• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 14-11-17
terça-feira - 16/06/2015 - 21:41h
Audiência pública

Reitor garante que Uern fez sua parte com austeridade


O Blog Carlos Santos conversou com o reitor da Universidade do Estado do RN (UERN), Pedro Fernandes Neto, após realização de audiência pública na Assembleia Legislativa, que tratou da busca de solução para fim da greve na instituição.

À saída da sede da AL, Pedro desabafou: “Fizemos tudo que foi possível, realizamos consideráveis cortes, imprimimos austeridade e redução de custeio. Botei a corda no pescoço e agora estão puxando”.

Segundo ele, há uma campanha de desinformação que procura satanizar a Uern. A instituição prova sua importância com presença em quase todo o estado.

Federalização

Em sua fala na audiência, o reitor fez uma abordagem sobre o Ensino Superior Nacional e citou a Lei de Diretrizes Básicas (LDB), dentre outras legislações que asseguram a legitimidade das Universidades Estaduais. “Muitos insistem na federalização, mas essa é uma discussão vencida”, ressaltou o Reitor Pedro Fernandes.

Sobre a negociação salarial, Pedro Fernandes assegurou que o reajuste de 12,035%, referente à primeira parcela do acordo salarial, não ultrapassa o orçamento da Uern para 2015. “Temos mantido um diálogo aberto e franco com o Governo do Estado.

Adotando uma política de austeridade, a UERN vem diminuindo seu custo com ações concretas. Foram reduzidos 7 dos 12 aluguéis mantidos anteriormente. Além disso, com a adesão ao SiSU, a Universidade não terá gastos para a realização de um novo processo seletivo, mas passará a receber recursos que serão investidos na assistência estudantil.

Categoria(s): Educação / Política

Comentários

  1. Carlos Andre diz:

    O pior cego é aquele que não quer enchergar, no tempo de vacas gordas a crise na UERN era por falta de interesse do governo, argumento que concordo, e hj o problema é falta de interesse e falta de dinheiro, mais o que vejo é que na boca do reitor parece estar tudo resolvido, mais o problema é que, os problemas persistem.

    Não entendo porque repassar a instituição UERN para a esfera de poder mais “baludinha”, gera tanta repulsa na docencia da uern, pq será?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.