terça-feira - 30/12/2008 - 08:43h

Vereadores e ex devem ser alcançados por MP


O início de nova legislatura a 1 de janeiro próximo não garante à Câmara de Mossoró que novos episódios deixem de atingir à sua imagem, a pior pós-redemocratização de 46. Com nomes de ocupantes às voltas com a Justiça.

Há fortes indícios para que o Ministério Público Estadual, antes mesmo do período ordinário ser instalado – em 15 de fevereiro – peça ao Judiciário punição para nomes envolvidos na Operação Sal Grosso e que foram reeleitos. Virão processos.

O Ministério Público já devolveu às repartições de origem, servidores que prestaram apoio técnico em algumas tarefas. Sinal  que o trabalho está em conclusão.

Em fevereiro o Promotor de Defesa do Patrimônio Público, Eduardo Medeiros, retorna das férias

* Do Blog do Nilo Santos

Nota do Blog – Na verdade, "Nilão", Eduardo Medeiros retoma o trabalho ainda no final de janeiro.

É certo que devem ser ingressadas uma série de ações contra vereadores e ex-vereadores.

Os principais implicados podem ter mais de quatro ações individualmente, inclusive da esfera criminal.

Categoria(s): Sem categoria

Comentários

  1. Zé Roberto diz:

    Tem mesmo é que jogar o próprio sal,criado por eles,em seus “espinhaços”,cucurús e guabirús.Homi,vá cagar!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.