• Vale Norte - Nativa Comunicação - 2º Banner - 14-11-17
terça-feira - 22/08/2017 - 17:02h
Mossoró

Aplicação milionária do Previ é negócio fora de controle


Eliete foi entrevistada hoje por Saulo Vale (Foto: cedida)

Os parcelamentos das dívidas do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ-Mossoró) e a aplicação de R$ 7 milhões em fundos imobiliários de São Paulo foram feitos sem o conhecimento do Conselho dessa autarquia. A afirmação foi feita pela presidente do Conselho, Eliete Vieira, em entrevista hoje ao Jornal da Tarde, apresentado pelo jornalista Saulo Vale (Rádio Rural de Mossoró).

“A gente tomou conhecimento dessa aplicação através do atual presidente do Instituto [Elviro Rebouças]. Essas informações não foram passadas ao Conselho. Foram feitas à revelia. Eles tiraram esse dinheiro de contas fixas, seguras, e colocaram esse investimento em um fundo que tem apenas dois clientes, sendo o Previ o principal”, afirmou.

Essa movimentação ocorreu no último dia útil do exercício de 2016 (29 de dezembro), na gestão do prefeito Francisco José Júnior (PSD) e do presidente do Previ, nomeado por ele, advogado Abraão Dutra Dantas.

Pareceres foram contrários à negociação

Ainda segundo Eliete Vieira, técnicos do Previ e do Instituto Lema, empresa terceirizada que presta serviço de consultoria à autarquia, deram pareceres contrários à aplicação, na época.

Questionada se a aplicação pode ser lucrativa, Eliete afirmou: “Pode ser lucrativo se consolidar como um investimento que venha a lucrar. O que temos hoje é dúvida e receio que esse dinheiro não retorne para a Previ, porque é um investidor novo, que está investindo em uma construção”, acrescentou.

“O que foi feito, foi feito de má-fé e nós não tivemos conhecimento antes, somente depois”, criticou.

À semana passada, em entrevista ao mesmo programa, Elviro Rebouças adiantou que o Previ encaminhou ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ao Ministério Público do RN (MPRN), documentos que tratam dessa e de outras operações temerárias.

Até aqui, o ex-prefeito e o ex-presidente do Previ fazem voto de “silêncio”.

Veja segunda parte dessa entrevista na postagem adiante.

Leia também: Previ admite investimento milionário e de alto risco AQUI;

Leia também: Previ teve grande prejuízo e sem ouvir conselheiros AQUI.

Nota do Blog – Pelo visto, o Conselho do Previ-Mossoró não passa de  um “puxadinho” do Palácio da Resistência, sede da prefeitura. Foi e continua sendo. Não “apita” nada.

Milhões e milhões são movimentados a bel prazer dos inquilinos do poder e seus imediatos no Previ-Mossoró. Na Câmara Municipal, a ladainha é a mesma.

Pobres aposentados e pensionistas…

Mossoró é realmente uma terra sem lei.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. RAIMUNDO NONATO SOBRINHO diz:

    EU NÃO TENHO DÚVIDAS: SILVEIRA E TODOS SEUS ALIADOS DEVEM IR PRA CADEIA. HOJE MESMO EU ESTIVE NO MP PEDINDO PROVIDÊNCIAS. SÓ ESPERO QUE DESTA VEZ SE A DENÚNCIA QUE FIZ E PEDI APURAÇÃO DOS FATOS NÃO CAI NAS NÃO DE JUÍZES ENGAVETADOR E QUE DEPOIS DE UMA DÉCADA ARRUME UMA DESCULPA E ASSINE UMA PEDIDO DE SUSPEIÇÃO. ESTA CIDADE ESTÁ CHEIA DE LADRÕES E A CULPA É DA JUSTIÇA QUE PASSA UMA DÉCADA PARA TOMAR UMA DECISÃO. EU TENHO UM PROCESSO AQUI NA MINHA MÃO QUE PROVA O QUE ESTOU AFIRMANDO. INDIGNADO.

  2. RAIMUNDO NONATO SOBRINHO diz:

    EM 20 ANOS PERDI TODAS AS GUERRAS QUE ENFRENTEI CONTRA A CORRUPÇÃO, E QUEM PENSAR QUE DESISTI ESTÁ ENGANADO. ENQUANTO EU SUSPIRAR ESTAREI COMBATENDO OS CORRUPTOS.

    • Inácio Augusto de Almeida diz:

      Console-se, Raimundo Nonato Sobrinho.
      Pior foi o Coronel Aureliano Buendia que participou de 32 guerras civis e perdeu todas.
      Passe a publicar as denúncias que fez, faz e fará.
      Alardeie, divulgue, grite, torne-se repetitivo e as suas denúncias serão apuradas.
      O segredo da cascata é que ela não para de jorrar.
      Torne-se uma cascata. Ninguém segura uma cascata.
      E não se importe de ser chamado de invejoso, doido, ultrapassado.
      Disse a Madre Teresa de Calcutá:
      AQUELE QUE DESEJA FAZER O BEM DEVE SE PREPARAR PARA O SOFRIMENTO.
      ///////
      OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS A QUALQUER INSTANTE. TEREMOS DELAÇÃO PREMIADA?

  3. RAIMUNDO NONATO SOBRINHO diz:

    TRISTE E COMPROVAR QUE MUITOS CORRUPTOS QUE APOIARAM SILVEIRA ESTÃO COM ROSALBA COMO SE BADA TIVESSE ACONTECIDO. E COMO ELA É FARINHA DO MESMO SACO CONCORDA E ACEITA ESSES VAGABUNDOS DO SEU LADO.

  4. Marcos Pinto. diz:

    Repito: Que seja aberta essa instigante Caixa-Preta do erário público municipal. O povo mossoroense merece a atenção e o respeito do Ministério Público de Defesa do Patrimônio Público.

  5. Carlos André diz:

    Essa bola eu cantei em verso e prosa.

    Tempos difíceis vivemos hj, de roubalheira a vagabundagem, mas o pior ainda está vir!!!

  6. Vicente diz:

    Essa informação é muito, mas muito séria. Meteram a mão nos recursos descontados dos salários dos servidores. A criação da PREVI em Mossoró veio em um momento em que quase todos os regimes próprios municipais e estaduais do Brasil já estavam em bancarrota. Foi uma enorme irresponsabilidade que serviu aos interesses de alguns poucos. Agora vem a baila algo que ultrapassa a mera irresponsabilidade. Furto mesmo. Precisamos dos nomes dos envolvidos. Essas pessoas precisam ser presas.

  7. Inácio Augusto de Almeida diz:

    “Eles tiraram esse dinheiro de contas fixas, seguras, e colocaram esse investimento em um fundo que tem apenas dois clientes, sendo o Previ o principal”, afirmou.”
    Essa movimentação ocorreu no último dia útil do exercício de 2016 (29 de dezembro), na gestão do prefeito Francisco José Júnior (PSD) e do presidente do Previ, nomeado por ele, advogado Abraão Dutra Dantas.
    Aplicação nestes fundos sempre terminam com o dinheiro virando pó. Duvido que os R$ 7 milhões possam ser ressarcidos ao Previ Mossoró. E não podem porque NÃO mais existem. Parte deste dinheiro já virou pó.
    Ninguém faz um negócio maluco como este por ser idiota. Prova disto é que nem o Silveira nem o Abraão investiram um só centavo dos seus próprios recursos neste fundo que antes nunca tinham ouvido falar.
    Se o negócio fosse tão bom, claro que eles teriam aplicado as suas economias no fundo.
    O resultado de tudo isto:
    Esquecimento. E como consequência do esquecimento, Silveira se candidatando em 2018 e Abraão continuando a exercer cargo de confiança no governo Robinson Faria.
    Os segurados da Previ-Mossoró? Estes sofrerão achatamento nas aposentadorias a que têm direito por falta de recursos da previdência municipal para honrar os compromissos com os seus segurados.
    Não entendo os funcionários municipais, os grandes prejudicados neste imbróglio, ainda não terem realizado uma grande manifestação exigindo providências do MP e o afastamento do cargo de confiança ocupado no DETRAN por um dos envolvidos nesta nebulosa transação.
    O que não acontecer em Mossoró não acontece em lugar nenhum do mundo.
    ////
    OS RECURSOS SAL GROSSO SERÃO JULGADOS A QUALQUER MOMENTO.

  8. Amorim diz:

    Amigos?

  9. luiz gregorio de melo diz:

    isso nao da em nada pra vcs ver temos sandra 9 anos de cadeia isabel 5 anos de cadeia manuel 5anos de cadeia todos condenado e tai a vergonha todos no pader

  10. luiz gregorio de melo diz:

    esses q fizero um ronbo na previ tao todos com cargo bom veriador e chafe do derran agora quero ver se tem juiz q bula com esse povo protegido pelo rosados eu duvido nao da em nada ja disse

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.