• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 14-11-17
sábado - 23/09/2017 - 10:04h
Rio de Janeiro

Traficantes e consumidores, cada um com seu drama


O Exército na Rocinha caça traficantes e os consumidores em Copacabana seguem, aflitos, à espera que a tempestade passe.

A Rocinha esconde o que Copacabana banca.

Rio de Janeiro-Brasil.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Só Pra Contrariar

Comentários

  1. João Claudio diz:

    Endossando a frase inteligente:

    Na ”Big Favelona Maravilhosa”, a Rocinha esconde o que Copacabana banca.

    ”Apenas” 763 favelas compõe o cenário da Big Favelona Maravilhosa.

    Estando ou passando pela zona sul, a joia da ”Favelona”, olhe para o alto, ”admire” os morros e tente contar o número de barracos/favelas e…Duvido que você não fale para si mesmo:

    - ”Cruz credo. Logo AQUI???? Vôjasimbora” KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    É assustador, mêrmão.

  2. François silvestre diz:

    Aguardemos o pronunciamento do general Mourão.

  3. François silvestre diz:

    De Carlos Linneu, no Portal No Ar:
    “O general Antonio Mourão foi acometido de uns piripaques. Uns ataques espasmódicos que ultimamente tem rondado todos os brasileiros indignados com o rumo das coisas desde o ano de 2002 e a corrupção em particular. O problema é que o general é general, é da tropa, carrega quatro estrelas sobre as clavículas e o regimento do Exército proíbe manifestações políticas.

    O general Villas-Boas o classificou de “grande soldado”. Não provou, não é, e no sentido filosófico não será “grande soldado”.

    Ontologicamente, “grande soldado” só se prova na guerra. A essência do militar é a de se preparar e fazer a guerra. A qualidade de quem desempenha essa atividade-fim é provada na sua execução.

    O general Mourão provavelmente mereceria elogios do tipo “grande funcionário público militar”, “melhor cadete na escola militar”, ou então, que “engraxa os próprios coturnos”.

    Grande soldado foi o grande Osório. Soldado nato, talentoso, tático, estratégico, tosco. Foi homenageado pelo Império como “Marquês do Herval”. Desculpem a palavra, mas deve ter cagado para o título. Gostava mesmo era de guerra. Eis o grande soldado”.

  4. naide maria rosado de souza diz:

    O Rio de Janeiro é o estado onde vivo, cresci, estudei e estudo.
    Sou do povo potiguar, confesso meu orgulho, mas faço parte da população carioca.
    Meu sangue nordestino faz-me amar o RN, mas vejo um RJ lindo, independentemente do número de favelas e do medo que me afasta o sono com o canto cruel das balas.
    Estamos mergulhados num caos provocado por homens muito ruins que enriqueceram com a penúria e desmantelo desse estado maravilhoso.
    Há similitudes entre as facções do tráfico e as facções políticas. Ambas criminosas. Criminosas demais.
    Mesmo diante da desgraça do roubo e corrupção que desequilibraram o Brasil, não perdi a visão . O Rio de Janeiro é lindo.
    Preciso saber se meus filhos estão em suas casas, para me tranquilizar. Mesmo assim, posso dizer que temo, mas o Rio é lindo, mesmo provocando angústias.

  5. Amorim diz:

    Alguma relação com os narcospolítcos?
    Atual “escatolocracia” .

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.