• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 14-11-17
sexta-feira - 02/12/2016 - 03:20h
Prefeitura de Mossoró

Saúde é quebra-cabeça difícil para a “Rosa”


A Saúde é ponto nevrálgico para o futuro Governo Rosalba Ciarlini (PSD). Tem sido para Francisco José Júnior (PSD), a quem sucederá.

Desmontar parte do que existe, para enxugar despesas, não é exatamente a fórmula pensada até aqui.

A “Rosa” talvez encontre mais dificuldades do que o previsto, até mesmo para escolher um titular para essa pasta.

Por isso, não é estranha sua visita “inesperada” quarta-feira (30) ao secretário da Saúde da Prefeitura do Natal, Luiz Roberto Fonseca (veja AQUI).

Ele foi um dos secretários da Saúde dela no Governo do Estado.

Acompanhe o Blog também pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Saúde

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    IMAGINE EDUCAÇÃO.
    ////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS APÓS A PASSAGEM DO COMETA HALLEY EM 2061?

  2. MarcosP Tavares diz:

    Mas não tem 80 mil pra criar uma agência pra da emprego a político desempregado q vai virar Zé ninguém?? Onde tá a crise? Primeira Rosalba tem q acabar essa palhaçada de pagar os funcionários atrasado pq na saúde o povo só trabalha sendo precionado pelo povo,tem q aturar o complexo de Deus dos médicos,muitos arrogantes,falta de tudo. Segurança não tem. O povo ja ganha uma mixaria e ainda atrasado. O que em Mossoró é um político ” macho” q queira resolver. Tô orando pra a polícia federal prenda alguém aqui pra sair no fantástico. Tá demorando.

  3. Marcos Pinto. diz:

    A Rosa de Hiroshima de Mossoró tem um catastrófico perfil como gestora como sinalizador de que terá mais uma desastrosa e incompetente gestão. Criou o Hospital da Mulher, onde foram surrupiados 12 milhões de reais, o que contribuiu para o seu fechamento. Jactava-se de ter trazido a Itagrês/Porcelanati para Mossoró e que a mesma daria a oferta de 1.500 empregos, tendo caído no ridículo com a oferta de apenas 150 empregos, com o fraco funcionamento de apenas 30% de sua capacidade de produção – também fechou suas portas. O Teatro Lauro Monte passou os 4 desastrosos anos de sua gestão como governadora com tapumes à frente do prédio, coisa que continua até hoje. O Hospital Regional Tarcísio Maia teve apenas o alicerce feito pela Rosa de Hiroshima mossoroense, do que seriam nove apartamentos para pacientes, sendo certo que a magnânima Maçonaria mossoroense encampou essa luta e construiu e entregou todos os apartamentos totalmente equipados. Ainda, durante sua gestão, o Hospital da Policia Militar em Mossoró fechou suas portas. Então, o que esperar de uma incompetente gestora com esse aterrador perfil ???. Vade retro !.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.