sábado - 03/12/2016 - 19:46h
Mossoró

Procurador da Câmara trata vereadores por “corja” e “corruptos”

Kennedy Salvador acusa os parlamentares mossoroenses de várias irregularidades e promove desafios

O procurador da Câmara Municipal de Mossoró, advogado Kennedy Salvador, pronunciou-se em redes sociais quanto à Nota de Esclarecimento emitia por 17 vereadores (veja AQUI), em relação à decisão do presidente da Casa, Jório Nogueira (PSD), de exonerar 143 cargos comissionados, sendo 126 dos gabinetes de todos os vereadores.

Em seu pronunciamento, Salvador faz sérias acusações aos vereadores, tratando-os como “pessoas sem qualificação”. Chega a afirmar que a maioria tem seus nomes “sujos” na praça e usam seus assessores para fazerem empréstimos consignados.

Kennedy: trata os vereadores locais como bandidos (Foto

Também garante que muitos dos assessores exonerados dividiam seus ganhos com os vereadores “ou qualquer pessoa indicada pelos vereadores”.

Vai mais além: “(…) a maioria sequer sabe onde é a Câmara Municipal; os seus contra-cheques são controlados pelos Chefes de Gabinetes; que na maioria dos casos retém os cartões das contas dos assessores e só lhes repassam um “trocado”, no final do mês, o conhecido ‘cala a boca!’, você não trabalha mesmo!”

Para Kennedy Salvador, os vereadores são na verdade uma “corja”, além de suplementar sua definição com uma catilinária ainda mais pesada: “São uns incompetentes; corruptos; urubus do dinheiro público; mal acostumados com o ciclo de sacanagem que sempre vigeu na Câmara Municipal de Mossoró, e por revolta porque tal ciclo nojento e vicioso foi quebrado; sem argumentos e usando de artifícios próprios de “gentalhas” sem formação profissional ou moral, atingir a vida individual das pessoas.”

Veja a “Nota de Esclarecimento” de Kennedy Salvador abaixo, na íntegra, sem qualquer tipo de edição, revisão, corte etc.:

A correria do dia só me permitiu ver a nota dos Vereadores de Mossoró hoje sobre as exonerações dos Cargos Comissionados da Câmara Municipal, e, ao lê-la, fiquei surpreso com o a cara-de-pau deles, e uma situação me ocorreu: Me deram a oportunidade de vir a público me manifestar sobre a mesma, uma vez que fui citado; me obrigaram a fazer o que já tinha prometido a mim mesmo que não mais faria: perder meu tempo “batendo boca” em redes sociais, principalmente com pessoas sem qualificação para tanto.E esta oportunidade A mim concedida me induz a fazer alguns questionamentos;

01 – Quem são os 126 HOMENS E MULHERES, TRABALHADORES, QUE SE ESFORÇAM PARA SERVIR A MOSSORÓ, citados na Nota de Repúdio?;

02 – Qual o respaldo Moral que os subscritores da Nota tem pra repudiar alguma coisa?;

03 – Quem dos subscritores da Nota tomaria medida diferente diante da real situação orçamentária da Câmara Municipal?;

Antes de responder as indagações acima quero deixar claro o seguinte: respeito qualquer questionamento em relação ao cargo do qual fui imbuído em janeiro de 2015, porém em relação a minha vida pessoal e profissional, qualquer tentativa de vincular ao cargo será devidamente apurada, e, acionados os responsáveis civil e criminalmente por seus atos, bem como dizer que a minha presença diária na Câmara, cumprindo o expediente diário das 07:00 – 13:00 horas durante todo este período, e, na maioria das vezes além disso, não foram de forma gratuita ou por mero altruísmo, mas sim para fazer valer o que recebia com dinheiro público, além de traçar ( a nível pessoal) o perfil dos integrantes daquela Casa, o que me foi de grande valia; me respaldou a falar/afirmar e provar documentalmente as minhas respostas aos questionamentos acima.

Estranhamente os Vereadores somente foram solidários aos seus Assessores, e por que não com todos os servidores exonerados? Ou os outros servidores exonerados não são trabalhadores e não tem famílias? Sabe por quê?

Porque os outros exonerados não fazem empréstimos consignados em seus nomes e passam o dinheiro para os Vereadores, que na maioria deles tem seus nomes “sujos” na praça e usam seus assessores para tanto; Porque os outros exonerados não dividem seus rendimentos com os Vereadores ou com outra pessoa qualquer indicada pelo Vereador;

E vocês sabem por que os assessores não “batem ponto”? Porque simplesmente a maioria sequer sabe onde é a Câmara Municipal; Os seus contra-cheques são controlados pelos Chefes de Gabinetes; que na maioria dos casos retém os cartões das contas dos assessores e só lhes repassam um “trocado”, no final do mês, o conhecido “cala a boca!”, você não trabalha mesmo!

São estes senhores Vereadores os “126 HOMENS E MULHERES, TRABALHADORES, QUE SE ESFORÇAM PARA SERVIR A MOSSORÓ” ou para servir aos senhores?

Antes da exoneração foi esclarecido aos Ilustres Vereadores que o repasse de despesas para a gestão seguinte sem disponibilidade orçamentária contrariava a Legislação pertinente, e que para tanto, caso resolvessem adotar tal medida para garantir o emprego de “TAIS TRABALHADORES” a decisão fosse tomada por ATO DA MESA DIRETORA e chancelada por todos os Vereadores, inclusive publicado na mídia local.

Algum Vereador assinou? Não! E sabe por quê? Porque esta “corja”, é isto que são, só se preocupam consigo mesmos, ou seja, quem não garantiu o salário do mês de Dezembro aos seus “TRABALHADORES FANTASMAS” foram os próprios Vereadores que subscrevera a Nota de Repúdio.

E graças a Deus que vocês não assinaram, perderam a oportunidade de garantir suas vantagens fraudulentas, sem qualquer responsabilização fiscal, uma vez que a pratica do ato somente incriminaria o Gestor da Casa e solidariamente os Membros da Mesa Diretora, mas são tão incompetentes e mal assessorados que nem sabiam que em nada se responsabilizariam.

São uns incompetentes; corruptos; urubus do dinheiro público; mal acostumados com o ciclo de sacanagem que sempre vigeu na Câmara Municipal de Mossoró, e por revolta porque tal ciclo nojento e vicioso foi quebrado; sem argumentos e usando de artifícios próprios de “gentalhas” sem formação profissional ou moral, atingir a vida individual das pessoas.

Desafio qualquer desses subscritores da referida “Nota de Repudio”, ou quem quer que seja a apresentar alguma irregularidade cometida por este subscritor objetivando proveito próprio, utilizando-se do cargo ocupado, como disseram. E, se quiserem me desafiar para fazer o mesmo em relação aos “senhores” façam o mesmo.

Quero deixar claro que as afirmações acima, referem-se, unicamente aos Cargos dos referenciados, nada contra a pessoa de quem quer que seja, trata-se somente de uma resposta à forma maliciosa como se utilizaram na referida nota tentando atingir a imagem de pessoas que relação nenhuma tem com as questões administrativas.

Coloco-me à disposição desde já para os questionamentos que entendam necessários civil e criminalmente, obviamente respeitando os meios legais a que todos temos acesso.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política

Comentários

  1. rraimundo nonato sobrinho diz:

    Já ouvi alguém dizer que em política tudo pode. Não concordo.
    Também já senti o fedor de muita lama podre na CMM.
    Mais cada dia o fedor da fosse aberta no Cento da cidade aumenta.
    Quando se pensa que já vimos tudo na CMM, aparece mais essa.
    Aonde vamos chegar.
    SUJOS E SEM LEI.

  2. João Claudio diz:

    Chuva de balas mudou de data e local. Agora é em dezembro e próximo a Catedral.

    A impressão que se tem, é que os edis tentaram enrabar o procurador, ele não gostou, tá irado, fumando numa quenga, atirando para todos os lados e em todo mundo.

    Inclusive, com grande possibilidade de uma das balas acertar o sino da Catedral. ♫ Bléééééém…

    Armaria! Acuda, Santa Luzia.

  3. Francisco diz:

    “Coloco-me à disposição desde já para os questionamentos que entendam necessários civil e criminalmente” O MINISTÉRIO PÚBLICO sente-se provocado ??? ou não ??????????

  4. Gilvandro Alves diz:

    Nenhuma novidade nas declarações do Procurador da Câmara Municipal de Mossoró. Ele se refere às falcatruas cometidas pelos vereadores da referida câmara, mas poderia com toda certeza se referir à Assembléia Legislativa do RN, pois o modus operandi dos deputados se locupletarem com o dinheiro público é o mesmo adotado pelos edis mossoroenses. Que outras autoridades venham a imprensa e a mídia, para esclarecer ao povo como é surrupiado o dinheiro público, pois a transparência com a utilização do dinheiro público há muito tempo já está na lei.

  5. Inácio Augusto de Almeida diz:

    “São uns incompetentes; corruptos; urubus do dinheiro público; mal acostumados com o ciclo de sacanagem que sempre vigeu na Câmara Municipal de Mossoró, e por revolta porque tal ciclo nojento e vicioso foi quebrado; sem argumentos e usando de artifícios próprios de “gentalhas” sem formação profissional ou moral, atingir a vida individual das pessoas.”
    E agora, não vão abrir BO contra o procurador?
    Colocaram polícia na minha porta para entrega de citação ou coisa parecida, depois nem compareceram no dia marcado para o delgado ouvir as duas partes. MOLECAGEM foi o que fizeram comigo e traumatizaram minha filha que até hoje não pode ouvir a campainha tocar que fica a me perguntar se é a polícia.
    TUDO ISTO SÓ ACONTECE PORQUE O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE NÃO JULGA OS RECURSOS SAL GROSSO.
    Por que o TJRN não julga estes recursos? Que força tão grande segura o julgamento destes recursos?
    E enquanto os recursos não são julgados CONDENADOS ficam afrontando cidadãos de conduta ilibada por estarem certos da IMPUNIDADE.
    Não é possível que todas estas denúncias feitas por este procurador passem em branca nuvens.
    MOSSORÓ SE NÃO EXISTISSE PRECISARIA SER INVENTADA.
    ///
    QUANDO O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE VAI JULGAR OS RECURSOS SAL GROSSO?
    ATÉ QUANDO TEREMOS QUE TOLERAR TANTO DEBOCHE E AFRONTA DE CONDENADOS POR PRÁTICA DE IMPROBIDADE? ATÉ QUANDO A IMPUNIDADE VAI IMPERAR NO RIO GRANDE DO NORTE?

  6. Chagas Nascimento diz:

    Acusações gravíssimas… Com a palavra os Srs. Vereadores citados!!!

  7. Amorim diz:

    O triste disto tudo é a verdade!

  8. Idaiany Priscilla diz:

    Infelizmente temos que conviver com essa corja de ladrões,corruptos do dinheiro público. Enquanto tiver a cultura do “arrumadinho”vai ser sempre assim, é triste uma pessoa precisar de um serviço público e o mesmo ñ ter condições d atender porque o dinheiro esta sendo desviado p bancar o luxo d algum assessor desses vermes. O pior é que ñ existe justiça, daqui a 4 anos esse povo vai ser eleitos de novo, e vão criar mais cargos comissionados para poder desviar mais dinheiro que deveria ser investido para bem do cidadão.

  9. Inácio Augusto de Almeida diz:

    NADA PODRE CONSEGUE SE MANTER.
    Inácio Augusto de Almeida
    ///
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS APÓS A PASSAGEM DO HALLEY EM 2061?
    SE OS RECURSOS SAL GROSSO JÁ TIVESSEM SIDO JULGADOS MUITO DO QUE ESTÁ ACONTECENDO E ENVERGONHANDO A CIDADE TERIA SIDO EVITADO. POR QUE NÃO JULGAM SAL GROSSO?

  10. francisco diz:

    Olha gente, e eles ainda dizem que ali é a casa do povo arre, que povo o povo dessa corja como disse Kennedy. Pense numa turma asquerosa essa turma da CMM. Com raras exceções. Um abraço.

  11. Manoel diz:

    O sujo falando do mal lavado…que briga boa para o MP intervir….

  12. JOÃO COSTA diz:

    Está tudo contaminado!!

    Enquanto os interesses pessoais forem maior que o interesse coletivo, nada, reitero, nada mudará.

    RENOVAÇÃO GERAL!!!!

  13. Francy Granjeiro diz:

    Toda essa ratazana na CMM,143 cargos comissionados, sendo 126 dos gabinetes de todos os vereadores?
    Adorei o texto acima e Mossoró deve ter gostado também de saber das falcatruas que existe na CMM.Penso eu que o povo não sabia.
    Até eu to pasma de queixo caido com o texto.
    E MP não sabia de nada?
    Quem lembra qdo o prefeito FJJ foi alvo de investigação pelo MP?
    Pois então? Porque a 11ª Promotoria de Justiça da Comarca de Mossoró, NÃO instaura o Inquérito contra essas ratazaz do dinheirom público ou os vereadores ressarcirem o $$$$$$ indevido?????
    Ó coitado!!
    Nossos vereadores são muito bem remunerados para não fazerem nada

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.