• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 20-09-17
terça-feira - 12/09/2017 - 19:56h
TRF5

Barros Dias segue preso à espera de outro habeas corpus


O desembargador aposentado Francisco Barros Filho, preso preventivamente no último dia 30, continuará no Comando da Polícia Militar do RN, em Natal, apesar de ter obtido hoje habeas corpus (veja AQUI), na 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), sediado em Recife-PE.

Está pendente outro pedido similar que também tramita no TRF5, mas na 3ª Turma.

Dias: outra decisão (Foto: Justiça Federal)

Trata-se do Habeas Corpus 0808593-13.2017.4.05.0000, contra a decisão da 2ª Vara Federal da Justiça Federal do RN (JFRN). Tem como relator o desembargador Federal Carlos Rebêlo Júnior.

No âmbito da Justiça Federal no RN, dois pedidos de habeas corpus dos advogados de Barros Dias foram negados pelos titulares da 2ª e 14ª Vara, respectivamente os juízes Mário Jambo e Francisco Eduardo Guimarães Farias (veja AQUI).

Operação Alcmeón

Quanto ao TRF5, a primeira investida de Barros Dias, que já integrou essa corte, foi vitoriosa. Mas sem esse segundo habeas corpus, continuará preso indeterminadamente.

Barros Dias está preso desde o último dia 30, sob a acusação de venda de sentenças judiciais e exercício irregular da advocacia. Foi alcançado pela Operação Alcemón, do Ministério Público Federal (MPF).

Hoje, na obtenção desse primeiro HC, ele teve a sustentação oral na 2ª Turma do TRF 5, do advogado André Augusto de Castro.

Veja AQUI o ofício com o TRF5 comunicando ao juiz Francisco Eduardo Guimarães Farias, a decisão do colegiado.

Aguarde mais informações sobre esse caso noutra postagem.

Leia também: Desembargador aposentado Francisco Barros Dias é levado preso à PF AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.