamente abandonou a cidade, durante os dois primeiros anos de mandato.

Isso é até compreensível para um governo que, na pratica, não tem o que mostrar.

Alguns engodos, anunciados com pompas, chegam a insultar a inteligência e a paciência dos cidadãos mossoroenses. Um deles é a reforma do aeroporto de Mossoró e o anúncio de que teremos voos diários a partir de abril.

Rosalba e Robinson: faz-de-conta (Foto: Arquivo)

Mas, isso não é tão simples assim. Depende ainda de condições técnicas severas que precisam ser adequadas, junto aos órgãos controladores e reguladores de aeroportos no Brasil (Anac, cindacta III etc.). Não existe um estudo sério sobre a sua viabilidade econômica.

Até mesmo, os horários de voos anunciados são inadequados para quem pretende ir a Recife a negócio. Mas, estranhamente, a paternidade do “feito” já está sendo disputada entre o ex-prefeito Francisco José Júnior (PSD), a atual prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e o próprio governador Robinson Faria (PSD).

Os três juntos nunca foram capazes de fazer funcionar com dignidade e, minimamente, sequer a Rodoviária de Mossoró. Pasmem!

Outro engodo é a implantação do programa “Ronda Cidadã”.

O governo do RN não tem efetivo suficiente para garantir a segurança mínima do Estado – que bate recordes de violência, fugas, assaltos, roubos, e assassinatos. Não tem verbas e nem orçamento que possam suprir as diárias operacionais necessárias, com pagamentos em dia, aos policiais.

Não conseguiu fazer ainda funcionar regularmente o Ronda Cidadão em Natal, imaginem aqui em Mossoró, cuja segurança está entregue à própria sorte.

Tudo isso, é puro espetáculo de mídia e geração de falsas expectativas.

NA VERDADE, o governador veio a Mossoró para marcar espaço político na disputa com a prefeita Rosalba Ciarlini – na tentativa de minimizar o possível avanço do Rosalbismo ou até, quem sabe, tê-la ao seu lado no futuro (algo pouco provável – veja AQUI) na região.

Em ambos os lados, ficou evidente o foco dessa disputa: o governador Robinson Faria quer dar projeção pontual e privilegiada à primeira-dama e secretária de Estado da Sethas, Julianne Faria; e a prefeita Rosalba Ciarlini tem como prioridade política de sua gestão a promoção de sua filha e secretária do Desenvolvimento Social e Juventude, Lorena Ciarlini (veja AQUI).

Os dois estão de olho nas eleições de 2018, para elegerem suas protegidas. A largada já foi dada.

Enquanto isso, a gestão pública vai sendo tocada de forma precária, sem planejamento efetivo, eivada de enganações, mentiras e descaso com o cidadão. Infelizmente.

Mossoró tem o que merece!

SECOS & MOLHADOS

Vaias – É bem verdade que o deputado Galeno Torquato (PSD) deve muitas explicações aos seus eleitores mossoroenses. Por outro lado, não é ético que parlamentares, que se acham prejudicados com a vitória expressiva de Galeno, em Mossoró, organizem claques para o vaiarem, por ocasião da visita do ministro da Saúde ao HRTM, na última semana (veja AQUI).

Atraso – Os servidores públicos municipais, filiados ao Sindiserpum, vão realizar assembleia geral na terça-feira (17) – veja AQUI, para decidirem o que fazer diante do atraso de salário de novembro, dezembro e parte do 13º salário. Nos bastidores do sindicato, há uma indignação generalizada com a falta de informação do governo Rosalba Ciarlini (PP), a respeito do assunto, e os filiados consideram que o descaso da prefeita precisa de uma resposta rápida e eficaz.

Polo – O governador Robinson Faria anuncia a construção de mais um presídio em Mossoró. Com isso, Mossoró vai se transformando noprincipal polo prisional do Estado. A estratégia é que as prisões têm que ficar bem longe do polo turístico de Natal e também do polo industrial da Grande Natal.

Presídio Federal foi usado como bandeira de campanha de Rosalba Ciarlini; hoje, melhor o silêncio (Foto: arquivo)

Os políticos e governantes locais não reagem minimamente a isso. Talvez, porque achem que o polo prisional seja mais lucrativo do que os polos turístico e industrial. Gente que reclamou do Presídio Federal no passado, hoje se cala. Caso da hoje prefeita Rosalba Ciarlini, que na disputa do Governo Estadual em 2010, era contrária.

Chacina – A rebelião de Alcaçuz, que resultou na chacina de vários presos, é um caos anunciado. Isso é apenas a espoleta da bomba-relógio que está prestes a explodir, se não for tomada nenhuma atitude severa, eficaz e urgente por parte das autoridades competentes.

Calamidade – O que está acontecendo em Alcaçuz é a falência total do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte. Déficit de vagas, falta de estruturas, fugas, violências, calamidade total, corrupção: esse é o cenário da realidade das prisões do RN, detectadas desde março de 2015. Quase dois anos depois, a coisa só piora. Enquanto as facções planejavam a rebelião de Alcaçuz, engodos como o “Ronda Cidadã”, em Mossoró, jogavam pelo ralo o dinheiro do contribuinte, numa jogada midiática para favorecimentos políticos futuros.

Déficit – De acordo com a Secretaria de Justiça (SEJUC), o RN possui 33 unidades prisionais, que oferecem 3.500 vagas. Tais unidades abrigam, hoje, mais de 8 mil presos. Um déficit de cerca de 4.500 vagas. Alcaçuz, que abriga mais de 1 mil presos (tem capacidade de abrigar, apenas, 620 presos), só no ano passado, registrou a fuga de 100 presos (10%).

Juros – A redução da Taxa Selic em 0,75%, pelo Banco Central, na última semana, foi motivada pelo recuo da inflação. Esta, por sua vez, foi o resultado da recessão econômica em que vive o País, sendo pressionada pelo endividamento e desemprego. Baixou a febre, mas, a taxa de juros reais do Brasil ainda é a maior do planeta.

* Veja coluna anterior clicando AQUI.

Carlos Duarte é economista, consultor Ambiental e de Negócios, além de ex-editor e diretor do jornal Página Certa

Categoria(s): Artigo
sexta-feira - 13/01/2017 - 04:50h
Políticos do barulho

Silêncio! Hospital


O deputado estadual Galeno Torquato (PSD) e a ex-deputada federal e recém-empossada vereadora Sandra Rosado (PSB) andaram se estranhando ao final da manhã dessa quinta-feira (12), em Mossoró.

Bateram boca em pleno Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), durante visita do ministro da Saúde, Ricardo Barros, e do governador Robinson Faria (PSD).

Galeno e Sandra (de perfil) chamaram a atenção com o tititi em ambiente hospitalar

Segundo versão, Torquato irritou-se com vaias dirigidas a ele e emparedou a vereadora, a quem atribuiu organização dos apupos para constrangê-lo.

Ela não se calou.

O tititi chamou a atenção de outros circunstantes. A foto do jornalista Cézar Alves (nesta postagem), do Mossoró Hoje, fala por si.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
segunda-feira - 09/01/2017 - 07:26h
Folha de São Paulo

Gestão Rosalba começa com foco negativo na mídia nacional


Por João Pedro Pitombo e João Marques (Folha de São Paulo)

Não começa bem a imagem no país da quarta administração à frente da Prefeitura de Mossoró, da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP). Hoje (segunda-feira, 9), o jornal Folha de São Paulo tem reportagem especial sob o título “Empossados, novos prefeitos nomeiam parentes para secretarias”.

Boxe com organograma de gestão familiar de Rosalba é um dos destaques da reportagem do Folha (Arte Folha)

Na matéria, há um trecho destacando a decisão de Rosalba de nomear quatro parentes para quatro das 14 secretarias da municipalidade, além de ser editar um boxe (veja acima) com esse organograma familiar.

Veja o que diz a Folha sobre o início da gestão:

Ex-governadora do Rio Grande do Norte entre 2011 e 2014, Rosalba Ciarlini Rosado (PP) assumiu a prefeitura de Mossoró nomeando parentes em 4 das 14 secretarias. Carlos Eduardo Ciarlini Rosado virou secretário-chefe do Gabinete Civil e Lorena Ciarlini Rosado assumiu a pasta de Desenvolvimento Social. Ambos são filhos da prefeita.

Também foram contemplados parentes de outros políticos da família. Lahyre Rosado Neto, filho da ex-deputada Sandra Rosado, prima da prefeita, assumiu a pasta de Desenvolvimento Econômico. Para a Agricultura, foi nomeada Katherine Rosado, mulher do deputado federal Beto Rosado, sobrinho de Rosalba.

São citados casos semelhantes e até mais aberrantes, do emprego de parente em cargos comissionados, em vários outros municípios espalhados pelo país, como em Montadas-PB. Na gestão de Jonas de Souza (PSD), que acaba de tomar posse na prefeitura, sete dos nove secretários têm o mesmo sobrenome do prefeito. Todos parentes: a mulher, três irmãos, um tio e dois primos.

“As nomeações para a chefia de pastas aconteceram em cidades de médio porte, como Mossoró (RN) e Itabuna (BA), e em municípios menores. E contemplaram sobrenomes tradicionais da política, como os Rosado (RN) e os Donadon (RO)”, aponta o Folha de São Paulo.

Por ser considerada uma nomeação política, a prática é permitida, de acordo com súmula do STF (Supremo Tribunal Federal). Caso típico do que é endossado como “legal”, para dar verniz de moralidade ao gestor.

Auxiliar para filho

Os prefeitos de Mossoró, Vilhena, Caxias (MA) e Santana (AP) foram procurados pelo jornal para se pronunciarem, mas não responderam à reportagem. Outros o fizeram.

Na Bahia, o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes Oliveira (DEM), seguiu a cartilha: nomeou a mulher Sandra Neilma para a secretaria de Ação Social, o sobrinho Dinailson Gomes para a Administração e o filho Sérgio Oliveira para o Trânsito.

Esse, sem nenhuma experiência ou formação na área, terá para lhe auxiliar “um engenheiro de tráfego para o cargo de subsecretário”, garantiu o prefeito e pai.

Veja matéria completa clicando AQUI.

Nota do Blog – Já assinalamos e repetimos: Rosalba tinha tudo para começar seu quarto governo ousando, até para atender às exigências dramáticas da gestão.

Mas repete o que o antecessor fazia (Francisco José Júnior-PSD) e sucumbe às pressões políticas de grupos e subgrupos, além do varejo de compadrio.

A tentação da carne, também, não é de bom alvitre. Não deixa de ser imoral, por ter selo de legalidade dado pelo sinuoso STF. Não é a mídia local – ou “intriga da oposição” – que enfoca essa distorção. É a mídia nacional.

Ela e sua equipe não podem errar. A Mossoró do ‘andar de baixo’ não aguenta mais tanto sofrimento.

Veja AQUI a equipe formada pela nova prefeita.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
terça-feira - 03/01/2017 - 18:18h
Bye!

Inferno astral político de Fafá e seu esquema parece sem fim


Parece sem fim o inferno astral político da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB) e seu esquema.

Fafá e Sandra: primas que se repelem (Foto: Cézar Alves em 28-09-2009)

Alijada da sucessão municipal do ano passado, quando sonhava em ser aboletada na chapa à Prefeitura, encabeçada pela então candidata a prefeito Rosalba Ciarlini (PP), Fafá deixou presidência do PMDB (veja AQUI) e saiu atirando.

Mesmo assim, ponderou que continuaria na sigla.

Optou por apoio ao candidato a prefeito Tião Couto (PSDB) – veja AQUI, não levando quase ninguém do seu antigo sistema para o palanque dele. O PMDB apoiou Rosalba e maioria da escassa ‘militância’ de Fafá, também.

A prima

Mas com o iminente desembarque (retorno) do grupo da vereadora Sandra Rosado (PSB) no partido – veja AQUI – ela, seu marido e ex-deputado estadual Leonardo Nogueira devem procurar outro destino.

O PMDB  é pequeno demais para ela e Sandra.

Fafá e Sandra não se bicam há muitos anos, apesar de primas. Fafá, a propósito, iniciou-se na política por suas mãos – candidata a prefeito em 2000, derrotada por Rosalba.

Ô luta medonha!

Nota do Blog – Passamos anos repetindo que “a patota” não é do ramo” e o tempo tem-nos dado razão. Há tempo terminou o ciclo de Fafá e seus ramo familiar, que é uma invenção da própria Sandra, depois arrematada pelo grupo de Rosalba, que viabilizou dois mandatos de prefeito para ela e dois de deputado pro seu marido, com a força da máquina da Prefeitura.

Bye!

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 03/01/2017 - 16:39h
Hoje

Larissa Rosado é novamente empossada como deputada estadual


A suplente de deputado estadual Larissa Rosado (PSB) foi empossada como efetiva à manhã de hoje na sala da presidência da Assembleia Legislativa. Sua ascensão deveu-se à renúncia do deputado Álvaro Dias (PMDB) ao final do ano passado, que foi eleito vice-prefeito do Natal.

O ato protocolar foi presidido pelo presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). Larissa ascende ao seu 4º mandato de deputada estadual.

Larissa (Centro) posou com deputados e o vice Fábio Dantas após ato de posse hoje (Foto: Eduardo Maia)

Acompanharam o evento os deputados Gustavo Carvalho (PSDB), que fez a leitura do termo de posse, Tomba Farias (PSB), Gustavo Fernandes PMDB), Cristiane Dantas (PC do B) e Albert Dickson (PROS).

Larissa Rosado, com a presença de marido e filhos, bastante emocionada, fez um agradecimento especial aos deputados Gustavo Carvalho, Ezequiel Ferreira e Tomba Farias.

Agradecimento

“Agradeço demais os gestos de carinho e atenção destes amigos, mesmo quando estava sem mandato. E fiz questão da presença do ex-deputado e vice-governador Fábio Dantas (PCdoB), que também não me faltou quando o procurei”, disse.

A solenidade foi acompanhada pelos ex-deputados Carlos Augusto Rosado (ex-presidente da Assembleia), Elias Fernandes, Cláudio Porpino, vereadora Sandra Rosado (PSB) e Laíre Rosado (PSB), mãe e pai da deputada; senador Garibaldi Alves (PMDB), os deputados federais Beto Rosado (PP) e Rafael Motta (PSB), secretário do Desenvolvimento Econômico de Mossoró e irmão da parlamentar, Lahyrinho Rosado (PSB).

Também prestigiaram-na os vereadores Izabel Montenegro (PMDB), presidente da Câmara Municipal de Mossoró, e João Gentil (PV) primeiro secretário da mesma casa parlamentar.

O desembargador Expedito Ferreira, futuro presidente do Tribunal de Justiça do RN (TJRN), também se fez presente à solenidade, assim como o reitor da Universidade do Estado do RN (UERN) Pedro Fernandes Neto.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 03/01/2017 - 14:12h
Secretariado

Esqueceram de Pedro


Ex-secretário de Educação e Agricultura do RN nas gestões Garibaldi Filho (PMDB) e Wilma de Faria (PTdoB), o professor Pedro Almeida Duarte foi o único integrante da equipe de transição da agora prefeita empossada Rosalba Ciarlini (PP), a não compor seu secretariado.

Pedro: nome de peso (Foto: Redes Sociais)

Dos cinco componentes da transição (veja AQUI), ele foi quem sobrou. Esqueceram Pedro.

Almeida tem longa trajetória de ligação política ao grupo da ex-deputada federal Sandra Rosado (PP), vereadora empossada no último dia 1º, que desembarcou no rosalbismo na campanha eleitoral deste ano, após quase 30 anos de beligerância político-pessoal.

Primeiro a cria

Sandra pleiteou espaço para Pedro Almeida e o então vereador e filho Lahyrinho Rosado (PSB) na equipe da “Rosa”. Eram suas prioridades (veja AQUI). Mas publicamente “cavou” (veja AQUI) a nomeação da cria que terminaria mandato dia 31 de dezembro.

Pedro era cotadíssimo para pasta de Planejamento ou Administração e Recursos Humanos.

Lembrado pelo Blog, talvez lhe acomodem no segundo escalão.

E olhe lá.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política
segunda-feira - 02/01/2017 - 11:33h
Mossoró

Com Gentil e Sandra tentados à traição, Izabel vence por um triz


Como o Blog antecipou, a eleição de Izabel Montenegro (PMDB) à presidência da Câmara Municipal de Mossoró não estava ‘consolidada’, apesar da maioria que antecipadamente tinha garantido (veja AQUI). Estresse até último voto.

Nos bastidores da eleição, nesse domingo (1º), a oposição se vendo perdida tentou duas cartadas para “melar” a ascensão da vereadora reeleita.

Izabel posa com sua bancada, sem Sandra, mas com João Gentil atrás à sua esquerda; sufoco (Foto: Edilberto Barros)

Como viu que seu chamado “Grupo dos 13″ tinha encolhido para “Grupo dos 10″, sendo minoria, ofertou a presidência ao ex-oposicionista João Gentil (PV) – que horas antes fora anunciado como novo governista e dando apoio à Izabel.

Quem também foi sondada para ser candidata pela oposição foi a nova vereadora e ex-deputada federal neorosalbista Sandra Rosado (PSB). Ela tinha anunciado que ficaria neutra (veja AQUI) no pleito, indignada por não ter sido escolhida em lugar de Izabel.

O Blog chegou a apontar essa hipótese de Sandra ser tentada pela oposição (veja AQUI).

Empate pró-Izabel

João Gentil, neoconvertido ao rosalbismo, não tinha motivos para outro pula-pula em tão curtíssimo espaço de tempo, espécie de salto triplo twist carpado da esperteza política. Estava no Grupo dos 13, saiu; estava no grupo do ex-prefeito Francisco José Júnior (PSD), pinotou fora (veja AQUI). Só faltava mesmo deixar o governismo para ser candidato da oposição. Ufa!

O que ele cobrara em termos de “espaços”, para o futuro governo, foi-lhe assegurado em conversa com a cúpula do governismo algumas horas antes.

Quanto à Sandra, a principal exigência após o dissabor de não ser candidata de Rosalba, era ter o filho Lahyrinho Rosado (PSB) anunciado como secretário. Conseguiu, após cobrar publicamente isso (veja AQUI).

Há um detalhe ainda a ser assinalado nessa disputa e de seus bastidores: mesmo que Sandra se abstivesse de votar, ficando “neutra”, Izabel seria eleita por ter maior idade do que Alex do Frango (PMB), concorrente oposicionista.

Henrique comemora

O empate em 10 x 10 a favorecia. Sandra só poderia agir, em contrário, para prejudicá-la e ao grupo da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), que apostou em Izabel e fez maioria na Casa antes mesmo de começar a legislatura.

Nas redes sociais, o presidente do PMDB no RN e ex-deputado federal Henrique Alves saudou a vitória de sua liderada e enalteceu o “voto decisivo” de Sandra, de olho no futuro:

“Parabenizar vereadora Izabel do nosso PMDB que se elegeu Presidente da Câmara de Mossoró! Mereceu pela luta que fez. E com voto decisivo 11 a 10 da Ver SANDRA!”

O grupo de Sandra deverá retornar ao PMDB em breve, como o Blog postou (veja AQUI),

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.