segunda-feira - 31/12/2007 - 22:47h

Por que te desejo Feliz Ano Novo



"Se você odeia alguém, é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você. O que não faz parte de nós não nos perturba."
(Hermann Hesse, escritor alemão, autor de Sidarta, Demian e outros livros clássicos) 

"Feliz Ano Novo!"

Esse chavão atravessa o planeta num pipocar só comparável aos fogos de artifícios, em cada final de ano. Não importa se o calendário é romano ou chinês. É assim que passou a ser desde alguns séculos e séculos.

O ser humano talvez tenha mudado pouco ou quase nada nesse tempo. Biologicamente, a tese da evolução da espécie do naturalista Charles Darwin insiste em se confirmar, com os mais fortes escravizando os mais fracos. É a chamada "seleção natural".

Noutra vertente, a espiritual, ouvimos falar em princípios que nos tornariam um só, todos iguais, apesar das visíveis – e ocultas – diferenças. Não importa a religião ou se o indivíduo é ateu: há muita coisa a nos unir.

A ciência está desfazendo mitos e preconceitos quanto ao Quociente de Inteligência (QI), em relação aos códigos genéticos e desmanchando teses relativas à superioridade racial. Queiram ou não alguns, somos iguais na essência; diferentes na atitude e no pensar.

Então, o que nos separa do bem-comum e da fraternidade? Por que tantas guerras entre povos, a desavença familiar, a carnificina urbana e a competição predatória do cotidiano?

Primeiro, sinto-me incapaz de oferecer respostas definitivas. Com base na ciência e na fé, na fusão delas, mesmo naquilo que são excludentes, parece uma equação impossível de ser fechada. Ou bastante difícil, em face de valores pessoais e conhecimentos condensados até aqui por mim. 

Diminuir distâncias, aplacar sentimentos menores e vencer às próprias fraquezas são desafios pessoais necessários, para que possamos transformar o Feliz Ano Novo numa aspiração e não apenas num clichê social. Eu não o pronuncio da boca pra fora. O suplício da hipocrisia não me proponho a adotar.

Trata-se de má vontade? 

De modo algum. Apenas não quero ser injusto com os sinceros de coração e que me respeitam, distribuindo Feliz Ano Novo a torto e a direito. Jamais vou banalizar o que deve ser cultivado como oferenda afetuosa.

A quem passa o ano agindo e torcendo para transformar a vida alheia no inferno, desejo que continue se envenenando. Não contente com os próprios êxitos, precisa que alguém esteja mal para se sentir realizado. Afinal de contas, esse é o jeito que encontrou para tentar ser "feliz." Continue sorvendo esse coquetel de recalque, ódio e inveja. 

A felicidade é plural. Possui força irradiadora e contaminante. Tem sido assim, vai ser assim em 2008. O período será excelente para mim e para muitos que assim crêem. Acredite.

Feliz Ano Novo!

Categoria(s): Fred Mercury
segunda-feira - 31/12/2007 - 13:34h

Porque hoje é segunda (31 de dezembro de 2007)



Dir-se-ia que estou quebrando o protocolo. Hoje não é domingo. É certo. Daí fica estranho em plena segunda-feira postar crônica, poesia, música e outros elementos comuns ao domingo, como este Blog costuma fazer.

Mas me rendo às convenções: Chegamos a 31 de dezembro de 2007

Fechamos outro período de tempo humano. Daí, não estranhe, que eu repita uma crônica já postada no endereço do blog anterior, que movimentei até o dia 2 de maio deste ano. 

Acho que me agradecerá pela lembrança. Trata-se da bela "Acorrentados", do mineiro Paulo Mendes Campos.

Aproveite.

Acorrentados

Quem coleciona selos para o filho do amigo;
quem acorda de madrugada e estremece no desgosto de si mesmo ao lembrar que há muitos anos feriu a quem amava;
quem chora no cinema ao ver o reencontro de pai e filho;
quem segura sem temor uma lagartixa e lhe faz com os dedos uma carícia;
quem se detém no caminho para ver melhor a flor silvestre;
quem se ri das próprias rugas;
quem decide aplicar-se ao estudo de uma língua morta depois de um fracasso sentimental;
quem procura na cidade os traços da cidade que passou;
quem se deixa tocar pelo símbolo da porta fechada;
quem costura roupa para os lázaros;
quem envia bonecas às filhas dos lázaros;
quem diz a uma visita pouco familiar: Meu pai só gostava desta cadeira;
quem manda livros aos presidiários;
quem se comove ao ver passar de cabeça branca aquele ou aquela, mestre ou mestra, que foi a fera do colégio;
quem escolhe na venda verdura fresca para o canário;
quem se lembra todos os dias do amigo morto;
quem jamais negligencia os ritos da amizade;
quem guarda, se lhe deram de presente, o isqueiro que não mais funciona;
quem, não tendo o hábito de beber, liga o telefone internacional no segundo uísque a fim de conversar com amigo ou amiga;
quem coleciona pedras, garrafas e galhos ressequidos;
quem passa mais de dez minutos a fazer mágicas para as crianças;
quem guarda as cartas do noivado com uma fita;
quem sabe construir uma boa fogueira;
quem entra em delicado transe diante dos velhos troncos, dos musgos e dos liquens;
quem procura decifrar no desenho da madeira o hieróglifo da existência;
quem não se acanha de achar o pôr-do-sol uma perfeição;
quem se desata em sorriso à visão de uma cascata;
quem leva a sério os transatlânticos que passam;
quem visita sozinho os lugares onde já foi feliz ou infeliz;
quem de repente liberta os pássaros do viveiro;
quem sente pena da pessoa amada e não sabe explicar o motivo;
quem julga adivinhar o pensamento do cavalo;
todos eles são presidiários da ternura e andarão por toda a parte acorrentados, atados aos pequenos amores da armadilha terrestre.

Paulo Mendes Campos, cronista mineiro falecido em 1991 aos 69 anos de idade.

Categoria(s): Nair Mesquita
  • Repet
segunda-feira - 31/12/2007 - 12:13h

Papangu fecha o ano com bom humor, claro


Já está zanzando por aí o número 47 da revista de cultura e humor "Papangu." A capa é com um sorridente Garibaldi Filho (PMDB), acrescida de outras atrações.

A publicação mensal fecha o ano mostrando com picardia os bastidores da ascensão de Garibaldi à presidência do Senado. É "O arrumadinho de Natal no Senado", narra a revista.

Também focaliza o sonho do deputado "Robinsonoel" detentor do "Troféu Papangu" do mês; apresenta crítica do livro "A hora azul do silêncio" de Marcos Ferreira, feita pelo jornalista Vicente Serejo; entrevista com os jovens escritores Carlos Fialho e Patrício Júnior, além de Raildon Lucena, David Leite, Altônio Alvino e muito mais.

Vale a pena conferir. 

Categoria(s): John Deacon
segunda-feira - 31/12/2007 - 00:32h

Letra e Música – 6


Finalzinho de ano chegando, início de semana, transição de 2007 para 2008, mais do que um balanço de período, opto por consagrar a benção da criação.

Em nossa série dominical "Letra e Música", o clássico de hoje é "What a Wonderful World", composição de Bob Thiele e George David Weiss, com Louis Armstrong.

Bom proveito. Feliz Tudo em 2008!

What A Wonderful World (Que Mundo Maravilhoso)

Eu vejo as árvores verdes, rosas vermelhas também
Eu as vejo florescer para nós dois
E eu penso comigo… que mundo maravilhoso

Eu vejo os céus azuis e as nuvens brancas
O brilho do dia abençoado, a sagrada noite escura
E eu penso comigo… que mundo maravilhoso

As cores do arco-íris, tão bonitas nos céus
E estão também nos rostos das pessoas que passam
Vejo amigos apertando as mãos, dizendo: "como você vai?"
Eles realmente dizem: "eu te amo !"

Eu ouço bebês chorando, eu os vejo crescer
Eles aprenderão muito mais que eu jamais saberei
E eu penso comigo… que mundo maravilhoso
Sim, eu penso comigo… que mundo maravilhoso

* Conheça um clip dessa música AQUI.

Categoria(s): Letra e Música
segunda-feira - 31/12/2007 - 00:12h

Segurança e concentração de esforços


A imprensa internacional não pára de noticiar a queda nos índices da criminalidade em Nova York. Segue o programa "Tolerância Zero".

Mas lá também é escasso o volume de dinheiro à segurança. Vale inteligência e tática. É insuficiente o total de policiais nas ruas.

Está em evidência na "Big Apple" a estratégia denominada de "utilização concentrada de recursos escassos." Simplificadamente a chamam de "Operação Impacto."

- O policiamento com foco funciona – diz o professor Dennis Smith, professor na Escola Wagner de Serviço Público da Universidade de Nova York. "Se você analisar o mapa do crime observará que existem concentrações em poucos pontos", diz o professor.

Trazendo a experiência para nossa realidade, outra vez é fácil perceber que o simples não é feito. Pior é que parcela do contingente policial reduzido termina servindo à parte burocrática, guarnecendo autoridades, fórum, MP etc.

O povão que se dane, lógico.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia
domingo - 30/12/2007 - 21:45h

Oh, dúvidas cruéis!


É pertinente perguntar à Câmara de Mossoró:

- Como explicar a devolução à prefeitura de mais de R$ 150 mil, como sobra de caixa, se em dois anos e 11 meses da atual legislatura, não aconteceu sequer uma vez situação parecida?

Sabe-se que em diversas ocasiões os vereadores pressionaram a prefeitura para repasse complementar. 

- Será que tem alguma relação com a "Operação Sal Grosso", investigação feita pelo Ministério Público no caríssimo poder legislativo?  

Categoria(s): Blog
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
domingo - 30/12/2007 - 21:15h

Pesquisa eleitoral fraudulenta pode dar cadeia em 2008


Aviso em tom de alerta aos "navegantes" da política potiguar:  A partir de terça (1o), as novas regras relativas à divulgação de pesquisa eleitoral passam a vigorar.

Existem sanções consideráveis às transgressões ou para ser mais claro, ao uso indevido dessa ferramenta científica, com o objetivo de ser indutor de voto e tendência, em vez de elemento de informação do pensamento popular.

A instrução normativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é na verdade um ajuste a dispositivo já existente. Um aperfeiçoamento, digamos assim.

Entre as novidades, a exigência de que se informe quem paga a sondagem, nome do estatístico responsável, metodologia com questionário completo e o custo à realização do trabalho. Cinco dias antes da divulgação, o pedido para tal deve estar protocolado na Justiça Eleitoral, sendo aberto o seu pleno conteúdo aos partidos que desejarem acesso.

Quanto à boca-de-urna, o resultado só poderá ser divulgado na mídia após as eleições, depois que a votação for encerrada. Qualquer sondagem poderá ser veiculada na imprensa até no dia da eleição, mas seguindo os critérios e determinações especificadas.

Nota deste Blog: Olha, a legislação é ainda suave, visto que prevê detenção e multa pecuniária oscilante entre R$ 53 mil e R$ 106 mil, para o proprietário do veículo de comunicação que botar pesquisa fraudulenta. 

Se essa normatização existisse ano passado, nós teríamos vários camburões lotados com dirigentes de rádio, jornais e TV´s. Veículo que não tem um pau para dar num gato divulgava pesquisa como contratação sua, com números que afrontavam a voz das urnas.

Categoria(s): Sem categoria
domingo - 30/12/2007 - 21:08h

Ex-prefeito Júnior Gurgel abordará tema sucessório em rádio


O ex-prefeito caraubense Júnior Gurgel, nome recorrente quando se fala de sucessão municipal, será entrevistado nesse dia 2, quarta-feira.

O jornalista Thurbay Rodrigues ouvirá Júnior na AM Centenário de Caraúbas.

O ex-prefeito, que é jornalista com mais de 30 anos de atividade, falará sobre temas diversos, como a política local e estadual, através do programa "O fato em debate", ao meio-dia e 15 minutos.

Promessa de conversa-entrevista de alto nível. 

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
domingo - 30/12/2007 - 20:58h

Sucessão municipal tem material analítico ampliado


O burburinho de final e início de ano, não vai comprometer o trabalho do Blog. Entre as pautas definidas, a sequência da série de matérias analíticas quanto à sucessão municipal no RN.

Já produzi sobre Areia Branca, Apodi, Governador Dix-sept Rosado, Mossoró e hoje de Messias Targino.

Sublinho, que as reportagens são veiculadas no portal de notícias Nominuto.com, no qual o Blog do Carlos Santos está inserido. Enfim, uma perspectiva de leitura por mais de 13 mil internautas nos dois endereços, além da repercussão noutros veículos convencionais.

Nas próximas horas-dias, ainda haverá material sobre Baraúna, Pau dos Ferros, Assu, Macau, Tibau, Caraúbas, Severiano Melo, Umarizal, Carnaubais, Natal etc. 

Trata-se de um trabalho – sem o propósito nem caráter premonitório – de contribuição ao conhecimento da sociologia política, ajudando ao debate sadio.

É só aguardar. Fique atento.

Até lá.  

Categoria(s): Comunicado do Blog
domingo - 30/12/2007 - 16:43h

Messias Targino se dividirá entre duas famílias em 2008


Em pouco mais de 45 anos de existência com o status de município, o antigo "Junco" – Messias Targino, na região do Médio Oeste, só teve como prefeito políticos com sobrenome Jales ou Targino. Sem exceção.

Para 2008, a "tabelinha" ou dicotomia parece seguir a receita do tempo.

Seu primeiro prefeito foi o senhor Joao Jales Dantas, ou "Joao Calista," como era conhecido. Foi sucedido por Osnildo Targino. 

A atual prefeita, Shirley Targino, eleita em 2004 pelo PSB, trocou de partido em plena eleiçoes de 2006, quando anunciou seu apoio ao candidato do PMDB Garibaldi Alves. O grupo adversário, comandado pelo ex-prefeito César Jales, que no primeiro turno estava com Garibaldi, mudou automaticamente de posição e passou a apoiar a candidata do PSB, Wilma Faria.

O comportamento adotado nas eleiçoes estaduais somente demonstra que os dois grupos vivem e sobrevivem dessa arenga. Sempre  prevalece o interesse familiar. Não é por acaso que ambos não "se bicam." Existem as diferenças, lógico, mas é uma estratégia para evitar o surgimento de alguma força alternativa.

Para as eleiçoes municipais do próximo ano, o cenário certamente será o mesmo: Shirley Targino enfrentará César Jales, ou um parente deste.

Em meio às especulaçoes é lembrado o atual gerente de Agricultura da Prefeitura de Mossoró, Gilberto Jales. Em 1996, ele disputou sem êxito a prefeitura de Messias Targino. O médico Hélio Jales, que foi o antecessor de Shirley, é outro hipotético concorrente da prefeita.

A grande incógnita das eleiçoes vindouras é PT. Contando com dois vereadores, o Partido dos Trabalhadores aparece como significativa força eleitoral num ambiente de características feudais e coronelistas.

Nas eleições passadas a aliança do PT foi com o PSB, então partido da atual prefeita. Mesmo com a mudança partidária da chefe de  Shirley, o vereador Genésio Pola é defensor que o partido siga apoiando à sua reeleição. Porém, seu colega "Pedro da Caern," presidente do Legislativo, lidera um grupo que defende posição diferente.

Com base na "fotografia" dessa conjuntura, é aguardar: Jales ou Targino? Messias Targino, que fica a 298km de Natal, vai decidir nas urnas.

O raquítico eleitorado de 3.456 pessoas apontará seu "senhor (a)."

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
sábado - 29/12/2007 - 23:27h

Receita de Ano Novo


Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ver,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra
birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta ou recebe mensagens? passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drumonnd de Andrade, poeta

Categoria(s): Nélter Queiroz
sábado - 29/12/2007 - 23:12h

Acredite


Quem acredita que o prefeito Eugênio Alves (PR), de Caraúbas, não será candidato à reeleição em 2008, levante o dedo. Não vale o médio. É feio. Pega mal.

Com aquele seu jeito manso, de voz pausada, Eugênio vem dizendo que só decide seu destino após a Semana Santa. Difícil é encontrar até aqui um adversário para enfrentá-lo.

O dono da vitoriosa banda de forró Saia Rodada tem um governo muito criticado, sobretudo por sua ausência contumaz da cidade, sempre priorizando seus negócios privados.

Categoria(s): Sem categoria
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
sábado - 29/12/2007 - 22:07h

Sucessão em Natal exigirá forte política de alianças


O que os números da pesquisa Certus revelam (veja abaixo), quanto à corrida à Prefeitura do Natal, podem nos oferecer elementos a várias considerações. Algumas observações são elementares.

Fica claro que ninguém tem "combustível" suficiente para empinar candidatura em faixa própria. Nem mesmo Micarla de Souza (PV), que revela bom desempenho.

No caso do deputado federal Rogério Marinho (PSB), a vontade pessoal e a visível preferência da governadora Wilma de Faria (PSB), não foram o bastante para içá-lo. Continua quase ao chão.

Ao contrário do que aconteceu em duas campanhas distintas, quando impôs suas preferências, Wilma tem dificuldades para manter o estilo de empurrar goela abaixo o que deseja. Em 1992, ela botou o engenheiro Aldo Tinoco Filho (PDT) como candidato e o fez prefeito. Da mesma forma em 2004 com o próprio Carlos Eduardo Alves (PSB), atual prefeito.

Com uma administração significativa, aprovada pela sociedade, Carlos não parece inclinado a endossar Marinho. O candidato de Wilma pode até não ser o seu. Contudo, unidos, talvez o candidato de ambos seja imbatível.

A deputada federal Fátima Bezerra (PT) aparece bem. Entretanto, sabe que é muito pouco para dobrar adversários, ainda mais num provável segundo turno.

Na oposição, o PMDB tem na pesquisa o que qualquer pessoa medianamente bem-informada sabe: o vereador Hermano Morais (PMDB) não vinga.

Agora é estranho, que na pesquisa o nome do secretário Raniere Barbosa não tenha sido colocado. Na espontânea, compreensível, visto que depende da manifestação natural do eleitor. E por que não na estimulada?

Categoria(s): Sem categoria
sábado - 29/12/2007 - 21:09h

Pesquisa a prefeito bota Micarla na frente, mas sem euforia


Com base em números do Instituto Certus, a deputada estadual Micarla de Souza (PV) é o nome da preferência majoritária dos ouvidos, à Prefeitura de Natal. Entretanto, nada que lhe dê tranquilidade.

A deputada desponta com 38,86% de intenções de votos, segundo o jornal "O Poti", que publica a sondagem (veja mais detalhes em duas matérias abaixo). O segundo lugar é do deputado estadual Luiz Almir (PSDB) com 14,29%.

Fátima Bezerra (PT), deputada federal, alcança 11,43% e tem em seu encalço os também deputados federais Rogério Marinho (PSB) com 8,57%, e João Maia (PR) garantindo5,57%.

Quanto ao vereador Hermano Morais (PMDB), sua presença é tímida na pesquisa, com 2,71%. 

Pelo menos 12,57% dos ouvidos disseram que não votariam em qualquer um dos candidatos; outros 5,43% não sabem em quem vão votar e 0,57% não responderam à indagação.

Na sondagem "espontânea", 59,71% revelaram não ter preferência. Um índice altíssimo e que mostra como não existe postulação consolidada, mesmo a de Micarla de Souza, que aparece bem também nessa metodologia.

Micarla figura com 6,71%; Luiz Almir com 4,14%; Rogério Marinho com 3,29% e Fátima Bezerra com 2,29%. Já Hermano Morais (PMDB) só obteve 0,29% e João Maia (PR) um pouco menos, com 0,14% das intenções de voto.

Outros 16,29% dos eleitores citaram outros nomes e 6,57% ainda não possui candidato.

Os dados foram coletados entre os dias 14 e 17 deste mês.

* Depois volto com mais detalhes, analisando esse cenário exposto pela pesquisa.   

Categoria(s): Sem categoria
  • Repet
sábado - 29/12/2007 - 20:42h

Pesquisa bota Rosalba em primeiro para governo em 2010


A mesma pesquisa do instituto Certus, a serviço da Prefeitura de Natal (veja matéria abaixo), reforça minha tese abaixo. Quem leva a melhor é a senadora Rosalba Ciarlini (DEM). 

Sendo marqueteiro do prefeito Carlos Eduardo Alves (PSB), não aceitaria que divulgassem essa sondagem. Na realidade, a "dianteira" de Carlos é falsa. Os números em essência são péssimos à sua hipotética pretensão de ser candidato a governador em 2010.

Num segundo cenário montado, em que Carlos Eduardo não aparece como candidato, em seu lugar é posto o atual vice-governador, Iberê Ferreira (PSB). Aí, Rosalba desponta mais ainda como nome ao governo.

A ex-senadora Rosalba Ciarlini é consegue a primeira colocação com 38,57%.

O esforçado presidente da Assembléia Legislativa, Robinson Farias (PMN), descola para um índice melhor com 15,86% e o segundo lugar. Já deputado federal João Maia (PR) empalma 10,86%. 

O vice-governador Iberê Ferreira não passou dos 5,71%.

A pesquisa revela que 23,71% dos eleitores rejeitaram os nomes apresentados e 5,14% não sabem. Apenas 0,14% optou por não responder.

* Volto já com mais enfoque numérico e analítico da pesquisa.

Aguarde.

Categoria(s): Sem categoria
sábado - 29/12/2007 - 19:24h

Rosalba reluz em pesquisa encomendada por Carlos Eduardo


O jornal dominical "O poti" está circulando desde a tarde deste sábado (29). Traz pesquisa da Certus, bancada pela Prefeitura do Natal com várias simulações.

Em uma delas, que é até parte do manchetão do impresso, o prefeito Carlos Eduardo Alves (PSB) é o primeiro lugar numa hipotética disputa ao governo estadual em 2010. Mas ao contrário do que publica o jornal, uma leitura mesmo superficial revela que a senadora Rosalba Ciarlini (DEM) é quem mais reluz.

A ex-prefeita mossoroense é a segunda colocada numa simulação de nomes, com 25,68%. Carlos obtém 40,57% da preferência. A diferença é modestíssima, levando-se em conta que Carlos é prefeito de Natal com ótima aceitação. Uma vantagem pró-prefeito de pouco menos de 15%.

Outros pré-candidatos a governador estão em posições sofríveis, apesar do universo pesquisado ser apenas Natal, onde todos possuem presença maior do que Rosalba, estreante num mandato de amplitude estadual.

O deputado estadual Robinson Faria (PMN) é o terceiro com 8,86% e o deputado federal João Maia (PR) empina 7,86%.

* Daqui a pouco trago mais detalhes sobre essa pesquisa para governador, abrangendo apenas o município de Natal.

Categoria(s): Sem categoria
sábado - 29/12/2007 - 14:50h

Esquema de segurança para Tibau é furado até nos números


A segurança pública em Tibau, a cidade-praia dos mossoroenses, oestanos, parte do Vale do Jaguaribe e sertão paraibano terá poder reforçado. Mas não se anime.

Serão destacados 50 homens, para estimativa da própria Polícia Militar de 100 mil pessoas num final de semana.

Segundo organizações internacionais que estudam a criminalidade, se exige uma relação de pelo menos um policial para cada mil pessoas. Portanto, só aí, é fácil perceber a furada do esquema.

Haverá um PM para cada dois mil banhistas, veranistas e moradores – se realmente não houver maquiagem para cima no total de PM´s anunciado.

Quem tiver um anjo da guarda, reforce o vínculo.

Categoria(s): Sem categoria
sábado - 29/12/2007 - 14:33h

Com ou sem feriadão, Blog tem acesso maciço


Ontem, uma sexta-feira (28) à porta de um feriadão, este Blog assinalou em seu contador 3.996 acessos. Até a mim surpreendente, em face do período. 

É uma renovação de ânimo e reiterado compromisso com quem me ler, até mesmo àqueles que não nutrem afeição pelo jornalista, porém se obriga à leitura diária deste endereço.

Boicotes na mídia convencional, implacavel pressão de poderosos – que vão passar como todos os outros – para o Blog não vingar, tem gerado efeitos contrários. Gosto de desafio. Se for bem difícil, melhor ainda. Minha  teimosia não é sinal de recalcitrância dialética e, sim, tenacidade.

Importante assinalar, que não tenho dúvida quanto ao maior puxador de acesso no dia passado: a série de matérias analíticas sobre a sucessão municipal mossoroense. Lembro que ela tinha sido publicada horas antes no maior portal de notícias do RN, o Nominuto.com – que chega a uma média de 10 mil acessos/dia.

De novo agradecer a você, webleitor, pelo permanente prestígio. Além, claro, aos meus significativos anunciantes.

Categoria(s): Comunicado do Blog
  • Repet
sábado - 29/12/2007 - 14:01h

Gerais… Gerais… Gerais… Gerais…


Biquini Cavadão e Forró Nela abrem o período de veraneio em Tibau neste sábado (29). O evento está marcado para o Arena Show a partir das 22h. Bom proveito.

Obrigado à leitura deste Blog a Genildo Pereira (Departamento de Imprensa do RN), Karlos Marcelo (Severiano Melo) e Toni Martins (Vale do Açu). 

Os parabéns à Fundação Potiguar, que obteve a legalização da primeira emissora de rádio com caráter comunitário de Mossoró,  FM 99.1. A outorga foi assinada no último dia 24, pelo ministro das Comunicações, jornalista Hélio Costa. A FM funciona em estrutura da fundação no bairro Nova Vida.  

Categoria(s): Sem categoria
sábado - 29/12/2007 - 00:29h

Com quem será, com quem será…


Uma aposta em evidência em Pau dos Ferros, na atualidade, é saber com quem o PMDB ficará na sucessão municipal. E aí?

O partido é uma grife forte e capaz de se constituir em adicional importante a qualquer um dos disputantes.

O prefeito Leonardo Rêgo (DEM) e o ex-prefeito Nilton Figueiredo (PP), principais contendores, sonham com o enlace. 

Até aqui, o PMDB da ex-vice-prefeita Maria Rêgo se mostra muito dividido entre esses dois amores.

Categoria(s): Sem categoria
  • Lion, Moda Masculina, de João Paulo Araújo - 11-08-15
sábado - 29/12/2007 - 00:15h

Ponto facultativo!!!???


O serviço público brasileiro continua adotando o "ponto facultativo". É uma forma velada de dizer: "Não tem expediente."

Para quê?

Por isso que vejo o Jogo do Bicho como umas das instituições mais decentes do pindorama brasileiro. Está escrito, vale.

Quanta desfaçatez!

Categoria(s): Sem categoria
sábado - 29/12/2007 - 00:12h

Nada de boca-livre


Ver dinheiro de um Alves é como descobrir o "Velo de ouro", o "Santo Graal" ou encontrar as ruínas da lendária "Atlântida."

O jornal Folha de São Paulo, em sua coluna "Painel", reforça minha tese. Veja o registro hoje:

Pagantes

Líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves receberá colegas, entre eles o primo Garibaldi Alves, presidente do Senado, na praia de Graçandu, no Rio Grande do Norte, para o Réveillon. Além do convite, quem quiser entrar terá de desembolsar R$ 100 para ganhar a pulseira de acesso. 

Nota deste Blog: Está certo, deputado. Nesses tempos bicudos, boca-livre cheira à sobra de caixa ou "Caixa Dois". Ó!! Agora o senador Garibaldi vai querer parcelar, anote.

Categoria(s): Sem categoria
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.